Técnicos das Forças Armadas fazem desinfecção do Legislativo Potiguar

Trinta técnicos das Forças Armadas que atuam no Rio Grande do Norte e na Paraíba – Comando do 3º Distrito Naval; Exército Brasileiro (7ª Brigada de Infantaria Motorizada) e Força Aérea Brasileira (ALA 10) – iniciaram a desinfecção do Legislativo Potiguar nesta segunda-feira (1) no combate ao novo coronavírus.

O processo de sanitização contempla ações de higienização e eliminação do vírus, responsável pela pandemia da Covid-19. A ação foi iniciada no espaço do Plenário legislativo, no Palácio José Augusto, área de intensa circulação de deputados estaduais, servidores e população que acompanha o legislativo nas galerias.

As áreas comuns como elevadores, corredores e de grande fluxo de pessoas como o auditório Cortez Pereira onde ocorrem as audiências públicas; o Memorial do Legislativo Potiguar; as salas de reunião; o Salão Nobre; o espaço da imprensa e área das Comissões que estavam em obras também serão desinfectadas.

A sanitização é feita na descontaminação de ambientes, material e pessoal, principalmente nas superfícies, paredes, teto, pisos e mobiliário de uso comum, como preconiza as autoridades em vigilância sanitária e saúde.

Sob coordenação da equipe do legislativo, os técnicos também farão a desinfecção dos 24 gabinetes parlamentares, em razão do acometimento da doença por servidores e também, parlamentares.

O atual prédio da Assembleia possui quatro andares compostos por: garagem com estacionamento; térreo onde estão os gabinetes; primeiro andar de uso do público externo como Salão Nobre e auditório; salas da administração e também com uso parlamentar como o Plenário. O segundo andar contempla salas também ocupadas por servidores da Casa e espaços para receber a população como o Memorial do Legislativo, a área das Comissões e ainda de uso comum como o restaurante e outros.

Seguindo as regras sanitárias preconizadas pelas autoridades de saúde em todo o mundo, o trabalho de desinfecção é feito em áreas proibidas de circulação de pessoas, em razão da aplicação dos produtos químicos de forma segura pela equipe das forças armadas. Por este motivo, a ALRN permanece com atividades suspensas essa semana.

O processo de desinfecção conta com militares das Forças Armadas, habilitados para a descontaminação de ambientes, material e pessoal, em Estágios de Capacitação ministrados pela Equipe de Resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR) do Comando do 3º Distrito Naval.

A meta é higienizar superfícies e áreas comuns onde ocorre circulação de pessoas, impedindo contaminações e eliminando a proliferação do novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19 que já vitimou quase 380 mil pessoas em todo o mundo.