Segundo turno será entre petismo e antipetismo

Já era esperado um cenário eleitoral de 2018 com duelos de petismo versus antipetismo. Lamentavelmente, o Brasil não se articulou em discutir projetos e propostas, apenas a superficialidade ridícula do perfil de cada candidato e suas preferências pessoais.

Um país em crise política, administrativa e econômica discute tudo, menos o que é mais importante, como, por exemplo, o candidato que de fato tem soluções para a economia tão desgastada pelos duelos políticos dos últimos quatro anos.

O cenário eleitoral de 2014 se repete. Petismo contra antipetismo. O que isso vai construir de positivo para o Brasil? O mesmo cenário de janeiro de 2015? Com bandidos bem vestidos e sorrisos falsos se propondo a liderar uma oposição construtiva que destruiu o país? Ou ainda um poder constituído com reações infantis e tolas?

Em resumo, mais do mesmo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBom desempenho de Haddad ajuda Fátima no RN
Artigo seguinteSegundo turno tem cenários indefinidos
Wallace Maxsuel de Azevedo, 31 anos, graduado em Jornalismo pela Universidade Potiguar (UnP), atua na comunicação desde 2006. Além dos veículos de imprensa também foi diretor de órgãos públicos e Secretário Municipal. Integrante da Pastoral da Comunicação (PASCOM) de Santa Cruz, e membro dedicado da comunicação Católica no RN. Criou o Blog do Wallace em junho de 2009, possibilitando para a região do Trairi um espaço virtual de qualidade e credibilidade. Fotógrafo amador, flamenguista e casado.