Lava Jato: nova fase recolhe provas de crimes na Transpetro e inclui buscas no RN

A pedido da Procuradoria-Geral da República, foi deflagrada nesta sexta-feira (28) mais uma etapa da Operação Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal (STF). O objetivo das buscas e apreensões autorizadas pelo ministro Edson Fachin é coletar provas de crimes contra a administração pública, lavagem de dinheiro, corrupção, organização criminosa, entre outros, em investigações relacionadas a desvio de recursos na Transpetro.

A partir de informações do acordo de colaboração de Sergio Machado, os mandados visam coletar documentos, equipamentos, mídias e arquivos eletrônicos, aparelhos de telefone, valores e objetos em endereços residenciais e comerciais em Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe, São Paulo e no Distrito Federal.

Os mandados de busca e apreensão são cumpridos pela Polícia Federal e membros do Ministério Público Federal.

Novo destino turístico contemplará três municípios potiguares

Uma iniciativa inédita de desenvolvimento de projeto turístico no Rio Grande do Norte a partir do envolvimento da comunidade e da sustentabilidade da região será iniciado na primeira quinzena de maio. O projeto foi apresentado ontem (26) aos prefeitos e secretários de turismo dos três municípios contemplados: Serra de São Bento, Monte das Gameleiras e Passa e Fica.

A ação tem sido planejada desde março de 2016, quando foi criado um grupo técnico composto por instituições e universidades para discutir o segmento de aventura a ser desenvolvido como novo destino turístico para o interior do Rio Grande do Norte.

Foi considerado o trabalho realizado pelo Sebrae/RN para o fomento da região, que envolveu pequenos empresários locais. A proposta, agora, é realizar novas atividades atreladas às exigências do Governo Cidadão, com foco na integração do turismo de base comunitária e no desenvolvimento sustentável.

“É um projeto alinhado ao nosso propósito de interiorização do turismo. Temos apostado no turismo religioso, sobretudo na promoção da estátua de Santa Rita de Cássia, e agora também no turismo de aventura”. O secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar, ressalta ainda que destinos dos cinco pólos turísticos do Estado têm sido constantemente divulgados em feiras nacionais e internacionais do setor.

Uma empresa especializada no tema já foi definida via processo licitatório. O contrato será publicado amanhã (28) no Diário Oficial e as atividades nos municípios terão início na primeira quinzena de maio. Será uma ação com duração prevista de um ano e meio. Serão identificados os potenciais turísticos e as carências da região, apoio à criação de redes empresariais, valorização de produtos locais, comunicação integrada, etc.

“Já fizemos visitas técnicas nos três municípios. E embora tenhamos diversidade turística, com atrações culturais, artesanais e de charme, o principal destino é o turismo de aventura na Pedra da Boca, que está localizada no município paraibano de Araruna, na divisa com Passa e Fica. Por isso já estamos em contato com o Governo da Paraíba para trabalharmos juntos nessa área”, adiantou a presidente da Emprotur, Aninha Costa.

O investimento total no projeto gira em torno de R$ 900 mil, com recursos do Governo Cidadão. A única contrapartida pedida pela Setur RN aos prefeitos dos três municípios foi de logística para receber as equipes de trabalho e a ajuda no envolvimento da cadeia produtiva da cidade.

Feriado do Dia do Trabalho: agências da Cosern reabrem na terça-feira (02)

Foto Divulgação/COSERN

Em virtude do feriado da próxima segunda-feira (01) as agências e rede credenciada de atendimento da Cosern não estarão abertas nesta segunda-feira (01), retomando o atendimento ao público na terça-feira (02), em seu horário normal de funcionamento.

A Cosern lembra que as equipes de Operações e de Atendimento (relacionadas às solicitações de fornecimento de energia elétrica) funcionam normalmente. Durante o feriado, os consumidores que precisarem de outros serviços podem acessar a Agência Virtual da Cosern (www.cosern.com.br), utilizar o aplicativo “Cosern” (leia mais abaixo) no celular ou ligar para o telefone 116.

Aplicativo da Cosern

Lançado no dia 17, o aplicativo da Cosern para smartphones está disponível para os sistemas Androide, IOS e Windows Phone.

Além da comunicação de eventual falta de energia, o cliente pode utilizar o aplicativo para solicitar a segunda via da conta, religação de energia e consultar o histórico de consumo e de faturas em aberto.

Para acessar e baixar o novo aplicativo, o consumidor deve entrar nas lojas de compras disponíveis nos smartphones, buscar “Cosern” e instalar gratuitamente. É preciso realizar um cadastro com número do CPF ou CNPJ, da Conta Contrato e telefone de contato. Os dados cadastrais do cliente irão facilitar a localização da ocorrência, agilizando o tempo de atendimento.

Larissa Rosado cobra plano de combate ao femicídio no Estado

Foto Eduardo Maia/ALRN

A deputada Larissa Rosado (PSB) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa solicitando ao Governo do Estado a elaboração de plano de redução do femicídio no Rio Grande do Norte. Para a parlamentar, a violência contra as mulheres é presente e recorrente em nossa sociedade, motivando violações de direitos humanos e cometimento de crimes hediondos.

“É urgente e necessária a intervenção do Estado por meio da adoção de medidas estratégicas, concretas e permanentes, que possibilitem a redução do índice de femicídios em nosso Estado”, justifica Larissa Rosado.

De acordo com dados do Observatório da Violência Letal Intencional do RN (OBVIO), foram registrados 37 assassinatos de mulheres em 2017, sendo 10 vítimas a mais em relação ao mesmo período em 2016 e 4 em 2015. Os números apontam para um aumento de 37% em homicídios de mulheres e, destas, 6 tiveram as características de violência doméstica e/ou de gênero.

O femicídio é a perseguição e morte intencional de pessoas do sexo feminino, classificado como um crime hediondo no Brasil. A prática se configura quando é as causas do assassinato se dá por questões de gênero, ou seja, quando uma mulher é morta simplesmente por ser mulher.

Fátima defende democratização dos meios de comunicação

A senadora Fátima Bezerra defendeu, nesta quinta-feira, 27, na audiência pública da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT), que debateu a situação das rádios comunitárias no Brasil, a democratização dos meios de comunicação. “ Infelizmente, a mídia monopolizada mostra apenas um lado do fato. Isto é um crime! A Constituição garante que a mídia tem que zelar pelo princípio da pluralidade, mas não temos isto. É inaceitável você ver o controle da mídia nas mãos de 4 a 5 famílias. Espero que possamos trazer a democracia de volta e com ela possamos agilizar a democratização dos meios de comunicação”, afirmou a senadora.

Fátima afirmou ainda que as rádios comunitárias têm um papel estratégico no país. “A rádio comunitária dar voz às pessoas e àpopulação. Sobretudo, num país onde temos uma mídia monopolizada a serviço do grande capital. Elas garantem o acesso à informação com seriedade, pluralidade e responsabilidade”, defendeu.

A parlamentar também destacou as reivindicações das rádios comunitárias. Entre elas, estão a liberação de um canal de radiodifusão comunitária por município, o aumento da potência das rádios, a agilidade nos processos de renovação de outorgas e o acesso a verbas publicitárias governamentais.

O Rio Grande do Norte estava representado por Thomas Sena e Valtinho Medeiros, da Abraço/RN.

Greve geral: erra quem resume a paralisação de amanhã a um movimento petista

Por Daniel Menezes

A tentativa de enquadrar a greve geral marcada para amanhã (28) como uma movimentação petista carece de pé na realidade. Queria Michel Temer que suas reformas fossem reprovadas apenas pelo PT. Sua vida estaria bem mais fácil. A questão do protesto está no exíguo tempo de debate em relação a alterações tão significativas em todo o arcabouço institucional moldado pela nossa constituição de 1988, além do conturbado processo de impeachment que erigiu Temer e seu grupo ao poder.

Só para se ter ideia da velocidade da discussão – ou da falta dela -, o projeto de lei do PRONATEC foi aprovado, apesar de gozar de consenso no congresso, após quase dois anos de debate. Agora, mudanças constitucionais sobre o orçamento, sistema educacional, previdência e mundo do trabalho estão passando em alguns meses. É impossível alguém conseguir entender os termos das novas regulações em tão escasso período, o que gera margem para o verossímil medo da perda de direitos. Aliás, o que pode ocorrer, pois o governo fala grosso para cortar parte do Benefício de Prestação Continuada dos pobres, Aposentadoria Rural e benefícios previdenciários para portadores de alguma deficiência e afina a voz quando o alvo são as aposentadorias dos militares e da elite burocrática estatal.

Além da precária legitimidade gozada pelo vice-presidente Michel Temer, pela forma intricada com que o impeachment foi liderado por Eduardo Cunha e aprovado pelo congresso notoriamente para tentar jogar um boi para conseguir atravessar o rio da Lava Jato, o pemedebista faz a acusação desferida contra Dilma Rousseff (PT) em todo o ano de 2015 parecer mero detalhe. Dilma foi atacada por setores da oposição e parte de seus eleitores por ter praticado um “estelionato eleitoral”. Ou seja: ter pintado um cenário, prometido uma coisa e feito outra.

Ora, Michel Temer foi eleito como vice-presidente com as mesmas promessas de Dilma Rousseff. Suas reformas ganham dificuldade de legitimação em decorrência de que sua agenda carece de qualquer sintonia com aquilo que foi acordado com a maioria dos brasileiros em 2014. Mais: Michel Temer, ao demonstrar que não liga mais para reeleição e não quer voto de ninguém, se descolou completamente do eleitor. Daí sua inacreditável rejeição de um dígito. Ele exercita uma versão hiper turbinada de “estelionato eleitoral”, estranhamente agora não acusado por motivo semelhante pelos que atacaram Dilma por defender um programa e aplicar outro.

Tudo bem que o governo e seus muito pouco simpatizantes tentam chamar a paralisação de petista para enquadrá-la. Mas além de narrativa pouco factual, isto não irá estacionar os 90% da sociedade que se opõem à reforma da previdência, conforme pesquisas de opinião recém publicadas. Suspeito, inclusive, que o discurso acabará atribuindo uma força ao PT, dada a provável grande mobilização de amanhã, que ele, nem de longe, goza na presente correlação de forças da política nacional.

Depois do dia 28, Michel Temer, que já perdeu o PSB como parceiro para aprovar suas trocas constitucionais, carecerá de mais hipertrofia para endossar suas ações. Para passá-las pelo congresso, provavelmente abrirá ainda mais a distribuição de emendas e nomeação de indicados. Os cargos em comissão na esfera federal já foram ampliados em mais de quatro mil postos, para assim manter a base coesa. Ou seja, para tocar o seu projeto, Temer aumentará ainda mais o fosso entre seu governo e o eleitorado brasileiro. Trata-se de uma operação bastante desgastante para ele e seus aliados com a necessidade de renovação dos seus respectivos mandatos se avizinhando. O “anti-temer”, qualquer seja ele, embalará em 2018.

Paulo Paim é presidente da CPI da Previdência

Foto Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Paulo Paim (PT-RS) foi eleito nesta quarta-feira (26), por aclamação, presidente da CPI da Previdência. O senador Telmário Mota (PDT-RR) foi escolhido vice-presidente e o senador Hélio José (PMDB-DF) será o relator. A escolha ocorreu logo após a instalação dos trabalhos da CPI, que se reunirá toda terça-feira às 8h30.

“Estou convicto de que esta CPI não será contra esse ou aquele governo e nem entrará no viés ideológico. Será um trabalho coletivo para analisar as contas da previdência, saúde e assistência. É a primeira vez em 92 anos que uma CPI vai investigar essa caixa obscura. Vamos mostrar que essa reforma, como está aí, não precisa ser aprovada”, destacou Paim.

O senador Ataídes Oliveria (PSDB-TO) afirmou que a fraude na Previdência é “estrangulante” e disse esperar que a CPI não seja usada como palco de discursos partidários, mas sim atue de forma isenta para cumprir o seu objetivo de investigar as contas da Previdência.

O senador José Pimentel (PT-CE) disse ser preciso discutir as isenções previdenciárias (alcance, objetivos e se são justificáveis) e as reformas que foram feitas na Previdência desde a Constituição de 88. “Precisamos discutir os resultados dessas duas emendas nas contas da Previdência — disse, referindo-se às Emendas Constitucionais 20 e 41”, disse.

O senador João Capiberibe (PSB-AP) destacou que é fundamental levantar evasões da Previdência para que a CPI tenha a ideia concreta do tamanho da perda que poderia ser resolvida através de medidas administrativas. “Tem muita coisa que pode ser resolvida através de medidas administrativas. Estamos de acordo que precisa de uma reforma, mas não uma que puna trabalhadores que não tem nada a ver com a crise”, disse.

A CPI é uma iniciativa do senador Paulo Paim (PT-RS) que reuniu 62 assinaturas — mais que o dobro do necessário, 27 assinaturas — para verificar as dívidas de grandes empresas com a Previdência, a sonegação e a concessão de anistias, desonerações e desvinculações tributárias que teriam provocado o desabastecimento do caixa do setor nos últimos anos.

A comissão será formada de sete membros titulares e cinco suplentes, com prazo de funcionamento de 120 dias, prorrogável por mais 120. Ela terá uma dotação orçamentária de até R$ 100 mil para custear suas despesas.

Repasse da prefeitura à CDL irá garantir mais segurança em Apodi

O investimento de R$ 77 mil, que será repassado pela Prefeitura Municipal de Apodi para a ampliação da rede de monitoramento eletrônico da cidade, irá contribuir de forma decisiva no aumento da segurança no município. A quantia será usada na aquisição de novas câmeras e manutenção das já existentes.

O montante será repassado através de convênio para a Câmara de Dirigentes Lojistas de Apodi (CDL). O projeto foi apreciado e aprovado pela Câmara de Vereadores na semana passada.

De acordo com o prefeito Alan Silveira, a segurança pública da municipalidade é uma questão urgente e tem recebido atenção especial da gestão. Na capital do Estado, o gestor reuniu-se na última quarta-feira (26) com a Secretária de Segurança Pública e Defesa Social (SESED), Sheila Freitas, para discutir a temática.

A ideia é aumentar o número de policiais e viaturas para o combate da violência.

“A nossa administração está respondendo aos anseios da comunidade. O investimento em segurança é de obrigação do Estado, mas nós estamos tomando a frente e fazendo o possível para garantir uma cidade mais segura para todos”, comentou Alan.

Decisão do STF mantém gratuidade de cursos de mestrado e doutorado

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a possibilidade de universidades públicas cobrarem mensalidades por cursos de pós-graduação lato sensu, que compreendem programas de especialização e os chamados MBA’s (Master Business Administration), ao mesmo tempo em que mantém a obrigatoriedade da gratuidade nos casos de mestrado e doutorado. A decisão ocorreu em sessão nesta quarta-feira, 26.

A reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e presidente da Associação Nacional de Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Angela Maria Paiva Cruz, acredita que a decisão do STF significa “segurança jurídica” para as instituições.

“Historicamente as demandas apresentadas às universidades tinha cobrança, e hoje ganhamos mais segurança jurídica para continuar fazendo esse oferta, que é benéfica para a sociedade. As demandas são feitas porque as instituições acreditam que vão encontrar nas universidades grupos qualificados e competência necessária para qualificação, mas não necessariamente no mestrado e no doutorado. Não acreditamos que a medida vai contra a gratuidade da universidade pública. Essa cobrança está sendo feita há muitos anos. Não estamos defendendo a privatização da universidade e nem a cobrança dos curso regulares”, argumentou Angela Paiva.

A decisão do Supremo teve o placar de nove votos favoráveis e um contrário e foi dada em um julgamento que diz respeito à Universidade Federal de Goiás (UFG), mas que tem repercussão geral, ou seja, a mesma decisão deve ser aplicada por outros tribunais e juízes em casos parecidos. Atualmente, outros 51 processos sobre esse mesmo tema estão para ser julgados e serão automaticamente atingidos pelo entendimento.

A ira da hipocrisia contra o nosso Arcebispo Dom Jaime Vieira

Foto Reprodução/Internet

Do Blog do Silvério

Nos últimos dias a ira da hipocrisia de determinadas pessoas (políticos, empresários, alguns ditos católicos, setores da imprensa e das redes sociais) se abateu pesadamente contra o Arcebispo da Arquidiocese de Natal, Dom Jaime Vieira, pastor do rebanho católico norte-riograndense, uma pessoa do bem e de bem.

O motivo de tanta ira contra o nosso Arcebispo é que ele recentemente, publicou uma nota, apoiando os protestos pacíficos da sociedade brasileira contrária as reformas da Previdência e Trabalhista que estão tirando o sono da nossa classe trabalhadora, dando apoio e convocando os fiéis para participarem da Greve Geral desta sexta-feira (28).

Bastou a convocação começar a circular para que o tiroteio das mais diferentes formas começasse a pipocar contra Dom Jaime, tentando denegrir sua imagem e opinando a respeito do que o Arcebispo deve ou não deve dizer, como se ele enquanto ser humano e pastor não tivesse o direito de orientar e defender seu rebanho.

Não estamos questionando aqui o direito de opinar, de concordar ou discordar de que quer que seja, pois tais direitos são garantidos pela nossa Constituição e pela Democracia. O que estamos questionando é a atitude hipócrita de certas pessoas que se consideram paladinas da verdade, por perceberem seus interesses sendo contrariados na voz profética de um missionário que luta cotidianamente na defesa do povo, principalmente dos menos favorecidos e pela construção do Reino de Deus, tentam denegrir a imagem de um sacerdote.

CDL Santa Cruz orienta para expediente normal na sexta-feira da Greve

A greve geral convocada pelos principais sindicatos do país, protestando contra reforma da previdência, deverá afetar o funcionamento da maioria dos serviços do Brasil. Em Santa Cruz, parece que nem tanto.

Em contato com o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Cruz, Marcelino Dantas, o mesmo informou que a recomendação é para um expediente normal, sem qualquer liberação de funcionários para aderir à greve.

Os estabelecimentos escolares já emitiram nota de apoio à Greve Geral, bem como o Fórum da Comarca, os bancos e a maioria dos servidores públicos.

Outras instituições não emitiram notas ou qualquer aviso de apoio à greve.

Jerry Adriani, por Dinamérico Augusto de Medeiros

JERRY: UM ÍDOLO, UM REFERENCIAL

Inesquecível passagem de Jerry Adriani por Santa Cruz na década de 90. Noite de céu límpido e estrelas fulgurantes, que pareciam uma representação ideográfica da luminosidade do SHOW que logo mais aconteceria no Trairy Clube, principal sodalício da cidade, àquela época.

Tão logo a notícia da chegada de Jerry se confirmou, não pensei duas vezes, já que não iria à festa, por motivos plenamente justificáveis, obviamente. De imediato, tive a iniciativa de ir à residência de nosso amigo Milton Fernandes, onde Jerry se hospedaria, levando em companhia a esposa e dois dos meus três filhos: Dinamércia e Dinamérico Júnior, uma vez que Dinamárcia, a primogênita, encontrava-se em Currais Novos, morando e estudando no Colégio Objetivo, fazendo os anos iniciais naquele estabelecimento educacional, que era o coquetismo do momento na região.

Por favor, permita-me uma pausa para uma breve reflexão. Interessante! Alô, Milton! Naquele tempo, que não era certamente o tempo que fala das condições meteorológicas, e, sim, da sucessão dos anos e dias, naturalmente, já se pressagiava à sua vitaliciedade à frente da Presidência do Trairy Clube, fato que, inexoravelmente, o tempo confirmou.

Volto a falar de Jerry Adriani e daquela noite lendária do undécimo mês do ano de 1992, para imaginar o SHOW contagiante de J.A., com sua voz de tenor, na Festa do Reencontro, confundindo-se com a alegria esfuziante, prazenteira e espirituosa de Zé Pereira (Zezinho de Hozana), de Serafim Nunes e de Betinho (recentemente falecido), todos de saudosa memória. Além deles, outros com os quais, de vez em quando, nos reencontramos para falarmos daquela convivência de irmandade, até então, graças a Deus.

Destaquem-se: Antônio Luiz de Zé Dobico, Bill Boy, Ubiratan e Hitinho de Seu Augusto, hoje de Régia, notoriamente.

Na verdade, o que para mim é mesmo edificante é o fato de, quando em vez, nos encontrarmos, e eles se autoproclamarem “duros na queda” e reprisarem o sucesso musical, também dos anos 90, intitulado “Eu Sou o Bom” entre os Dez Mais, do Tremendão Erasmo, e que fez tanto sucesso na voz marcante de Eduardo Araújo, contemporâneo de Jerry Adriani, remanescente da Década de Ouro da Jovem Guarda Brasileira. Que bom!

De qualquer forma, verdade ou não, o que me apraz e me honra, deveras, é privar da amizade de todos e compartilhar da alegria de termos rebuscado as páginas do livro de nossa história, para, num refrescar de memória, relembrar os agitos inesquecíveis daquele gostoso tal de Flashback! Ok, my friend!

Retornando à casa de Milton, juntamente com a família, fomos carinhosamente recebidos por Jerry Adriani, encontro ansiosamente esperado.

Receptividade marcada pela cordialidade costumeira do anfitrião, e por parte do visitante cantor. Uma aula exemplar de educação, de civilidade e simplicidade em altos níveis demonstrados. Tais requisitos, deveras, contribuíram, sobremaneira, para que nossa condição de admiradores ainda mais aumentasse pelos atributos indiscutíveis do ídolo e cantor Jerry Adriani, de gratas e saudosas recordações.

No final, a pedido, fomos agraciados com 3 autógrafos do Príncipe da Jovem Guarda Brasileira, destinados a Dinamércia, a Dinamárcia, ausente da comitiva familiar, e a Júnior, que Jerry acolheu no colo. Em momento algum, ele demonstrou impaciência. Pelo contrário, parou o ensaio com seu guitarrista-mor, para nos cumprimentar e atender. Foi, de fato, um SHOW de alegria e solicitude.

Quanto a seu falecimento, resta-nos dizer que ficou uma lacuna difícil de ser preenchida no cenário musical, artístico e cultural do Brasil e na memória de todos nós, admiradores, já que a música é, com efeito, de todas as artes, a que mais enobrece e aquela que melhor traduz os anseios de nossas almas.

Afinal, conta-nos a Bíblia que o Rei Davi dançava em procissões religiosas à frente da Arca, desferindo as cordas da arpa. Entre os Gregos e os Romanos, ocupava um lugar preponderante na educação do povo.

Dinamérico Augusto de Medeiros

“Santa Rita de Santa Cruz” é tema de livro lançado pela editora do IFRN

Foto Capa do Livro (Eriwelton Carlos Machado da Paz e Magda Renata Marques Diniz)

Entre os livros que serão lançados pela Editora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), nesta quinta-feira (27), um livro chama atenção por tratar das identidades culturais de Santa Rita de Cássia na cidade de Santa Cruz. A professora Magda Renata Diniz é a autora da obra “(Santa) Rita de Cássia na boca do povo de Santa Cruz/RN: identidades culturais em construção”.

Professora Magda Renata Diniz, autora do livro (Santa) Rita de Cássia na boca do povo de Santa Cruz/RN: identidades culturais em construção.

Magda Diniz foi professora de Língua Portuguesa no IFRN -Campus Santa Cruz das turmas de Refrigeração e Informática em 2009 e 2010. “Este livro é parte de minha dissertação de mestrado e representou uma experiência inesquecível como linguista diante das práticas sociais com os moradores de Santa Cruz”, disse a autora, que atualmente leciona no IFRN – Campus Canguaretama.

O livro trata sobre os aspectos “ritianos”, passando pelos nomes das pessoas, comércio e outros trabalhos que carregam o nome da padroeira da cidade. “Uma estátua que estava sendo erguida em setembro de 2009 sobre o Monte Carmelo, no município de Santa Cruz, chamou imediatamente minha atenção quando fui trabalhar nessa cidade, em função de ter sido aprovada em um concurso público para professora. Naquele momento, por ser uma obra de grande expressão em uma cidade de pequeno porte, toda a atenção voltava-se para a estátua. As conversas corriqueiras estavam envolvidas direta ou indiretamente com a figura de Santa Rita de Cássia”, comenta Magda nos primeiros trechos da obra.

Fotos dos comércios com placas e artes que retratam Santa Rita, simbolizam a marca da religiosidade na cidade, que segundo a autora “o conhecimento é levado para as gerações futuras”. “Isso ocorre, principalmente, porque o cenário social em Santa Cruz é favorável para a recepção das virtudes de Rita de Cássia. […] em virtude de seus aspectos humanos, em sintonia com os sentimentos valorados por esse povo, dentre os quais se destacam: saber lidar com as dificuldades de relacionamento com pessoas do seio familiar sobremaneira, ter mais paciência para executar diversas atividades, ter esperança, ser uma pessoa íntegra, ser perseverante, ser mãe, ser casada, ser prestativa com os doentes e ser militante diante dos problemas sociais”, explica.

E-books

A obra sobre Santa Rita e Santa Cruz está entre as 40 obras lançadas, das quais 23 são impressas e 17 em formato eletrônico. Ao todo são 250 pessoas envolvidas nas produções, entre organizadores, autores e coautores.

O IFRN possui o seu próprio repositório institucional, o Memoria, onde alunos e servidores podem armazenar artigos, teses e até dissertações. 34 obras das que serão lançadas nesta quinta-feira já estão disponíveis através do repositório. Para ter acesso às versões digitais basta ir ao site www.memoria.ifrn.edu.br e buscar o livro desejado.

O livro da professora Magda Diniz se encontra no link: http://memoria.ifrn.edu.br/handle/1044/946. Uma obra que retrata vários aspectos do município, sendo mais uma fonte importante para pesquisa e registro histórico de Santa Cruz.

Governo do Estado volta atrás e Centrais do Cidadão funcionaram normalmente nesta sexta-feira (28)

Mais uma nota emitida pelo Governo do Estado, e dessa vez volta atrás sobre o funcionamento das Centrais do Cidadão. O Governo informa que todas funcionarão com expediente normal nesta sexta-feira (28), quando ocorre uma greve geral por parte dos servidores públicos e trabalhadores do país, contra a reforma da previdência.

Veja a nota:

NOTA
Natal-RN, 27 de abril de 2017.

Conforme determinação do Gabinete Civil do Governo do RN, o expediente nas Centrais do Cidadão ocorrerá normalmente nesta sexta-feira (28), a exemplo das demais repartições públicas da Administração Direta e Indireta do Estado.

Sede do Novo Jornal é invadida durante a madrugada desta quinta-feira (27)

De acordo com informações do Novo Jornal, na madrugada desta quinta-feira (27), a sede do veículo de comunicação, na avenida Hermes da Fonseca, foi invadida por assaltantes. Os criminosos entraram no prédio após arrombarem uma janela no 1° andar, mas só conseguiram entrar em uma sala que estava aberta. “Não havia ninguém trabalhando no momento em que o crime aconteceu”, relata a matéria.

Pelo menos uma televisão, um notebook e outros objetos pessoais de menor valor foram levados. A Polícia Militar esteve no local pela manhã, mas ainda não há informações sobre suspeitos.

Fotos Novo Jornal

Governo do Estado inicia folha de abril

O Governo do RN inicia o pagamento da folha de abril nesta sexta-feira (28), quando deposita os vencimentos dos 23.554 servidores ativos da Educação e da administração Indireta que possuem recursos próprios, soma equivalente a R$ 51,4 milhões.

Segundo nota emitida pelo Governo do Estado, as receitas serão acompanhadas diariamente para anunciar o pagamento dos salários dos demais servidores o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos.

Fórum de Reitores emite nota de pesar pelo falecimento do professor Milton Marques

A presidente do Fórum de Reitores do Rio Grande do Norte, a magnífica reitora da UFRN, a professora Ângela Paiva, emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do professor Milton Marques, que foi reitor da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, UERN.

Veja a nota:

Fórum de Reitores do RN
Nota de Pesar

O Fórum de Reitores do Rio Grande do Norte, ainda consternado pelo falecimento do professor Milton Marques, ex-reitor da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN – manifesta publicamente seu pesar.

Nascido na cidade de Upanema, o professor desaparecido chegou à cidade de Mossoró ainda criança, tendo aí desenvolvido uma forte relação telúrica. Após formar-se em Medicina, voltou a sua cidade de adoção, tendo prestado inestimável campo nessa área. Posteriormente, dedicou-se a empreender por diversificados setores, notadamente a indústria salineira e a Comunicação. Criou nesse último campo uma cadeia empresarial liderada pela TCM de que foi, além de criador e comandante, um competente apresentador do programa “Mossoró de todos os Tempos”, justamente de valorização da memória da terra.

Mas na Educação, igualmente, sobretudo ao ocupar o cargo de Reitor da UERN, o professor Milton Marques revelou toda a sua disposição de servir à sociedade, ressaltando sua notável condição de conciliador. Mossoró e o Rio Grande do Norte muito lhe devem e naturalmente sentirão sua falta. Apresentamos, pois, nossas condolências à senhora Zilene e às sua filhas, e a todos os que de algum modo tiveram o privilégio de com ele conviver.

Natal, 26 de abril de 2017
Ângela Maria Paiva Cruz
Reitora da UFRN
Pte. do Fórum de Reitores do RN

Editora do IFRN lança 40 livros em conjunto com a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras

Foto Thuan Duarte

A Editora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) lança nesta quinta-feira (27) os livros editados e publicados referentes ao ano de 2016. O evento tem início às 19h, na Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANRL), e contará com a presença de autoridades, organizadores, autores e convidados.

A edição deste ano terá uma configuração diferente: serão 40 obras lançadas, das quais 23 são impressas e 17 em formato eletrônico. Ao todo são 250 pessoas envolvidas nas produções, entre organizadores, autores e coautores. “É a primeira vez que lançamos uma quantidade de obras tão significativa e justo nesse momento, que representa uma nova etapa nas atividades da Editora”, disse Darlyne Fontes, coordenadora da Editora.

O evento também será marcado pela assinatura de termo de cooperação entre o IFRN e a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras para a publicação de obras indicadas pela Academia. O documento será assinado pelos dirigentes máximos das instituições, o reitor Wyllys Farkatt Tabosa e o presidente Diógenes da Cunha Lima.

Os livros

Dentre as obras lançadas, 5 compõem a Coleção Corpo e Educação, explorando interfaces entre o corpo e a educação e trazendo aprendizagem sobre técnicas corporais. Na área da educação, 11 obras abordam o tema através de diferentes formas. Projetos do Instituto são destaque em outros 7 livros. Ainda há livros de literatura, que neste nicho possui 7 obras. E, como não poderia deixar de ser, o RN é temática para 10 publicações. Parnamirim, Canguaretama, Santa Cruz ou mesmo o Seridó por inteiro são objetos para a construção de mais conhecimento.

Acesso Digital

O IFRN possui o seu próprio repositório institucional, o Memoria, onde alunos e servidores podem armazenar artigos, teses e até dissertações. 34 obras das que serão lançadas nesta quinta-feira já estão disponíveis através do repositório. Para ter acesso às versões digitais basta ir ao site www.memoria.ifrn.edu.br e buscar o livro desejado.

Confira a lista completa de obras que serão lançadas:

1. Artes Marciais: A relação mestre e discípulo como educação sensível – Luiz Arthur Nunes da Silva
2. A carta do pai – Bernard Andrieu
3. Em cada canto, um conto, uma canção: o velho, a tradição oral e a educação no Mato Grande/RN – Maria Elizabete Sobral
4. Esporte como experiência estética e educativa: uma abordagem fenomenológica – Liege Monique Filgueira
5. Corporeidades… Inspirações merleau-pontianas – Terezinha Petrucia da Nóbrega
6. Projeto de extensão fluxo contínuo – InCampus JC – Ciclo dialógico – 2015 – Éliton Costa e Francêsco Lopes
7. Seridó Potiguar – Helder Macedo, Olívia Neta e Rosenilson Santos (Orgs.)
8. Coxinha de Macaxeira – Pedro Barbosa da Fonseca
9. Centro histórico de Natal – Andréa Costa e Patrícia Amaral
10. Dialogar é preciso: Estudos e experiências interdisciplinares na escola – Renato Araújo Teixeira (Org.)
11. Fundo da Infância e da Adolescência – Marcus Vinicius Pereira Junior
12. Dos antros de pedra aos verdes prados – Francyjonison Custódio do Nascimento
13. Políticas para a educação superior no Brasil – Andrea vale e Andrezza Tavares (Orgs.)
14. Petróleo e gás: Noções básicas para alunos do ensino médio – Mário Tavares de Oliveira Cavalcanti Neto (Org.)
15. Práticas educativas em movimento: Experiências formativas de ensino, pesquisa, extensão e gestão no Campus São Paulo do Potengi do IFRN – Ahiram Castro, Elizabete Sobral, José Gllauco e Ulisandra Silva (Orgs.)
16. Recursos Naturais: Questões socioeconômicas e políticas do RN – Gesinaldo Cândido e Valdenildo da Silva (Orgs.)
17. Material de apoio para UbuntUCA: Sistema operacional, Writer, Impress, Calc e Internet – Diego Pereira e Rodrigo Siqueira (Orgs.)
18. Metodologias e procedimentos de pesquisa em educação e em ciências sociais – José Mateus do Nascimento e Lenina Lopes (Orgs.)
19. Abundância de vale com matas à verdejante Canguaretama/RN – Thiago Antônio de Oliveira
20. Imagens de destinos turísticos: Conceitos, modelos e casos – Márcio Marreiro, Sérgio Marques Jr. e Victor da Silva
21. (Santa) Rita de Cássia na boca do povo de Santa Cruz/RN: Identidades culturais em construção – Magda Renata Diniz
22. Diversidade linguístico cultural no ensino espanhol para brasileiros: Experiências reflexivas para alunos do IFRN – Bruno Rafael Venâncio e Raquel Serrão (Orgs.)
23. Intercompreensão de línguas românticas e língua inglesa – Janaina Michelle de Oliveira e Selma Alas Martins
24. Barthes (Im)pensado – Alfredo Henrique Oliveira Marques (Org.)
25. Crônicas Salineiras – Joilza Cortez, Magda Diniz, Rafael Medeiros, Tacicleide Vieira e Weber Alves (Orgs.)
26. Viver a velhice – Ivanilda Freire e Josenildo Pinheiro (Orgs.)
27. Expansão urbana de Parnamirim: Os desafios do planejamento urbano – Josyanne Pinto Giesta
28. Educação física no IFRN: Compartilhando saberes e experiências – Alison Batista, Augusto Ribeiro, Iracyara Souza, Irapuan Lucena, Ivana Lúcia e Joaquim Neto
29. Manual lúdico de química – Michele Asley Alencar, Luciana Medeiros Bertini e Francisca Belkise de Freitas Moreira
30. Plano Municipal de Turismo de Canguaretama/RN 2015-2025 – Renata Trigueiro e Darlyne Virginio
31. Europa, 1848. Brasil, 1930: duas revoluções – Ricardo Luiz de Souza
32. Barruadas e catabilhos – Auridan Dantas de Araujo
33. O processo de formulação do programa Universidade para todos: atores, coalizões e interesses – Lenin Cavalcanti
34. Estrada de ferro central do Rio Grande do Norte em Taipu/RN: transformações espaciais e memória – João Batista dos Santos
35. Enquanto o sol teima em brilhar – Ana Santana Souza
36. Nathaniel Hawthorne: O puritanismo e a hipótese do eros em A letra escarlate (1850) – Albéris Eron
37. Enfim, o que as mulheres querem? – Maria do Socorro Silva
38. Astronomical Journeys – Antonio de Araujo Sobrinho
39. Projeto hemisférico: “Gestão e certificação escolar para formação e credenciamento de competências laborais e chaves no segundo ciclo da educação secundária” – Jaime Biella, Maria Cabral e Otávio Tavares (Orgs.)
40. O (In)imaginável elefante mal-ajambrado – Saul Estevam Fernandes

Escola de Saúde recebe inscrição até o dia 30 para curso de especialização

A Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ESUFRN) está com inscrições abertas até o dia 30 de abril para o processo seletivo do Curso de Especialização em Cuidado e Práticas Integrativas em Saúde. Podem participar do processo pessoas com diploma superior na área ou com diploma de atuação profissional na promoção da saúde. São 27 vagas disponíveis.

Inscrições no Sigaa, clicando em processos seletivos e em seguida em Lato Sensu. A seleção acontece entre 12 e 24 de maio e 60% da 1º fase consistem de análise da carta de intenção, os outros 40% da análise curricular no qual serão avaliados a experiência acadêmica e profissional do candidato. A taxa de inscrição é de R$ 60, e deve ser paga até o dia 5 de maio.

Todas as informações sobre o processo seletivo estão disponíveis no edital. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail cuidadosepraticas2017@gmail.com ou pelo telefone (84) 3342-2290, ramal 100.