Ribeira recebe 4ª edição do Festival Literário de Natal

Foto Divulgação

A celebração em torno da literatura terá a Ribeira novamente como palco principal. De 14 a 17 de dezembro, a praça Augusto Severo vai receber o tradicional FLIN – Festival Literário de Natal, promovido pela Prefeitura do Natal por intermédio da Secretaria de Cultura (Secult) e Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte) dentro do Natal em Natal. O Festival conta com parceria do Sesc. A entrada é gratuita.

Escritores, pensadores, poetas, educadores, estudantes e público, ávidos por livros e ideias, poderão curtir a literatura em várias frequências — falada, escrita, interpretada e cantada, em prosa, verso ou cordel; em quadrinhos e na web. Todos os dias, das 8h30 da manhã até meia-noite, os espaços estarão preenchidos com atividades variadas e gratuitas. Haverá atividades também voltadas para educadores e estudantes: tenda Cine Sesc, palestras, oficinas, recitais, lançamentos de livros e apresentações musicais.

O museu Djalma Maranhão, com atividades no auditório Cornélio Campina e salão de exposições Xico Santeiro. E ainda a área externa, com presença dos estandes das principais editoras de livros da cidade, entre elas o Sebo Vermelho e a Jovens Escribas e Cooperativa Cultural da UFRN. Na área de convivência, food trucks e biblioteca móvel da Bibliosesc. Há programação também no Nalva Melo Café Salão.

Este ano, um autor será homenageado: É o escritor mineiro Zuenir Ventura, de 85 anos. Zuenir é parceiro de longa data do festival e uma espécie de consultor informal do FLIN. As rodas de conversa sobre literatura se dividirão em duas tendas: O Espaço Moacy Cirne, agora com capacidade para 100 pessoas, e a Tenda dos Autores com 400 lugares.
A edição já tem presenças confirmadas de Március Cortez, Marina Colasanti, Woden Madruga, Tácito Costa, Mário Ivo Cavalcanti, Marco Lucchesi, José Paulo Cavalcanti (autor de “Fernando Pessoa, uma quase biografia”) e Ignácio de Loyola Brandão com Rita Gullo no pocket show “Solidão no Fundo da Agulha”. Também participam José de Castro, Salizete Freire, José Acaci, entre outros.

Além de shows, os artistas Raimundo Fagner, Zeca Baleiro, Virgínia Rodrigues e Moraes Moreira – este, membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel – também participarão de bate-papos na tenda sobre seus trabalhos literários.

Festival de Violeiros abre FLIN 2016
O Festival Literário de Natal, a exemplo das edições anteriores, abre na quarta-feira (14) em ritmo de literatura oral, valorizando a tradição do violeiro nordestino. A partir das 9h30, acontecem espetáculos lítero-musicais e apresentações, seguido de palestra com Geraldo Maia sobre a “Erudição dos poetas populares”.

Membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, Moraes Moreira já tem livro lançado na área e fará um recital na Tenda dos Autores, com Ivanildo Vila Nova, durante o Encontro de Cordelistas e Festival de Violeiros, a partir das 17h.

Quinta com show de Raimundo Fagner
Na quinta-feira (15), a partir das 8h, o Sesc e as editoras potiguares tomam conta da Tenda Principal e da Tenda Moacy Cirne com o espetáculo “Um Sonho de Rabeca no Reino da Bicharada”, dirigido por Caio Padilha, Histórias e Violas, do pernambucano Vinicius Viramundos, seguido de contação de histórias e Sessão de Curtas.

A partir das 18h30 começam os debates literários na Tenda Principal, com presenças de Marina Colasanti, Március Cortez, Tácito Costa e show de Raimundo Fagner às 21h30 fechando a primeira noite.

Sexta-feira com pocket show de Virgínia Rodrigues
Na sexta-feira (16), o Flin prossegue com a programação matinal voltada para a contação de histórias com Nara Kelly e depois um bate papo sobre Ilustração com Raissa Bulhões, Veruschka Guerra, Rodrigo Brum e José de Castro.

Na Tenda Cine Sesc acontece o lançamento e bate papo com os produtores do curta “Mar de Zila”, premiado no Edital Cine Natal 2014, promovido pela Prefeitura do Natal. À tarde, o público poderá assistir um bate papo sobre Deífilo Gurgel e ainda um debate com os autores Beatriz Madruga, Patrício, Gonzaga Neto e mediação de Carlos Fialho.

À noite, a literatura invade novamente a Tenda Principal, com debates imperdíveis reunindo Woden Madruga, Alex Nascimento, Mário Ivo Cavalcanti, Marco Lucchesi, José Paulo, Raimundo Fagner e para fechar a noite um pocket show de Virgínia Rodrigues.

Sábado com show de Zeca Baleiro
No sábado, último dia desta quarta edição do Festival Literário de Natal, a programação começa às 9h30 com Sarau Lítero Musical e Seminário das Academias. À tarde, bate papo com as editoras potiguares.

Palestra Paulo Varela e convidados – Espetáculo Sertão inverso e ainda bate-papo com Cícera Bruna e Débora Seabra sobre literatura e inclusão.

À noite, a literatura volta a invadir a Tenda Principal com mesas e debates com Zuenir Ventura, Nélida Piñon e Ignácio de Loyola Brandão e Rita Gullo com o show Solidão no Fundo da Agulha, espetáculo composto pelas memórias do escritor em momentos marcantes de sua carreira. Às 22h, fechando a quarta edição do FLIN, show de Zeca Baleiro.

Prefeitos e bancada federal do RN se reúnem para discutir repatriação

Foto Divulgação/Assessoria

Os prefeitos do Rio Grande do Norte e representantes da bancada federal irão se reunir na próxima segunda-feira, 12, às 9h, em Natal, para discutir os recursos das multas da repatriação. A reunião ocorrerá no Auditório Agnelo Alves, na sede da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte – FEMURN. O encontro foi solicitado pela Federação e atendido pelos parlamentares.

No encontro, os gestores vão pedir o empenho dos representantes do RN em Brasília para a liberação dos recursos, necessários para a quitação da folha de pagamento e décimo terceiro dos servidores das prefeituras. A queda de repasses ao longo de 2016 inviabilizou o planejamento financeiro dos gestores.

Segundo a assessoria da FEMURN, as prefeituras do Rio Grande do Norte estão com dificuldades para pagar o décimo terceiro salário dos servidores neste final de ano. A frustração de receitas e quedas de repasses ao longo de 2016 agravou a situação financeira dos municípios. Todas as cidades do estado estão enfrentando problemas para o pagamento da gratificação aos funcionários.

Colégio IESC comemora as aprovações de seus alunos em processo seletivo do IFRN

Foto Robson Freitas

O Colégio IESC comemora com os aprovados no processo seletivo do IFRN essa nova conquista. As redes sociais foram tomadas de recados postivos e a escola comemorou diulgando a listagem de aprovados e de estudantes que fizeram o exame para experiência pessoal.

Confira a listagem:

Aprovados no IFRN – 9º ano
Tomaz neto – 1º lugar – Mecânica
Guilherme Araújo – 2º lugar – Informática
José Deniesley – 2º lugar Informática
Allan Cristyan – 5º lugar – Mecânica
Vinicius Xavier – 7º lugar – Mecatrônica – Parnamirim
Geovana Fabrícia – 9º lugar – Mecânica
Maria Klara Adriano – 9º lugar – Refrigeração
Yuri Menezes – 9º lugar – Informática
Dulce Maria – 10º lugar – Edificações – Natal
Ana Beatriz – 10º lugar – Mecânica
Lorena Rodrigues – 10º lugar – Refrigeração
Ellen Marjorie – 11º Lugar – Informática
Ana Thalya – 12º lugar – Refrigeração
Matheus Vinicius – 14º lugar –
Wanderson Gutierre – 18º lugar

Alunos do 8º ano
Ângelo Rafael – 1º lugar – Informática
Felipe Heverson – 4º lugar
Kezzia Sonara – 5º Lugar – Refrigeração
Ysmirna – 8º lugar – informática
Evellyn Vívian – 9º lugar – Informática
Laryssa Vitória – 10º lugar – Informática
Aurislânia Palhares – 12º lugar – Informática
Márcio Lucas – 14º lugar – Informática
Paulo Richard – 17º lugar – Informática
Bianca Hadassa – 18º lugar – Informática

Para Kelps, suspensão de atendimento no Giselda reflete falência do Estado

Foto João Gilberto/Assessoria

O deputado Kelps Lima (Solidariedade) chamou atenção, durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (7), para a situação do Hospital Giselda Trigueiro, que teve o atendimento paralisado esta semana. Para o parlamentar, é preciso resolver com urgência o problema da unidade hospitalar.

“O Hospital Giselda Trigueiro paralisou o atendimento por causa da absoluta falta de condições de higiene que não permite receber novos pacientes. A postura dos servidores da unidade não é de protesto e sim de extrema responsabilidade”, ressalta Kelps.

O parlamentar destaca que os profissionais da Saúde no Rio Grande do Norte têm trabalhado sem condições. De acordo com Kelps Lima, as UTIs pediátricas e os hospitais especializados estão fechando por causa da falência da estrutura administrativa do Estado.

“Não vemos um movimento por parte de quem está no topo da pirâmide administrativa. É preciso repensar a máquina pública potiguar”, disse Kelps.

Assembleia Legislativa lança Fotobiografia de Djalma Maranhão

Assessoria de Comunicação/ALRN

A vida e trajetória de um dos políticos mais influentes da história do Rio Grande do Norte está relatada em fotobiografia. Ex-prefeito de Natal, ex-deputado estadual e federal, o jornalista Djalma Maranhão teve sua trajetória contada através do livro “Djalma Maranhão 100 anos: uma fotobiografia”. A obra foi viabilizada através de convênio da Assembleia Legislativa e Ordem dos Advogados do Brasil, com colaboração de emenda do deputado Fernando Mineiro (PT). O lançamento ocorre nesta quinta-feira (8), às 18h30, no Salão Nobre do legislativo potiguar.

A produção do livro, que terá mil exemplares confeccionados, foi realizada por Adriano de Sousa e Giovanni Sérgio Rêgo, com texto de Roberto Furtado e editado pela OAB/RN. A publicação é parte do projeto “Djalma 100”, lançado em 2015 em alusão ao centenário do político, e foi viabilizada com remanejamento de recursos através de emenda do deputado Fernando Mineiro.

Djalma Maranhão ficou conhecido pela campanha “De Pé No Chão Também se Aprende a Ler” e iniciou em Natal um processo de gestão cultural, democrática e popular, levando educação como instrumento de cidadania a todos. Foi cassado e banido na Ditadura Militar, em 1964, e morreu em 1971, exilado no Uruguai.

O ex-prefeito completaria 101 anos no dia 27 de novembro de 2016 e a programação do aniversário terá, ainda, exposição em escolas e o lançamento de outras publicações.

Mineiro pede urgência nas soluções para reabertura do Hospital Giselda Trigueiro

Foto João Gilberto/Assessoria

A suspensão do atendimento do Hospital Giselda Trigueiro foi o assunto do pronunciamento do deputado estadual Fernando Mineiro (PT) na sessão plenária desta quarta-feira (7). O parlamentar fez um apelo para que o Governo do Estado solucione, com urgência, a situação da higienização da unidade para que ela possa receber novos pacientes.

“É um escândalo um hospital responsável por tratar todas as demandas de doenças infectocontagiosas do Estado estar sem condições de receber novos pacientes por falta de higienização. Faço um apelo ao governador Robinson faria que determine uma solução urgente”, disse o parlamentar. Segundo ele, a empresa responsável pelo serviço de higienização da unidade de saúde teve o contrato suspenso há seis meses.

O deputado também usou o seu tempo regimental para falar sobre a Reforma da Previdência, encaminhada nesta terça-feira (6) pelo Governo Federal. Para ele, o projeto “é o maior ataque aos trabalhadores urbanos e rurais do país em toda história pelos direitos sociais brasileiros”. Com a aprovação, os contribuintes terão que trabalhar 49 anos para se aposentar. “Isso significa dizer que, se um trabalhador quiser se aposentar aos 65 anos, terá que começar a contribuir desde os 16 anos.

Para ele, este assunto deve ser discutido em todas as esferas para que seja evitada a aprovação da matéria. “Esta Casa precisa também lutar para que essa reforma não aconteça”, disse.

PEC para planejar. É o que propõe o Governo do RN

Assessoria/SEPLAN

O Governo do RN, por meio da secretaria de Estado do Planejamento e das Finanças, enviou à Assembleia Legislativa um projeto de Emenda Constitucional que determina a execução do planejamento estratégico de longo prazo para o Estado. O Rio Grande do Norte será o terceiro estado do país a incluir o planejamento em sua própria legislação, a exemplo do que já preveem as constituições estaduais de Minas Gerais e Pernambuco.

O Plano Estadual Estratégico de Longo Prazo (PELP) aponta prioridades destinadas a subsidiar as decisões que assegurem um Rio Grande do Norte socialmente justo, democrático, próspero, ambientalmente sustentável e territorialmente equilibrado, a partir dos seguintes objetivos: desenvolvimento socioeconômico; racionalização e coordenação de ações do Governo; o incremento das atividades produtivas; expansão social do mercado consumidor; superação das desigualdades sociais e regionais; expansão do mercado de trabalho; desenvolvimento dos municípios em condições escassas e desenvolvimento tecnológico.

A PEC do Planejamento também prevê a criação de mecanismos de participação da sociedade, além de delegar ao chefe do poder Executivo, por meio de projeto de lei, a regulamentação dos eixos estratégicos, metas e projetos com o prazo de execução de até vinte anos, sua periodicidade, prazo de revisão, supervisão e execução.

A legislação federal só prevê instrumentos de planejamento de curto e médio prazo. O principal deles é o Plano Plurianual (PPA), cujo período de vigência é de quatro anos. Outro exemplo é a Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser realizada anualmente em acordo com o PPA, garantindo que o planejamento de curto prazo seja aderente ao planejamento de médio prazo.

De acordo com o secretário da SEPLAN Gustavo Nogueira, a PEC do Planejamento sustenta, como ideia central, que explicitar a estratégia de desenvolvimento é uma condição necessária para que governos possam exercer suas funções sem perder sua orientação transformadora. “Trata-se de garantir que o futuro desejado pela sociedade potiguar para o do Rio Grande do Norte sirva sempre de guia para os governantes, garantindo o crescimento e desenvolvimento constantes do estado. Afinal, a mudança estrutural só pode ser obtida com a conjugação de agendas políticas para o momento atual com compromissos sustentáveis de longo prazo. Com a PEC do Planejamento, passamos a criar efetivamente uma cultura de Estado, e não mais de Governo”, afirmou.

Isenção do pagamento de juros e multas pelo servidor pronto para votação final

Foto Eduardo Maia/Assessoria

O Projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo a isentar o pagamento de multas e juros dos tributos estaduais pelos servidores públicos estaduais que estiverem com seus rendimentos em atraso está pronto para a sua votação final no plenário da Assembleia Legislativa. A matéria foi aprovada, à unanimidade na reunião desta quarta-feira (7) na Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) e logo em seguida na Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho.

“Esse Projeto vai melhorar as condições do servidor público do Estado que não tem como pagar multas e juros de tributos sem receber seus salários. O Governo não está atrasando o pagamento por que quer, mas não é justo que ele pague juros e multas a quem não está lhe pagando”, afirmou o deputado Tomba Farias (PSB), autor do Projeto de Lei.

Na discussão da matéria, o deputado José Dias (PSDB) elogiou a iniciativa do seu colega de parlamento, destacando a justiça da proposição. “É um absurdo o Estado não pagar aos seus credores e cobrar com exigências dos devedores”, afirmou o parlamentar.

O deputado Dison Lisboa (PSD) que foi o relator da matéria, também disse que não era justo o Estado cobrar juros de tributos dos funcionários que estão com os vencimentos atrasados.

jose-dias-e-tomba-farias
Foto Eduardo Maia/Assessoria

Durante a reunião, da qual participaram os deputados Tomba Farias, José Dias, Dison Lisboa e Ricardo Motta (PSB) foi discutida, também, a necessidade da agilização da aprovação do Projeto que autoriza o Poder Executivo a incorporar no atual exercício recursos da repatriação no valor de R$ 337 milhões e 600 mil.

“É uma questão humanitária que se sobrepõe a tudo. É preciso ter celeridade para que a matéria seja apreciada”, afirmou o deputado José Dias.

Chegou a hora de investigar a imprensa “bem paga”

Não seria o momento de investigar a imprensa bem nutrida de recursos públicos para servirem de lacaios de muitos políticos? A discussão se abre após os governos de várias esferas receberem críticas e alguns jornalistas e comunicadores (principalmente os blogueiros) saírem em defesa de figura A ou B.

No RN, existem para todos os gostos. Nível municipal, regional e estadual, cada um com seu padrinho político e uma boa conta bancária para receber os recursos. Isso é um bom incentivo para falar de bem do “patrão” e despejar fortes críticas para os desafetos. Os adversários do patrão são seus adversários, os amigos do seu patrão são seus amigos. Isso é quase uma lei, que pode ser revogada a partir do momento que houver um rompimento ou aliança.

A imprensa tem que ser livre, mas seus vínculos com o poder público, principalmente com os cofres públicos, precisam de uma “Lava Jato” urgente, e falo com observação para o Rio Grande do Norte. Que motivações pautam os blogs, portais e outros veículos de comunicação? Quais suas fontes de renda? Quanto declaram?

Parece censura ou invasão, mas é nada mais do que todo cidadão deve fazer, prestar contas de seus ganhos e rendimentos. Existe uma Fazenda para isso, uma série de organismos para identificar as movimentações financeiras dos cidadãos. E mesmo com todo aparato ainda existem Cunhas, Calheiros, Alves, Cabrais, Garotinhos e tantos outros que sempre estão na mira da justiça com acusações sobre supostas e mirabolantes transações.

O que observamos é uma mídia parcial, no entanto uma parcialidade criminosa. A imparcialidade é quase um mito, muitos estudiosos consideram algo impossível, pois todos nós temos nossas preferências e opinião formada.

O que se pede é muito menos que um mito ou uma lenda de isenção. Se pede a coerência e a ética em não distorcer os fatos, apresentar a realidade como ela é. Como diria Nelson Traquina, grande estudioso da comunicação: “os jornalistas são os modernos contadores de ‘estórias’ da sociedade contemporânea, parte de uma tradição mais longa de contar ‘estórias’”.

Que façamos um serviço à História contando fatos e versões, sem paixões e transmitindo os fatos com o máximo de verdade que nossa alma pode ofertar.

Operação Démodé: MPRN apura desvio de recursos em São José de Campestre

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), através da Promotoria de Justiça de São José do Campestre e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com o apoio da Polícia Militar, deflagrou, na manhã desta quarta-feira (7), a Operação Démodé, destinada a apurar um esquema de desvio de recursos públicos instalado na Prefeitura Municipal de São José de Campestre/RN, no período de 2010 a 2012, através da contratação da empresa NK Construções para execução de obras no referido Município.

Segundo apurado, a empresa NK Construções, gerida por José Josenildo da Silva e Erivalda Maria da Silva, funciona no próprio endereço residencial deles e, apesar de ter vencido quase todas as licitações, durante o referido período, para execução de obras em São José do Campestre, não tinha registro de empregados contratados até o mês de julho de 2012, tendo registrado apenas seis empregados no mês de dezembro desse mesmo ano.

Ademais, no curso da investigação, foram requisitadas ao então prefeito, José Borges Segundo, as cópias integrais de todos os processos de contratação da referida empresa, durante o mencionado período, todavia, tal documentação nunca fora apresentada.

Há, portanto, fortes indícios de que José Josenildo da Silva e Erivalda Maria da Silva criaram a pessoa jurídica NK Construções (Erivalda Maria da Silva Comercio e Serviços em Construções) com o objetivo único de desviar recursos públicos, movimentando, no mesmo período, de R$ 2.423.559,36, decorrentes de contratos com diversos municípios do Estado do Rio Grande do Norte, tendo causado um prejuízo de mais de R$ 600 mil ao Município de São José do Campestre.

Na oportunidade, foi realizada a prisão em flagrante do ex-prefeito, José Borges Segundo, em decorrência de ter sido encontrado em sua posse, no interior de sua residência, milhares de documentos públicos referentes à sua gestão à frente da Prefeitura.

Participam da operação três Promotores de Justiça e, aproximadamente, oito policiais Militares, para cumprimento de dois mandados de busca e apreensão e dois mandados de condução coercitiva, expedidos pelo juiz da Comarca de São José do Campestre.

Estadual suspende aulas pelo falecimento de Nathan Rocha

Escola Estadual Professor Francisco de Assis Dias Ribeiro emite nota de pesar e suspende as aulas da quarta feira em luto pela partida de NATAN.

Confira:

“É com todo pesar que nós que fazemos parte da Escola Estadual Prof. Francisco de Assis Dias Ribeiro lamentamos a triste notícia do falecimento de nosso querido aluno Natan Rocha da Silva, aluno da 3ª Série – Noturno. Ele parte deixando-nos muitas lições de amizade, alegria, vontade de viver e sonhos que compartilhou com todos nós. Pois era um aluno, presente nas aulas, no nosso cursinho entre outras atividades.

As pessoas são insubstituíveis em sua existência, e sentiremos falta desse menino- adolescente, brincalhão, amigo e guerreiro, não foi à toa que lutou até o último instante.

Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos especialmente aos seus familiares que vivem esse momento de dor e de saudades. Pedimos a Deus que conforte os seus corações e que essa dor vá passando na certeza que brevemente estaremos todos juntos, perto do nosso Senhor, na sua morada , onde não choro, doenças, e dor.

A Deus pedimos também que dê ao nosso Natan o merecido repouso eterno em seu reino.”

Equipe Gestora, Professores e Funcionários da
Escola Estadual Professor Francisco de Assis Dias Ribeiro

Beto pleiteia novas ambulâncias para renovação da frota do SAMU no RN

Foto Divulgação/Assessoria

O deputado federal Beto Rosado (PP) se reuniu, nesta terça-feira (6), com o secretário de Atenção à Saúde, Francisco de Assis Figueiredo, para pleitear a renovação da frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) no Rio Grande do Norte.

O parlamentar cobrou do Ministério da Saúde a destinação de ambulâncias utilizadas nas Olimpíadas do Rio de Janeiro para os municípios do RN. Beto recebeu do secretário a confirmação de que Mossoró é a única cidade potiguar que receberá o equipamento por se encaixar nos critérios estabelecidos pelo Ministério.

Faleceu Nathan Rocha

O adolescente Nathan Rocha da Silva, de 17 anos, filho de Elidiane e Ivan, moradores da rua Manoel Moreira Gato, no bairro Maracujá, em Santa Cruz, que mobilizou uma grande campanha pelas redes sociais por doação de sangue, faleceu no início desta noite. O adolescente estava na UTI do Hospital do Coração, em Natal.

Ele foi diagnosticado com Leucemia e estava precisando de doadores de sangue com urgência, mobilizando amigos e parentes para doações urgentes, inclusive já na manhã desta terça-feira (6).

Nossas condolências à família pelo falecimento do jovem.

Abertas inscrições para municípios interessados no Trilhas Potiguares

Estão abertas as inscrições para os municípios interessados em participar da edição 2017 do programa de extensão Trilhas Potiguares, promovido pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

As cidades devem ter população de até 15 mil habitantes e assumir os compromissos descritos no edital, que pode ser acessado no endereço www.trilhaspotiguares.ufrn.br.
Maior programa de extensão da UFRN, o Trilhas Potiguares proporciona interação entre universidade e comunidade, buscando a construção solidária do saber voltado para o desenvolvimento sustentável.

A inscrição dos municípios é realizada até 24 de fevereiro de 2017 mediante preenchimento de ficha anexa ao edital, que pode ser encaminhada por e-mail, entregue na Coordenadoria de Programas e Projetos da Proex ou por via postal. Os municípios selecionados serão divulgados no site da Proex até 17 de março de 2017.

Tangará tem registro de mais um homicídio

Foto Reprodução/Facebook

Não se sabe ainda se foi uma tentativa de assalto, mas enquanto a sociedade tangaraense se mobiliza contra o quadro de violência crescente, mais um crime foi registrado nessa quarta-feira (6).

Louro Abdala, figura muito conhecida dentro de Tangará, foi assassinado por dois homens que estavam em uma motociclet. Segundo informações, ele foi seguido após sair da sinuca de Zé Lira e próximo a Oficina de Ramos foi alvejado por disparos de arma de fogo.

Louro faleceu no local e aguarda a chegada do ITEP.

Esse é mais um crime ocorrido em Tangará em menos de uma semana, deixando a população mais insegura e revoltada.

Tangará se une para pedir segurança

Uma mobilização realizada por toda sociedade tangaraense cobrou hoje na Secretaria de Segurança (SESED) do Rio Grande do Norte por mais efetivo policial e segurança em uma das principais cidades do Trairi.

A motivação do grupo se deu após mais uma vítima ter sido alvo de homicídio, o professor e ex-vereador João Fernandes de Lima, crime que chocou a sociedade local.

O prefeito Alcimar Germano, o ex-prefeito Gija, o prefeito eleito Jorginho, os vereadores atuais em mandato e os vereadores eleitos participaram da manifestação, que exige uma solução para os inúmeros crimes que tem tirado o sono do povo de Tangará.

A foto mostra bem os dois principais líderes políticos da história recente de Tangará juntos para lutarem pela segurança. Que esse seja o espírito da política tangaraense, para juntos salvarem o povo dessa agonia.

STF decide que Renan Calheiros deve ser afastado da Presidência do Senado

Foto Divulgação/Senado Federal

O partido Rede Sustentabilidade entrou com o pedido que afasta Renan Calheiros da presidência do Senado Federal, por entender que ele faz parta da linha sucessória e é réu na Corte Suprema do país. Entendo assim, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello concedeu liminar nesta segunda-feira (5) para afastar Renan Calheiros da presidência do Senado. Ele, porém, mantém o mandato de senador.

Ao se tornar réu no Suprema, Renan não pode permanecer na linha sucessória da Presidência da República, como a própria corte decidiu semanas atrás. “Mesmo diante da maioria absoluta já formada na arguição de descumprimento de preceito fundamental e réu, o senador continua na cadeira de Presidente do Senado, ensejando manifestações de toda ordem, a comprometerem a segurança jurídica”, afirmou o ministro.

Confira a decisão na íntegra: AQUI

“Eu vi a cara da morte e ela estava viva”

Sabe aquele brilho tirano? Talvez alguns não saibam, mas ontem à noite eu soube bem como ele era. Uma arma de fogo, que com brilho refletido da luz de um poste, na rua das Gardênias, no bairro de Mirassol, impôs em mim um medo funesto e que fez, cinematograficamente falando, passar um trailer de profunda reflexão da vida. A minha vida, do meu modo mais simples de pensar, estava a um “dedo” de ser extirpada.

O que você pensa? Na família, nos amigos, nos bons momentos, o que mais você pode viver, o sufoco que foi para conquistar tantos bens e tantas coisas que condensam apenas numa força humana para correr daquele local e procurar refúgio, buscar ajudar. É o brilho tirano da arma de fogo motivada pelas piores intenções de uma criatura – no meu assalto foram duas – que passado o momento de choque e raiva, você pensa o porquê daquilo. Porque fazer aquilo?

Eu vi meus objetos pessoais e de trabalho, junto com meu veículo (Chevrolet/ONIX 1.0 MT LT, branco) partir levando sonhos, trabalho e muita luta. Mas só pensava em falar com minha mãe, minha esposa e alguns contatos que poderiam me socorrer. Por sorte, os bandidos não levaram minha carteira, na pressa não me revistaram completamente. Mas sem celular ou algum item que me ajudasse ficava díficil fazer valer o elo familiar que nos mantém seguro e firme. Contem com ajuda de algumas pessoas que estavam em um ponto de táxi, um deles me levou até a Plantão Zona Sul, em Candelária.

Lá encontrei um repórter e o cinegrafista da TV Ponta Negra, me ajudaram a ligar para minha mãe, gravaram algumas imagens, concedi entrevista. Futuro jornalista que segue pautas sendo pauta de uma matéria. Encontrei na Polícia Civil o retrato do nosso RN. Falta de estrutura e condições para um trabalho digno daqueles que estão em extremo estresse de trabalho e funções delegadas. Contém com a presteza dos agentes André e Marcão, em seguida estava com um amigo que veio prestar ajuda, em seguida minha cunhada e seu marido.

Com celular da minha cunhada falei com minha mãe, um alívio que as pessoas mais próxima já estavam atentas a tudo e mais aliviadas em saber parte da história, que estava vivo e seguiria para Santa Cruz. Da chegada na Plantão Zona Sul até meu colega vir prestar ajuda se foi mais de 80 minutos, um dos piores da minha vida. Sozinho no meio de uma cidade tomada pela violência, sem ter o conforto familiar, no entanto vivo e tentando ficar bem para seguir em frente.

Essa é a nossa realidade. Lutar para sobreviver em meio ao caos, nem sempre vamos ficar preparados, nem sempre planejamos tudo. As vezes é preciso recomeçar, ajustar e resetar todo o sistema que estamos acostumados a funcionar. A fé ajuda muito, o conforto dos amigos e a palavra de coragem anima um pouco.

É preciso ter tudo isso e muito mais para encarar a morte e sair ileso. Pois é, assim como Cazuza escreveu: “eu vi a cara da morte e ela estava viva”. Muito viva, olhava para mim, gritava para sair do carro e tinha um brilho tirano, aquele que falei lá no início, um brilho que poderia ser seguido de um disparo e ceifar minha vida. Reagir? Pensei, em reagir após tudo passar. E estou reagindo, escrevendo esse texto, relatando minha história e me preparando para seguir em frente mais um capítulo. Não é o fim do mundo, é só mais uma história como tantas outras, como aquelas que encontrei no Plantão Zona Sul. Histórias que virão a morte, tiveram medo.

O mesmo poeta Cazuza também dizia que “do medo faria uma oração”. Todos fazem, ninguém pensa em deixar essa existência terrena assim. Mas vamos seguir em frente. Amanhã ou depois volto a escrever, talvez até hoje. Espero trazer boas novas.

Morre, aos 86 anos, o poeta Ferreira Gullar,

Reprodução/Internet

O Acadêmico, poeta e teatrólogo Ferreira Gullar morreu no dia 4 de dezembro, domingo, às 10 horas, aos 86 anos, na UTI do Hospital Copa D’Or, no bairro de Copacabana, Rio de Janeiro, onde estava internado há 20 dias, vítima de pneumonia.

O corpo foi trasladado para prédio da Biblioteca Nacional, na Avenida Rio Branco, Centro, às 17 horas. No dia 5, segunda-feira, seguiu para a Academia Brasileira de Letras, local do velório, de onde saiu às 15 horas, para o mausoléu da ABL, no Cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo.

Ferreira Gullar deixa dois filhos, Luciana e Paulo, e oito netos, e a companheira Cláudia, com quem vivia atualmente. Seu último livro foi Autobiografia poética e outros textos, lançado este ano pela Editora Autêntica.

Sétimo ocupante da cadeira nº 37, eleito em 9 de outubro de 2014, na sucessão de Ivan Junqueira, e recebido em 5 de dezembro de 2014, pelo Acadêmico Antonio Carlos Secchin.

Ferreira Gullar, cujo nome verdadeiro é José de Ribamar Ferreira, nasceu em São Luís do Maranhão, em 10 de setembro de 1930, numa família de classe média pobre. Gullar afirmava que a poesia é sua atividade fundamental.

Em solenidade na capital do Estado, Santa Cruz recebe certificação do “Selo Unicef – Município Aprovado”

Foto Divulgação/Assessoria

Os esforços de uma equipe comprometida com o desenvolvimento de uma política voltada para a garantia dos direitos de crianças e adolescentes foram reconhecidos nesta sexta-feira (02) e Santa Cruz foi certificado com o “Selo Unicef – Município Aprovado”. A solenidade de entrega da certificação aconteceu na Escola de Governo (Centro Administrativo), em Natal/RN.

A Prefeitura enviou uma 04comitiva formada por gestores e técnicos de várias secretarias para representar Santa Cruz, um dos 49 municípios potiguares contemplados na edição 2013-2016 do “Selo Unicef”. Adolescentes santa-cruzenses também estiveram na comitiva.

Para receber a certificação, a Prefeitura de Santa Cruz criou uma equipe multidisciplinar com técnicos de várias áreas da administração pública (assistência social, saúde, educação, esportes e lazer) para colocar em prática as ações estratégicas e, consequentemente, atingir os indicadores de impacto social preconizados pelo Unicef para que o município pudesse receber a certificação. As ações foram desenvolvidas com o objetivo de garantir sete direitos: de sobreviver e se desenvolver; de aprender; de proteger-se e ser protegido do HIV/AIDS; de crescer sem violência; de ser adolescente; de ser prioridade nas políticas públicas; e de brincar, praticar esportes e se divertir.