Câmara Municipal de Santa Cruz realiza última sessão da atual legislatura

Com todas as obrigações cumpridas, a Câmara Municipal de Santa Cruz terá o seu último encontro nesta legislatura, que começou em 1º de janeiro de 2017 e foi uma das mais agitadas da história do município.

As marcas dessa legislatura começam na proporção entre oposição e situação, em embates travados, matérias polêmicas e as cassações que deixaram a legislatura anterior no “chinelo”. No final de novembro de 2018, seis vereadores e um suplente tiveram seus direitos políticos cassados, o que mudou toda a configuração da casa legislativa.

Nova mesa diretora, novas bancadas, nova proporção governista e partidária, novas comissões internas e muitos novos embates. Dois presidentes da Câmara, eleitos na nova eleição da mesa diretora, foram também prefeitos interinos da cidade antes da posse do prefeito eleito em pleito suplementar. Mas, em 2019, mais uma cassação, do vereador Edmilson Silva, o que mexeu mais uma vez na composição da casa, esquentando mais ainda os debates.

A legislatura terminou também com um novo regimento interno e um saldo de polêmicas jamais visto, que poderá aumentar com a chegada de mais vereadores para a nova legislatura.

A partir de 1º de janeiro de 2021 serão 13 vereadores, conforme a legislação permite pelo quantitativo populacional de Santa Cruz. O plenário já foi preparado para a chegada de mais quatro vagas, que ainda será definido pela nova mesa o formato dos encontros, que será em plena pandemia.

Nesta última sessão plenária, o encontro dos vereadores será presencial e com transmissão ao vivo pelas redes sociais do poder legislativo. Despedidas sem abraços, para alguns a continuidade. Já para outros vereadores será o gosto amargo do fim do mandato, com muitas respostas que as urnas lhe deram.

Agora fica a saudade… Au revoir chers amis!