Alemanha anuncia maior programa de rearmamento desde a 2ª guerra

Foto: Reuters/Fabrizio Bensch

O chanceler alemão, Olaf Scholz, anunciou neste domingo, 27, uma ampliação radical no gasto em Defesa de seu país, potencialmente marcando uma nas mais significativas mudanças em décadas na abordagem alemã no pós-2.ª Guerra em relação à segurança internacional – o que poderá aprumar a política de defesa europeia.

A Alemanha, maior economia da Europa e nação mais populosa da União Europeia (UE), frustrava havia muito tempo os Estados Unidos e seus aliados no continente com sua hesitação em investir mais em suas forças militares. Sua posição obstruiu numerosas tentativas de formulação de uma estratégia de segurança mais ambiciosa na Europa, incluindo repetidos esforços do presidente francês, Emmanuel Macron, de constituir um Exército europeu.

Falando ao Parlamento alemão, Scholz qualificou neste domingo o ataque da Rússia à Ucrânia como “um ponto de inflexão na história do continente” e anunciou uma série de novas medidas. Os militares alemães receberão um financiamento extraordinário de mais de US$ 110 bilhões, afirmou ele – o que corresponde a cerca de duas vezes o orçamento de Defesa alemão no ano passado. “Equipamentos melhores e mais modernos, mais pessoal, isso custa muito dinheiro”, disse Scholz aos parlamentares na sessão especial.

Por Estadão

Deixe uma resposta


m4net rodapé