Legislativo de Santa Cruz volta a ter representação feminina na nova legislatura

Santa Cruz demorou para ter a primeira mulher à frente do executivo, mas em 2012 quebrou essa marca, já inaugurada em Sítio Novo e Tangará, por exemplo, há décadas. No legislativo, Terezinha Gonçalo foi uma das principais representantes por vários mandatos, fazendo história como a recordista de vitórias.

Em 2016, apenas Aninha de Cleide conseguiu manter a presença feminina na casa, que após a cassação de seis vereadores voltou ao perfil 100% masculino. Agora, 2020, das 13 vagas, três são mulheres, o que não retorna a marca de 30% de 2008, quando o legislativo teve Terezinha Gonçalo, Odete Dantas e Josy Palhares.

Talita Mariele, Nayara Fonseca e Zuleide Guilherme somam 23% de representação feminina na Câmara Municipal para a legislatura 2021-2024.

Gênero
Feminino Masculino
3 10
23% 77%