Mais de 42% dos potiguares rejeitam nomes de candidatos para 2018

É verdade, a senadora Fátima Bezerra lidera com 25,82% as intenções de voto para o Governo do Estado RN, faltando menos de um ano para o pleito, porém em um cenário aberto e com 42,36% do eleitorado dizendo que não votará em nenhum dos candidatos propostos.

A Pesquisa Certus/98FM foi mais uma a ser divulgada nesse período pré-eleitoral e mostra o prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, em segundo lugar e o governador Robinson Faria em terceiro.

Os números são:

Fátima – 25,82%

Carlos Eduardo – 14,3%

Robinson Faria – 7,18%

Cláudio Santos – 2,55%

Nenhum – 42,36%

NS – 7,27%

NR – 0,09%

POR REGIÃO

Robinson Faria atinge melhor votação no Alto Oeste, com 15,09% das intenções de voto, e tem as piores marcas nas regiões do Seridó e Médio Oeste, com 5,74% e 4,44%, respectivamente. Já a senadora Fátima Bezerra tem o seu melhor desempenho nas regiões Agreste e Trairi, com 31,43%. O mais baixo desempenho de Fátima é na Grande Natal, com 18,13%.

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, tem seu melhor desempenho na Grande Natal, com 21,75%, e o pior na região do Alto Oeste, com 7,55%.

REJEIÇÃO

O desembargador Cláudio Santos tem o menor índice de rejeição entre os citados, com 3,91%, mas o eleitorado em geral tem 31% rejeitando todos os nomes. Robinson Faria lidera com 31,55%, seguido de Fátima Bezerra com 7,27%, e o prefeito Carlos Eduardo tem 6,36%.

ESPONTÂNEA

Fatima Bezerra lidera a espontânea, mas 59,18% não decidiu em quem votar e 36,27% não pretende votar nos nomes que surgem no noticiário. A senadora petista lidera com 1,91%, tem Robinson Faria em segundo com 1,45%, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, fica em terceiro (0,82%), o desembargador Cláudio Santos vem em seguida com 0,09% e o professor Robério Paulino também é citado na pesquisa, com 0,09%

A pesquisa do instituto Certus para a 98FM foi aplicada entre os dias 12 e 14 deste mês, em todas as regiões do Estado, sendo realizadas 1.100 entrevistas, e com a margem de erro de 3,0%, além do intervalo de confiança de 95%.