Identidade de Gênero

Padre Vicente comenta votação sobre projeto que proíbe debate sobre identidade de gênero

O programa Semeando a Esperança, espaço da Paróquia de Santa Rita de Cássia na Rádio Santa Cruz AM, foi hoje (28) espaço para o Padre Vicente Fernandes, pároco local, comentar sobre o projeto de lei, na Câmara Municipal, que proíbe o debate do tema identidade de gênero nas escolas municipais.

O áudio do padre Vicente também foi uma sinalização de alerta para os cristãos que não seguem a doutrina, aos quais o padre recomendou reflexão sobre sua prática religiosa.

Um dos fatos lembrados pelo presbítero foi a vaia que ocorreu no início da sessão legislativa, quando o presidente Monik Melo evocou o nome de Deus, como a grande maioria das sessões do poder legislativo pelo país, e uma grande vaia ecoou por aqueles que se posicionaram contra o projeto de lei em questão. Padre Vicente lamentou tal fato e ainda questionou o pedido de respeito exigido por alguns grupos.


contex

Câmara Municipal aprova projeto contra a identidade de gênero

A Câmara Municipal de Santa Cruz colocou fim de um debate polêmico com uma votação acalorada. A oposição ao projeto ficou liderada pelo vereador João Victor (PSDB), enquanto coube ao vereador Thiago Fonseca combater os debates sobre gênero nas escolas.

No Calçadão, diante do Palácio Theodorico Bezerra, um grupo a favor do projeto (que proíbe discussão de gênero nas escolas) e outro contra o mesmo se digladiaram com palavras de ordem, gestos, cartazes e símbolos que representam a causa de cada um.

A favor do projeto estão cidadãos comuns, igrejas cristãs e grupos políticos. Contra vários movimentos sociais, sindicatos e estudantes, que levaram cartazes contra o projeto de lei complementar 020/2018.

O clima de tensão ficou instalado desde o início da sessão, tumultuando a sessão e todo o setor próximo à Câmara. A Polícia Militar cercou o local próximo ao Calçadão Georgino Avelino, Praça Coronel Ezequiel e Rua Eloy de Souza, controlando o tráfego de veículos e evitando confronto entre os manifestantes.

Final do duelo?

Aninha de Cleide, Tarcísio Reinaldo, Thiago Fonseca, Mário Farias, Monik Melo e Raimundo Fernandes votaram a favor do projeto que proíbe o debate de gênero nas escolas do município.

Enquanto, João Victor e Paulo César Beju votaram contra o projeto, e defendem a abordagem do tema nas escolas.

O vereador Gean Paraibano se absteve.

 


alrn-hoz