UFRN comemora primeiro ano de criação da Felcs

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) comemorou na terça-feira, 30, o primeiro ano da Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (Felcs), localizada no município de Currais Novos. A data foi marcada por uma cerimônia híbrida para celebrar o aniversário, que contou com o lançamento de um livro sobre a as ações da Felcs e a entrega de homenagens a pessoas que contribuíram para o seu fortalecimento.

Na ocasião, o reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo, observou os avanços no decorrer do primeiro ano da unidade acadêmica especializada, a partir do empenho e comprometimento dos seus integrantes. A conquista mais recente aconteceu no próprio dia 30 de novembro, quando o Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) aprovou a inserção do curso de Engenharia de Produção da Felcs no quadro de vagas para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 2022.

“A oferta de um curso de Engenharia de Produção na Felcs vai possibilitar o ingresso de estudantes que sonhavam com essa carreira profissional. Vai também contribuir de maneira decisiva para o desenvolvimento socioeconômico de toda a região. A UFRN tem muito motivo para se orgulhar disso e comemorar hoje”, afirmou Daniel Diniz. Criado em dezembro de 2020 pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN, o curso foi aprovado nesta semana pela Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior (SERES) do Ministério da Educação (MEC), conforme portaria publicada no Diário Oficial da União de 29 de novembro.

O diretor da Felcs, Alexandro Teixeira Gomes, destacou que atualmente a unidade agrega 24 projetos de ensino, 32 projetos de pesquisa, 58 ações de extensão, dois novos grupos de pesquisa e três novos cursos de especialização, assim como um acordo de cooperação interinstitucional e um acordo de cooperação internacional. O professor ainda detalhou outras realizações administrativas e de infraestrutura, que incluem o laboratório de informática, inaugurado no dia do aniversário da Faculdade. “A Felcs é patrimônio currais-novense, é patrimônio seridoense, é patrimônio potiguar. Vida longa à nossa Felcs”, comemorou.

Na mesma solenidade houve o lançamento do livro Do mata-burro ao pórtico: a metáfora de um sonho e a implementação da Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó – FELCS, que detalha as principais realizações da unidade em seus primeiros 12 meses e faz um registro dos documentos e discursos mais importantes. A obra é de autoria de Alexandro Teixeira Gomes, Gabriela Bon, Marcelo da Silva Taveira e Márcio Sales Santiago.

O pró-reitor adjunto de Extensão da UFRN, Edvaldo Vasconcelos, fez a apresentação do livro, onde são detalhadas as ações de ensino, pesquisa e extensão, além dos avanços na infraestrutura e os discursos institucionais e acadêmicos. “Este livro é um ato de coragem, dedicação e pertencimento não só pelo que nele está escrito, mas certamente por tudo que ficou para trás nos intensos dias de trabalho e finais de semana dedicados a pensar a criação desta faculdade”, citou o pró-reitor, que reforçou a importância da obra como testemunho dos caminhos traçados para a criação da unidade acadêmica.

A cerimônia comemorativa foi finalizada com a entrega de homenagens a pessoas que contribuíram para o fortalecimento da Felcs, entre elas integrantes da comunidade universitária e autoridades. A transmissão completa da solenidade está disponível no canal da Felcs.

Sobre a Felcs

A Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (Felcs) é fruto do processo de reestruturação do Campus Currais Novos, que objetiva dar identidade, distinguindo a Faculdade dos demais campi da UFRN, considerando sua história e sua relevância regional; conquistar autonomia administrativa e financeira; ampliar a oferta de cursos de graduação e de pós-graduação; entre outros objetivos. Nesse sentido, o processo de criação da unidade ocorreu envolvendo todos os segmentos da comunidade do Ceres e da sociedade do Seridó.

A unidade dispõe atualmente dos cursos de licenciatura em Letras Português/Inglês e Letras Língua Espanhola, além dos bacharelados em Administração e Turismo, e irá ofertar o curso de Engenharia de Produção a partir de 2022. Na pós-graduação, oferece o Mestrado Profissional em Letras. A Felcs é composta por 40 servidores docentes efetivos, 21 servidores técnico-administrativos, 611 discentes vinculados aos cursos de graduação e 120 discentes vinculados aos cursos de pós-graduação (lato sensu e stricto sensu).

Deixe uma resposta


m4net rodapé