Hospitais Universitários assinam termo para uso de Sistema Integrado da UFRN

O uso do Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), terá continuidade nos hospitais da instituição, conforme o Termo de Execução Descentralizada (TED), assinado nesta segunda-feira, 23, na Sala dos Colegiados da UFRN, para oficializar a transferência tecnológica. O documento contempla os hospitais universitários Onofre Lopes (HUOL), Ana Bezerra (HUAB) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), integrados à rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

“Estamos muito felizes com este momento, pois o Sipac é de extrema importância para o desenvolvimento das nossas atividades”, afirmou a gerente administrativa do HUOL, Francisca Zilmar de Oliveira Fernandes. A assinatura do termo foi acompanhada por representantes da administração central da UFRN e dos hospitais universitários, além do presidente da EBSERH, Kleber de Melo Morais.

Na ocasião, o plano de expansão do HUAB foi apresentado pela superintendente do hospital, Cláudia Rubim, que expôs o histórico, as justificativas, necessidades, avanços e expectativas de ampliação, considerada essencial para acompanhar o desenvolvimento do hospital, o atendimento da comunidade acadêmica, a maior abrangência e cobertura assistencial dos usuários. O documento foi desenvolvido por uma comissão instituída desde 2016, com representantes do HUAB, do município de Santa Cruz e das comunidades usuária e universitária.

De acordo com Cláudia Rubim, a proposição é sustentada nos pilares de alta complexidade maternoinfantil, clínica cirúrgica e clínica médica, para os quais há demanda de novos espaços físicos, criação e aumento do número de leitos. A superintendente destacou que o plano de crescimento é racional, razoável e factível, atributos elogiados por Kleber Morais, que se prontificou a contribuir para a concretização da proposta.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, solicitou a realização do dimensionamento das necessidades e ações para expansão, cujo prognóstico deverá ser apresentado à presidência da EBSERH.