Gustavo Carvalho classifica como caricato acordo do Sinte com Governo do Estado

Em pronunciamento através do Sistema de Deliberação Remota (SDR) da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (13), o deputado Gustavo Carvalho (PSDB) retomou o assunto do piso salarial dos professores do Estado, com base no que falou o deputado Getúlio Rêgo (DEM), na sessão anterior.

“Em referência ao pronunciamento do colega Getúlio Rêgo, na sessão de terça-feira, esse acordo feito pelo Sindicato dos Professores do Estado (Sinte) é um acordo caricato, muito diferente do acordo que foi feito com a Prefeitura de Natal. O presidente foi eleito, mas na realidade não representa os anseios dos professores e professoras do Rio Grande do Norte”, sentenciou o deputado Gustavo.

O parlamentar manifestou a sua convicção segundo a qual os professores e professoras conscientes não vão pagar mais a contribuição sindical, por causa “desse acordo, porque esse Sindicato não representa os professores do Estado”.

Na sessão anterior, em seu pronunciamento que serviu de base para o do deputado Gustavo Carvalho, o parlamentar do DEM registrou que o piso deveria ter sido implantado desde janeiro e o sindicato cobrar na integralidade a sua implantação, mas está aceitando passivamente a proposta do governo, porque “é uma frustração para a categoria não receber o piso estabelecido por Lei Federal”.