SESED

Coordenador da Sesed é liberado de prisão após audiência de custódia

O pesquisador e coordenador de estatísticas da Secretaria de Segurança do Rio Grande do Norte, Ivênio Hermes, foi liberado da prisão em audiência de custódia realizada na tarde desta terça-feira (9). Ele foi liberado mediante medidas cautelares e pagamento de fiança de 40 salários mínimos. O alvará de soltura só será expedido após o pagamento, com o pesquisador podendo responder em liberdade.

A decisão da audiência de custódia determinou ainda que Ivênio precisará comparecer em juízo mensalmente e comunicação de novo endereço em caso de mudança de endereço.

De acordo com informações do TJRN, Ivênio Hermes precisa da comparecer em juízo, mensalmente, entre os dias 20 e 30 de cada mês para informar e justificar atividades. Além disso, está proibido de sair de Natal por mais de 8 dias, informar ao juízo competente eventual mudança de endereço e suspensão do porte/posse de arma de fogo. Além disso, também está proibido de manter qualquer contato ou se aproximar das vítimas.

Com informações da Tribuna do Norte


contex

Fugitivos do PEP são recapturados pela PM

Diligências da Polícia Militar resultaram na apreensão de três foragidos da Penitenciária Estadual de Parnamirim na tarde desta sexta-feira (26). Adriano Azevedo da Silva, Manoel batista da Silva Júnior e Jonathan Ferreira da Silva haviam escapado ontem do presídio.

Além disso, uma operação realizada pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) no início desta tarde culminou com a apreensão de drogas na PEP. A ação foi comandada pelo secretário-adjunto da pasta de Justiça e Cidadania do governo do Rio Grande do Norte, Michael Anderson.

Ao todo, foram revistados individualmente 500 internos, dos quais dois foram flagrados com entorpecentes e conduzidos à delegacia. Uma quantidade de droga foi abandonada tão logo a operação teve início.

Além disso, um celular, carregador, chips, fones de ouvido e cachimbos artesanais também foram recolhidos pelos policiais.


contex

Sistema penitenciário do RN registra a maior fuga da sua história

Foi na madrugada desta quinta-feira (25), na Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), que ocorreu a maior fuga da história do sistema penitenciário do Rio Grande do Norte. Por um túnel, escaparam 82 presos, sendo que oito já foram recapturados. A Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC) determinou que fosse aberta uma sindicância para analisar a situação, caso haja facilitação.

Com capacidade para 400 detentos, o PEP abriga mais de 600 atualmente, e o número ficou menor por volta das 4h, quando foi descoberta a fuga dos presidiários.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), um dos guariteiros efetuou disparos ao perceber a fuga, e assim evitou que o número de fugitivos fosse ainda maior.

Apesar da calmaria, após a rebelião de Alcaçuz, o sistema penitenciário do RN se encontra em estado de calamidade desde o dia 17 de março de 2015, quando o RN teve 14 das 33 unidades prisionais do estado com rebeliões ou princípio de tumulto que destruiu algumas unidades.


alrn-hoz

UFRN e SESED unem esforços para combater a violência no RN

Soluções tecnológicas que reduzam os índices de violência no Rio Grande do Norte, fortaleçam as políticas públicas de segurança e devolvam a confiança à população foram discutidas na manhã desta quinta-feira, 04, pelos gestores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), direção e pesquisadores do Instituto Metrópole Digital (IMD), Pró-Reitoria de Pesquisa da UFRN (PROPESQ) e setores de inteligência da Polícia Civil e da Polícia Militar com a secretária Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social do RN (SESED), Sheila Freitas.

A SESED deverá incorporar os aplicativos de tecnologia da informação desenvolvidos pelo Projeto SMART Metrópole, do IMD, capazes de impactar o trabalho de ronda, fiscalização, registros de ocorrências, os processos do ITEP e de delegacias.

A ideia é qualificar e agilizar as diligências, investigações, checagem de dados, cruzamento de informações, captura de fugitivos, como também prever áreas sensíveis a conflitos e dar soluções ágeis aos casos de homicídios. Ou seja, “usar a inovação em benefício da segurança de todos”, expôs a reitora Angela Maria Paiva Cruz, ao reafirmar o compromisso da instituição em relação à parceria com a SESED, “de modo que a tecnologia impacte, cada vez mais, na qualidade e produtividade da vida do povo potiguar”, realçou José Ivonildo do Rêgo, diretor do IMD, onde estudam três mil alunos e se desenvolve tecnologia de informação adquirida por mais de 60 órgãos e/ou instituições do Brasil.

A reitora adicionou que a UFRN demonstra sua disposição de contribuir com o conhecimento científico e tecnológico para melhorar as políticas de segurança. Atualmente, existem na universidade mais de 200 projetos de pesquisa e extensão que tratam das questões de violência, criminalidade, segurança pública e direitos humanos.

“Integrar os bancos de dados por meio da tecnologia” é a palavra-chave para compensar a carência de efetivos, segundo as polícias civil e militar. Corroborando as vantagens da parceria para as soluções expostas, a secretária de Segurança, Sheila Freitas, considera “essencial” a aquisição de TI por parte do Estado.


m4net

Polícia permanece em Alcaçuz e vítimas serão identificadas em até 30 dias

Foram apresentadas na noite deste domingo (15) mais informações sobre a atuação dos órgãos de segurança pública do Estado na contenção da rebelião no presídio de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, na grande Natal. De acordo com as secretarias de estado da Segurança Pública (Sesed) e Justiça e Cidadania (Sejuc), o motim está sob controle. Foram contabilizados 26 óbitos. Nenhum policial, agente de segurança ou servidor do estado sofreu danos físicos.

A equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) reforçou a estrutura para receber os corpos. O ITEP está com quatro equipes de criminalística, cinco necropapiloscopistas, quatro identificadores criminais, quatro arquivistas criminais, quatro médicos legistas, dois odontolegistas, além de duas psicólogas e uma assistente social para o acolhimento aos familiares das vítimas. Também foi contratado um caminhão frigorífico para manter os corpos conservados durante o processo de exames periciais e de identificação humana.

“Vamos trabalhar para agilizar a identificação das vítimas através de necropsia, arcada dentária ou DNA. Pelo estado dos corpos, alguns com muitas perfurações e decapitados, precisamos de tempo para identificar as vítimas. Nossa expectativa é concluir os laudos em até 30 dias”, explicou o diretor geral do ITEP, Marcos Brandão.

Sobre a situação em Alcaçuz, o secretário de estado da Segurança Pública, Caio Bezerra informou que o policiamento na unidade permanece reforçado na área externa e guaritas. “A Polícia Militar e a Força Nacional estão patrulhando o perímetro para prevenir fugas. Temos um planejamento e continuaremos colocando em prática para evitar que novos motins aconteçam”, disse.

De acordo com o titular da Sejuc, Wallber Virgolino, alguns responsáveis pela rebelião foram identificados. “O monitoramento continua e estamos avaliando. Caso necessário, faremos as transferências dos grupos e líderes que participaram do motim para outras unidades prisionais”, declarou o secretário.

Também estiveram presentes à coletiva, o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Sócrates Vieira; delegado geral adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior; e o subcomandante da Polícia Militar, Ulisses Paiva.


alrn-hoz

Governo do RN ainda não tem contagem oficial dos mortos

O governo do Estado divulgou, em coletiva de imprensa na manhã deste domingo (15), detalhes a respeito da atuação para o controle da rebelião no presídio de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, região Metropolitana de Natal. O motim foi controlado pelo Estado no início do dia, e não houve confronto entre as forças de segurança e os detentos. A rebelião foi contida sem danos físicos a agentes, policiais ou servidores.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

O secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Caio Bezerra, destacou que assim que foi constatado o início da rebelião, o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) iniciou o monitoramento da situação, a atuação policial e o planejamento das ações. “Instalamos o GGI sob coordenação do governador Robinson Faria e trabalhamos intensamento desde ontem para colocar em prática as ações de segurança. E o resultado foi uma intervenção tranquila e sem resistência dos presos. Além disso, graças ao trabalho da PM conseguimos evitar que o motim se espalhasse por outros pavilhões”, declarou o titular da Sesed.

Caio Bezerra informou ainda que o governador Robinson Faria falou por telefone, no início da manhã, com o ministro da Justiça, Alexandre de Morais, para comunicar o controle da situação pelo Estado e agradecer o empenho da Força Nacional na proteção do entorno do presídio. “O governador tem mantido o ministro informado das medidas tomadas no RN”, disse.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

O titular da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, informou que os responsáveis pela rebelião já foram identificados e serão penalizados. Virgolino ainda destacou que “com os bloqueadores de celular instalados e em funcionamento em Alcaçuz, os presos não conseguiram contato com detentos de outras unidades prisionais do Estado”.

Na coletiva, que contou ainda com a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Instituto Técnico-Científico de Perícia, foram informados os próximos passos da operação. O ITEP está com a equipe de médicos legistas do RN e da Paraíba de plantão para identificar com agilidade as vítimas fatais. As ruas no entorno da sede do ITEP estão sendo interditadas para facilitar o acesso de veículos e familiares das vítimas. Também serão disponibilizados psicólogos e assistentes sociais em uma sala específica para atendimento dos familiares dos presos.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

A Polícia Civil contará com três equipes de delegados da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e 15 homens para fazer a perícia dos locais de crime. A Polícia Militar continua com o patrulhamento externo, com o helicóptero Potiguar 01, com o Batalhão de Choque e Batalhão de Operações Especiais (BOPE) auxiliando na contenção e recontagem dos presos e na intensificação do trabalho nas guaritas da unidade. O Corpo de Bombeiros e o SAMU também prestaram apoio na operação, contendo incêndios e prestando atendimento aos feridos, respectivamente. A Força Nacional colaborou no patrulhamento.

Ainda não há informações conclusivas sobre o número de mortos na rebelião. A expectativa é de que o levantamento seja concluído até o final do dia. Para repassar informações atualizadas sobre o encerramento da operação, haverá uma outra coletiva de imprensa às 18h na sede da Secretaria de Segurança Pública, no Centro Administrativo do Governo do RN.

Participaram também da coletiva o comandante geral da PM, André Azevedo; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Sócrates Vieira; o diretor geral do ITEP, Marcos Brandão e delegado geral adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior.


r87

Tangará se une para pedir segurança

Uma mobilização realizada por toda sociedade tangaraense cobrou hoje na Secretaria de Segurança (SESED) do Rio Grande do Norte por mais efetivo policial e segurança em uma das principais cidades do Trairi.

A motivação do grupo se deu após mais uma vítima ter sido alvo de homicídio, o professor e ex-vereador João Fernandes de Lima, crime que chocou a sociedade local.

O prefeito Alcimar Germano, o ex-prefeito Gija, o prefeito eleito Jorginho, os vereadores atuais em mandato e os vereadores eleitos participaram da manifestação, que exige uma solução para os inúmeros crimes que tem tirado o sono do povo de Tangará.

A foto mostra bem os dois principais líderes políticos da história recente de Tangará juntos para lutarem pela segurança. Que esse seja o espírito da política tangaraense, para juntos salvarem o povo dessa agonia.


r87