Se aceitasse voto da oposição seria meio rompimento com Tomba e Fernanda

O decreto real emitido pelo deputado Tomba ao seu império político foi muito claro: “Não quero voto da oposição!”

Foi assim que uma fonte segura descreveu a conversa do deputado com os vereadores da sua base. Conta de mentiroso, mas eram sete vereadores. O total da base de apoio de Fernanda Costa, que precisava eleger um presidente aliado na casa legislativa.

O deputado Tomba já sofreu muitas derrotas na Câmara Municipal, que sempre mostrou fortes figuras oposicionistas, mas todas foram derrotadas com o tempo. Talvez, a falta de habilidade dos opositores em achar que o deputado sai totalmente derrotado a cada batalha.

Foi esse o erro do antigo G5, que viu apenas Monik Melo sobreviver ao ataque total. Para evitar um novo racha na base governista, Tomba foi claro: “Não vou interferir na votação da presidência da Câmara”. Confidenciou isso a todos, às claras.

Mas foi bem claro ao dizer, em uma reunião fechada, que aquele que formasse chapa com Paulo César Beju e João Victor de Josemar estaria anunciando o rompimento com Tomba e Fernanda.

E quem danado quer briga política após o estraçalhamento da oposição em praça pública em 2 de outubro de 2016?

A paz política é o que resta nas terras de Santa Rita. Vamos esperar os próximos 364 capítulos da novela de 2017.

COMPARTILHAR
Artigo anterior[FOTOS] Socorro dos Anjos toma posse para o mandato 2017-2020
Artigo seguinteEm Lajes Pintadas, o G5 ficou de 4
Wallace Maxsuel de Azevedo, 31 anos, graduado em Jornalismo pela Universidade Potiguar (UnP), atua na comunicação desde 2006. Além dos veículos de imprensa também foi diretor de órgãos públicos e Secretário Municipal. Integrante da Pastoral da Comunicação (PASCOM) de Santa Cruz, e membro dedicado da comunicação Católica no RN. Criou o Blog do Wallace em junho de 2009, possibilitando para a região do Trairi um espaço virtual de qualidade e credibilidade. Fotógrafo amador, flamenguista e casado.