Campus IFRN Santa Cruz tem aluno premiado internacionalmente

Uma competição científica no México levou os jovens Pedro Cardoso, Macial Freire Filho e Alex Bruno da Paz Silva, alunos do IFRN, para uma jornada apreensiva na proposta de inovação, envolvendo as teorias de sala de aula com a praticidade em desenvolver projetos no espaço educativo.

Na última sexta-feira (24), os estudantes potiguares embarcaram para o México e participaram da Informatrix Latinoamérica, uma competição científica, e hoje (29), dia da premiação conquistaram posições importantes para o IFRN. Pedro e Macial, do Campus Natal-Zona Norte, conquistaram o ouro superior, o prêmio máximo, enquanto Alex, do Campus Santa Cruz, vai trazer o bronze para a região Trairi.

Os trabalhos do IFRN disputaram a categoria robótica. Os estudantes do Campus Natal-Zona Norte desenvolveram o CAPA – Colchão de Auxílio a Pacientes Acamados. Alex Bruno, do Campus Santa Cruz, desenvolveu o projeto “Energia do Sertão. O objetivo é ajudar famílias carentes das zonas rurais nordestinas ainda não beneficiadas por companhias elétricas ou, para as já atendidas por essas companhias, diminuir a fatura mensal da tarifa de energia. A iniciativa é um sistema híbrido que utiliza energia eólica e solar.

O depoimento do estudante Alex Bruno para o Portal da instituição revela a animação para com a competição. “O IFRN é uma casa que apresenta o mundo a nós estudantes. Estou em outro país, conhecendo outra cultura, novas pessoas e podendo receber mais contribuições para o meu trabalho”. Esse trabalho foi credenciado no Campus Santa Cruz, em setembro de 2016, conquistando o ouro na edição brasileira da Infomatrix, na etapa em Lages, Santa Catarina.

O projeto “Energia do Sertão – microgeração de energia em casas da zona rural nordestina”, que conquistou medalha de ouro e foi credenciado para a Infomatrix Latinoamerica, que consiste na implementação de uma unidade de micro geração de energia fotovoltaica e eólica com o fim de fornecer energia elétrica para casas que não são atendidas pelas redes concessionárias de energia. Também, para famílias das zonas rurais que têm dificuldade no pagamento da conta no final do mês. A circuitaria utilizada para implementar a unidade de microgeração é proveniente de lixo eletrônico, minimizando o custo do projeto e contribuindo para a diminuição do crescimento do lixo. O projeto foi orientado pelos professores João Teixeira e Salomão Sávio. Durante a competição em Lajes, os estudantes foram acompanhados pelo professor Luis Araújo, de Mecânica.

O fruto dessa jornada científica e educacional foi concluída com uma belíssima premiação internacional, mostrando os bons frutos resultantes do trabalho do Campus Santa Cruz. Alex é natural de Currais Novos, mas mora na cidade de Japi, na região Trairi, que integra a área atendida pelo IFRN Santa Cruz.