PSB, PSDB e MDB serão palcos de disputas internas

Um novo episódio na política de Santa Cruz começou, até antes do esperado, isso no quesito divulgação.

O PSB, que antes era controlado pelo vice-prefeito afastado, Ivanildinho Ferreira, neste final de semana passou para o controle do grupo de Gean Paraibano, sob presidência do vereador Jackson Renê.

O PSDB, do vereador João Victor, é outro que está dentro da confusão dos partidos na cidade. Tomba controla o partido, mas dentro do mesmo tem Ezequiel Ferreira e Gustavo Carvalho, deputados votados pela oposição, que são tidos como aqueles que poderão garantir a candidatura de João Victor a prefeito ou vice-prefeito.

O MDB é controlado por Fernanda Costa, prefeita afastada. Nesse é muito difícil a situação do vereador e prefeito interino, Gean Paraibano. O mesmo ingressou no partido para ser candidato a vereador pela coligação aliada de Tomba, rompeu neste ano, e agora é o principal algoz do grupo do deputado.

No quesito estadual, o PSB e MDB dificilmente terão mudanças em relação a postura tomada. Garibaldi Filho deve garantir total autonomia de Tomba e Fernanda no MDB e Rafael Motta deve seguir distante deles. A dúvida é o PSDB.

Na questão nacional tudo pode acontecer. O MDB e PSDB devem ser favoráveis ao deputado Tomba Farias, diante de um cenário que tem lideranças desse partido ligados ao mesmo. Já o PSB é uma dúvida, pois Tomba criou forte vínculo com o ex-governador Eduardo Campos e sua família.

Agora começamos de fato a disputa de legendas.