Pular para o conteúdo

UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra da UFRN/Ebserh recebeu investimento de mais de R$1 mi na modernização do seu parque tecnológico

O Hospital Universitário Ana Bezerra, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (HUAB/UFRN), fechou o ano de 2023 com um empenho de mais de R$ 1 milhão na atualização do Parque Tecnológico de Equipamentos Médico-Hospitalares (EMH) da instituição. Os recursos são oriundos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf). Com isso, o hospital cumpriu a meta do Contrato de Objetivos, executando ainda recurso adicional, por meio da antecipação de demandas de 2024 com autorização da Administração Central da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal que gerencia o Rehuf e 41 hospitais universitários federais.

A atualização do Parque Tecnológico contemplou diversos tipos de equipamentos, como analisador de percentual de gordura (adipômetro científico); autoclave horizontal; balança digital portátil com bioimpedância; cardioversor; consultório odontológico portátil; detector fetal de mesa; refrigerador laboratorial; dentre outros. Ao todo, foram executados até 31 de dezembro do ano passado o valor de R$ 1.031.286,70.

De acordo o gerente administrativo do HUAB/UFRN, Severino Clemente da Silva Filho, o esforço e a dedicação das equipes da Divisão de Logística e Infraestrutura, Setor de Engenharia Clínica, Setor de Administração, Unidade de Licitações e Contratos, bem como outras equipes vinculadas à Gerência Administrativa, foi fundamental para empenhar um orçamento que resultou em investimentos acima do previsto.

“Esse processo exitoso é fruto de um planejamento coletivo, envolvendo tanto a Gerência Administrativa, quanto a Gerência de Atenção à Saúde e a Gerência de Ensino e Pesquisa, com a aprovação da Superintendência, por meio do Colegiado Executivo. Esperamos que em 2024 possamos avançar ainda mais na contratação de obras e aquisição de novos equipamentos, visando a ampliação de serviços assistenciais no sentido de melhorar ainda mais o atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS)”, disse.

Investimentos 

Desse montante, 100% dos recursos para compra dos equipamentos foram empenhados por meio de licitações próprias. Vale ressaltar que um dos pregões foi realizado nos moldes da nova Lei de Licitações (Lei nº 14.133 de 01/04/2021) e a fase interna do processo seguiu todos os novos checklists da Unidade de Licitações e Contratos (ULC) do HUAB/UFRN.

Entre os itens adquiridos, destaca-se uma nova autoclave com bomba de vácuo isenta de água, ou seja, do tipo seca. O equipamento é essencial para todo o hospital, tendo em vista que nele são esterilizados todos os materiais utilizados nas cirurgias e procedimentos assistenciais em geral.

A economia de água com o uso da autoclave com bomba de vácuo seca será de cerca de 330 m³ (cerca de 330 mil litros/ano). Em reais, algo em torno de R$ 7.441,23 ao ano, o que representa um enorme avanço na sustentabilidade, uma vez que o HU está situado numa região que possui graves problemas de abastecimento de água. A aquisição da nova autoclave faz parte do projeto de ampliação da Central de Material Esterilizado (CME) do HUAB/UFRN, que passará por adequações de sua estrutura física.

Outros equipamentos adquiridos foram: um Consultório Odontológico Portátil completo; novos detectores fetais portáteis com transdutores blindados resistentes à imersão em água (grau de proteção IP68); um cardioversor/desfibrilador, equipamento que faz parte do rol de materiais necessários para a reanimação à assistência a eventuais situações de urgência/emergência obstétricas e neonatais.

Facisa oferece Encontro de Psicologia Escolar e Educacional

Foto: Cícero Oliveira/UFRN

O Departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa/UFRN) estará realizando, de forma presencial, no dia 29 de novembro, o Encontro de Psicologia Escolar e Educacional, cuja temática vai se voltar para os desafios enfrentados pela rede básica de ensino.

Esse evento se propõe a debater a respeito da atuação da psicologia na área da rede básica de ensino, pois, ao ser consolidada a partir da Lei nº 13.935/2019, que prevê serviços de psicologia para a rede pública, torna-se necessário esclarecimento sobre aspectos relacionados à formação para atuar nesse campo, às demandas que são inseridas pelo campo educacional e instituições de ensino, às condições de trabalhos e aos discursos a respeito das expectativas para a Psicologia Escolar e Educacional.

A programação do evento começará às 9h e contará com mesas-redondas sobre as contribuições da psicologia para a educação básica e com minicursos que irão tratar de prevenção e de enfrentamento à violência nas escolas, de violação de direitos e educação, de intervenção e processos de inclusão e de saúde mental do corpo discente. A ação está prevista para terminar às 16h.

As inscrições estão disponíveis gratuitamente no SigEventos até o dia 28 de novembro para discentes e profissionais da área, não sendo necessário possuir vínculo com a UFRN para inscrever-se.

Hospitais da Rede Ebserh oferecem tratamentos de ponta para problemas oftalmológicos

A relação dos seres humanos com o mundo exterior é mediada pelos sentidos e, sem dúvida, a visão é um dos mais significantes e complexos, sendo naturalmente responsável por 85% das informações processadas no cérebro. A saúde ocular é essencial para a qualidade de vida e o bem-estar, portanto, cuidar da saúde dos olhos é fundamental para preservar uma visão clara e nítida ao longo do tempo. E isso pode ser feito a partir de hábitos simples, como boa higiene visual (não abusar das telas e proteger os olhos da exposição excessiva aos raios ultravioleta), dieta saudável, descanso adequado e consultas ao oftalmologista.

As doenças oculares podem ser provocadas por inúmeros motivos, desde causas genéticas até a hábitos e estilo de vida. Em médio e longo prazo podem causar, entre outras coisas, dificuldade na visão e até mesmo, em casos mais graves, a cegueira. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente, cerca de 285 milhões de pessoas estão visualmente prejudicadas no mundo, e, entre 60% e 80% desses casos podem ser evitados e tratados.

Um dos grandes desafios da atualidade tem sido a progressão da miopia em crianças e adolescentes por consequência do uso de dispositivos digitais, como tablets e celulares. Várias tecnologias já foram desenvolvidas para conter a progressão da miopia nessa fase de desenvolvimento, para que as crianças não sejam adultos como miopias muito altas e sofram com as consequências graves disso.

Outra importante ferramenta tem sido a genética ocular, utilizada no mapeamento de doenças em crianças. Com isso, os tratamentos ficam mais direcionados aos subtipos de cada patologia infantil, resultando em maior acerto nos prognósticos e tratamentos.

Avanços nas cirurgias de catarata, utilizando lentes intraoculares com mais precisão e tecnologia, também marcam importantes avanços, assim como o diagnóstico e tratamento de doenças do envelhecimento, em especial a degeneração macular relacionada à idade, com a utilização de medicamentos que retardam o avanço da doença.

E no campo da reabilitação da visão, existem tecnologias para fazer a leitura, escanear a visão e permitir que o deficiente visual possa se integrar com mais facilidade. Todas as tecnologias digitais, inclusive os próprios smartphones, têm uma adaptabilidade muito maior para que o deficiente visual e o cego possam ter uma mobilidade chamada de deslocamento no ambiente, melhorando a qualidade de vida do paciente.

Entre os 41 hospitais universitários que integram a Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Rede Ebserh), alguns centros se destacam pela oferta de atendimento e assistência especializada em cuidados oftalmológicos.

Banco de Olhos e tecnologia

Na Região Sudeste, o Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes da Universidade Federal do Espírito Santo (Hucam-Ufes), localizado em Vitória, conta com uma equipe que é responsável por cerca de 70% das captações de córneas do Espírito Santo, um ótimo exemplo de excelência no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

O menino Ravi, que emocionou todo mundo ao enxergar a mãe pela primeira vez, teve córnea transplantada no Hucam (leia matéria completa aqui).

O hospital também desenvolve pesquisa sobre a eficiência de um equipamento para o tratamento de ceratocone por meio de crosslinking, técnica consiste na aplicação de um colírio especial à base de riboflavina (vitamina B2), que, posteriormente, é ativado por um feixe de luz ultravioleta. Isso estimula a contração e a união das fibras de colágeno, o que aumenta a resistência da córnea e reforça sua estrutura, minimizando consideravelmente as chances de progressão do ceratocone, podendo retardar sua evolução e até mesmo estagná-lo.

Após a aplicação da luz, é colocada uma lente de contato terapêutica, que atuará como uma espécie de curativo sobre a retina, enquanto o epitélio cicatriza. Esse processo leva em torno de sete dias e, depois desse prazo, a lente deve ser retirada.

Olho Biônico

Desenvolvido no Hospital Universitário Onofre Lopes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Huol-UFRN), em Natal, o projeto Olho Biônico surgiu a partir da necessidade de amenizar as dificuldades enfrentadas pelos deficientes visuais para andar nas ruas. O objetivo é o desenvolvimento de uma plataforma eletrônica para auxiliar deficientes visuais durante a locomoção.

O sistema detecta obstáculos a 1,2m que possam prejudicar ou tragam perigo à locomoção do usuário, como orelhões telefônicos, buracos, canteiros e placas. Com isso, barreiras que não são facilmente detectadas pela bengala passam a ser alertadas com precisão, tornando a locomoção mais segura.

A tecnologia baseia-se na utilização de uma bengala, instrumento já utilizado pelos deficientes para a locomoção, equipada com um sistema de sensoriamento e uma plataforma microprocessada que avalia as condições ambientais do entorno onde se encontra o usuário.

Os benefícios do projeto incluem:

  • Plataforma Aberta: o Olho Biônico é um projeto cujos resultados serão disponibilizados online, de forma aberta (open source), onde qualquer indivíduo poderá implementar o sistema seguindo os passos para desenvolvimento.
  • Baixo Custo: tem como premissa o baixo custo de implementação, apresentando sensores e microprocessadores de valores mais acessíveis, permitindo o desenvolvimento de uma plataforma de custo mais acessível para as classes sociais de menor poder aquisitivo.
  • Acessibilidade: é uma tecnologia voltada para melhorar a qualidade e a segurança na locomoção de deficientes visuais, informando obstáculos que possam representar risco durante os percursos realizados.

Para saber mais sobre o projeto, acesse aqui.

Huol-UFRN beneficia pacientes do SUS durante I mutirão de colonoscopia

O Hospital Universitário Onofre Lopes, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Huol-UFRN), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), realizou o I Mutirão de Colonoscopia. A ação aconteceu no último sábado (21) e beneficiou pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) com suspeita e diagnóstico confirmado de doenças inflamatórias intestinais.

Foram realizadas 14 colonoscopias e três endoscopias em indivíduos acompanhados na Unidade de Assistência de Alta Complexidade (Unacon) e no Ambulatório de Gastroenterologia do Onofre Lopes, além de pacientes agendados pelo Sistema de Regulação. Um deles foi Elias Matias de Lima, de 51 anos. Com histórico de diarreia há mais de 10 anos, ele teve agravamento dos sintomas nos últimos seis meses, com sangramento digestivo, fator que possibilitou a inclusão na lista de beneficiados.

Segundo o chefe da Divisão da Gestão do Cuidado e Apoio Terapêutico do Huol, Cássio Mendes, o principal objetivo do mutirão foi auxiliar o processo de diagnóstico das patologias relacionadas ao aparelho digestivo, no intuito de oferecer assistência especializada e orientação de condutas mais adequadas para cada caso.

“A ação envolveu equipe médica e de enfermagem do Serviço de Endoscopia Digestiva do hospital-escola e contou ainda com a participação de médicos residentes em Endoscopia, Gastroenterologia e Gastropediatria. Tivemos ainda a participação da médica endoscopista Verônica Vale, representante Regional da Organização Brasileira de Doença de Crohn e Colite”, citou.

As doenças inflamatórias intestinais (DIIs) incluem a doença de Crohn e a retocolite ulcerativa. Por apresentarem quadros complexos, exigem manejo especializado em centros de referência com assistência multiprofissional. O Huol-UFRN possui ambulatório para tratamento desses tipos de patologias, em que atuam médicos gastroenterologistas e coloproctologistas, e equipe multidisciplinar.

As doenças inflamatórias intestinais podem comprometer diversos órgãos e sistemas e tem maior incidência em adultos jovens, embora possam acometer qualquer faixa etária, incluindo crianças e idosos. O diagnóstico precoce e tratamento adequado evitam possíveis complicações pelo avançar da doença.

De acordo com Cássio, o diagnóstico inadequado pode levar ao uso indiscriminado de medicamentos ocasionando efeitos colaterais graves. “É fundamental que o médico residente obtenha treinamento básico sobre o diagnóstico endoscópico das DIIs melhorando a abordagem destes pacientes no futuro, aumentando a acurácia diagnóstica em tempo hábil e reduzindo os riscos de complicações graves”, destacou.

Seleção

A triagem para o mutirão aconteceu entre os dias 9 e 19 de outubro com pacientes do Sistema de Regulação do SUS – SISREG e pacientes atendidos nos ambulatórios da Unacon e Ambulatório de Gastroenterologia do Onofre Lopes. Entre os critérios, os indivíduos deveriam apresentar pelo menos dois sintomas, dos quais estão diarreia crônica, com ou sem muco ou sangue; dores abdominais; perda ponderal progressiva; fístulas ou abscessos perianais; manifestações extra intestinais relacionadas às DIIs; déficit pondo estatural em crianças; e diagnóstico prévio de DII sob suspeita de complicações (fístulas, estenoses, neoplasia).

Tomba Farias representa ALRN em cerimônia cívico-cultural do novo Arcebispo de Natal

A Assembleia Legislativa do RN, representada pelo deputado estadual e presidente em exercício, Tomba Farias (PSBD), participou, na noite desta sexta-feira (6), da cerimônia cívico-cultural de acolhimento do 7º Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Natal, Dom João Santos Cardoso, após renúncia do seu antecessor, Dom Jaime Vieira Rocha. O ato aconteceu no Auditório da Escola de Música da UFRN e contou com a presença dos deputados estaduais Ubaldo Fernandes (PSDB), Terezinha Maia (PL) e Divaneide Basílio (PT), do deputado federal Fernando Mineiro (PT), de autoridades eclesiásticas, representantes de órgãos estaduais e municipais, além de membros da sociedade civil organizada.

O Arcebispo substituído, Dom Jaime Vieira Rocha foi o primeiro a se pronunciar, proferindo palavras de gratidão à Igreja Católica e de boas-vindas ao seu sucessor. “Nós estamos muito felizes hoje para receber o nosso 7º Arcebispo de Natal. É um momento único e especial, em que devemos render graças a Deus. Sucessão é reabastecimento e revigoramento. É a oportunidade de colocar sangue novo nas veias da Igreja, e isso é muito importante. Portanto, vivemos um momento de muita esperança e alegria. Caro irmão, Dom João, seja muito bem-vindo! Que Deus o favoreça!”, destacou.

Em seu pronunciamento, o presidente interino da Assembleia Legislativa do RN, Tomba Farias, frisou que “é uma grande honra estar representando o Legislativo Estadual, nesta noite”. “A nossa Casa Legislativa não é apenas um lugar de elaboração de projetos e leis. Eu posso dizer, com toda certeza, que ao longo de sua história a Assembleia Legislativa tem exercido também um importante papel como porto seguro para os mais necessitados, dando voz a quem não tem e lutando a favor daqueles que têm fome e sede de Justiça”, disse Tomba Farias.

Na sequência, o presidente em exercício agradeceu a Dom Jaime “por conduzir a Santa Madre Igreja, por mais de uma década, com maestria, sabedoria e humildade”. “Muito obrigado, Dom Jaime. O senhor combateu o bom combate, sem nunca desistir de sua fé em Deus”, acrescentou.

Em seguida, o parlamentar deu as boas-vindas ao novo Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Natal, Dom João Santos Cardoso. “Seja muito bem-vindo, Dom João! Desejo-lhe votos de um pastoreio profícuo em nosso meio e lhe aguardo, junto com os outros irmãos na fé, no próximo dia 12, no Santuário de Santa Rita, onde está a maior imagem católica da América Latina e uma das maiores do mundo. Lá celebraremos a XIX Romaria da Gratidão. Muito obrigado a todos os presentes e fiquem com Deus”, concluiu.

O novo Arcebispo de Natal, Dom João Santos Cardoso, disse sentir-se muito acolhido na sua chegada e “fazendo parte de uma história tão bonita que tem a igreja de Natal, cuja evangelização remonta aos tempos coloniais, fecundada pelo sangue dos santos mártires de Cunhaú e Uruaçu”. “Esta é uma igreja que é feita de santos, como o Padre João Maria. Hoje eu tive a oportunidade de visitar o monumento dedicado a ele, que teve uma grande preocupação caritativa, especialmente com os mais pobres. Tudo isso mostra a preocupação da igreja e o seu empenho aos mais esquecidos, e isso é motivo de muito orgulho”, enfatizou.

Dom João Santos Cardoso agradeceu ainda a Dom Jaime, por suas palavras e pelo gesto de inseri-lo na igreja onde irá sucedê-lo. “Portanto, meus queridos irmãos e irmãs, eu agradeço a presença de cada um, pela hospitalidade e por este momento que foi o meu batismo e inserção na realidade eclesial, social e política desta igreja. Muito obrigado!”, finalizou.

A celebração eucarística, juntamente com o rito de posse, acontecerá neste sábado, às 9h, na Catedral Metropolitana da capital.

Neoenergia Cosern e UFRN assinam acordo para modernização de iluminação externa de dois campi

A Neoenergia Cosern e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) assinaram nesta segunda-feira, 25 de setembro, um acordo com foco na modernização e eficientização dos sistemas de iluminação externa e de condicionamento ambiental de áreas do Campus Central, em Natal, e da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ/UFRN), em Macaíba. Previsto para iniciar em novembro, o projeto contempla a substituição de 506 luminárias obsoletas que serão substituídas por equipamentos com tecnologia de LED e 12 equipamentos ineficientes de ares-condicionados que serão substituídos por equipamentos mais eficientes, com tecnologia Inverter.

O acordo irá beneficiar, direta e indiretamente, cerca de 48,9 mil pessoas entre alunos, professores, técnicos administrativos e trabalhadores terceirizados que atuam nos Campi da UFRN na maior parte do Rio Grande do Norte. É prevista uma economia de energia de 458,77 MWh/ano, correspondendo a uma contenção de aproximadamente 15%, e uma redução de demanda na ponta de 116,24 kW. Esse resultado se refletirá na redução de R$ 294,9 mil por ano na fatura de energia da UFRN.

“A UFRN é uma das instituições mais beneficiadas com as ações do Programa de Eficiência Energética da Neoenergia no Rio Grande do Norte. Em menos de dois anos, aplicamos mais de R$ 2,1 milhões em projetos que vão desde a troca de lâmpadas em salas de aula, à instalação de luminárias no Anel Viário do Campus Central. Essas ações beneficiam não somente a instituição, mas toda a sociedade potiguar e comprova o comprometimento da Neoenergia Cosern com a eficientização do parque elétrico do Rio Grande do Norte”, afirma Fabiana Lopes diretora-presidente da Neoenergia Cosern.

Além das áreas externas dos campi da UFRN em Natal e Macaíba, a Neoenergia Cosern investiu, entre junho de 2022 e maio deste ano, R$ 2.113.853,24 na substituição de 63.211 lâmpadas ineficientes por equipamentos de LED nos Campi de Natal, Macaíba, Currais Novos e Caicó. Essa mudança gerou uma economia de energia economizada de 1.453,06 MWh/ano e redução de demanda na ponta de 318 kW.

O reitor da UFRN, Prof. José Daniel DinizMelo, ressaltou a importância da parceria com a Neoenergia Cosern. “A sustentabilidade está na missão da UFRN e, de forma prática, nas nossas ações. Nesse sentido, o apoio da Neoenergia Cosern, com iniciativas importantes para modernizar a iluminação nos campi da Universidade, tem possibilitado maior conforto visual e mais segurança para as pessoas, com redução no consumo e, consequentemente, da despesa com energia elétrica, o que proporciona menos impacto ambiental e uma perspectiva de futuro com mais qualidade de vida para as próximas gerações”.

Anel Viário

O Anel Viário do Campus Central da UFRN, na zona Sul de Natal, está mais iluminado. Em maio deste ano, a Neoenergia Cosern concluiu a instalação de 498 luminárias de alto rendimento, ao custo de aproximadamente R$ 1 milhão, doadas à instituição através de uma Chamada Pública vinculada ao Programa de Eficiência Energética da distribuidora, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os equipamentos foram instalados em 14 vias que cortam o Campus Universitário, beneficiando a comunidade acadêmica de aproximadamente 50 mil pessoas e os moradores do entorno.

A substituição das antigas luminárias, ineficientes e com alto custo de manutenção, irá gerar uma economia estimada em R$ 210 mil anuais à instituição federal, correspondente a uma economia de energia de 465 MWh/ano. No horário de ponta, a redução da demanda deve chegar a 97,76 kW. A energia economizada é equivalente ao consumo de 350 residências. As novas luminárias reduzem o consumo e iluminam uma área maior, evitando a ocorrência de trechos “zebrados” e contribuindo para a descarbonização do planeta.

“Otimizamos a iluminação pública de um importante empreendimento potiguar. O Anel Viário da UFRN beneficia não somente os estudantes, professores e técnicos administrativos, mas uma grande parte da população que mora no entorno do Campus Universitário. Além disso, com as novas luminárias em LED, os custos com a conta de energia elétrica da instituição diminuem ao passo que a descarbonização do planeta aumenta com a adoção do uso de um sistema de iluminação mais duradouro e eficiente”, ressalta Ana Mascarenhas, superintendente de Eficiência Energética da Neoenergia.

Foto: Cícero Oliveira/Divulgação/Neoenergia Cosern/UFRN

Equipe do Seridó Geoparque participa de conferencia internacional da Unesco e visita técnica a geoparques portugueses com apoio do Governo do RN

A equipe do Seridó Geoparque Mundial da Unesco participou de ações vinculadas ao convênio “Promoção e Desenvolvimento Turístico do Seridó Geoparque Mundial da UNESCO a Nível Nacional e Internacional”, firmado entre o Consórcio Público Intermunicipal Geoparque Seridó, a Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur) e Secretaria de Estado do Turismo do Rio Grande do Norte (Setur-RN).

Estas ações envolveram participação na 10ª Conferência Internacional de Geoparques Mundiais da Unesco, realizada em Marraqueche (Marrocos). A ocasião foi marcada por reuniões com membros das Redes de Geoparques Mundiais e da Rede de Geoparques da América Latina e do Caribe, apresentação de trabalhos em workshops temáticos e recebimento oficial da chancela da Unesco.

“Nossa equipe divulgou produtos e materiais na Exposição Internacional de Geoparques Mundiais, foram apresentados trabalhos e participamos de reuniões com representantes de geoparques de todo o mundo, além da diretora da Unesco no Brasil, Marlova Noleto, e o embaixador do Brasil em Marrocos, Alexandre Parola”, disse o professor do Departamento de Geologia da UFRN e coordenador científico do Seridó Geoparque Mundial da Unesco, Marcos Nascimento.

A equipe potiguar visitou também três geoparques em Portugal com a intenção de divulgar o território do Seridó, bem como adquirir novas experiências e materiais dos locais visitados.

Além de Marcos Nascimento, comitiva que representa o Geoparque Seridó contou com a diretora executiva do consórcio público, Janaína Medeiros; com o coordenador científico adjunto, Matheus Silva; e com o diretor de divulgação, Silas Costa.

“Importante o apoio da Emprotur na estruturação do planejamento das ações de promoção do Serido Geoparque, objetivando a consolidação do território enquanto destino turístico é importante impulsionador da interiorização do turismo do estado”, destaca a diretora-presidente da Emprotur, Roberta Duarte.

Inscrições prorrogadas para especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva

As inscrições para o processo seletivo do curso de especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa/UFRN) foram prorrogadas até o dia 25 de agosto. As vagas são destinadas a candidatos que possuam diploma de conclusão de curso de graduação em Enfermagem. Os interessados devem solicitar inscrição pelo Sigaa.

Das 64 vagas oferecidas, 43 são destinadas à ampla concorrência, seis são para pessoas pretas, pardas ou indígenas, seis para pessoas com deficiência, seis para capacitação interna de servidores efetivos ativos do quadro permanente da UFRN, e três são destinadas para enfermeiros que atuam ou atuaram como preceptores do curso de graduação em Enfermagem da Facisa.

A especialização tem por objetivo formar enfermeiros especialistas para intervirem na gestão e na atenção a pacientes internados em unidades de terapia intensiva geral, neonatal, pediátrica e adulto. O curso terá duração de 18 meses, com aulas quinzenais, realizadas aos sábados, na Facisa. As aulas práticas acontecerão no Hospital Universitário Ana Bezerra (Huab), localizado no município de Santa Cruz, e no Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol), situado em Natal.

No que diz respeito ao investimento do curso, durante o processo de solicitação de inscrição, é necessário o pagamento de uma taxa no valor de R$ 50. Já os candidatos que forem aprovados devem pagar 18 mensalidades no valor de R$ 400. Para aqueles que são ou já tenham sido preceptores do curso de Enfermagem da Facisa, o pagamento é referente a 18 parcelas no valor de R$ 350.

O resultado final deve ser divulgado no dia 5 de setembro, no portal do curso de especialização em Enfermagem em Terapia Intensiva da Facisa. As aulas irão começar no dia 16 de setembro. Em caso de dúvidas, os interessados podem verificar o edital. Podem, também, contatar a coordenação do curso de especialização por este e-mail com o assunto Processo Seletivo ou pelo telefone (84) 98116 – 6371.

Situação de terreno da FACISA/UFRN no bairro DNER causa problemas para a população

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostrou a situação grave de um terreno da FACISA/UFRN, localizado às margens da BR-226, no bairro DNER. Com o matagal tomando conta do espaço, além de animais soltos e uma preocupação para os moradores das imediações.

A situação foi colocada para os órgãos públicos municipais e estaduais. No entanto, o terreno é de competência federal.

O blog entrou em contato com a direção da FACISA sobre essa situação. “Já estamos tomando as providências para ocorrer a limpeza. A universidade teve algumas dificuldades com alguns contratos de serviços. Mas os procedimentos para a contratualização estão em andamento e com isso, devemos conseguir realizar a limpeza o quanto antes”, disse a diretora da instituição, Joana Medeiros.

A Prefeitura Municipal respondeu que o terreno é de competência federal, que recursos e equipamentos para executar os referidos serviços.

Fotos cedidas

Selma Jerônimo recebe medalha nacional do Ordem do Mérito Científico

Solenidade de entrega da comenda no Palácio do Planalto – Laura Baggi e Rodrigo Cabral (Ascom/MCTI)

“É uma honra receber a homenagem e, seguramente, é um reconhecimento ao trabalho que a Universidade nos permite fazer”, afirma a diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Selma Maria Bezerra Jerônimo, que recebeu a medalha da Ordem Nacional do Mérito Científico, do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Com o objetivo de premiar personalidades nacionais e estrangeiras que se destacaram pelas contribuições prestadas à ciência e à tecnologia, a cerimônia foi realizada na manhã dessa quarta-feira, 12 de julho, no Palácio do Planalto (Brasília-DF).

Além da entrega de honraria a cientistas e instituições, o evento marcou a retomada do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT), que é um órgão de assessoramento da Presidência da República, sendo considerado o principal fórum de debate com a comunidade científica, a sociedade e o setor produtivo sobre a Política Nacional de Ciência e Tecnologia. “Somos uma nação muito grande, temos desafios demais e não podemos nunca acreditar que teremos alguma chance de futuro sem a ciência e os cientistas. Foi, por meio da ciência, que conseguimos nossos maiores feitos. Feitos que transcendem a academia e os laboratórios e se fazem presentes na saúde, na indústria, no campo e no dia a dia de cada pessoa deste país”, afirmou o presidente Lula, durante a solenidade.

Foto: Williane Silva

A professora Selma Jerônimo foi homenageada pelo trabalho desempenhado na ciência, em virtude da sua relevância para a pesquisa científica no país, bem como pelo serviço prestado no enfrentamento à pandemia de covid-19. Outros pesquisadores e instituições também foram agraciados em resposta às indicações das entidades científicas brasileiras, como a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e a Academia Brasileira de Ciências (ABC).

Para a médica, docente e cientista, Selma Jerônimo, a medalha é motivo de alegria, pelo reconhecimento, e também de responsabilidade, assim como representa um trabalho coletivo realizado nas pesquisas científicas. “A pesquisadora Selma não existe sem o ambiente universitário e sem o apoio de colaboradores e de alunos que são determinantes para o avanço das pesquisas”, pontuou.

Divulgado resultado parcial do Auxílio Moradia e Residência para Facisa

Foto: Cícero Oliveira/UFRN

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proae), por meio da Divisão de Assistência Social e Ações de Permanência (Dasap), divulga o resultado parcial do processo seletivo para recebimento do Auxílio Moradia e vaga na Residência Universitária. Os alunos beneficiados são da graduação da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa), em Santa Cruz.

Os estudantes que tiveram pedidos indeferidos podem entrar com recursos nos dias 25, 26, 29, 30 e 31 de maio. Para realizar a solicitação do recurso, o discente precisa verificar o parecer do serviço social com o motivo do indeferimento pelo Sigaa e providenciar a documentação indicada como faltante. O acesso pode ser realizado no caminho: aba Bolsas > Solicitação de Bolsas > opção Acompanhar Solicitação de Bolsa Auxílio.

No resultado, foram deferidos 44 pedidos de alunos para vaga na Residência e 225 solicitações para recebimento do Auxílio Moradia. Foram indeferidos, para vaga na Residência, 61 pedidos de alunos. Já para o Auxílio Moradia, 21 solicitações foram indeferidas. O resultado conta, ainda, com uma fila de espera para a Residência, com 11 alunos.

Os estudantes contemplados com vagas na Residência deverão comparecer ao Serviço Social da Facisa em até cinco dias úteis, entre os dias 25 e 26 e 29 a 31 de maio, das 8h30 às 11h30 ou das 14h30 às 16h30, para receber encaminhamento de ocupação da vaga.

O Programa de Residência Estudantil tem o objetivo de assegurar moradia, por meio de vaga na residência estudantil, a estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica cujas famílias não residam na cidade onde realizam o curso. Já o Auxílio Moradia é o benefício destinado para quem não foi contemplado com vaga na Residência e é pago em espécie, no valor de R$300.

Hospital Universitário Ana Bezerra é indicado para o prêmio Dr. Pinotti

O deputado federal Benes Leocádio (União) indicou o Hospital Universitário Ana Bezerra, em Santa Cruz/RN, para o prêmio Dr. Pinotti, com o título Hospital Amigo da Mulher.

“Com muito orgulho, nosso mandato indica o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB/UFRN) para receber o título de Hospital Amigo da Mulher, ofertado pelo Prêmio Dr. Pinotti. Esse hospital é merecedor em função do seu serviço indispensável oferecido para a saúde feminina, especialmente às mulheres do interior do estado. Parabéns à equipe do HUAB/UFRN por esse reconhecimento tão importante”, disse o deputado em sua postagem, nas redes sociais.

Os agraciados serão escolhidos dia 19 de abril, pelo Conselho Deliberativo, e a entrega do prêmio acontecerá no dia 31 de maio, às 16h, no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília/DF.

Hospital Ana Bezerra é um dos mais bem avaliados pelos residentes

O Hospital Universitário Ana Bezerra, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (HUAB-UFRN), vinculado à Rede Ebserh, obteve a 8ª colocação de um total de 38 hospitais universitários avaliados pelos residentes na pesquisa de satisfação conduzida pela Ouvidoria Geral da Ebserh em 2022. A média de nota obtida entre todos os itens avaliados no Huab foi 7,4, estando acima da média nacional, que é 6,8.

Na pesquisa foram avaliados diversos itens, divididos em três grandes blocos: infraestrutura, serviço ofertado e formação profissional. O instrumento subsidia os gestores em relação às ações de melhoria contínua dos programas de Residência e mostrou pontos a serem melhorados, como a infraestrutura das unidades hospitalares e a organização de certos processos.

Os itens de melhor avaliação por parte dos residentes foram o espaço físico utilizado para a alimentação do residente, a qualidade da biblioteca virtual e o seu suporte, o acolhimento pelos profissionais nos setores de atuação, a formação profissional durante a residência e o conhecimento adquirido na assistência prestada junto ao paciente.

Como pontos a serem melhorados foram sinalizados a supervisão e o apoio do preceptor, bem como o seu preparo para o ensino, além do estímulo para o desenvolvimento das ações de formação do residente, a organização dos serviços para a realização das atividades de ensino, o espaço físico utilizado para discussão de casos clínicos e a disponibilização de insumos assistenciais (medicamentos e equipamentos).

Segundo o chefe do Setor de Ensino do Huab, Pedro Farias, as pesquisas de satisfação, além de serem uma estratégia de aproximação com o público avaliado, permitem também que o olhar da organização fique ainda mais voltado para as experiências e necessidades desses usuários. “É uma oportunidade de avaliarmos o nosso serviço e, sobretudo, identificarmos possíveis dificuldades a serem superadas”, afirma.

Acesse aqui o resultado da pesquisa.

HUAB se destaca em pesquisa de clima organizacional

Foto: Cícero Oliveira

Ao longo dos anos, o Hospital Universitário Ana Bezerra, unidade hospitalar da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Huab-UFRN) vinculada à Rede Ebserh, tem investido em valores essenciais para o favorecimento de um clima organizacional saudável. Neste contexto, a preocupação em motivar o trabalho interprofissional, a sensibilidade para adesão à Política Nacional de Humanização e o compromisso de uma gestão aberta e participativa com ênfase na valorização do trabalho em equipe trouxeram embasamento para o destaque na Pesquisa Nacional de Clima Organizacional da Rede Ebserh.

A coleta de dados foi realizada no período de 28 de abril a 20 de maio de 2022, em uma parceria entre o Laboratório de Gestão do Comportamento Organizacional, da Universidade Federal do Pará (Gestcom/UFPA) e a Ebserh. A pesquisa teve como objetivo principal levantar dados sobre como os colaboradores percebem diferentes aspectos do ambiente de trabalho.

De acordo com o resultado da pesquisa, o Huab foi o hospital que mais se destacou entre os da Ebserh vinculados à UFRN, além de estar entre os 11 melhores da rede Ebserh, em um contexto de 41 hospitais universitários administrados pela estatal, que não apresentaram nenhum item desfavorável no resultado da pesquisa de clima organizacional.

Os fatores que mais contribuíram para esse resultado foram os referentes aos relacionamentos entre os colaboradores, ao baixo número de conflitos no ambiente de trabalho, ao apoio oferecido pelas chefias e à percepção de que os membros do hospital trabalham de modo orientado para prover serviços de qualidade.

Segundo a superintendente do Huab, Maria Cláudia Rubim, o resultado é satisfatório e aumenta a responsabilidade da equipe de gestão em manter o clima organizacional com melhorias contínuas. “Entendemos que o investimento em pessoas e nos processos de trabalho são fundamentais para o resultado, funcionários que se sentem motivados, satisfeitos e valorizados apresentam alto desempenho em suas atividades”, afirma.

Sobre a Rede Ebserh

O Huab faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde agosto de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 41 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como são hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde, por isso a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Curso de Medicina Multicampi da UFRN recebe conceito máximo

O curso de Medicina da Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) recebeu conceito máximo, na primeira avaliação, realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Para o diretor da EMCM, George Dantas de Azevedo, o resultado atesta o nível de excelência reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), bem como vem coroar o trabalho realizado pela Universidade e, em especial, pela comunidade da EMCM.

O resultado da avaliação foi informado à UFRN nesta segunda-feira, 3 de abril, após a visita in loco, na última semana de março, realizada pelos avaliadores do Inep. O procurador institucional da UFRN, Fabiano do Espírito Santo, explicou que o curso passou pelo processo de reconhecimento, quando foram avaliados critérios relativos à organização didático-pedagógica; infraestrutura; e corpo docente e tutorial. “ O conceito 5 (máximo) demonstra que o curso de Medicina é referência local, regional e nacional, sendo um dos melhores do país”, analisa Fabiano.

De acordo com o diretor da EMCM, George Dantas, o resultado simboliza a consolidação de um projeto desafiador de formação de profissionais da saúde no interior do RN. “O curso tem apresentado resultados satisfatórios de fixação dos profissionais, visto que já formou três turmas, com um total de 119 médicos e médicas, e cerca de 50% estão atuando na atenção primária da região do Seridó”, George destacou ainda que os próximos desafios são a conclusão da obra da sede da EMCM e a ampliação do corpo docente.

Fonte: ASCOM/REITORIA

UFRN suspende atividades presenciais

Tendo em vista a nova suspensão do serviço de transporte público, realizada no final da manhã de hoje, e visando à preservação da segurança da comunidade universitária, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) informa que as atividades acadêmicas e administrativas presenciais estão suspensas a partir desta quarta-feira, 15, em todos os seus campi.

A instituição está acompanhando a todo instante a situação e emitirá um novo comunicado a respeito da retomada das atividades logo que possível.

Projeto Go Zika Go realiza exposição de fotografias da rotina de crianças

Com o objetivo de apresentar os resultados das ações desenvolvidas durante o projeto Go Zika Go, a Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa/UFRN) promove uma exposição de fotografias mostrando o dia a dia das crianças participantes do projeto. A ação acontece na próxima quarta-feira, 8, às 14h, no largo da Facisa. O evento é gratuito e aberto para toda a comunidade.

Além da exposição das fotos, o conteúdo das discussões entre a equipe de pesquisa e as mães será apresentado para as famílias, a comunidade em geral, acadêmicos, gestores e profissionais da saúde. O objetivo é promover um diálogo entre os envolvidos no projeto e o público para o desenvolvimento de estratégias que facilitem a mobilidade das crianças com a Síndrome Congênita do Zika (SCZ).

Projeto de monitoria da Facisa seleciona estudantes de Fisioterapia

A Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa/UFRN) divulga processo seletivo de bolsistas para projeto de monitoria em Fisioterapia respiratória e cardiovascular nos diferentes ciclos da vida. Podem participar da seleção estudantes que estejam devidamente matriculados entre o nono e o décimo período de Fisioterapia na Instituição e que possuam disponibilidade de 20 horas semanais. As inscrições se encerram neste sábado, 4 de março.

Ao todo, são disponibilizadas oito vagas, sendo uma remunerada e sete voluntárias. O projeto, intitulado Construção das habilidades teórico-práticas nas áreas de Fisioterapia respiratória e cardiovascular nos diferentes ciclos de vida, apresenta por objetivo promover e aprimorar a construção de experiências contextualizadas no desenvolvimento da monitoria de forma contínua em Fisioterapia respiratória e cardiovascular.

As inscrições podem ser feitas enviando-se e-mail para: socorro.cruz@ufrn.br. Os participantes devem anexar o histórico acadêmico com a apresentação do Índice de Rendimento Acadêmico (IRA) e carta de intenção. É necessária ainda a elaboração de algum material didático, como um vídeo (com tempo máximo de três minutos), infográfico ou uma cartilha que aborde alguma temática relacionada ao projeto de monitoria.

Para participar do processo de seleção é necessário que os candidatos tenham cursado e sido aprovados nas seguintes disciplinas: Atenção fisioterapêutica em Cardiologia, Pneumologia e Angiologia, do quinto período, e Atenção fisioterapêutica na saúde da criança – Alta complexidade, do sexto período. Os graduandos devem ter cursado também o componente curricular Estágio supervisionado na área de Fisioterapia em Cardiologia, Angiologia e Pneumologia, do oitavo período.

Durante a execução do projeto, os bolsistas desenvolverão atividades de monitoria baseadas em situações-problema, casos clínicos e outras dinâmicas que possam ser trabalhadas junto aos discentes na Clínica-escola da Facisa. Os monitores também promoverão a busca da prática baseada em evidências, bem como na elaboração de pesquisas dentro da área.

O resultado do processo seletivo será divulgado no domingo, 5, via Sigaa ou pela página do Instagram da Monitoria em Cardiologia, Angiologia e Pneumologia da Facisa. Em caso de dúvidas, os interessados podem acessar o edital ou contatar a professora responsável, Socorro Luna Cruz, pelo número (84) 99696-1508.

UFRN empossa novos docentes

Foto: Wilderson Queiroz

Foto: Wilderson Queiroz

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizou, nesta segunda-feira, 13, a cerimônia de posse de dez docentes da instituição. Os profissionais irão atuar no campus Natal, na Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa), na Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM) e no Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES).

A solenidade contou com a presença do reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, e do vice-reitor, Henio Ferreira de Miranda, os quais parabenizaram e incentivaram os novos professores a aproveitar as oportunidades oferecidas pela universidade. Os gestores também destacaram o comprometimento institucional pela qualidade acadêmica, cujo esforço coloca a UFRN como uma das melhores do país e com reconhecimento internacional.

“Sejam felizes na carreira, façam tudo com dedicação, ética e seriedade. Vocês têm agora a oportunidade de transformar as vidas de muitas pessoas em uma universidade pública, de qualidade e reconhecida. Que possamos, juntos, construir uma universidade cada vez melhor”, disse o reitor. O pró-reitor adjunto de Gestão de Pessoas, Joade Cortez, acrescentou que a chegada de novos docentes é um momento de renovação, ao trazer novos olhares sobre os processos institucionais.

De acordo com o gestor, a universidade é acolhedora, empreendedora, e dá condições para o desenvolvimento de pessoas. “Desejamos que vocês se conectem da melhor forma possível a esse ambiente, que se integrem aos departamentos e busquem na UFRN a sua segunda casa”, finalizou.

A cerimônia de posse também contou com a presença do presidente do Sindicato dos Docentes da UFRN (Adurn), Oswaldo Negrão, além de servidores da instituição, estudantes e familiares dos empossados.

Mestrado em Saúde Coletiva abre inscrições para processo seletivo

Foto: Cícero Oliveira/UFRN

O Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPgSacol), da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa), abre, no dia 9 de março, inscrições de processo seletivo para ingresso no mestrado, com inícios das aulas no período letivo 2023.2. Os pedidos de isenção de pagamento da taxa de inscrição podem ser realizados entre os dias 24 de fevereiro e 5 de março, segundo o edital.

São oferecidas, ao todo, 28 vagas, sendo 19 para demanda de ampla concorrência, quatro destinadas ao atendimento de pessoas pretas, pardas ou indígenas ou para pessoas de origem quilombola, três voltadas para pessoas com deficiência e duas vagas complementares de capacitação interna de servidores efetivos ativos do quadro permanente da UFRN.

Para realizar a inscrição, o candidato deverá encaminhar a documentação pelo sistema eletrônico de processos seletivos da UFRN, por meio do Sigaa, com o acesso pelo Sistema Federal do gov.br, que irá direcionar ao ambiente do pedido de inscrição. Se o candidato não for cadastrado, o sistema o conduzirá para um formulário para que seja feito o cadastro. Após gerar o login, no primeiro acesso, o candidato será consultado sobre a autorização de compartilhamento de seus dados pessoais de inscrição com a UFRN e deverá clicar no botão escrito Autorizar para prosseguir com o processo.

A seleção ocorre em quatro etapas, que são: a homologação das inscrições solicitadas, a arguição com análise do plano de trabalho contemplando as atividades que serão realizadas ao longo do curso, a análise do currículo e o processo de heteroidentificação para candidatos negros, pretos e pardos. O resultado de cada etapa da seleção será inserido na área do candidato pela página eletrônica do processo seletivo, por meio do Sigaa, e no site oficial do Programa. O resultado final será divulgado com base na classificação dos candidatos, no dia 13 de junho.

O Mestrado em Saúde Coletiva busca formar profissionais na área de Saúde Coletiva com ênfase na pesquisa e no ensino, para enfrentarem as demandas sociais submetidas a eles. O PPgSacol atua em duas linhas de pesquisa: Epidemiologia e condições de vida e saúde da população e Trabalho, Educação e a produção social do processo saúde-doença.