Fake News

FAKE NEWS: Invasores das terras paroquiais terão que pagar R$ 900?

Não é de hoje que o blog presta um serviço de esclarecimento sobre os fatos que ocorrem na cidade. Dessa vez, uma das notícias falsas plantadas nas redes sociais, seja em postagens ou em comentários, trata sobre uma multa ou pagamento que os invasores das terras da Paróquia teriam que supostamente pagar ao pároco, Padre Vicente Fernandes.

Na nossa caixa de mensagens “choveu” de perguntas: “É verdade que as pessoas que invadiram as terras da Igreja vão pagar 900 reais ao Padre?”

Não, não é verdade, é uma fake news (notícia falsa). Quem esclarece melhor essa questão é o advogado, Dr. Thiago Jofre: “Não sei de onde as pessoas tiraram isso. O valor das custas são R$ 998, ou seja, um salário mínimo, não tem nada a ver com as pessoas pagarem esse valor. O valor da causa é um valor atribuído a todo e qualquer processo que o advogado tem que colocar ao final da petição, para efeito de cálculo das custas processuais, para que a parte autora pague, ou seja o Instituto Cônego Monte pague, caso o juiz entenda que o Instituto não pode tem acesso à Justiça gratuitamente ao final do processo.”

O advogado da Paróquia ainda esclarece que esse tipo de informação não tem qualquer base legal. “Não faço ideia como alguém pode dizer isso, tecnicamente não existe isso. Quando inicialmente demos entrada no processo as pessoas a serem intimadas eram desconhecidas, não tinha como arbitrar uma multa. Não era um sindicado, um líder ou associação. Não sei de onde surgiu, não procede. Fica até difícil de tentar imaginar como a pessoa chegou a essa ideia. É de uma falta de conhecimento ou de uma maldade inacreditável.”

Ou seja, se trata de uma fake news. Não compartilhe boatos!


contex

É #FAKE vídeo em que eleitor seleciona a tecla “1” e aparece automaticamente o candidato Fernando Haddad na urna

Circula nas redes sociais um vídeo em que um eleitor aciona a tecla “1” e, automaticamente, aparece “13”, com a foto do candidato Fernando Haddad. O vídeo, que também foi compartilhado por Flávio Bolsonaro (PSL), filho do candidato Jair Bolsonaro e candidato ao Senado no RJ, é uma montagem e é #FAKE.

Procurado pelo G1, o Tribunal Superior Eleitoral disse que o vídeo compartilhado nas redes sociais é falso. O TSE esclareceu que o vídeo foi editado e que não há possibilidade desse tipo de problema acontecer. O tribunal também se manifestou pela conta oficial no Twitter. Veja abaixo:

Em nota, no site, a Justiça Eleitoral esclarece que o vídeo que circula na internet no qual a urna, supostamente, “auto completa” o voto para presidente é falso. “Os vídeos não mostram o teclado da urna, onde uma pessoa digita o restante do voto. Não existe a possibilidade de a urna auto completar o voto do eleitor, e isso pode ser comprovado pela auditoria de votação paralela”, afirma texto da nota.

O TRE-MG divulgou também no canal oficial no Youtube um esclarecimento em que um técnico de edição explica a montagem do vídeo. “Nesse momento, no programa de edição existem dois barulhos de clique. Observe também que na hora em que a pessoa aperta a tecla não mostra o teclado por completo sugerindo que uma segunda pessoa tenha feito esse clique”, disse.


m4net

Fake News causa pânico em Santa Cruz

Ontem (01), alguns áudios deixaram parte da população de Santa Cruz preocupada com as crianças, que supostamente estariam correndo risco de sequestro para “rituais de magia negra”. A situação fez a Polícia Civil emitir um esclarecimento sobre o caso, que é apenas uma fake news (notícias falsas).

Nas redes sociais, tem uma nota explicativa, confira:

Algumas pessoas estão compartilhando em redes sociais, áudios de mulheres dizendo que ontem foram presos, bandidos na frente do IESC que estavam tentando raptar crianças para fazer rituais de magia negra. Essa informação é mentirosa. Não chegou ao conhecimento da nossa delegacia, nenhum caso dessa natureza. Por favor, vamos evitar de compartilhar esse tipo de informação mentirosa para não causar pânico nas pessoas.

Valmir Barbosa


m4net