COB

Justiça determina soltura de Carlos Nuzman

A realidade brasileira parece inacreditável a cada momento, ainda mais quando a sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determina soltura, nesta quinta-feira (19), do ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) Carlos Arthur Nuzman, preso em operação da Polícia Federal sob suspeitas de corrupção nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Nuzman é acusado de intermediar o pagamento de propinas para que o Rio de Janeiro fosse escolhido a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, a defesa nega e diz que ex-presidente do Comitê Olímpico “nega as acusações e afirma que os fatos são injustamente imputados.

A decisão teve votação unânime, com todos os 4 votos favoráveis, e 1 impedimento, (Maria Thereza de Assis Moura, Sebastião Reis Júnior, Rogerio Schietti Cruz e Nefi Cordeiro) a soltura e estabelecendo medidas cautelares como: entrega do passaporte, proibição de deixar o Brasil e proibição de contato com outros investigados.


alrn-hoz