O milagre da Copa América!

Bastou a Copa América entrar no assunto dos debates politiqueiros e agora temos muitos especialistas de redes sociais com total habilitação para comentar sobre futebol.

Tem o grupo que repete aquela frase célebre e polêmica de Ronaldo Fenômeno: “não se faz Copa do Mundo construindo hospitais”. Agora se faz Copa América com ou sem hospitais.

Tem o outro grupo que sempre foi contra o “pão e circo” do futebol, mas agora entendem de esquemas táticos, técnicos, armar um time, colocar na retranca… Futebol é arte, futebol é vida. Antes não era nada!

Mas vamos falar do grupo que nunca ligou para futebol, só liga o rádio para ouvir moda de viola ou talvez um funk bem pesado. Agora eles sabem até os nomes dos narradores de futebol do rádio e da TV.

Se tem um grupo que é o meu preferido são os dos “cegos técnicos”. Sim, eles são fantásticos. Desde 2010, após a Copa da África do Sul, não temos uma seleção de alto nível como aquela de Ronaldo Fenômeno, Ronaldinho, Rivaldo, Adriano, Kaká e tantos outros. Mas depois de 10 anos, só agora, essa turma reconheceu que não temos bons técnicos e bons jogadores. Tudo isso porque os jogadores se posicionaram contra a realização da Copa América.

Na verdade, temos apenas três grupos nesse país: Os que são a favor porque Bolsonaro é a favor; aqueles que são contra porque Bolsonaro é a favor; e os racionais, que não estão aí para nenhum lado político, escutam as recomendações técnicas sobre o assunto e preferem o bom senso.

Eu prefiro sempre o bom senso!