Protesto

Postos de Combustíveis falam ao Blog sobre seu estoque

O Blog conversou com alguns postos de combustíveis há poucos minutos e a situação não é tão satisfatória.

No Posto Ipiranga/Santa Rita, o estoque já acabou ainda pela manhã. A gasolina comum lá é negociada a R$ 4,55, diesel comum R$ 3,95, diesel S10 R$ 4,09 e etanol de R$ 3,56.

O Posto Apolo XI tem um estoque que deve acabar a qualquer momento. Com uma fila formada às margens da BR-226, o estoque deve acabar até o final do dia, isso para todos os combustíveis.

No Posto Laís, da rede Parelhas Gás, o estoque deve acabar até o final do dia, mas vai depender muito da demanda. De acordo com o responsável, caso exista escassez em outras cidades e postos, o aumento da demanda deve encerrar o estoque do posto.

O Posto Stop Car, da rede FAN, tem a melhor situação no estoque da cidade, com previsão de abastecimento de veículos até o final da semana. Mas tudo isso pode variar conforme a demanda de abastecimentos.

Em contato com o Posto Paraíso, o blog não conseguiu informações a respeito do estoque, mas o fluxo de veículos é intenso no local.

Com a crise se agravando a cada hora, a população fica apreensiva quanto a manutenção dos serviços básicos do poder público, e também do setor privado, que deve começar a sofrer desabastecimento em diversas áreas.


m4net

Postos de Gasolina em Santa Cruz já começam a sofrer desabastecimento

O Blog confirmou com o Posto Ipiranga/Santa Rita que o estoque de gasolina já esgotou. Outros postos tem baixa quantidade do produto, quando os caminhões de reabastecimento estão parados nos protestos.

Começam a se formar filas em alguns postos, nada preocupante ainda, mas muitas pessoas procurando abastecer uma quantidade suficiente para enfrentar uma possível crise de escassez de combustíveis.


r87

Servidores públicos decretam o “fim do governo” Robinson Faria

O protesto dos servidores estaduais já pode ser considerado um dos maiores contra o governo do RN. Ativos e aposentados se reuniram no Centro Administrativo, próximo a Governadoria, onde funciona o gabinete do Governador, para protestar contra os atrasos dos salários. A principal motivação para o protesto foi o ajuste fiscal que o Governo Robinson apresentou na Assembleia Legislativo do Estado na semana passada.

“Fora Robinson” e “governador da insegurança” são as principais publicações nas redes sociais envolvendo o protesto, que já é considerado um dos maiores realizado pelos servidores estaduais.

Todas as categorias estão representadas ou paralisaram suas atividades para protestar contra o governo de Robinson Faria, que se encontra em Santa do Matos.

O protesto pode significar a materialização do “fim do governo” de Robinson, que não teria condições para tentar uma reeleição.

Fotos WhatsApp/Reprodução


r87