Pandemia não esvaziou as seções e abstenção fica na média

Foto: Adriano Neto/Drone

O Blog traz os últimos dados das eleições municipais em Santa Cruz, com eleições ordinárias e suplementares desde 2012, que representa as administrações após os dois mandatos de Tomba Farias na gestão municipal.

A pandemia do novo coronavírus não esvaziou as seções eleitorais, e a população foi aos locais de votação para escolha dos novos representantes do executivo e legislativo. Na análise dos dados, os comparecimento ficou dentro da média, mas os votos válidos (computados para algum candidato) estão em queda desde 2012.

Os votos brancos e nulos aumentaram nestas eleições 2020, muito motivado pela ausência de candidatos fortes na oposição santa-cruzense. Com o voto obrigatório, os eleitores mais oposicionistas desmotivados preferem votar em branco ou anular. Nos dados da tabela abaixo, as campanhas mais acirradas, como 2012 e 2019, são aquelas com menores votos brancos e nulos.

São os confrontos mais acirrados que atraem a eleição do eleitorado, principalmente aqueles que são contra o grupo de Tomba Farias, garantindo uma disputa mais interessantes para análises e grandes movimentações políticas.