Ministro Fábio Faria participa de evento ao lado de Allan dos Santos, foragido da Justiça

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, participou na sexta-feira, 7, de um encontro evangélico e conservador na Flórida, nos Estados Unidos, ao lado do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, considerado foragido da polícia brasileira. No evento, Faria atacou a esquerda, incluindo a governadora Fátima Bezerra, mas não comentou nada sobre estar como ministro na presença de um procurado pela Justiça.

​Chamado de “Governe Conference”, o evento foi organizado por evangélicos em Orlando. O presidente Jair Bolsonaro (PL) gravou um vídeo para os presentes desejando um 2022 de alegria e realizações. Além de Fábio Faria e Allan dos Santos, o pastor André Valadão, o deputado Lucas Gonzalez (Novo-MG), o vereador por Belo Horizonte Nikolas Ferreira (PRTB) e Paulo Figueiredo Filho – neto do último presidente da ditadura militar, João Baptista Figueiredo – estavam presentes.

Em nota, Fábio Farias afirmou que não teria comparecido ao evento caso soubesse que Allan dos Santos iria participar. “Fui convidado para discursar num evento de um pastor de uma igreja que eu e minha família frequentamos quando estamos em Orlando. Não havia nenhuma indicação que entre os presentes estaria alguém com problemas com a Justiça brasileira. Se eu soubesse que ele iria, eu não teria comparecido. Após o evento, foi oferecido um lanche na sala do pastor André na própria igreja”, disse Faria.

Allan dos Santos teve a prisão e a extradição decretada no dia 5 de outubro, no inquérito que apura a existência de uma milícia digital para atacar a democracia e as instituições. Ao lado de Fábio Farias, ele afirmou ser um “jornalista em exílio” por não ter cometido nenhum crime e nenhum processo jurídico legítimo e constitucional em andamento.

Em uma representação encaminhada ao Supremo, a delegada da Polícia Federal, Denisse Dias Rosas Ribeiro, pediu a prisão preventiva de Allan com base na prática frequente dos crimes de ameaça, ataques contra a honra e incitação à prática de crime, assim como a participação de organização criminosa.

O blogueiro é investigado em dois inquéritos: o de fake news e atos antidemocráticos. Na internet, foi banido do Twitter, do Facebook e do Youtube e teve o blog Terça Livre encerrado. Ele ainda mantém uma página no aplicativo Telegram, em que tem 121 mil seguidores.

Fábio Farias viajou para os Estados Unidos no dia 5 de janeiro ao lado da esposa Patrícia Abravanel.

Fonte: Saiba Mais

Deixe uma resposta


m4net rodapé