Pular para o conteúdo

EBSERH

Hospitais da UFRN recebem R$ 5,2 milhões para comprar equipamentos

Os três hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), em Santa Cruz, Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), ambos em Natal – vinculados à Rede Ebserh, receberam R$ 5.203.103,34 para a compra de equipamentos médico-hospitalares, visando melhorar as condições assistenciais.

Do montante encaminhado para o Estado, aproximadamente R$ 3,821 milhões foram destinados ao HUOL, R$ 995 mil ao HUAB e R$386 mil a MEJC.

Os recursos foram disponibilizados pelo Ministério da Saúde (MS) por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Ebserh.

A estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 40 hospitais universitários federais, fez uso de uma das suas principais vantagens como rede e iniciou um processo de compra centralizada de diversos tipos de equipamentos destinados a 29 dessas unidades hospitalares, gerando economia de cerca de R$ 15 milhões aos cofres públicos. Ao todo, foram liberados R$ 78,8 milhões.

A MEJC, por exemplo, irá utilizar o recurso na aquisição de novos monitores multiparamétricos e ventiladores pulmonares, equipamentos de impacto direto no suporte à vida dos pacientes.

Para o gerente administrativo da Maternidade, Dilson de Anchieta Rodrigues, a aquisição permitirá modernizar o parque tecnológico da instituição. “São equipamentos que chegam com novas tecnologias, novos acessórios, possibilitando mais segurança aos pacientes”, afirma.

A portaria do MS com os valores e a lista de hospitais beneficiados foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).Segundo o presidente da Ebserh, Kleber Morais, “a ação, além de possibilitar economia nas compras, demostra como uma boa gestão que beneficia os hospitais e os pacientes que precisam dos atendimentos”.

Hospital Ana Bezerra vai receber R$ 620 mil pelo REHUF

Os hospitais universitários federais já podem contar com um reforço financeiro de mais R$ 68 milhões. Os recursos são oriundos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

A liberação da verba ocorreu por meio de duas portarias do Ministério da Saúde (MS) publicadas nesta terça-feira, 24, no Diário Oficial da União, sendo R$ 50,8 milhões para o custeio de materiais de uso diário das unidades e R$ 17,8 milhões para investimentos em reformas, obras e aquisição de equipamentos. Os recursos financeiros serão liberados mediante a comprovação da liquidação dos empenhos. Em 2018, o Rehuf já liberou de cerca de R$ 199,5 milhões, somados os recursos do MS e do MEC.

Segundo o presidente da estatal, Kleber Morais, a liberação dos recursos impulsiona a melhoria dos serviços prestados de forma gratuita, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Os recursos do Rehuf destinados aos hospitais universitários reforçam nosso compromisso com o ensino, a pesquisa, a inovação, sem esquecer do atendimento de excelência à saúde das pessoas que utilizam nossos serviços”, avalia Morais.

Esse também é o sentimento de Paulo Mendes, gerente administrativo do Hospital Universitário de Brasília, um dos hospitais contemplados pelo Rehuf. “Esses recursos vêm reforçar o orçamento do hospital a fim de melhor estruturar o abastecimento médico-laboratorial, de maneira a mantermos a excelência dos serviços prestados junto à comunidade, docentes, discentes ou usuários”, reforçou Mendes.

O Programa

Os recursos do Rehuf, programa administrado pela Ebserh, são destinados à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados ao SUS. O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade à população, proporcionar a formação qualificada de profissionais da área de saúde e incentivar o ensino e a pesquisa.

A iniciativa também prevê o financiamento compartilhado dos hospitais por meio dos ministérios da Educação e da Saúde e contempla iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico das unidades hospitalares.

Com informações da assessoria

Hospitais Universitários assinam termo para uso de Sistema Integrado da UFRN

O uso do Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), terá continuidade nos hospitais da instituição, conforme o Termo de Execução Descentralizada (TED), assinado nesta segunda-feira, 23, na Sala dos Colegiados da UFRN, para oficializar a transferência tecnológica. O documento contempla os hospitais universitários Onofre Lopes (HUOL), Ana Bezerra (HUAB) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), integrados à rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

“Estamos muito felizes com este momento, pois o Sipac é de extrema importância para o desenvolvimento das nossas atividades”, afirmou a gerente administrativa do HUOL, Francisca Zilmar de Oliveira Fernandes. A assinatura do termo foi acompanhada por representantes da administração central da UFRN e dos hospitais universitários, além do presidente da EBSERH, Kleber de Melo Morais.

Na ocasião, o plano de expansão do HUAB foi apresentado pela superintendente do hospital, Cláudia Rubim, que expôs o histórico, as justificativas, necessidades, avanços e expectativas de ampliação, considerada essencial para acompanhar o desenvolvimento do hospital, o atendimento da comunidade acadêmica, a maior abrangência e cobertura assistencial dos usuários. O documento foi desenvolvido por uma comissão instituída desde 2016, com representantes do HUAB, do município de Santa Cruz e das comunidades usuária e universitária.

De acordo com Cláudia Rubim, a proposição é sustentada nos pilares de alta complexidade maternoinfantil, clínica cirúrgica e clínica médica, para os quais há demanda de novos espaços físicos, criação e aumento do número de leitos. A superintendente destacou que o plano de crescimento é racional, razoável e factível, atributos elogiados por Kleber Morais, que se prontificou a contribuir para a concretização da proposta.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, solicitou a realização do dimensionamento das necessidades e ações para expansão, cujo prognóstico deverá ser apresentado à presidência da EBSERH.

Prefeito assina cessão de área na Zona Norte para UFRN construir Hospital da Mulher

O prefeito Carlos Eduardo assinou, na tarde desta sexta-feira, 09, a lei nº 6.777, na qual cede um terreno situado no Conjunto Santa Catarina, zona Norte da cidade, para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte construir o primeiro hospital público voltado para a saúde materno infantil de Natal. O terreno cedido pela Prefeitura do Natal à UFRN mede 16.400m2 e está avaliado em R$ 15,357 milhões.

O prefeito Carlos Eduardo destacou a importância da construção deste hospital na zona Norte da cidade, maior área administrativa de Natal. “Será a maior obra de saúde pública nos últimos 20 anos em Natal”, afirmou Carlos Eduardo. O prefeito no ato da assinatura também agradeceu à Câmara Municipal que deu celeridade à votação e aprovação do projeto no último dia 8.

O Hospital Universitário da Mulher terá 200 leitos com atendimento a todas as patologias da saúde da mulher e infantil, além de ampliar a cobertura de atendimento em maternidade na zona Norte de Natal que já conta com a Maternidade Municipal Dr. Leide Morais. Os recursos necessários para a construção da unidade são estimados em R$ 160 milhões, sendo que R$ 40 milhões já estão assegurados. O prazo exigido para o início da construção é de 18 meses a partir da cessão do terreno e previsão de conclusão é de dois anos e meio.

No ato da assinatura, no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão, estiveram ao lado do prefeito Carlos Eduardo, o vice-prefeito, Álvaro Dias; o secretário Municipal de Governo, Homero Grec; a secretária Municipal de Saúde, Saudade Azevedo, entre outros secretários da adminsitração; a reitora da UFRN, Ângela Paiva; o vice-reitor, Daniel Dias; o superintendente da Maternidade Escola Januário Cicco, Murilo Brito, entre outros representantes da rede de hospitais da Universidade Federal; vereadores Nina Souza, Kléber Fernandes, Sueldo Medeiros e Preto Aquino, entre outras autoridades.

UFRN e Câmara discutem cessão de terreno para hospital na Zona Norte

A cessão de um terreno municipal para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) viabilizar mais uma unidade hospitalar universitária em Natal foi o tema da reunião entre a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, e o presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa, encontro ocorrido na manhã desta segunda-feira, 26, na sede do legislativo da capital do Estado.

A ideia é construir um Hospital da Mulher na Zona Norte, com oferecimento de serviços hospitalares de alta complexidade, similares ao que a Maternidade Escola Januário Cicco propicia atualmente, com uma estrutura para comportar 200 leitos. A proposta recebeu apoio da bancada federal através de uma emenda no valor de 40 milhões de reais e vem sendo debatida desde o final de 2016, quando da apresentação do projeto e dos objetivos ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, e aos secretários das pastas envolvidas. O Poder Executivo comprometeu-se, inclusive, em enviar o Projeto de Lei discriminando a cessão até o fim desta semana.

“A intenção nossa é, através da instalação da unidade, facilitar o acolhimento às pessoas da Zona Norte e dos municípios limítrofes, bem como complementar a rede de atendimento existente, pois a complexidade dos serviços oferecidos será maior. Mais uma vez a UFRN busca transformar conhecimento em um bem social”, explicou Ângela Paiva. Já o presidente da Ebserh detalhou que tanto o Hospital Santa Catarina como a Maternidade Leide Morais, ambos localizados na Zona Norte, abrangem a baixa complexidade em termos de atendimento a mulher. Ele exemplificou que operações ginecológicas e reprodução assistida são de exclusividade da Januário Cicco atualmente.

O local identificado pelas equipes da UFRN e da Ebserh foi um terreno vizinho ao Hospital Santa Catarina. “É um espaço com 1,6 hectares de tamanho e que possui fácil acesso, água e energia, não tendo impedimento algum de ordem legal. Assim, contempla os dois pontos essenciais que buscamos: o espaço está de acordo com o projeto e a centralidade não dificulta que a população se beneficie”, colocou o vice-reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo. Além deles, o superintendente da Escola Maternidade Januário Cicco, Murilo Britto, participou da reunião com Raniere Barbosa. Ao final, o presidente do legislativo municipal e os vereadores Sueldo Medeiros, Robson Carvalho e Dinarte Torres, também presentes, foram unânimes ao realçar a importância social da iniciativa e firmaram compromisso em agilizar a tramitação do projeto de lei. Raniere Barbosa acrescentou que reunirá todos os vereadores NBA próxima quinta-feira, 1º, para detalhar a ação.

PT de Santa Cruz emite nota de agradecimento pela ampliação das unidades federais

O Blog recebeu uma nota do PT de Santa Cruz sobre a inauguração de vários unidades federais ontem (17), com a participação da Reitora da UFRN, Ângela Paiva, do diretor-presidente da EBSERH, Dr. Kleber, do deputado Tomba Farias e outras autoridades.

O Partido dos Trabalhadores de Santa Cruz, na sua visão, acredita que os verdadeiros protagonistas desse processo não foram lembrados e homenageados devidamente, por isso emitiu a seguinte nota:

Nota de agradecimento

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Santa Cruz/RN vem a público agradecer a Senadora Fátima Bezerra por ter lutado para trazer a UTI Neonatal do Hospital Ana Bezerra inaugurada hoje (17/11).

É notável a trajetória de batalhas que a Senadora Fátima vem travando em favor da educação, da saúde e do desenvolvimento da cidade de Santa Cruz; conseguindo recursos com os governos de Lula e Dilma. Podemos citar como benesses conseguidas pelos mandatos populares ocupados por Fátima Bezerra para a cidade de Santa Cruz: o IFRN, a FACISA, as melhorias no Hospital Ana Bezerra, a quadra poliesportiva do Paraíso, dentre outras.

Infelizmente a população de Santa Cruz ficou anos sem poder usufruir da ampliação do Hospital Ana Bezerra, pois a gestão municipal por vezes dificultou processos, como quando levou quatro anos para efetivar a doação da Escola Miguel Lula, procedimento que já havia iniciado na gestão anterior, chegando ao ponto do processo ser arquivado, sendo necessário que a câmara de vereadores na gestão seguinte, reabrisse o processo de doação, fica também o nosso agradecimento.

Outrossim, também agradecemos ao médico e militante do SUS Petrônio Spinelli, que salvou o Hospital Ana Bezerra de fechar transformando-o em hospital referência em parto humanizado, reconhecido nacionalmente.

Por fim, mas não menos importante, é necessário reconhecer o trabalho realizado por Hugo Tavares e pelo Movimento Santa Cruz. Hugo foi quem encampou a luta pela expansão do Ana Bezerra, luta que desembocou na UTI recém-inaugurada.

Percebemos que, por uma aproximação das eleições alguns políticos querem tomar para si os louros de bem-feitorias a população santacruzesse, porém a população sabe quem realmente está ao lado do povo e a história vai tratar de reconhecer.

[FOTOS] Inauguração da UTI Neonatal do Hospital Universitário Ana Bezerra

Nesta sexta-feira (17), o Hospital Universitário Ana Bezerra alcançou uma das metas programas há tempos: A UTI Neonatal. Uma luta de longo tempo foi obtida com a conclusão da escala dos profissionais deste setor, que aguardou uma intensa negociação do Hospital/EBSERH com os médicos.

A gestão do Hospital relatou dificuldades para trazer médicos especialistas para o interior do Estado, para fixarem seus horários na escala. Mas com a solução encontrada, o relato do presidente da EBSERH, Professor Doutor Kleber Morais, da magnífica Reitora da UFRN, Professora Ângela Paiva, e outras autoridades, foi de uma UTI com tecnologia de ponta para atender a mais de 66 municípios. Esse dado corresponde 40% dos municípios potiguares, além de se tornar uma referência regional em uma das áreas do Nordeste para cursos de medicina, e especialidades para neonatal.

Confira as fotos da inauguração:

 

Ivanildinho Ferreira assume a prefeitura de Santa Cruz

Com a prefeita Fernanda Costa em viagem, o vice-prefeito Ivanildinho Ferreira assumiu interinamente a Prefeitura de Santa Cruz.

A transferência ocorreu oficialmente apenas burocraticamente, sem cerimônia ou algum agenda especial.

Na primeira ação como prefeito interino, Ivanildinho Ferreira representou a Prefeitura de Santa Cruz na mesa do cerimonial de inauguração da UTI Neonatal e outras unidades da UFRN, HUAB/EBSERH.

Provavelmente, administrativamente não haverão mudanças. Politicamente, pode ser um test drive… Será?

Ângela Paiva destaca a força do Movimento Santa Cruz

A magnífica reitora da UFRN, a professora Ângela Paiva, destacou a força da mobilização do Movimento Santa Cruz, grupo de articulação fundado pelo saudoso Hugo Tavares, em 2014.

“Eu desconheço, pelo Estado, ouça existência de um movimento ou mobilização popular que tenha essa força para lutar por seu município, como teve e tem em Santa Cruz”, disse a reitora.

Estavam presentes no auditório uma grande parcela de pessoas que integram o movimento, como membros da FACISA, HUAB, IFRN, Associações, Sindicatos e imprensa.

Hospitais Universitários do RN realizam a Semana do Servidor

Com a proximidade do Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 de outubro, os três hospitais universitários do Rio Grande do Norte, o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), a Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), em Natal, e o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), em Santa Cruz, todos filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) prepararam uma programação especial em comemoração à data.

A programação que começou na terça-feira, dia 24, tem como tema Saúde e bem-estar em primeiro lugar e segue até o dia 28, sábado, com o objetivo de promover a integração dos colaboradores dos hospitais, com foco na saúde e no bem-estar de cada profissional.

Além de atividades de confraternização e interação, os servidores participaram de palestra sobre Assédio Moral, um dos temas que mais tem despertado a atenção no campo do trabalho. A palestra aconteceu na tarde desta quarta-feira, dia 25, com a psicóloga da UFRN Alda Karoline, no Anfiteatro Professor Leide Morais, na MEJC. Na ocasião foi lançada a cartilha sobre Assédio Moral produzida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

No sábado, 28, os servidores participam de atividades físicas e recreativas no Parque das Dunas. A programação completa pode ser acessada aqui.

Programa destina R$ 220 milhões para hospitais universitários federais

Nesta segunda-feira (23), várias portarias foram publicadas no Diário Oficial da União destinando R$ 220,8 milhões para 48 hospitais universitários federais espalhado nas cinco regiões do país. A descentralização de recursos faz parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que é administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

A verba, destinada por meio de duas portarias do Ministério da Saúde (MS), prevê o custeio de materiais de uso diário das unidades e investimentos nos serviços ambulatoriais e hospitalares prestados e será liberada mediante a comprovação da liquidação dos empenhos. Ao longo de 2017, recursos oriundos de planos de trabalho estabelecidos pelos hospitais foram repassados pela Ebserh e pelo Ministério da Educação (MEC), além de outra descentralização no primeiro semestre realizada pelo MS. No total, os recursos do Rehuf neste ano somam R$ 595 milhões, havendo ainda previsão de novas descentralizações até o final do exercício.

O programa também prevê o financiamento compartilhado das filiais entre as áreas da educação e saúde e contempla iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico dos hospitais.

PUBLICAÇÃO 1 NO DOU

 

PUBLICAÇÃO 2 NO DOU

 

PUBLICAÇÃO 3 NO DOU

Comperve inscreve candidatos para 128 vagas em residência médica

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) e da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), inscreve, a partir desta segunda-feira, 2, até o dia 23 de outubro, o processo seletivo para residência médica.

São oferecidas 128 vagas e a seleção será realizada em duas fases: prova objetiva e análise curricular do candidato. As inscrições devem ser feitas por meio do site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da UFRN. A taxa de inscrição é R$ 180. Outras informações no edital de seleção ou pelo telefone (84) 3342-2280.

Inauguração de UTI Neonatal no Ana Bezerra será em novembro

Hospital Universitário Ana Bezerra (Santa Cruz)

Aconteceu no último sábado, 30, a reunião entre gestores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o presidente da Empresa Brasileira de Serviço Hospitalar (Ebserh), que definiu os últimos detalhes para a inauguração da UTI Neonatal do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) em Santa Cruz, que deve ocorrer no mês de novembro. Outro ponto do encontro foi o plano para a reforma e ampliação do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), HUAB e da Maternidade Escola Januário Cicco.

Na ocasião, o presidente da Ebserh, Kleber Morais, anunciou a mudança no modelo do mutirão realizado pela Instituição. A ação passará a se chamar EBSERH Solidária e terá o seu foco, direcionado para cidades e comunidades, que tenham acesso limitado aos serviços de saúde, com a atuação simultânea das equipes dos três hospitais durante o mutirão. A primeira cidade que vai receber o projeto é Santa Maria, no interior do Rio Grande do Norte, distante a 60 quilômetros de Natal.

No encontro, estiveram presentes a reitora da UFRN, ngela Maria Paiva Cruz, e o vice-reitor, José Daniel Diniz. A reunião contou ainda com a presença do diretor do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), Stenio Gomes da Silveira, e da superintendente do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), Maria Claudia Medeiros Dantas de Rubim Costa.

Quase 3 mil aprovados em concursos da Ebserh são convocados somente em 2017

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), convocou, apenas em 2017, 2.851 candidatos aprovados nos concursos públicos realizados nos hospitais universitários federais filiados. Para o presidente da estatal, Kleber Morais, a continuidade das convocações reforça o compromisso do Ministério da Educação com o ensino, a pesquisa e a extensão.

“A melhoria dos nossos hospitais passa por investimentos na infraestrutura e no parque tecnológico, mas principalmente pela força de trabalho qualificada. Em um ano de recuperação econômica, com redução de gastos e despesas, esse número expressivo de candidatos convocados reforça o papel dos hospitais universitários, que atuam no ensino, na pesquisa e na extensão, mas que também buscam oferecer atendimento de saúde de qualidade para as pessoas mais carentes”, argumentou Morais.

Somente nesta terça-feira, 18, houve a convocação de aproximadamente 250 candidatos para quatro unidades: o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, o Complexo Hospitalar de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, o Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará, em Belém, e o Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas, no Rio Grande do Sul.

As contratações permitem a regularização de parte da força de trabalho com vínculos considerados irregulares pelos órgãos de controle, possibilitam a reativação de leitos sem uso por falta de recursos humanos, além da ampliação e melhoria dos serviços de saúde prestados à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Os profissionais são contratados pela Ebserh sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

 

Hospital Ana Bezerra lidera em número de atendimentos no 2º mutirão nacional da EBSERH

O mês de maio de 2017 foi encerrado com a realização em todo o Brasil, o 2º Mutirão Nacional da Rede EBSERH. O Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), teve participação destacada mais uma vez, obtendo o primeiro lugar geral no Brasil em número de atendimentos.

A superintendente do HUAB, Maria Cláudia Dantas Rubim, exaltou o empenho e o engajamento de todo o corpo funcional, bem como a presença de professores, alunos e residentes em atividade no mutirão. Com a comunidade universitária bastante motivada tudo fluiu com organização e celeridade.

No HUAB foram registrados ao todo 1631 atendimentos: 13 cirurgias ginecológicas, 179 consultas nas áreas de mastologia, odontologia e fisioterapia neuro-funcional. Também foram realizados 1439 exames de vários tipos, incluindo mamografias, e ultrassonografias, procedimentos estes com grande demanda reprimida. Inúmeras ações educativas trataram de temas como câncer de diversos tipos, diabetes, hipertensão, orientação para o cuidado da mulher e do recém-nascido entre outros.

O evento, de caráter nacional, contou com a brilhante participação dos 39 hospitais universitários (Públicos Federais) que compõem a rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – Ebserh. Juntos puderam oferecer mais de 12.000 procedimentos médicos, o que superou em mais de 50% a estimativa inicial. Isto equivale a mais do que o dobro de atendimentos realizados na primeira edição.

TRT/RN autoriza permuta entre enfermeiras de hospitais universitários

A 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT-RN) acatou um recurso de duas empregadas da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), vincula ao Ministério da Educação, que administra os hospitais universitários do país. Uma das enfermeiras morava em João Pessoa (PB) e trabalha Natal (RN), enquanto a outra trabalhava em João Pessoa e tinha família em Natal. Os dois pedidos de permuta, feito por elas, foram negados administrativamente pela empresa.

Rozimeire, que trabalhava no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa foi admitida em novembro de 2015 e pretendia permutar com Rozilene, que foi contratada em agosto do mesmo ano e trabalhava no Hospital Universitário Onofre Lopes, em Natal. A justificativa para a solicitação de permuta de Rozimeire foi a necessidade de ela cuidar dos pais, idosos e com problemas de saúde, que residem em Natal.

Por sua vez, Rozilene desejava voltar para João Pessoa, porque já morava na capital paraibana há mais de dez anos e tinha que se deslocar a Natal para trabalhar.

A decisão reformou julgamento da 11ª Vara do Trabalho de Natal, que negou a pretensão das servidoras amparada na Norma Operacional nº 06/2015 da EBSERH, que veda a transferência ou permuta antes do empregado completar um ano de serviço. Esse era o caso de Rozilene. Devido ao lapso de tempo entre a ação na Vara e o recurso ordinário no TRT-RN, a 1ª Turma observou que as autoras cumpriram o requisito temporal de um ano de serviço cada.

O relator do recurso, desembargador José Barbosa Filho, acatou o pedido de permuta e foi acompanhado, por unanimidade, pelos membros da turma. A decisão dá um prazo de 30 dias, após a publicação do acórdão, para que a permuta seja efetivamente autorizada pela EBSERH, sob pena de multa diária de R$ 500,00, limitada a R$ 15 mil.

Universidade inaugura UTI pediátrica de alta complexidade no HUOL

O Hospital Universitário Onofre Lopes inaugurou nesta segunda-feira, 6, a nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica. A unidade contará com cinco leitos para doenças de alta complexidade, ocupando um espaço de 152 metros quadrados, fruto de investimentos próprios de 440 mil reais. O objetivo é minimizar o déficit desse tipo de serviço na região.

Para a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, responsável por conduzir a cerimônia de inauguração, “a expansão do serviço faz com que a população que não tem plano de saúde, a mais necessitada, seja beneficiada”. Ela acrescentou que em março será a vez do Hospital Ana Bezerra, em Santa Cruz, receber novos leitos pediátricos.

A iniciativa integra a política de reestruturação e melhoria das três unidades hospitalares universitárias no RN, sendo viabilizada através da contratação de 39 profissionais intensivistas convocados via concurso público. Na inauguração, o presidente da Ebserh, Kleber Morais, assumiu o compromisso de dobrar a quantidade dos leitos da UTI Pediátrica do Onofre Lopes”.

HUOL
O Hospital Universitário Onofre Lopes, administrado pela Ebserh, é referência em ensino, pesquisa e assistência, tendo realizado, no último ano, 681.342 procedimentos, incluindo 224.199 consultas nas diversas especialidades médicas.

Em 65 anos do Ana Bezerra, Reitora enaltece melhorias no Hospital com gestão Ebserh

O Hospital Universitário Ana Bezerra (Huab) comemorou, nesta sexta-feira (3), seu 65º aniversário. Presente no evento, a reitora da UFRN, Ângela Paiva, reforçou a importância do Huab para a cidade de Santa Cruz (RN) e enalteceu a parceria com a Ebserh, citando ganhos de estrutura, recursos humanos, assistência, ensino e pesquisa.

“Hoje, temos um restaurante que serve aos estudantes e usuários do hospital, um setor PPP (Pré-parto, Parto e Pós-parto) e uma unidade neonatal que funciona em semi-intensiva, para citar alguns. A área infantil neonatal tem hoje outro perfil em Natal e isso só foi possível graças à vinculação à Ebserh”, destacou Ângela Paiva. A parceria para gestão do HUAB com a Ebserh começou em agosto de 2013.

Foto Assessoria de Imprensa

O presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, deu destaque para outro ganho da rede de hospitais universitários federais: a troca de experiências. A cerimônia contou com a presença da superintendente do Huab, Cláudia Rubim Costa, e diversos gestores de hospitais universitários.

“Esse é um momento singular, em que pudemos reunir cinco superintendes vinculados à rede da Ebserh. Com isso, não apenas comemoramos juntos esse importante momento do HU, mas também promovemos a troca de experiência entre esses gestores”, analisou o presidente.

Quem também prestigiou o evento foi a primeira criança a nascer no hospital, hoje com 65 anos, e também chamada Ana Bezerra. A programação contou com alvorada festiva com músicas executadas pela banda Mestre João Roberto Paz e União, execução do hino nacional, missa campal e uma avaliação dos serviços oferecidos pela unidade à população, principalmente na história recente.

Abastecimento e convocações

Kleber Morais ainda ressaltou a ampliação do orçamento da Ebserh pelo Ministério da Educação, de R$ 2,9 bilhões (2016) para 3,6 bilhões (2017). A medida vai permitir o abastecimento das unidades filiadas e a convocação dos aprovados dentro do número das vagas nos concursos, até 2018. “Nossos hospitais estão todos abastecidos, alguns até abril/maio e outros até junho e julho, com verbas que já foram repassadas. Além disso, o orçamento vai permitir a contratação dos aprovados dos concursos mais antigos e os mais recentes, realizados este ano”, destacou.

Foto Assessoria de Imprensa

Melhorias

Durante as comemorações, ocorreu a doação do imóvel do Colégio Miguel Lula para a UFRN pela prefeita de Santa Cruz (RN), Fernanda Costa Bezerra, à reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz. A entrega do terreno é um ato importante para a expansão da universidade e do HU.

As comemorações contaram com a presença dos seguintes superintendes da Rede Ebserh: Sônia Barreto (Maternidade Escola Januário Cicco – Natal/RN, Stênio Gomes (Hospital Universitário Onofre Lopez – Natal/RN), Frederico Jorge Ribeiro (Hospital de Clínicas da UFPE – Recife/PE), Arnaldo Medeiros (Hospital Universitário Lauro Wanderley da UFPB) e Homero Rodrigues (Hospital Universitário Alcides Carneiro – Campina Grande/PB).

EBSERH convocou mais de 3,8 mil profissionais concursados

Os seis últimos meses de 2016 foram essenciais para a rede de hospitais universitários federais filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC). Isso porque o período foi marcado por um alto índice de convocações de profissionais aprovados em concurso público, ajudando as unidades a aperfeiçoarem seus serviços públicos. Ao todo, 3.842 pessoas foram chamadas. Os números foram apresentados nesta terça-feira, 17, pelo presidente da entidade, Kleber Morais, ao ministro da Educação , Mendonça Filho, durante reunião na sede do Ministério.

“Este ano, vamos avançar ainda mais em cada uma das áreas de atuação da Ebserh, a fim de garantir a melhoria constante das unidades de saúde vinculadas à entidade”, disse o ministro. As iniciativas da Ebserh incluem a elaboração do Plano Diretor Estratégico com planejamento e definição de metas das unidades vinculadas; abertura de novos serviços e retomadas de setores que estavam fechados, a ampliação do número de consultas e cirurgias, informatização dos processos administrativos e de atendimento aos usuários do SUS; suporte técnico para elaboração de projetos para obras e aquisição de equipamentos e compras centralizadas de insumos estratégicos, entre outras.

“Em seis meses, tive a oportunidade de visitar 31 hospitais filiados. Nos locais, constatei que uma das principais necessidades é a de contratação de pessoas, que é o foco da nossa gestão. Tivemos milhares de convocações em 2016 e o objetivo é que elas continuem em 2017”, afirmou Kleber Morais. Entre as 3.842 pessoas chamadas a integrarem um dos 33 hospitais que já finalizaram suas etapas de seleção, nas cinco regiões do Brasil, estão novos médicos, enfermeiras, técnicos em diversas especialidades, analistas e assistentes.

Durante a reunião, da qual participou também o vice-presidente da Ebserh, Laedson Bezerra, foram discutidos os prazos para as convocações dos demais aprovados no último concurso público da Empresa. “Nosso objetivo é contratar pessoas que fizeram os concursos públicos federais. Esses quase 4 mil já foram chamados até dezembro e os demais serão convocados até 2018”, afirmou Kleber Morais.

Concurso em andamento

Ainda no 2º semestre de 2016, outras seis unidades que se filiaram recentemente iniciaram as etapas de realização de concurso público para posterior convocação nos estados de Santa Catarina, Rio de Janeiro, Paraíba e Sergipe. Atualmente, a estatal conta com 39 hospitais universitários filiados.

Banco de Leite da Maternidade Januário Cicco recebe certificado

O Banco de Leite Humano (BLH), da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em funcionamento desde 1995, foi premiado na Categoria Ouro de Excelência pelo Ministério da Saúde. É a 4ª vez consecutiva que o Banco da Maternidade recebe o título.

Considerado referência no Estado, pela Rede Global de Bancos de Leite Humano (rBLH), o Banco de Leite da MEJC é responsável pelo controle de qualidade e distribuição do leite materno para cerca de 80% dos recém-nascidos em situação de risco no Rio Grande do Norte.

Todo o credenciamento, avaliação e definição de critérios exigidos para que haja a certificação de excelência dos bancos de leite, são coordenados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde, juntamente com a Rede de Banco de Leite. Dentre os inúmeros critérios estão a qualificação dos profissionais que atuam no banco de leite, os equipamentos indispensáveis e recomendados, a alimentação dos dados estatísticos e o controle dos mesmos, além do funcionamento e disponibilidade do atendimento ao público.

Segundo Ana Zélia Pristo, coordenadora do BLH da instituição, a premiação ressalta o trabalho desenvolvido durante todo o ano. “A premiação vem certificar todo o nosso trabalho no cumprimento das exigências definidas pela Rede Global de Bancos de Leite Humano, mostra que cumprimos todos os padrões e ofertamos um serviço de qualidade”, afirma.

O leite materno é essencial para os recém-nascidos. Além de alimentar, também protege o bebê contra diversas doenças, como diarreia, infecções respiratórias, diabetes e até mesmo alergias.

As doações podem ser feitas diretamente no Banco de Leite da MEJC. A instituição ainda disponibiliza a coleta a domicílio, para as mulheres que desejam doar, mas não tem como se deslocar até a instituição. Mais informações podem ser obtidas no 0800.721.0078.