Temer trata votação da denúncia como “página virada”

O presidente Michel Temer (PMDB) agradeceu à Câmara dos deputados após mais um episódio da crise política que atinge o país desde o final das eleições 2014. O presidente tratou da votação da denúncia como uma página virada dos assuntos nacionais. “É hora de atravessarmos juntos a ponte que nos conduzira ao grande futuro que o Brasil merece. Eu quero construir com cada brasileiro um país melhor, pacificado, justo, sem ódio ou rancor. O Brasil está pronto para crescer ainda mais. Aqueles que tentam dividir os brasileiros erram”, disse Temer.

O presidente aproveitou para falar da economia e falou em reformas. “Ao receber milhões de desempregados como herança do passado, dediquei-me a criar novos empregos, e já conseguimos resultados expressivos. Mudamos a lei do petróleo, da mineração, diminuímos a burocracia, enfrentamos e reduzimos a inflação. O governo deve criar condições para que o emprego nasça em um ambiente econômico propício, sem impedir ou criar obstáculos à iniciativa privada”, confirmou. Temer diz que vai simplificar o sistema tributário brasileiro, além de todas as demais reformas estruturantes que o país necessita. “Nós faremos muito mais ao colocar as nossas contas em ordem, de forma definitiva e equilibrada”, concluiu.

Sobre a votação da sua base política, Temer procurou tratar de maneira genérica afirmando “que a decisão do parlamento não é uma conquista pessoal, mas é uma conquista do estado democrático de direito, e da força das instituições”. “Manifestou-se de forma clara e incontestável”, evitando citar aliados ou adversários.