Antônio Jácome

Pesquisa Opine/Band para Senado no RN

A pesquisa do Instituto Opine, divulgada pela Band Natal, também tem números para o senado, na qual o Capitão Styvenson lidera, seguido de Garibaldi, Geraldo e Zenaide.

  • Capitão Styvenson (Rede) – 21,1%
  • Garibaldi Filho (MDB) – 18,5%
  • Geraldo Melo (PSDB) – 17,3%
  • Zenaide (PHS) – 16,6%
  • Jácome (Pode) – 5%
  • Alexandre Motta (PT) – 3,3%
  • Magnólia (SD) – 2%
  • Ana Célia (PSTU) -0,5%
  • Jurandir Marinho (PRTB) – 0,5%
  • Telma Gurgel (PSOL) – 0.5%
  • Professor Lailson (PSOL) – 0,4%
  • João Morais (PSTU) – 0,3%
  • Levi Costa (PRTB) – 0 0,3%
  • Joanilson (DC) – 0,2%
  • Napoleão (Rede) – 0,2%
  • Não sabem – 58,9%
  • Não responderam – 0,5%
  • Não responderam – 54%

contex

Prefeito de Carnaubais diz que Robinson e Fátima decepcionaram

O prefeito Thiago Meira (PSDB), de Carnaubais, a 213 quilômetros de Natal, fez uma autocrítica e um alerta aos eleitores neste domingo (16), ao declarar que deu “um voto de protesto a Robinson Faria para governador e a Fátima Bezerra ao Senado e os dois decepcionaram todo o Rio Grande do Norte”.

Thiago Meira afirmou que este ano dará um voto consciente escolhendo o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) para governador pelo trabalho “exemplar que fez como gestor em Natal e pela experiência que adquiriu para administrar o Rio Grande do Norte”. Carlos Eduardo visitou Carnaubais no domingo.

O prefeito de Carnaubais lamentou ter escolhido mal quatro anos atrás: “Robinson destruiu a Segurança, acabou com a Saúde, atrasa salários sem piedade nem dos aposentados. Fátima Bezerra como senadora faz um mandato muito ruim, além de ser radical e não saber nada de administração pública”.

Alto do Rodrigues

Apoiado pelo prefeito Abelardinho Rodrigues (DEM), Carlos Eduardo participou de carreata pelas ruas de Alto do Rodrigues, numa mobilização que terminou em comício. Com seis mandatos, Abelardinho Rodrigues é o recordista em gestões municipais no Rio Grande do Norte.

Além de Carlos Eduardo, estiveram os senadores Garibaldi Filho (MDB), candidato à reeleição e José Agripino (DEM), que concorre a uma vaga na Câmara dos Deputados e o deputado federal Antônio Jácome (Podemos), que disputa uma das duas vagas ao Senado.


r87

Gean Paraibano fecha com Antônio Jácome para o Senado

O vereador Gean Paraibano já definiu mais um apoio para as eleições 2018, dessa vez um dos votos para o Senado Federal.

Antônio Jácome é um dos votos do vereador para senador, confirmado através de vídeo pela assessoria.


alrn-hoz

Keka vai apoiar Jácome para o Senado

O prefeito de São Bento do Trairi, Keka Araújo (PSD), já fechou o seus votos para o Senado Federal. Garibaldi Filho (PMDB) foi o primeiro voto definido, e em seguida fechado com o deputado e pré-candidato ao Senado, Antônio Jácome (PODEMOS).

O apoio já era esperado, quando o mandato de Jácome enviou mutias emendas parlamentares para o município, e o prefeito demonstra gratidão e parceria com o pré-candidato.


alrn-hoz

Jácome recebe apoio do prefeito de Vera Cruz

O prefeito de Vera Cruz, Marcos Antônio (PSB), município que faz parte da região Metropolitana de Natal, declarou na manha de hoje, 16, o apoio a pré-candidatura ao Senado da República do deputado federal Antônio Jácome que, a cada dia ganha mais reforços e a certeza de quem acredita e conhece na capacidade de Jácome.


m4net

Prefeito Leonardo Rêgo anuncia apoio a Jácome

A pré-candidatura ao senado do Deputado Federal Antônio Jácome ganha um reforço de honra. O prefeito do município de Pau dos Ferros, Leonardo Regô (DEM), esteve em Natal nesta sexta-feira para comunicar a Jácome que chega para somar e que confia na experiencia e capacidade de quem já tem mais de 30 anos de vida pública. Leonardo estava acompanhado do vereador Hugo (PODEMOS).

Leonardo Regô está em seu terceiro mandato como prefeito de Pau do Ferros e é filho do deputado estadual, Getúlio Regô.


m4net

Grupo JBS doou quase R$ 15 milhões para campanhas eleitorais no RN

Matéria de Rodrigo Ferreira, do Agora RN

No Rio Grande do Norte, as delações do Grupo JBS, feitas pelos empresários Joesley e Wesley Batista, além do executivo Ricardo Saud, atingiram nada menos do que 14 políticos. Entre os envolvidos estão figuras que foram e não foram eleitas na última corrida federal/estadual disputada em 2014. Governo, Senado, Assembleia e Câmara Federal tiveram representantes eleitos com ajuda financeira do Grupo JBS, que somente no Estado potiguar fez contribuições a oito partidos e elegeu 12 parlamentares. Todas as doações foram feitas de forma oficial, mas algumas delas, segundo os delatores, tratavam-se de propinas disfarçadas.

O político que mais recebeu incentivos monetários no Rio Grande do Norte ao longo do pleito de 2014 foi o governador Robinson Faria (PSD). De acordo com dados extraídos do site oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a campanha do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado teve R$ 6,5 milhões oriundos da JBS. Na planilha da delação entregue à Procuradoria-Geral de República (PGR), no entanto, os delatores apontaram que os valores foram de R$ 8,5 milhões, sendo R$ 5 milhões considerados como propinas em anotação de Ricardo Saud.

O peemedebista Henrique Eduardo Alves, ex-ministro do Turismo e presidente da Câmara dos Deputados, derrotado nas eleições de 2014 por Robinson, recebeu, oficialmente, R$ 2,75 milhões em doações da JBS, segundo o TSE e também a planilha dos delatores. Todavia, em vídeo gravado pela PGR, o executivo Ricardo Saud afirmou que o parlamentar recebeu R$ 3 milhões em propina, sendo parte deste valor ‘mascarado’ através de doações oficiais e outras partes baseadas em notas fiscais emitidas por empresas que, segundo o próprio executivo, jamais prestaram serviços à JBS, firmando contratos falsos.

No tocante a única vaga que o Rio Grande do Norte dispunha para o Senado Federal em 2014, a petista eleita Fátima Bezerra foi a única candidata a ter recebido doações da JBS. Oficialmente, foram injetados na campanha da ex-deputada a quantia de R$ 1,165 milhão, valor que também foi o apresentado na planilha de doações repassadas pelos delatores à Procuradoria. Entretanto, assim como no caso de Robinson, também existe uma anotação de Saud anexada nos documentos que falam em propina de R$ 500 mil à candidata do PT, eleita com 808.055 votos.

Na disputa pelas oito cadeiras do RN na Câmara dos Deputados, cinco candidatos potiguares foram beneficiados com os recursos da JBS e quatro deles foram eleitos. O filho do governador Robinson, Fábio Faria (PSD), foi o que mais teve investimento na campanha: R$ 1,1 milhão declarados no Tribunal Superior Eleitoral. O segundo que mais recebeu foi Beto Rosado (PP), que usufruiu de R$ 400 mil da empresa. Felipe Maia (DEM), filho de José Agripino, recebeu R$ 85 mil, e Antônio Jácome (PTN) foi beneficiado com R$ 70 mil.

O único candidato a deputado federal não-eleito foi o pai de Beto Rosado, Betinho Rosado (também do PP), que teve R$ 100 mil injetados na campanha, mas acabou tendo sua candidatura impugnada na época pelo fato de ser condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele teve as contas reprovadas enquanto secretário estadual de Educação entre os anos de 2003 e 2006. Em sessão do pleno no dia 5 de agosto de 2014, o Tribunal acatou, por 4 votos a 1, o pedido de impugnação apresentado pela Procuradoria Regional Eleitoral.

Já no pleito que definiu os 24 deputados estaduais do Rio Grande do Norte para a legislatura de 2014 a 2018, seis candidatos receberam doações oficiais da empresa e cinco deles foram eleitos diretamente. A que mais teve verba injetada foi Larissa Rosado (PSB) com R$ 200 mil de incentivo. Curiosamente, ela foi a única não-eleita entre todos os demais beneficiados. Hoje, ela só ocupa uma das cadeiras devido a saída de Álvaro Dias (PMDB) no início deste ano para assumir o cargo de vice-prefeito de Natal.

De resto, os outros cinco candidatos eleitos e beneficiados foram José Adécio (DEM), com R$ 130 mil; Nélter Queiroz (PMDB), com R$ 100 mil; Kelps Lima (SD), também com R$ 100 mil; Souza Neto (PHS), com R$ 50 mil; e Jacó Jácome (PSD), com R$ 30 mil. Todos eles foram eleitos de maneira direta e como titulares das suas coligações. Ao todo, a JBS injetou R$ 610 mil nas candidaturas para a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (AL-RN) na disputa eleitoral de 2014.


alrn-hoz

São Bento do Trairi recebe emenda parlamentar de Antônio Jácome

A Prefeitura de São Bento do Trairi já recebeu o ofício do gabinete do deputado federal Antônio Jácome (PTN/RN), sobre a destinação de uma Emenda Parlamentar, no valor de R$ 250.000,00 (Duzentos e Cinquenta Mil Reais) para o município.

A emenda foi cadastrada no Ministério da Saúde, sendo destinada para estruturação da rede de Atenção Básica de Saúde, do município de São Bento do Trairi.

O prefeito Keka Araújo e o secretário de Saúde, Jamilton Soares, agradeceram pessoalmente ao deputado federal durante evento realizado ontem (27), em comemoração ao Dia do Evangélico.


m4net