O Brasil de extremos

Nada justifica qualquer ação ou discurso violento, que propague o ódio.

Muitos que se dizem Cristãos atacam seus adversários, desejam a morte aos outros, e fazem o que criticam dos outros.

Não é a Política que chegou ao fundo do poço, são os cidadãos que defendem moralidade, ética e um Brasil melhor.

Neste 7 de setembro não temos muito o que comemorar. Exceto queiram festejar nossa tola liberdade de jugar o outro, condenar o outro por não concordar com nossas opiniões e desejar o mal aos outros.

Na frase “independência ou morte”, o brasileiro dos anos 2010 prefere entender: “independência e morte aos que discordam de mim”.

Deixe uma resposta


m4net rodapé