Tomba Farias pede que Fátima Bezerra saia do gabinete para “tapar” os 350 buracos da estrada de Tibau do Sul/Pipa

“A governadora Fátima Bezerra não deve sair do seu gabinete para ver como se encontram as condições das estradas do Rio Grande do Norte”. A declaração é do deputado estadual Tomba Farias (PSDB), que cobrou a gestora estadual a imediata recuperação da estrada que liga os municípios de Goianinha a Tibau do Sul, onde fica a famosa praia de Pipa, internacionalmente conhecida. De posse de um relatório que a prefeitura de Tibau do Sul encaminhou para o DER, o parlamentar municipalista denuncia que há mais de 350 buracos no percurso que envolve o Distrito de Cabeceiras à Praia da Pipa e a da Praia da Pipa ao Centro de Tibau do Sul. O deputado disse que está na hora de Fátima Bezerra sair do gabinete e “tapar” os buracos desses importantes destinos turísticos.

“Desta maneira, diante deste cenário, poderá ocorrer o agravamento da situação, além de estimular ou gerar acidentes de trânsito graves para os turistas ou nativos”, disse, lamentando que o DER ainda não tenha se pronunciado sobre o assunto ou anunciado as medidas que pretende tomar.

Tomba Farias destacou ainda que há cerca de 15 dias estará sendo realizado na Praia de Pipa o tradicional Fest Bossa & Jazz, evento que trazer turistas e simpatizantes do gênero musical para o nosso estado e a Praia de Pipa. “Essa é uma preocupação não só da população, como também do “trade” turístico”, ressalta.

O deputado municipalista destacou ainda que a precariedade das estradas estaduais não se resume a Tibau do Sul, Pipa ou outros destinos turísticos. “Estive na Caprifeira, em Afonso Bezerra, e o cenário das estradas é o mesmo. A mesma situação acontece de Serrinha para Serra Caiada ou de Pedro Avelino para Afonso Bezerra. Em qualquer região do estado o que se vê são verdadeiras crateras. Um trajeto que a gente podia fazer em duas horas, se faz em três por conta das condições das estradas”, lembra.

FONTE: Assessoria de imprensa do deputado estadual Tomba Farias

Deixe uma resposta


paroquia