Atenção prefeitos! Troquem a tesoura por uma boa equipe de contabilidade

Sabe qual o grande segredo (ou o mais ridículo) para um desastre administrativo em um município? Não saber onde investir os recursos. A Prefeitura Municipal é uma máquina muito simples do ponto de vista geral. Entra recursos (receita), mas também existe uma demanda de gastos (despesas). Equilibrar isso é fundamental. É matemática básica.

É muito comum observar prefeitos anunciarem grandes cortes financeiros, o que pode comprometer os serviços públicos, inclusive nesse momento em que as gestões precisam de contratações de pessoal. Muitas vezes a tesoura não é a melhor medida para um gestão.

Saber como gastar e onde gastar é fundamental. Para isso, uma boa equipe de contabilidade. Saber quanto tem disponível, quando pode melhorar a receita, incrementar estratégias para buscar recursos e atrair investimentos é um bom começo. Lógico, o momento é de queda das receitas, mas saber ou prevê esse sobe e desce dos números é muito mais importante que lamentar a crise.

Sabendo isso, o prefeito precisa planejar. Saber como gastar é o que faz a gestão ter fôlego para esse momento de resseção da economia brasileira. As prefeituras precisam fazer parcerias e buscar na união entre sociedade e poder público um meio para promover a cidadania e a boa gestão.

Enquanto os gestores se comportarem como reis absolutistas, não sairemos dessa ridícula situação de caos administrativo, como foi observado no quadriênio de 2013-2016. A maioria das prefeituras do Trairi viveram uma crise pela irresponsabilidade de seus gestores. Se transformaram em administradores de folha de pagamento, escravos da falta de controle do orçamento público e reféns dos compromissos politiqueiros.

Fica a esperança de que as novas gestões sejam comandadas por equipes que aprenderam com o desastre dos seus adversários, quando a grande maioria no Trairi irá assumir gestões mal avaliadas. Resultado de prefeitos que esperavam um “mar de rosas” e esqueceram do básico: administrar.

Parece sonho, mas isso é apenas o óbvio. Vamos acompanhar e fiscalizar.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPosse de Keka em São Bento do Trairi foi envolvida de esperança
Artigo seguintePrefeito Keka vai ceder drone para uso da Polícia Militar
Wallace Maxsuel de Azevedo, 31 anos, graduado em Jornalismo pela Universidade Potiguar (UnP), atua na comunicação desde 2006. Além dos veículos de imprensa também foi diretor de órgãos públicos e Secretário Municipal. Integrante da Pastoral da Comunicação (PASCOM) de Santa Cruz, e membro dedicado da comunicação Católica no RN. Criou o Blog do Wallace em junho de 2009, possibilitando para a região do Trairi um espaço virtual de qualidade e credibilidade. Fotógrafo amador, flamenguista e casado.