PDT

PDT refaz convite a Datena para ser candidato a vice-presidente na chapa de Ciro

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, convidou novamente o apresentador Datena nesta quinta-feira (10), para ser vice-candidato de Ciro Gomes na disputa à Presidência da República.

Qo Estadão, Lupi disse que reiterou o convite feito meses atrás – não respondido por Datena. Segundo o presidente do PDT, o apresentador do programa Brasil Urgente irá dar uma resposta na próxima semana.

Em setembro do ano passado, o apresentador foi convidado para se filiar ao PDT pelo próprio Lupi. Foi oferecida a Datena a possibilidade de disputar o governo de São Paulo, o Senado pelo mesmo Estado ou ser candidato à vice na chapa de Ciro Gomes, pré-candidato da sigla. No mês seguinte, Datena e Ciro jantaram em São Paulo.

Com informações do Uol


alrn-hoz

Ciro Gomes oficializa pré-candidatura

Foto: Divulgação/PDT

O vice-presidente Nacional do PDT, Ciro Gomes, foi confirmado como pré-candidato à presidência da República em ato público realizado na sede do partido, em Brasília. Ele pregou a “rebeldia da esperança” em alusão ao próprio histórico político-partidário; ao projeto nacional desenvolvimentista, no qual ele propõe uma mudança no programa econômico brasileiro; e também ao fundador do partido, Leonel Brizola, que completaria 100 anos no sábado, 22.

Além de Ciro também já foram oficializados o governador de São Paulo, João Dória (PSDB); a senadora Simone Tebet (MDB); o presidente da UP, Leonardo Perícles; o cientista político Felipe D’ávila (Novo); o deputado federal André Janones (Avante) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania). Lula (PT), Sérgio Moro (Podemos), Jair Bolsonaro (PL) e Rodrigo Pacheco (PSD) ainda não foram oficializados.

O pedetista está em quarto lugar nas pesquisas eleitorais. Está atrás de Sérgio Moro, que está em terceiro; do presidente Bolsonaro, em segundo; e do ex-presidente Lula, que está à frente, com mais de 40% em todas as pesquisas eleitorais divulgadas.


alrn-hoz

[ÁUDIO] Caso Tábata Amaral provoca debate sobre o papel e poder dos partidos

O caso mais comentado na votação da reforma da previdência foi o voto favorável de Tábata Amaral, do PDT, contrariando o fechamento de questão do partido.

O PDT se posicionou contra a reforma em uma convenção com 550 participantes, inclusive a própria deputada estreante. No entanto, ela votou favorável ao texto-base da reforma da previdência.

Confira o comentário do colunista da Folha, Celso Rocha de Barros, sobre o papel e poder dos partidos políticos no Brasil, inclusive um comentário sobre o Caso Tábata:


senhoritta

Carlos Eduardo recebe apoio de lideranças do Potengi

Prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas de 11 municípios da Região Potengi se reuniram neste sábado (2), na cidade de Riachuelo, com o pré-candidato ao Governo do Estado, Carlos Eduardo (PDT), para debater e protestar contra a atual administração. “Vivemos o abandono. Não temos nada. Nem segurança, nem saúde, nem educação”, afirmou Eugênio Pacelli, presidente do PDT de São Paulo do Potengi. “Conte conosco. Você transformou Natal e fará uma grande gestão no Estado”.

A anfitriã, prefeita de Riachuelo Mara Cavalcanti (MDB), reforçou, chegando a afirmar que somente a experiência administrativa de Carlos Eduardo em quatro mandatos como prefeito de Natal pode recuperar o Rio Grande do Norte. “Hoje, o Rio Grande do Norte é órfão de governador e você, Carlos Eduardo, tem capacidade comprovada de administrar e apoiar os municípios”, declarou.

Delegado de Polícia Civil, Jodelci Pinheiro, de Lagoa de Velhos, afirmou que “a competência de Carlos Eduardo é reconhecida em Natal e chegará a todo o Rio Grande do Norte, que não pode conviver com os problemas de hoje, em especial na segurança”.

O pré-candidato Carlos Eduardo lembrou das relações com o Potengi desde quando foi deputado estadual por quatro mandatos, agradeceu o carinho demonstrado pelas pessoas e apontou saídas realistas para os graves problemas do Estado, ressaltando que não se faz milagre em gestão pública, mas se age com seriedade, coragem e verdade.

Citou vários temas. Sobre a saúde, deu exemplo: “Não fossem o Hospital Municipal e as Upas que construímos quando prefeito de Natal, estaríamos mandando nossos doentes a Paraíba, pois o Governo transformou em duas tragédias os maiores hospitais públicos de urgência, o Walfredo Gurgel e o Santa Catarina. Há 24 hospitais regionais que, na prática, não representam um em eficiência no atendimento. Só uma gestão responsável pode mudar esse quadro”.

Na reunião, estiveram presentes lideranças de Riachuelo, Barcelona, Ruy Barbosa, Jardim de Angicos, São Paulo do Potengi, São Pedro, Santa Maria e Lagoa de Velhos.


contex

Saída de Tomba do PSB pode mudar a configuração dos partidos no legislativo municipal

Com primeira mudança partidária de Tomba Farias desde que assumiu um cargo em nível estadual, do PSB para o PSDB, essa nova configuração partidária deverá ter efeitos na Câmara Municipal de Santa Cruz.

Atualmente a bancada governista tem 7 vereadores e a oposição possui 2. Por partido, o PMDB tem 3, o PSB são 2, e PDT, PSD, PSDB e PODEMOS tem um vereador cada legenda.

Eis a configuração atual:

  • Aninha de Cleide – PDT
  • Dr. Thiago – PMDB
  • Gean Paraibano – PMDB
  • João Victor – PSDB
  • Monik Melo – PODEMOS
  • Mário Farias – PMDB
  • Paulo César Beju – PSD
  • Raimundo Fernandes – PSB
  • Tarcísio Reinaldo – PSB

Com a mudança partidária de Tomba, o PSB deverá perder os seus dois vereadores, a menos que o ex-partido do deputado faça uma composição política estadual ou municipal.

Como não é ano de eleição municipal, ninguém vai se preocupar com esses detalhes agora. Em 2019 e 2020, as legendas voltarão a ser assunto entre os vereadores.

 


contex

Quais os caminhos prováveis para Tomba Farias?

Com a saída de Tomba Farias do PSB, o partido deverá se aproximar mais ainda da esquerda, quando presidente da legenda, Rafael Motta, tem procurado se distanciar dos partidos da direita e do centro, exemplo como as votações das reformas do presidente Michel Temer (MDB) e a análise da denúncia contra o peemedebista.

Essa aproximação do PSB nacional dificultou o caminho do partido no plano estadual. Talvez esta foi a principal motivação para a saída de Tomba, quando o cenário político ficou conturbado e de difícil articulação.

Quais seriam então os possíveis caminhos para Tomba, nas eleições de 2018?

MDB?
A esposa Fernanda Costa é um dos principais nomes do partido, que tem o Presidente da República, no entanto, com o principal líder, Henrique Alves, preso isso deve dificultar a articulação da legenda, que já contabiliza algumas baixas.

DEM?
Com José Agripino em destaque no cenário nacional, nas articulações com a Câmara Federal e o Governo Temer, o Democratas é uma opção possível para Tomba Farias, ainda mais na aliança história que o deputado tem com o senador. O partido tem ampla margem de coligação para 2018, tendo em vista que a esquerda tem poucos aliados para fazer uma grande coligação.

PSDB?
O partido ficou inchado com a entrada de muitos nomes. Larissa Rosado é uma das figuras que saiu do PSB e foi para o PSDB, mostrando a insatisfação não só de Tomba, mas de muitas outras lideranças políticas com o rumo do Partido Socialista Brasileiro. Com a boa relação de Tomba na ALRN, não seria estranho que ele entrasse no partido, mas o quadro para coligações parece muito difícil.

PDT?
O partido de Carlos Eduardo seria uma boa opção, sem tantos “nomes de peso” como no PSB, e com possibilidade ampla de coligações. Caso o cenário político siga favorável para uma pré-candidatura do prefeito de Natal, Tomba estaria no barco privilegiado.

Haveria outra opção partidária?

Façam suas apostas…


contex

Ubaldo Fernandes é o novo vice-líder de Carlos Eduardo na Câmara

O vereador Ubaldo Fernandes (PMDB) aceitou o convite do prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), nesta segunda-feira (31), para ser o vice-líder da bancada governista na Câmara Municipal de Natal.

“Estou à disposição de todos para que possamos trabalhar em prol do fortalecimento da bancada e da cidade”, declarou o parlamentar.

A líder da bancada será a vereadora Nina Souza (PEN). O segundo vice-líder será o vereador Robson Carvalho (PMB).


m4net