Tomba chorou ao falar da cassação de Fernanda Costa

Tomba Farias já iniciou o seu discurso tocando no assunto da cassação de Fernanda Costa, e ao falar da situação, ele chorou na tribuna da Câmara Municipal.

“O que eu e minha família estamos passando ninguém queira saber. Mas eu já entreguei a Deus tudo o que estão fazendo comigo e com Fernanda. A justiça será feita, e dessa vez pelo povo de Santa Cruz”, disse Tomba no início do discurso, em meio às lágrimas.

O deputado fez um discurso forte e de ataque à oposição, que segundo ele, provocou a maior bagunça jamais observada na história da cidade. “Eu acho que nunca vimos tamanha bagunça e irresponsabilidade. Gente que sentava na cadeira de prefeito, mas ia na rua mostrar “os fundos das calças” para todo mundo ver. Isso é ridículo. É esse povo que quer comandar os destinos de Santa Cruz? Não é isso que vamos fazer com nossa cidade”, narrou.

Tomba ainda fez questão de dizer que Fernanda Costa deixa a prefeitura com mais de 15 milhões em recursos para obras pela cidade. “Se for citar todas as obras não teremos tempo para isso. São inúmeras obras o legado que Fernanda Costa deixa na cidade. Estamos entregando uma prefeitura com algo entre 15 a 20 milhões de reais em caixa para diversas obras. Só faz isso quem tem responsabilidade e amor por Santa Cruz. O que os outros lá [oposição] vão apresentar? O que eles tem de trabalho por Santa Cruz? Eu desafio”.

O discurso do deputado encerrou a convenção, com os aliados de Tomba agitados e eufóricos. Antes dele, falaram Jackson Renê, pelo PSB; Zepe pelo MDB; Ylanna Kelaynne, esposa de Glauther Adriano; o prefeito interino Marco Celito; ex-vereador Thiago Fonseca; o vereador Fábio Dias; o vereador Edmilson Silva; o presidente do PSDB, Ary Gomes; e o candidato a prefeito, Ivanildinho Ferreira.