Péricles joga a toalha

Péricles Rocha, em sua live semanal com a oposição, fez declarações que claramente “jogou a toalha”. Péricles não é mais pré-candidato a prefeito de Santa Cruz.

“Nós falávamos por telefone, retomamos reuniões e foi evoluindo as conversas. Nossa ideia era que fizesse uma pesquisa interna para escolher o candidato e o vice do grupo. Discutimos que tinha que ser do grupo e consenso entre a oposição, tinha que seguir unida”, explicou Péricles sobre as conversas iniciais sobre a pré-campanha.

O ex-prefeito  viveu duas realidades em suas três eleições à Prefeitura. Em 2008 venceu apoiado por Tomba Farias, já em 2012 e 2019 enfrentou seu primo-deputado e perdeu a disputa, e sabe que a união dos blocos para enfrentar uma eleição é o melhor caminho. “Defendia e sempre defendi candidatura única da oposição. A oposição caminhar para unificação, isso sim”, disse.

Mas o ex-prefeito não detalhou porque essa articulação falhou. Não contou o santo, mas falou do milagre. “Começou a aparecer alguns percalços, apesar de continuar se reunindo. Dissidências e surgindo candidatos dentro da própria oposição. Alguns partidos estão bem divididos, e andei conversando com os pré-candidatos, falei sempre na unidade. Eu ainda hoje continuo brigando para isso, a unidade”, defendeu.

Péricles revelou que existe uma discordância grande no grupo, e que sua família pediu para não ser candidato. Ele sofreu pressão para decidir sua candidatura. “Até esse momento não convergiu para isso, e tem muita discordância dentro da própria oposição. Conversei com minha família, irmão, esposa, filhas, e fiz uma enquete no WhatsApp com os amigos e pedindo opinião. Sofri pressão dos partidos para que tomasse uma decisão, e eu sempre dizendo que precisava de unidade”, relevou.

Por fim, Péricles decidiu desistir da sua pré-candidatura: “Diante dessa posição e dessa pressão, e tinha que ter tempo para trabalhar a campanha. Depois de consultas e conversas, todos diziam, principalmente a minha família, que eu não deveria ser candidato. Todos me aconselharam a não sair candidato”.

REUNIÃO DA DISCÓRDIA

Uma famosa reunião da oposição que foi amplamente comentada nas redes sociais aconteceu de fato, e Péricles comentou sobre ela. “Sexta-feira passada [pela referência da data foi 24/07] fiz uma reunião, e diante disso decidi retirar minha candidatura e deixar os partidos reunirem e encontrar um outro nome”, confirmou Péricles.

Mas esse afastamento da candidatura não impedirá dele fazer campanha com a oposição, foi o que ele mesmo declarou: “Vou estar junto para apoiar a campanha, mas diante disso tudo, eu achei melhor não ser candidato. Espero que todos entendam a minha posição. Não é fácil. Nós pensamos em fazer um gestão com responsabilidade, valorizar cada centavo do dinheiro publico, e resolver problemas que achamos na administração atual”, finalizou.