Fernanda Costa abre ano legislativo com uma mensagem dura contra oposição

Se existe algo para destacar da leitura da Mensagem Anual do Executivo santa-cruzense ao Legislativo, na sessão solene de abertura do ano legislativo, foi a dura mensagem que Fernanda Costa passou para a oposição. Desde a leitura de 2012, quando o ex-prefeito Péricles Rocha insinuou forças políticas que tentavam minar as ações de seu governo, uma mensagem do gestor municipal não era tão polêmica.

Fernanda iniciou suas palavras lembrando que foi eleita prefeita para governar para aliados e adversários. “Não identifico adversários ou críticos, ouço as ruas com atenção e respeito, sou fiel ao compromisso que assumo, mas não me furto a necessidade de dizer alguns nãos”, disse a prefeita.

Mas o seu discurso inicial levantou a plateia, que em sua maioria era composta de aliados e cargos de confiança do governo, ao dizer que “não se abatia em trabalhar para todos, oposição ou não”. Mas a fala da prefeita ainda “engrossou” quando disse que mesmo diante de todo o trabalho da oposição em tentar diminuir a sua luta, ela não desacelera as ações de seu governo.

Todo esse forte discurso, com endereço certo e sem “arrodeios” foi direcionado para dois vereadores da oposição, que estavam ao lado da Prefeita Fernanda, os representantes da oposição na Casa, Paulo César Beju e João Victor. Ambos assistiram a toda à sessão solene, e ficaram até o final, demonstrando maturidade política para um evento que tinha predominantemente a presença do grupo da situação.

A prefeita depois aliviou a leitura apresentando um resumo do primeiro ano, e metas para um 2018, que precisa dar mais ritmo a administração, depois de um 2017 apático diante da crise econômica.