A gente nunca sabe dizer adeus

Ela tinha apenas 26 anos, um talento sensacional, músicas do nosso cotidiano e um belo sorriso. Marília Mendonça teve uma carreira meteórica, com um sucesso atrás do outro e conquistando todo o Brasil. Para muitas pessoas foi difícil receber a notícia de seu falecimento após um acidente aéreo.

Marília Dias Mendonça nasceu em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995. Começou a carreira como compositora e lançando grandes sucessos pelas vozes de cantores consagrados. O primeiro EP foi lançado em 2014, mas o primeiro álbum saiu em 2016. Músicas como “Alô Porteiro”, “Sentimento Louco” e “Infiel”, fez ela ganhar o título de “Rainha da Sofrência”.

E não parou por aí, gravou inúmeras canções, bateu recordes com bilhões de visualizações, teve a live mais vista do mundo com 3,31 milhões de visualizações durante a pandemia. Ela se tornou uma referência feminina não apenas no sertanejo, segmento chamado de “feminejo”, junto com outras vozes, como as parceiras de projeto e amigas antigas, Maiara & Maraisa.

No auge da carreira deu uma pausa com a gestação de seu filho, Léo, no final de 2019, fruto do relacionamento com o cantor sertanejo Murilo Huff.

Marília Mendonça alegrou muitos momentos dos brasileiros, nas confraternizações familiares ou entre amigos, nos paredões, nas farras ou qualquer outro minuto do cotidiano. As pessoas sentem como se ela fizesse parte da sua vida, como alguém que você vai encontrar a qualquer momento do dia. Quem nunca ouviu uma canção sua sendo repetida continuamente nas rádios? Ou de carona, na playlist do motorista? Talvez na sua lista de pesquisa de alguma aplicativo de música deve ter ela suas canções que falavam de tudo aquilo que ja vimos ou vivenciamos.

Cantar o sentimento das pessoas é um dom que a Marília Mendonça tinha e que marcou a vida de um país, numa manifestação musical que tomou conta de todos. Deixa uma lacuna, e as redes sociais em um luto profundo. Só nos resta refletir sobre a fragilidade da nossa existência, e ainda da importância de viver semeando o amor.

Mesmo sendo certo que um dia vai chegar, a gente nunca sabe dizer adeus.

Marcações:

Deixe uma resposta


r87 500px