Plenária do PT debate propostas para Santa Cruz. Confira as propostas debatidas.

O PT de Santa Cruz realizou uma plenária com sua coordenação municipal, mas reuniu filiados e abriu para toda a imprensa, para discutir a conjuntura política municipal, estadual e federal, além de propor contribuições para os mandatos do partido na Assembleia do Estado, Câmara e Senado Federal.

Algumas sugestões o Blog acompanhou, bem como a análise dos filiados do partido sobre a conjuntura política atual:

CÁSSIO DO PT

A sugestão foi para emendas no IFRN, FACISA e para a UPA. Cássio falou que o mandato de Fátima Bezerra ofereceu uma emenda ao Governo Fernanda para ajudar nos recursos para a UPA de Santa Cruz, mas não recebeu resposta. Para ele, “foi um conjunto de pessoas que alavancaram os 13 mil votos” que a governadora teve nas últimas eleições, em Santa Cruz.

MEIRISON

O novo gestor da 7ª DIREC falou da importância de uma emenda para o Ensino Fundamental. “Eu observo que as duas unidades de educação infantil estão contemplando muito bem a cidade, uma no Paraíso e outra no Maracujá. O ensino médio será bem contemplado com a reforma do Colégio Estadual, mas noto um vazio no ‘meio de campo’, falta algo no ensino fundamental”, disse Meirison. Ele acredita que exista uma vazio entre as creches e o ensino superior, com ausência de uma escola modelo de ensino fundamental. A sugestão foi uma emenda para uma grande escola de ensino fundamental, em Santa Cruz.

BAL

Marizaldo, conhecido como Bal do PT, falou da importância de uma emenda para a FACISA para implantação do curso de Terapia Ocupacional (TO), que aguarda criação de vagas para professores, tendo em vista que não foi implantado ainda. A avaliação é positiva para a implantação dos cursos de Enfermagem, Nutrição, Fisioterapia e Psicologia.

RAMON

O representante mais jovem do PT, Ramon Ludovico, abordou a questão política sobre o ex-presidente Lula, que preferiu ser preso, mas tinha a opção de conseguir asilo político. O petista destacou que Jean Wyllys é o primeiro exilado depois de muitos anos depois do fim dos “anos de chumbo” da ditadura militar (1964-1985) no Brasil. No panorama municipal, Ramon destacou que Tomba só conseguiu fazer tudo que ele fez porque tinha o Governo Federal.

LUCICLÁUDIO

O presidente do PT, Lucicláudio Bezerra, analisou de maneira maior a campanha em Santa Cruz, para ele, o grupo de oposição está enfrentando “um time organizado, que é acostumado a prática de meios lícitos e ilícitos”, declarou. Para Lucicláudio acha que é preciso debater projetos e parcerias, e a mudança de governo seria necessária. “Vejo uma eleição bem possível, mas precisamos ficar de olho nos eleitores indecisos. Tem o indeciso que vai para compra de voto e outro que vai pela proposta”, disse.

Ele também analisou a situação política do bairro Paraíso. “Era um bairro ligado a Tomba [Paraíso], hoje é ligado a nosso grupo. Não é mais no cabresto”, disse.

Lucicláudio acredita que é preciso pensar na questão econômica do município. “Hoje a juventude espera uma política de geração de emprego e renda, pois não tem perspectiva de emprego. É preciso fazer concurso público, não essas remendas de concurso, os processos seletivos com as mesmas caras, não tem concurso público sério.

No turismo religioso, o presidente da legenda falou que Santa Cruz precisa ter uma identidade como cidade turística, porque fica poucos dividendos aqui. “O romeiro vem em Santa Cruz, mas compra em outra cidade”, disse. Para ele, a cidade ainda “não foi rotulada”, assim como Picuí que é a terra da carne de sol, ou Tangará que é a terra do pastel.

JEAN PAUL PRATES

O final da plenária foi a recepção do novo senador do RN, o petista Jean Paul Prates, que assumiu o mandato após Fátima Bezerra assumir o posto de Governadora. O senador declarou apoio ao candidato Péricles Rocha (confira a matéria), como divulgamos no último sábado (26).

FORÇA POLÍTICA DO PT DE SANTA CRUZ

O PT pretende buscar uma proximidade com os novos mandatos para alavancar mais força da legenda na região Trairi. O partido poderá conseguiu uma cadeira na Câmara Municipal, caso Péricles Rocha vença as eleições, o vice Paulo César assume o posto de vice-prefeito e o primeiro suplente da coligação da oposição (que se tornaria situação), Lucicláudio Bezerra alcançaria o posto de vereador para 1 ano e 10 meses de mandato na Câmara. Seria o sétimo suplente a tomar posse nessa legislatura.