Deputado Tomba Farias chama a atenção da Justiça Eleitoral sobre a realização de “pesquisas forjadas”

Embora tenha eleito um expressivo contingentes de prefeitos em várias regiões do estado, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) se mostrou decepcionado com a falta de critérios da Justiça Eleitoral com um aspecto das eleições 2020: os resultados de pesquisas do Instituto Seta que, segundo ele, foram forjados e apresentaram números muito diferentes com relação a outras pesquisas, e também destoantes da realidade apresentada após a divulgação dos resultados das urnas.

Tomba Farias cita a disparidade dos números das pesquisas Seta, feitas em alguns municípios nas vésperas das eleições: em Afonso Bezerra a Seta disse que o candidato Neto de Zoraide teria uma maioria de 21,75% e o resultado final foi de apenas 1,76%. Em Arez, a Seta previu um empate técnico entre os candidatos Bergson e João Elias, mas no final deu-se a vitória de Bergson, que obteve 56,76% dos votos (5.196), vencendo em todas as urnas.

Em Canguaretama, a Seta destacou que candidata Irmã Lila estaria na frente do candidato Wellinson com 4% das intenções de votos, mas Wellinson venceu a eleição com uma maioria de 16,09% dos votos (2.982). Também em Campo Redondo, o Instituto disse que Dr. Renan venceria por 17,9%, mas foi eleito por apenas 2,65% dos votos. Da mesma forma, em Tangará a Seta apontou a vitória do candidato Dr. Airton por apenas 5,8%, mas as urnas mostraram uma maioria de votos de 14,8%.

“Todos esses municípios tiveram resultados diferentes do que previu as pesquisas Seta, feitas nos últimos dias de campanha”, ressalta.

Segundo o líder do Trairi, a força do poder econômico, ao contratar pesquisas tendenciosas, é usada para desequilibrar o pleito. “Alguns institutos fizeram bem seu trabalho, mas o instituto Seta fez pesquisa em Afonso Bezerra que teve resultado divergindo em 21,75 pontos percentuais. Isso numa campanha que as pessoas mal poderiam sair de casa, faz toda a diferença no pleito”, assinala.

Para ele, o TRE RN teve um grande desempenho, mas episódios, envolvendo pesquisas do Instituto Seta, que precisam ser fiscalizados. “O TRE e a justiça comum precisam fazer valer o direito dos candidatos. Agradeço a Deus e aos eleitores pelas vitórias em nossas bases eleitorais, mas não poderia deixar de registrar a minha indignação com o considero uma farra das pesquisas que se observou no interior do estado”, Finalizou.

Alves e Brasil vencem as eleições em Campo Redondo, Sítio Novo e Tangará

O grupo político da família Alves e Brasil, liderados por Gija, Wanira Brasil e Alessandru Alves, conquistam de maneira inédita as três cidades base do seu eleitorado. Gija indicou seu irmão Augusto para vice do Dr. Airton em Tangará, Wanira colocou a filha Andrezza para prefeitura de Sítio Novo e Alessandru elegeu um sucessor em Campo Redondo.

Wanira protagonizou a maior virada da região do Trairi, com pesquisas apontando a vitória do Edilson Júnior, sua filha Andrezza Brasil saiu vitoriosa numa maioria de 161 votos, com 51,88% dos votos válidos. O grupo tinha saído do poder desde 2012, mas tem dois mandatos de Wanira Brasil na bagagem, nas vitórias de 2004 e 2008.

Em Tangará, Augusto voltou a ser o companheiro de chapa de Dr. Airton, representando a liderança política de Gija na cidade, que foi prefeito por dois mandatos (1997-2000 e 2001-2004). Na conta do grupo ainda tem o mandato de Alcimar Germano, filho de Gija, entre 2013 e 2016. O Dr. Airton venceu os tradicionais adversários da política de Gija, a Família Bezerra, nessa eleição representados pelo Jorginho Bezerra, atual prefeito.

Alessandru Alves fez história em Campo Redondo novamente. Foi o primeiro prefeito reeleito da história e ainda foi o primeiro a sair do mandato e eleger um sucessor. O Dr. Renam teve como vice o Welby Martins, ex-prefeito da cidade, que também integra o grupo político-familiar.

Esse cenário é inédito, porque é a primeira vez que essas três cidades são governadas pelo mesmo grupo. Em 2004, a dupla de cidades foram Campo Redondo e Sítio Novo, perderam em Tangará; 2008 foi reeleição em Sítio Novo garantida, mas perderam em Campo Redondo e Tangará; O ano de 2012 foi revertido em Campo Redondo e Tangará, mas perderam em Sítio Novo; e nas eleições de 2016 foi apenas Campo Redondo.

O 2020 se consolida como o melhor ano para o grupo, com as três cidades comandadas com Alves e Brasil, e o que fortalece ainda mais o projeto do deputado Vivaldo Costa (PSD), uma das lideranças que apoia o grupo sempre sai com uma boa votação na região através da parceria Gija-Wanira-Alessandru. São sete mandados eletivos nas mãos desse grupo somando as três cidades do Trairi, agora ganham mais três novas oportunidades a partir de 2021.

Vivaldo Costa parabeniza amigos médicos eleitos e faz balanço positivo das eleições 2020

O deputado Vivaldo Costa (PSD) usou da palavra nesta terça-feira (17), no plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), o parlamentar destinou seu tempo para comentar os resultados das eleições 2020.

Vivaldo aproveitou para parabenizar cinco amigos dele médicos que foram eleitos: o Dr. Judas Tadeu, em Caicó; Dr. Renam, em Campo Redondo; Dr. Wellington, em Boa Saúde; Dr. Airton, Tangará; e Dr. Tiago Almeida, em Parelhas.

Além do registro, Vivaldo Costa comentou as vitórias na região do Trairi, nos municípios de Tangará, de Sítio Novo e na região do Seridó, em Cruzeta, Tenente Laurentino e Equador.

Simone Silva coloca os Medeiros no comando de Japi novamente

Depois de uma pausa da Família Medeiros na Prefeitura de Japi, foi Simone Silva que trouxe o grupo político de volta ao poder. Esposa do ex-prefeito Tarcísio Medeiros, ela disputou as eleições em 2016, mas foi derrotada pelo atual prefeito Jodoval Pontes.

Como o mundo gira, Simone derrotou seu algoz de 2016 e com uma maioria que referenda a preferência do eleitorado por ela, o que reforça também o desgaste da gestão de Jodoval.

A maioria da prefeita eleita sobre Jodoval foi de 793 votos, e somando os votos de Sânzia na disputa, a maioria geral foi de 383.

Confira os números da eleição para prefeito:

Deputados comentam resultados das eleições municipais 2020

Assim como aconteceu ao longo de toda a sessão ordinária desta terça-feira (17), no plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), os deputados estaduais usaram o tempo destinado a eles para comentários sobre os resultados das eleições 2020.

O deputado Vivaldo Costa (PSD) aproveitou para parabenizar cinco amigos dele médicos que foram eleitos: o Dr. Judas Tadeu, em Caicó; Dr. Renam, em Campo Redondo; Dr. Wellington, em Boa Saúde; Dr. Airton, Tangará; e Dr. Tiago Almeida, em Parelhas. Além do registro, Vivaldo Costa comentou as vitórias na região do Trairi, nos municípios de Tangará, de Sítio Novo e na região do Seridó, em Cruzeta, Tenente Laurentino e Equador.

O parlamentar também falou dos insucessos no pleito eleitoral, mas que, para ele, tiveram gosto de vitória, como na cidade de São José do Seridó, em São Fernando e São José de Mipibu.

O deputado Coronel Azevedo (PSC), que foi candidato a prefeito nas eleições municipais de Natal, comentou o resultado e afirmou que todos são vitoriosos, já que “a vida é um eterno aprendizado”. Ele agradeceu a Deus e parabenizou os correligionários do partido do qual é presidente, o PSC. Segundo o parlamentar, o partido elegeu 43 vereadores e dois vice-prefeitos no Rio Grande do Norte. “Também apoiamos eleições vitoriosas de prefeitos de outros partidos em 21 municípios”, completou.

Coronel Azevedo também parabenizou o prefeito eleito em Natal, Álvaro Dias (PSDB), e aproveitou para comentar que a cidade teve a maior abstenção dos últimos anos, sendo mais de 28%. Bem como, agradeceu aos cerca de 6.500 eleitores que confiaram e votaram nele, parabenizou os deputados estaduais Hermano Morais (PSB) e Kelps Lima (SDD), que também participaram do pleito municipal em Natal e o deputado Allyson Bezerra (SDD), eleito prefeito de Mossoró. “O resultado das eleições é o espelho da sociedade, expressão da vontade popular. Espero que os eleitos possam cumprir suas promessas de governo”, concluiu.

Qual foi a serpente que teve a cabeça esmagada em Japi?

Passadas as eleições em Japi, não falta quem “tire onda” com aqueles que perderam.

Se referindo ao discurso de Jodoval Pontes, nos últimos comícios, algumas pessoas perguntam: Qual foi a serpente que teve a cabeça esmagada em Japi?

Fica o mistério!

Do verde ao azul, Câmara Municipal de Santa Cruz sai do MDB para liderança do PSDB

A Câmara Municipal de Santa Cruz mudou bastante na legislatura 2017-2020. Os eleitos em 2016 eram de maioria do MDB e PSB, agora em 2020 o cenário muda para o PSDB. A liderança do MDB era com 3 vereadores em 2016.

Após a cassação, o PSB passou a ser a maior bancada, com 3 vereadores, sendo um deles da oposição, o Dr. Zé Francisco.

A partir de 2021, o PSDB tem a maior bancada da Câmara, com 8 vereadores, mais de 50% da casa legislativa, uma proporção jamais vista na cidade.

Do verde do MDB, passando pelo vermelho do PSB, agora o legislativo tem maioria azul do PSDB.

Confira a votação de todos partidos e vereadores na eleição de Santa Cruz

O Blog traz uma tabela detalhada da votação por partido e por candidato nas eleições municipais de Santa Cruz. O quociente eleitoral ficou em 1.467 e as novas regras para composição da Câmara Municipal não tiveram muita influência na definição das bancadas, pois todos os partidos que conquistaram seu espaço atingiram o quociente.

Partidos governistas tiveram mais de 8 mil votos de maioria sobre a oposição

Com uma mudança na legislação, as coligações foram extintas e os partidos passaram a ser de fato a forma de ingresso nas conquistas das vagas. Na primeira rodada era aplicado o cálculo com o quociente eleitoral (votos válidos dividido pela quantidade de vagas), depois a média de votação de cada partido para completar as vagas (sobra das vagas).

A oposição se dividiu e não aplicou o voto útil, quando PT (425), PP (256), PSL (368) e PSOL (60) somaram 1.109 votos. Votação essa que fez falta ao PCdoB para conseguir uma segunda, por exemplo.

A proporção entre situação e oposição foi descomunal, com os partidos de situação somando 13.985, contra 5.098, com uma maioria de 8.887 votos, ainda maior que a vantagem do Prefeito Ivanildinho para o segundo colocado, Gean Paraibano.

PROPORÇÃO DE SITUAÇÃO E OPOSIÇÃO

O cenário no ambiente legislativo vai ser interessante de acompanhar pelas posições e histórico dos eleitos. A proporção entre governistas e oposicionistas praticamente retornou ao ponto de 2016.

Em 2016, Fernanda Costa contava com 78% da bancada, tendo os 2/3 de bancada legislativa necessária para votações importantes. Ivanildinho Ferreira encontrou uma bancada menos governistas, com placar de 2/3, mas sendo de 6 a 3, mas com a cassação do Edmilson Silva, a bancada ficou 5 a 4, sendo 56% do total das cadeiras.

Com as eleições de 2020, Ivanildinho tem uma renovação da bancada e encontra 77% de apoio, superando os 2/3 da casa legislativa. Isso apresenta um cenário de tranquilidade para o prefeito colocar matérias em tramitação quando for preciso aprovar temas mais polêmicos.

O “passeio” do grupo de Tomba não foi apenas no executivo, mas também no legislativo.

Oposição forma uma trinca de vereadores para enfrentar 10 vereadores governistas

A oposição de Santa Cruz saiu ainda menor da disputa eleitoral de 2020, mas conseguiu sobreviver com uma trinca de vereadores que tem experiência e articulação para enfrentar o tsunami de 10 vereadores governistas pelo PSDB e PSB.

A Câmara Municipal salta de 9 para 13 vagas de vereadores, dentro do limite que é permitido na legislação, para um número pequeno de parlamentares, será preciso estudar cada vez mais o regimento interno para manter uma articulação dentro da casa.

Entra Lucicláudio Bezerra, do PCdoB, passou pela Câmara Municipal na legislatura 2009-2012, foi o principal nome da oposição naquele período. Quando ocorreu o rompimento entre Tomba e Péricles, o ex-petista ficou independente em um momento que era exigido tomar partido. Teve uma boa votação, mas seu partido não teve força para atingir o quociente eleitoral daquela eleição. Mudou para o PCdoB e encontrou um novo grupo mais articulado e preparado para as eleições 2020, e assim retorna para a Câmara Municipal após uma pausa de duas legislaturas.

Josemar Bezerra chega para o seu quarto mandado após umas “férias familiar”, quando colocou seu filho João Victor para aprovação da sua base eleitoral. Apesar do desempenho de João Victor na oposição ter sido bom na articulação, não foi possível enfrentar uma eleição tão disputada. O principal nome da comunidade Bonsucesso, sua família soma sete mandatos no legislativo. Sua presença é garantia de muito barulho e longos debates no plenário da Câmara.

Paulo César Beju renova o seu mandato, mesmo não sendo esperada a sua arrancada na reta final da campanha. Perdeu a esposa recentemente, além de ter enfrentado muitas dificuldades políticas, depois de ter sido um dos protagonistas das eleições suplementares de 2019. É um dos poucos representantes do bairro Paraíso a renovar o seu mandato no legislativo. Beju perdeu quase 50% do seu eleitorado em relação a 2016, o que mostra que é preciso pensar urgentemente em sua assessoria e imagem para a nova legislatura.

Ivanildinho vence no Bonsucesso

Informações extraoficiais, Ivanildinho venceu no Bonsucesso com apenas dois votos.

O duelo se concentrou entre Ivanildinho contra Gean, e ficou 358 a 356 votos.

O vereador Josemar Bezerra (PL), uma das grandes lideranças da comunidade, obteve 376 votos.

A novidade é a eleição de Beto da Saúde, que obteve 194 votos na sua comunidade e desponta agora como uma nova liderança naquela área.

Grupo de Tomba volta a registrar crescimento do seu eleitorado

As eleições municipais são cenários que a cada ano tem alterações no ritmo de crescimento dos grupos políticos. O grupo político do deputado Tomba Farias voltou a registrar um crescimento de sua base eleitoral, desde a eleição suplementar de 2019.

O última grande momento foram as eleições 2016, com a expressiva maioria de 6.406 votos sobre Gilcelly Adriano. Ivanildinho aplicou 6.400 no grupo da oposição dividido em três candidatos.

Ivanildinho somou a maior e expressiva proporção de votos da história política de Santa Cruz, enquanto Fernanda Costa tem o recorde de mais expressiva diferença entre situação e oposição.

No entanto, Ivanildo ganhar outro recorde: a maior diferença entre o primeiro e segundo colocado numa eleição, com expressiva vantagem de 8.507 votos.

Os números mostram que a política em Santa Cruz retorna para o ponto de 2016, quando números tão altos “sepultaram” algumas lideranças e as decisões judiciais reformaram esse cenário. Sem previsão de mudanças pela frente, Ivanildinho deve trazer uma hegemonia ao grupo de Tomba, que precisa escolher um sucessor para 2024.

Pandemia não esvaziou as seções e abstenção fica na média

Foto: Adriano Neto/Drone

O Blog traz os últimos dados das eleições municipais em Santa Cruz, com eleições ordinárias e suplementares desde 2012, que representa as administrações após os dois mandatos de Tomba Farias na gestão municipal.

A pandemia do novo coronavírus não esvaziou as seções eleitorais, e a população foi aos locais de votação para escolha dos novos representantes do executivo e legislativo. Na análise dos dados, os comparecimento ficou dentro da média, mas os votos válidos (computados para algum candidato) estão em queda desde 2012.

Os votos brancos e nulos aumentaram nestas eleições 2020, muito motivado pela ausência de candidatos fortes na oposição santa-cruzense. Com o voto obrigatório, os eleitores mais oposicionistas desmotivados preferem votar em branco ou anular. Nos dados da tabela abaixo, as campanhas mais acirradas, como 2012 e 2019, são aquelas com menores votos brancos e nulos.

São os confrontos mais acirrados que atraem a eleição do eleitorado, principalmente aqueles que são contra o grupo de Tomba Farias, garantindo uma disputa mais interessantes para análises e grandes movimentações políticas.

Grupo de Tomba vence eleições 2020 e completa 20 anos no poder municipal

Tomba Farias em comemoração na vitória de Ivanildinho, na eleição suplementar. Foto: Wallace Azevedo

Quando o prefeito reeleito Ivanildinho Ferreira tomar posse em 1º de janeiro de 2021 será completado um ciclo de 20 anos do grupo de Tomba Farias à frente do poder executivo, com sete eleições vencidas consecutivamente, um recorde que talvez nenhum outro grupo político tenha no Rio Grande do Norte.

Apesar dessa expressiva marca, o grupo precisa também refletir as respostas das ruas em vários dados e opiniões. O desgaste de qualquer gestão por longo tempo é natural, mas buscar fazer autocrítica e refletir sobre as cobranças de uma parte racional e equilibrada da sociedade deve ser sempre algo constante para qualquer gestor.

Mesmo com tudo isso, o grupo de Tomba pode comemorar neste domingo uma expressiva vitória que marca a história de Santa Cruz com recordes de votação e proporção de votos. Os números não mentem.

Confira o resultado final em Jaçanã

Uady – 2.667 (57,32%)
Oton Mário – 1.698 (36,49%)
Gel Abdias – 247 (5,31%)
Dennis de Domingos – 41 (0,88%)

Votos Válidos – 4.653 (94,71%) Brancos – 50 (1,02%) Nulos – 210 (4,27%)

Confira os eleitos do PSDB e PSB, que fizeram 10 vagas pela situação

PSDB

45.999 – FÁBIO RODRIGUES DIAS – 1.623

45.888 – NAYARA KARINE FONSECA GOMES BULHÕES – 1.246

45.555 – TALITA MARIELLE CRISANTO REINALDO – 1.176

45.333 – MARCO CELITO DA COSTA – 929

45.777 – ÉLCIO VAGNER RODRIGUES DE SOUZA – 790

45.000 – ZULEIDE GUILHERME SOARES – 755

45.444 – TARCISIO FELIX DOS SANTOS – 575

45.456 – FRANCISCO ERIVAN JUSTINO – 554

PSB

40.222 – ROBERTO TEIXEIRA DA SILVA – 768

40.123 – RODOLFO BEZERRIL FREIRE GOMES – 629

Oposição faz três vereadores com PCdoB e PL

PL

22.555 – JOSEMAR FERREIRA BEZERRA – 1.133

22.333 – PAULO CESAR GOMES DE MORAIS – 787

PCdoB

65.123 – JOSE LUCICLAUDIO BEZERRA – 458

Joãozinho Furtado vence em Serra Caiada com 10 votos de maioria

A vitória de Joãozinho Furtado era esperada, mas com a maioria de 10 votos nenhum analista esperava.

Final da apuração: Joãozinho 3.229 e Jalmir do Sindicado 3.219 votos.

O resultado surpreende e revolta o grupo de Socorro dos Anjos, que em pesquisa mostrou ter a maior aprovação da região do Trairi.

Ivnaildinho lidera com mais de 4 mil votos até o momento

Ivanildinho – 6.620 votos

Gean – 1.933 votos

Jojó – 587 votos

Márcio – 572 votos

Luciano e Claudejane estão eleitos em Lajes Pintadas

As informações em Lajes Pintadas é que Luciano e Claudejane conseguiram encerrar a temporada de Jucier e Preta no comando político da cidade. Até o momento que tivemos informações, Luciano liderava com 400 votos de maioria. Vamos aguardar os dados!