Posse dos Eleitos 2017

Posse 2017 no Trairi é marcada pela festa das oposições

Como ficou o cenário político na região do Trairi?

Serra Caiada – Reeleição

Tangará – Oposição

Sítio Novo – Sucessor

Santa Cruz – Reeleição

Japi – Oposição

Lajes Pintadas – Oposição

Campo Redondo – Reeleição Histórica

Coronel Ezequiel – Oposição

Jaçanã – Oposição (Terceira Via)

São Bento do Trairi – Oposição

Com vitória de muitas oposições, a região viveu um período de posses de grandes comemorações e festividades. Isso talvez represente o momento esperado para mudanças na classe política local. Como ficou em cada município o cenário eleitoral e de posse das novas gestões?

Apenas três municípios da região Trairi tiveram prefeitos reeleitos. Serra Caiada, Santa Cruz e Campo Redondo tiveram uma posse tranquila e comemorada pelos seus correligionários. Destaque maior para Serra Caiada, com uma queima de fogos de 10 minutos e show da virada em praça pública. Em Campo Redondo, no alto da serra, Alessandru fez história ao ser o primeiro prefeito reeleito da política local.

Nas demais cidades houve alternância de grupos no poder, o que deixou o clima festivo pelas mudanças que ocorreram e ocorrerão. O caso mais simples é de Sítio Novo, quando o prefeito anterior elegeu seu sucessor após uma pífia gestão. No entanto, o agora prefeito Edilson Júnior não tem compromisso com o grupo que saiu do poder, e deverá inaugurar o seu modo de governar em conformidade com o pai, o Major Edilson. A sucessão dentro da situação tem cara de alternância e muda o cenário político da cidade.

Tangará tem o retorno de Jorginho Bezerra ao poder, mas desta vez com uma margem maior de opositores, quando a diferença nas urnas foi bem pequena. No entanto, a animação do grupo e a força dos Bezerras deverá embalar os primeiros meses da administração de Jorge. O slogan “Tangará volta a brilhar” é uma marca que Jorginho comanda os destinos do município. Dessa vez, os Bezerras encontram o poder político do ex-prefeito Gija reduzido, todavia tem o Dr. Airton como uma nova liderança em cena.

Japi e Lajes Pintadas são os exemplos de vitórias após longas derrotas. Jodoval Pontes assume o poder após perder duas vezes para Robinho Medeiros, depois de derrotar Simone Medeiros. A grande festa da posse marca a alternância do poder, depois de muitos anos da família Medeiros no poder, o que não ocorreu totalmente, quando o vice de Jodoval pertence ao grupo dominante das últimas décadas.

Lajes Pintadas tem o retorno dos Furtados ao poder. Isso após 12 anos de constantes derrotas, principalmente pelo protagonismo de Preta Furtado, primeira mulher a comandar o executivo, marcando assim a história do município.

Boba volta ao poder em Coronel Ezequiel, devolvendo a derrota sofrida em 2012 com Taú. É mais um peemedebista a tomar posse na região Trairi.

Jaçanã viveu a história mais incrível do momento político. O professor Oton Mário lançou uma terceira via, pela oposição, e conseguiu derrotar os dois principais grupos políticos que se enfrentavam na história recente de Jaçanã. Pelo PSOL, o professor chamou atenção de mídia pela força do voto livre e toma posse com liberdade para indicar e administrar.

Keka em São Bento do Trairi é o que chamam de renovação. Após 16 anos de comando de Tula, o grupo da oposição se uniu e derrotou a dinastia que parecia não terminar. A grande festa dos ex-oposicionistas é grande e tem clima de muita esperança por uma gestão inovadora. São Bento do Trairi vive um atraso administrativo que precisa ser superado nessa e nos futuros mandatos.

Com cinco oposições no poder, uma sucessão e três reeleições, 2016 foi um marco histórico para o Trairi. Espera-se que o quadriênio de gestões de 2017-2020 seja tão surpreendente como foram as eleições. De preferência surpresas positivas, pois a safra 2013-2016 foi uma das piores das últimas décadas, e somada à crise temos um cenário preocupante.

 


r87

Posse de Keka em São Bento do Trairi foi envolvida de esperança

Muita festa para a posse do prefeito de São Bento do Trairi, Keka Araújo, isso numa euforia revestida de esperança. Talvez seja mais do que oposição conquistando espaço, mas depois de 16 anos, a dinastia Tula foi afastada do poder pelo voto popular.

Quase unânime, as opiniões são de um governo desastroso de Luna Kaly que abriu espaço para a oposição se unir e lançar Keka e Kleber para a Prefeitura de São Bento do Trairi. Muitos falavam em renovação, alternância de poder e um novo tempo para o município.

Na oportunidade, Keka apresentou também sua equipe de trabalho e fez um discurso abordando como será sua postura com as diversas situações no cotidiano administrativo. O discurso mandou um recado direto para a politicagem, alertando que o novo prefeito não pretende adotar “atalhos” nos procedimentos legais.

Ao final da posse, familiares, amigos e correligionários posaram para fotos e comemoraram o mandato com um show de Mariana Regina e Gerliane Souza.


contex

Em Lajes Pintadas, o G5 ficou de 4

A política tem suas reviravoltas, e se tem uma coisa que se desmancha com facilidade é acordo nos bastidores políticos. Esse papo de G5, G4 ou G3 só é bom em estacionamento, quando indica o número do pavimento da garagem de algum shopping ou estabelecimento.

Santa Cruz experimentou o G5, que não durou mais do que 12 meses e terminou de maneira traumática. Enfrentar a força da máquina do executivo nem sempre é uma tarefa fácil.

Lajes Pintadas viveu seu momento de fantasia com um grupo de cinco vereadores que esperavam fazer oposição contra a prefeita eleita, Preta Furtado, mas parece que os acordos nada bem intencionados por alguns terminam de maneira traumática.

Após serem empossados, os vereadores iniciaram a eleição da Mesa Diretora, quando a oposição esperava registrar uma chapa com apoio de cinco vereadores (maioria suficiente para vencer a eleição), uma reviravolta. O vereador Arnaldinho decidiu se lançar presidente e contou com o apoio dos vereadores governistas.

A situação irritou os vereadores oposicionistas Deca de Louro, Ernesto Luiz, Lincoln Gomes e Franklin Palhares, que se retiraram do plenário debaixo de vaias e palavras de ordem do público presente nas galerias da Câmara Municipal.

Com o quórum reduzido, mas ainda de maioria para eleição da Mesa, Arnaldinho foi empossado presidente da Câmara para o 1º Biênio dessa legislatura 2017-2020, com a seguinte composição de chapa:

Presidente: Arnaldinho Neto
Vice-presidente: Djanira Ferreira
1ª Secretária: Márcia Meire
2º Secretário: João Marcos

Coube a Arnaldinho ser um vereador novato assumir os trabalhos da Câmara Municipal e empossar a primeira prefeita da história de Lajes Pintadas.

Em resumo, o Grupo que era de 5 ficou de 4.

Li-te-ral-men-te…


alrn-hoz