Monik Melo é o grande articulador da eleição da Mesa da Câmara de Vereadores

Ao final de toda a articulação para eleição da Mesa Diretora, o vereador Monik Melo saiu fortalecido na base governista de Fernanda Costa. Além de presidir seu próprio partido, o PTN, Monik Melo tomou decisões ousadas durante toda sua carreira política.

Foi o primeiro a deixar o G5, grupo dos opositores de Fernanda Costa no primeiro mandato. Deixou o seu partido e seguiu o líder estadual, o deputado Federal Antônio Jácome, deu uma votação significativa para seu deputado nas eleições gerais de 2014. Conquistou respeito dentro da base de Tomba/Fernanda, e consolidou isso nas eleições de 2016, mesmo tendo sua base esfacelada.

Saiu das eleições buscando a união do grupo governista e apostou na formação inicial com Raimundo Fernandes e Aninha de Cleide. E deu certo. Os três conseguiram se articular com os demais vereadores e compor uma chapa única, sem precisar dos votos da oposição.

Monik conseguiu o apoio dos líderes governista, como a prefeita Fernanda Costa, o vice-prefeito Ivanildinho e o deputado Tomba Farias. A consolidação do grupo inicial (Monik, Aninha e Raimundo) faz surgir uma nova força no legislativo, que só será analisada durante o desenvolver dessa legislatura.

Vamos acompanhar os novos ventos dos novos tempos na política santacruzense.