Anel Viário de Natal é maior estrutura rodoviária dos últimos 10 anos do RN

O anel viário da grande Natal, com acesso ao Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, é composto por dois trajetos: na parte Sul e na Norte. Como o nome diz, vai ser uma estrutura rodoviária ao redor de Natal, que será a segunda capital do país – ao lado de São Paulo – a ter uma estrutura do tipo.

Sobre o trecho entregue hoje, o diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagens, General Ernesto Fraxe, afirmou que trata-se de uma autopista. “Não fica a desejar quando comparada com nenhuma pista de São Paulo. Para vocês terem uma ideia, se gasta até menos que o estimado: apenas oito minutos daqui ao aeroporto”.

Pelo acesso Sul, o anel viário funciona da seguinte forma: toma-se a rota de Parnamirim em direção à Macaíba. Entra na reta Tabajara, ou seja, na BR-304, e logo o após o posto da Policia Rodoviária Federal tem-se um jogo de semáforos onde existe um acesso à direita com pista duplicada até o girador da entrada ao aeroporto.

Na Zona Norte da capital, as obras do Anel Viário consistem na construção de viadutos, corredores de ônibus, calçadas, ciclovias e alargamento de avenidas.