Açude Inharé

Comporta do Açude do Alívio foi fechada

Após solicitação da comunidade, a comporta da parede do Açude do Alívio (Inharé) foi fechada.

O reservatório passou por algumas melhorias, mas como estava seco há anos, não foi verificada se a reforma na comporta da parede do açude tinha corrigido o problema anterior.

As imagens são de Israel Fernandes.


r87

Imagens de drone mostram evolução do nível do açude do Alívio

Com imagens exclusivas de Alberto Luiz, o Blog mostra para seus leitores como foi a evolução do nível de água do Açude do Alívio (Inharé) após as chuvas na região, principalmente em Lajes Pintadas.

O açude barra as águas do Rio Inharé, que passa pelos municípios de Lajes Pintadas e Santa Cruz, desaguando no Rio Trairi.

Nas fotos do drone, é possível verificar que até o dia 13 de fevereiro, o Açude do Alívio não tinha volume de água. Após as fortes chuvas de 17 de fevereiro, o açude “ganhou vida” e os noticiários sobre o seu volume acumulado.

Confira as fotos aéreas:

13 de Fevereiro

13 de fevereiro de 2022 – foto: Alberto Luiz
13 de fevereiro de 2022 – foto: Alberto Luiz

19 de fevereiro

19 de fevereiro de 2022 – Foto: Alberto Luiz
19 de fevereiro de 2022 – Foto: Alberto Luiz
19 de fevereiro de 2022 – Foto: Alberto Luiz

senhoritta

Comporta do Açude do Alívio apresenta problemas

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nas redes sociais, vários vídeos mostram um problema na parede do Açude Inharé, conhecido como Açude do Alívio. A comporta existente na parede do reservatório não está vedada completamente e muita água tem saído por esse canal.

Fotos e vídeos nas redes sociais mostram o problema claramente, dificultando o armazenamento dessa água no maior açude do município.

A administração e manutenção do reservatório são de responsabilidade do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca, o DNOCS. O blog entrou em contato com o departamento, mas não obteve resposta até o fechamento da matéria.


alrn-hoz

As águas começam a chegar no Açude do Alívio

Foto: Breno Dantas/Cedida

O açude Inharé, conhecido como açude do Alívio, começa a receber um grande volume de água. O reservatório barra o Rio Inharé, sendo o curso das águas provenientes dos municípios de Campo Redondo e Lajes Pintadas.

O volume de água foi tão impressionante, que em poucas horas já foi possível ver o açude “tomar forma novamente”.

Isso foi resultado das grandes chuvas que caíram em Campo Redondo e Lajes Pintadas, que segundo registros, chegaram até 190mm de precipitação.


contex

Reservatórios do RN acumulam 960 milhões de metros cúbicos

As reservas hídricas do Rio Grande do Norte estão, neste início de janeiro, com 21,7% da capacidade de armazenamento. O valor representa pouco mais de 960 milhões de m³ (metros cúbicos) de água disponíveis em 47 reservatórios responsáveis pelo abastecimento dos municípios potiguares.

A situação dos reservatórios, todos com capacidade superior a 5 milhões de m³, é monitorada pelo Governo do Estado, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn). Destes reservatórios monitorados, sete estão em volume morto e outros oito estão completamente secos, como o Gargalheiras e o Dourado (Currais Novos).

Localizada na bacia do rio Piranhas-Açu, a barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório potiguar, está com 20,66% de sua capacidade total, o que representa 495,7 milhões de m³. Já a barragem Santa Cruz do Apodi, com capacidade para 600 milhões de m³, está com 135,2 milhões de m³, correspondentes a 22,55% do total de armazenamento.

O açude Umari, em Upanema, com capacidade para 292 milhões de m³, está com 102,6 milhões de m³, representando 35% da água que pode ser acumulado. Entre os açudes em volume morto estão: Pilões (2,5%), Malhada Vermelha (10%), Rio da Pedra (18%), Itans(1,8%), Zangalheiras (1,34%), Esguicho (0,11%) e Bonito II (1,07%).

Os reservatórios secos atualmente são: Santana, em Rafael Fernandes; Cruzeta, em Cruzeta; Marechal Dutra (Gargalheiras), em Acari; Dourado, em Currais Novos; Santa Cruz do Trairi e Inharé, ambos em Santa Cruz; Trairi, em Tangará; e Japi II, em São José do Campestre.

SITUAÇÃO VOLUMÉTRICA

Principais reservatórios do RN

Leitura: 03 de janeiro de 2019

BACIA APODI/MOSSORÓ

  • Umarí: 35,07%
  • Santo Antônio: 47,26%
  • Santa Cruz: 22,55%
  • Morcego: 44,99%
  • Flechas: 19,46%
  • Lucrécia: 12,13%
  • Brejo: 62,48%
  • Tourão: 26,00%
  • Riacho da Cruz II: 72,75%
  • Passagem: 43,82%
  • Marcelino Vieira: 49,43%
  • Rodeador: 80,60%
  • Apanha Peixe: 76,67%
  • Encanto: 65,88%

Capacidade: 1.117.376.237,00

Volume atual: 304.154.326,00

BACIA PIRANHAS/AÇU

  • Alecrim 25,57%
  • Marechal Dutra: 0,00%
  • Mendubim: 69,44%
  • Sabugi: 22,1%
  • Carnaúba: 25,05%
  • Beldroega: 47,91%
  • Caldeirão de Parelhas: 32,93%
  • Boqueirão de Parelhas: 29.00%
  • Pataxó: 55,25%
  • Itans: 1,8%
  • Cruzeta 0,00%
  • Dourado: 0,00%
  • Eng. Armando R. Gonçalves: 20,66%
  • Rio da Pedra 18,00%

Capacidade: 2.966.798.007

Volume atual: 616.963.283


senhoritta