Bolsonaro e PT apoiam ditaduras contra a Ucrânia, diz Moro

O ex-juiz e pré-candidato à Presidência da República, Sérgio Moro, afirmou em suas redes sociais, neste sábado (26.fev.2022), que o presidente Jair Bolsonaro (PL) e PT estão alinhados à Venezuela, Nicarágua e Cuba, que declararam apoio à Rússia na guerra contra a Ucrânia.

Moro disse ainda que está “do outro lado”. “Não apoiamos a guerra, a violência, as ditaduras e o autoritarismo. E você?”, escreveu.

Na 4ª feira (23.fev), os chefes de Estado da Venezuela, Nicarágua e Cuba, Nicolás Maduro, Daniel Ortega e Miguel Díaz-Canel, declararam apoio à Rússia.

Em visita a Moscou na última semana, o presidente Jair Bolsonaro expressou sua “solidariedade” ao presidente da Rússia, Vladimir Putin. Contudo, na 6ª feira (25.fev), o governo brasileiro declarou que a Rússia “cruzou uma linha”. Votou a favor de resolução de condenação ao país no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Já o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou a ONU (Organização das Nações Unidas) pela situação na Ucrânia. “É importante a gente repudiar mais uma guerra no século 21, coisa desnecessária que poderia ter sido resolvida, inclusive, se a ONU tivesse mais representatividade, mais força, para evitar”, disse Lula em entrevista à Rádio Supra FM.

Fonte: Poder360

Deixe uma resposta


santa cruz cell