EBSERH

EBSERH abre inscrições para contratação de profissionais. HUAB tem 8 vagas

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) reabriu, na última sexta-feira (12), as inscrições para a contratação temporária de profissionais visando o combate à pandemia Covid-19. São três processos seletivos emergenciais (PSE), cujas inscrições podem ser realizadas via internet às 12h da próxima sexta-feira, 19 de março de 2021.

O objetivo é formar cadastro reserva de médicos em 14 especialidades, técnicos em três especialidades, enfermeiros em duas especialidades, além de fonoaudiólogos para todos os hospitais vinculados. Desde o início da pandemia, a EBSERH já contratou mais de 4 mil profissionais por meio das seleções emergenciais e tem autorização do Ministério da Economia para contratar até 6.381 pessoas.

Para fazer parte desse esforço nacional, os candidatos devem preencher formulário eletrônico, anexar currículo, diploma e documentação comprobatória de experiência profissional.

Para o Hospital Universitário Ana Bezerra tem 8 vagas abertas nesse processo seletivo. Para saber quais hospitais e suas respectivas especialidades e ainda realizar a inscrição, acesse AQUI.

Confira o edital AQUI.


contex

HUOL conquista credenciamento para residência médica em anestesiologia

O Hospital Universitário Onofre Lopes, vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte e à Rede Hospitalar Ebserh (HUOL-UFRN/Ebserh), conquistou credenciamento da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) para realização de residência médica na especialidade. A formalização foi obtida após vistoria dos membros da SBA, Daniel Queiroz (RJ) e Rodrigo Alves (BA).

Agora, o HUOL contará com quatro vagas reconhecidas pela SBA já em 2021. O programa terá como responsável Wallace Andrino e como instrutores credenciados os especialistas Rafael Klenio Confessor e Arthur Halley.

A especialização seguirá o Programa Teórico Oficial.


r87

HUAB promove evento virtual de conscientização ao Novembro Roxo

Durante todo o mês, será realizada uma série de atividades com foco em informação, educação e acolhimento. Os trabalhos envolvem e beneficiam as famílias com bebês prematuros, os profissionais de saúde, instituições e parceiros interessados, além de autoridades e personalidades envolvidas de alguma forma com o tema.

No HUAB, as ações se desenvolvem no próximo dia 17, com transmissões ao vivo de palestras sobre a prematuridade, no canal do Hospital no YouTube.


contex

Hospital Universitário tem canal no youtube apresentado suas ações de combate à COVID-19

A Rede Ebserh e especificamente no Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) buscou uma estruturação na logística, na parte de pessoal, nas instalações, no atendimento, na pesquisa e na capacitação de seus colaboradores diante da pandemia do novo coronavírus.

Num primeiro momento a gestão do Huab estabeleceu normativos entre manuais, protocolos, disponibilizados internamente no Portal Covid. Criou o Comitê de Operações Emergenciais, assim definiu e distribuiu tarefas e responsabilidades. Para atender imediatamente todas as situações de controle da pandemia e para proteção dos colaboradores de todas a áreas e dos usuários que procurassem o hospital, foram suspensas as visitas, as cirurgias eletivas e os atendimentos ambulatoriais.

Foi criada uma ala (Ala Covid) específica para acolhimento, triagem e internação (de casos leves e moderados) e utilização de área isolada para os enfermos. Veja no vídeo https://youtu.be/pMDiUG4mcrI

Para suprir as necessidades de profissionais para atendimento nesta ala específica e através de um Processo Seletivo Simplificado realizado pela Ebserh, foram contratados mais 47 colaboradores, das diversas especialidades multiprofissionais oferecidas.

Também as mídias de comunicação foram utilizadas para dar publicidade de tudo que estava sendo planejado e executado no Huab, para evitar o contágio e a proliferação da doença. O Huab criou seu canal no Youtube (https://www.youtube.com/hospitaluniversitarioanabezerrahuab) para divulgação de vídeos diversos sobre todos os serviços oferecidos, dicas de autocuidado para os profissionais, capacitações, informações a população sobre cuidados no combate ao covid-19 e outros assuntos.

Numa parceria importante o HUAB cedeu por empréstimo equipamentos para a Prefeitura Municipal instalar no Hospital Regional Aluizio Bezerra a fim de elevar a capacidade de atendimento daquela unidade de saúde.

Em se tratando de capacitações a Unidade de Desenvolvimento de Pessoal do Hospital Universitário promoveu a realização de diversos treinamentos voltados para o enfrentamento da covid-19, de maneira presencial, virtual e em vídeos no Youtube. Tratando de paramentação e desparamentação de EPIs, destinadas a todos os setores, orientações para coleta de SWAB em pacientes com suspeita de covid-19, voltada para o pessoal do laboratório e capacitação para o manejo de pacientes com COVID-19 para profissionais da saúde da região do Trairi, entre muitos outros.

Mesmo com a suspensão da maioria dos atendimentos ambulatoriais e cancelamento de cirurgias eletivas o HUAB realizou no período mar/jun 2020, 480 cirurgias (obstétricas), 4.970 consultas, 7.604 exames, 1.063 internações (neonatais, pediátricas e puerperais) (dados colhidos no aplicativo da Ebserh para celular).


alrn-hoz

Ebserh fará concursos com mais de 2 mil vagas para 40 hospitais universitários

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (12) dois chamamentos públicos visando a contratação de mais de dois mil profissionais para 40 hospitais universitários federais no país.

O primeiro projeto básico é para um concurso nacional que contabiliza 1.363 vagas em 40 unidades em todo o país, incluindo hospitais, complexos hospitalares e a sede da Ebserh. São previstas 448 vagas para médicos de 69 especialidades, 800 vagas para profissionais da área assistencial e 115 administrativos. Já o segundo projeto básico, conta com 887 vagas para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). São 173 vagas para médicos de 71 especialidades, 614 vagas para a área assistencial e 100 administrativos.

“A realização desse concurso nacional é orientada por três principais fatores: a substituição tanto de pessoal de Regime Jurídico Único que se aposenta, e essa era mesmo a ideia por trás da concepção da Ebserh; quanto a substituição do pessoal que tem o chamado vínculo precário, que são pessoas vinculadas às fundações universitárias, por celetistas, em ambos os casos. Além disso, há uma alta rotatividade de profissionais da área de saúde, o que prejudica os serviços que são prestados”, explicou o diretor de Gestão de Pessoas da Ebserh, Rodrigo Barbosa, acrescentando que os hospitais funcionam em regime de escala e a falta de determinados profissionais em determinadas áreas pode comprometer todo o serviço. “Por isso, é de suma importância que a Ebserh tenha sempre vigente um concurso que possa servir como mecanismo de reposição desses funcionários”, complementou Rodrigo. Atualmente, de acordo com o diretor, a Ebserh não conta com cadastro de reserva vigente e, por outro lado, há um déficit de, aproximadamente, 20% no quadro de pessoal.

Nesta etapa de chamamento público, em ambos os casos, os números podem variar em 25% para acréscimos ou supressões. A diferença entre os dois concursos que estão sendo propostos agora é que o nacional obedece a toda essa lógica da necessidade de substituição de pessoal; e o outro, do HC da UFU, que teve o seu quantitativo recentemente autorizado pelo Ministério da Economia, entra efetivamente para a Rede Ebserh. Até então ele não fazia parte efetivamente da Rede porque seu quadro de funcionários não era da Ebserh.

Nos dois concursos, os candidatos passarão por duas etapas de seleção: prova objetivo e análise de títulos e de experiência profissional. A Ebserh receberá propostas das empresas interessadas em organizar os concursos até o próximo dia 27 de agosto. O objetivo é que os editais sejam publicados ainda neste semestre.

Hospital Universitário Ana Bezerra (Santa Cruz)

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas e atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Os hospitais universitários são, por sua natureza educacional, campos de formação de profissionais de saúde.

A Rede Ebserh é a maior rede hospitalar do Brasil, com aproximadamente 9 mil leitos ativos, realiza cerca de 375 mil internações, 180 mil cirurgias hospitalares e 24 milhões de consultas e exames por ano. Os pilares são o ensino e a pesquisa. Para isso, a Rede conta com 959 programas de residência (médica, multiprofissional e uniprofissional) com um total de 7.552 residentes matriculados, além de ser campo de prática para mais de 60 mil graduandos na área de saúde em 32 universidades federais

Acesse o chamamento público e o projeto básico do concurso nacional

Acesse o chamamento público e o projeto básico do concurso do HU-UFU


m4net

Programa libera R$ 79,5 milhões para hospitais universitários federais

Os hospitais universitários federais contarão com um importante reforço financeiro para suas atividades de assistência, ensino e pesquisa. Foram liberados R$ 79,5 milhões para 48 unidades hospitalares por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (1). Os recursos são do Ministério da Saúde (MS), liberados pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). O Programa Federal conta ainda com recursos do Ministério da Educação (MEC).

A verba será utilizada para a aquisição de insumos como medicamentos ou material hospitalar, além de outras despesas relativas das unidades. “A importância desses recursos é que atendem a sobrevivência dos hospitais como pagamento de contratos e compras de materiais que são necessários tanto para sobrevivência administrativa do hospital quanto material de emprego médico”, explicou Eduardo Vieira, vice-presidente da Ebserh e presidente do Comitê Interno do Rehuf.

Todas as liberações de verbas fazem parte de um planejamento prévio feito pela Ebserh para garantir os investimentos e manutenção dos serviços das unidades. “Estão previstas ainda mais duas descentralizações para custeio nos dois próximos meses via MS e, posteriormente, liberações de recursos do MEC e do MS somente para investimentos. Esta verba será liberada de acordo com planos de trabalho produzidos pelos hospitais e priorizarão obras ou aquisição de equipamentos. Todas as demandas foram ordenadas de acordo com a necessidade e critérios previamente estabelecidos”, afirmou Vieira, que também esclareceu que nos últimos meses do ano os hospitais vão receber mais recursos para custeio de materiais via MEC/Ebserh.

Segundo o Gerente Administrativo do Hospital Universitário Ana Bezerra – HUAB, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Severino Clemente da Silva filho, “todo recurso que chega é bem-vindo. No caso do Huab os valores são da ordem de 1,1 milhões. Este aporte vem direcionado para gastos com custeio do Hospital, que são as despesas correntes. Estes recursos fazem com que possamos manter o atendimento do hospital com qualidade”.

O Programa e a Ebserh

Os recursos do Rehuf são geridos pela Ebserh e disponibilizados pelo MEC e pelo MS. O programa destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais vinculados às universidades federais, incluindo as não filiadas à Ebserh. A descentralização dos recursos obedece a critérios como o porte do hospital (número de leitos), o perfil assistencial (baixa, média ou alta complexidade), entre outros.

O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade, além de apoiar o ensino e pesquisa.

Vinculada ao MEC, a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social da EBSERH


contex

Conferência HUAB capacita+ acontece no dia 14 de fevereiro

A Maternidade e Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), realiza a I Conferência HUAB capacita+ no dia 14 de fevereiro, das 8h às 17h, no anfiteatro da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa).

A programação da conferência conta com dois painéis: Reforma trabalhista, o que mudou?, com Marcelo Barros, advogado e professor do IAP Cursos, UNI-RN e Escola da Magistratura Trabalhista, e Reflexos da Reforma na Saúde e Segurança Ocupacional, com Edwar Abreu, advogado, psicólogo, engenheiro de segurança no trabalho e professor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

As inscrições podem ser realizadas através deste formulário. A entrada no evento é condicionada a entrega de 1kg de alimento não perecível.


contex

Marco Celito participa de inauguração do anexo do HUAB

O prefeito interino de Santa Cruz, Marco Celito, participou, na manhã desta sexta-feira (21), da inauguração das instalações do novo anexo do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB). O evento contou com a presença de servidores da unidade de saúde e de várias autoridades.

A estrutura inaugurada abrigará o setor administrativo do HUAB e foi construída no local onde funcionava a escola municipal Miguel Lula de Farias, doada pela Prefeitura de Santa Cruz, na gestão da ex-prefeita Fernanda Costa, para a ampliação da estrutura da unidade hospitalar e aprimoramento de seus serviços. O anexo está situado na Avenida Rio Branco e continuará se chamando Miguel Lula.

O prefeito interino de Santa Cruz, Marco Celito, ressaltou a participação da Prefeitura de Santa Cruz no processo de expansão do Hospital Universitário Ana Bezerra e ressaltou a sensibilidade da gestão da ex-prefeita Fernanda Costa em doar o Miguel Lula para contribuir com a ampliação dos serviços prestados pela unidade de saúde. “Essa estrutura que está sendo inaugurada hoje é, sem dúvida, muito importante para a ampliação dos serviços do Hospital Ana Bezerra e a Prefeitura de Santa Cruz teve um papel extremamente importante nisso tudo, quando na gestão da ex-prefeita Fernanda Costa, fez a doação desse espaço, tornando possível a construção desse anexo”, ressaltou.

O atual prefeito de Santa Cruz afirmou também que o Hospital Universitário Ana Bezerra presta um serviço fundamental para a população de Santa Cruz e de outros tantos municípios potiguares e que a qualidade da assistência à mulher e à saúde da criança fizeram dele uma referência no Estado.

Além de Marco Celito, a inauguração também contou, entre as autoridades, com as presenças dos vereadores Fábio Dias, Tarcísio das Horteiras, Edmilson Silva e Renato Locutor, da secretária municipal de Saúde, Myllena Ferreira, da reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Maria Paiva Cruz. e do presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Kleber Morais.


contex

Hospitais da UFRN recebem R$ 5,2 milhões para comprar equipamentos

Os três hospitais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), em Santa Cruz, Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), ambos em Natal – vinculados à Rede Ebserh, receberam R$ 5.203.103,34 para a compra de equipamentos médico-hospitalares, visando melhorar as condições assistenciais.

Do montante encaminhado para o Estado, aproximadamente R$ 3,821 milhões foram destinados ao HUOL, R$ 995 mil ao HUAB e R$386 mil a MEJC.

Os recursos foram disponibilizados pelo Ministério da Saúde (MS) por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Ebserh.

A estatal vinculada ao Ministério da Educação, que administra atualmente 40 hospitais universitários federais, fez uso de uma das suas principais vantagens como rede e iniciou um processo de compra centralizada de diversos tipos de equipamentos destinados a 29 dessas unidades hospitalares, gerando economia de cerca de R$ 15 milhões aos cofres públicos. Ao todo, foram liberados R$ 78,8 milhões.

A MEJC, por exemplo, irá utilizar o recurso na aquisição de novos monitores multiparamétricos e ventiladores pulmonares, equipamentos de impacto direto no suporte à vida dos pacientes.

Para o gerente administrativo da Maternidade, Dilson de Anchieta Rodrigues, a aquisição permitirá modernizar o parque tecnológico da instituição. “São equipamentos que chegam com novas tecnologias, novos acessórios, possibilitando mais segurança aos pacientes”, afirma.

A portaria do MS com os valores e a lista de hospitais beneficiados foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).Segundo o presidente da Ebserh, Kleber Morais, “a ação, além de possibilitar economia nas compras, demostra como uma boa gestão que beneficia os hospitais e os pacientes que precisam dos atendimentos”.


senhoritta

Hospital Ana Bezerra vai receber R$ 620 mil pelo REHUF

Os hospitais universitários federais já podem contar com um reforço financeiro de mais R$ 68 milhões. Os recursos são oriundos do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

A liberação da verba ocorreu por meio de duas portarias do Ministério da Saúde (MS) publicadas nesta terça-feira, 24, no Diário Oficial da União, sendo R$ 50,8 milhões para o custeio de materiais de uso diário das unidades e R$ 17,8 milhões para investimentos em reformas, obras e aquisição de equipamentos. Os recursos financeiros serão liberados mediante a comprovação da liquidação dos empenhos. Em 2018, o Rehuf já liberou de cerca de R$ 199,5 milhões, somados os recursos do MS e do MEC.

Segundo o presidente da estatal, Kleber Morais, a liberação dos recursos impulsiona a melhoria dos serviços prestados de forma gratuita, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Os recursos do Rehuf destinados aos hospitais universitários reforçam nosso compromisso com o ensino, a pesquisa, a inovação, sem esquecer do atendimento de excelência à saúde das pessoas que utilizam nossos serviços”, avalia Morais.

Esse também é o sentimento de Paulo Mendes, gerente administrativo do Hospital Universitário de Brasília, um dos hospitais contemplados pelo Rehuf. “Esses recursos vêm reforçar o orçamento do hospital a fim de melhor estruturar o abastecimento médico-laboratorial, de maneira a mantermos a excelência dos serviços prestados junto à comunidade, docentes, discentes ou usuários”, reforçou Mendes.

O Programa

Os recursos do Rehuf, programa administrado pela Ebserh, são destinados à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados ao SUS. O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade à população, proporcionar a formação qualificada de profissionais da área de saúde e incentivar o ensino e a pesquisa.

A iniciativa também prevê o financiamento compartilhado dos hospitais por meio dos ministérios da Educação e da Saúde e contempla iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico das unidades hospitalares.

Com informações da assessoria


contex

Hospitais Universitários assinam termo para uso de Sistema Integrado da UFRN

O uso do Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), terá continuidade nos hospitais da instituição, conforme o Termo de Execução Descentralizada (TED), assinado nesta segunda-feira, 23, na Sala dos Colegiados da UFRN, para oficializar a transferência tecnológica. O documento contempla os hospitais universitários Onofre Lopes (HUOL), Ana Bezerra (HUAB) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), integrados à rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

“Estamos muito felizes com este momento, pois o Sipac é de extrema importância para o desenvolvimento das nossas atividades”, afirmou a gerente administrativa do HUOL, Francisca Zilmar de Oliveira Fernandes. A assinatura do termo foi acompanhada por representantes da administração central da UFRN e dos hospitais universitários, além do presidente da EBSERH, Kleber de Melo Morais.

Na ocasião, o plano de expansão do HUAB foi apresentado pela superintendente do hospital, Cláudia Rubim, que expôs o histórico, as justificativas, necessidades, avanços e expectativas de ampliação, considerada essencial para acompanhar o desenvolvimento do hospital, o atendimento da comunidade acadêmica, a maior abrangência e cobertura assistencial dos usuários. O documento foi desenvolvido por uma comissão instituída desde 2016, com representantes do HUAB, do município de Santa Cruz e das comunidades usuária e universitária.

De acordo com Cláudia Rubim, a proposição é sustentada nos pilares de alta complexidade maternoinfantil, clínica cirúrgica e clínica médica, para os quais há demanda de novos espaços físicos, criação e aumento do número de leitos. A superintendente destacou que o plano de crescimento é racional, razoável e factível, atributos elogiados por Kleber Morais, que se prontificou a contribuir para a concretização da proposta.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, solicitou a realização do dimensionamento das necessidades e ações para expansão, cujo prognóstico deverá ser apresentado à presidência da EBSERH.


alrn-hoz

Prefeito assina cessão de área na Zona Norte para UFRN construir Hospital da Mulher

O prefeito Carlos Eduardo assinou, na tarde desta sexta-feira, 09, a lei nº 6.777, na qual cede um terreno situado no Conjunto Santa Catarina, zona Norte da cidade, para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte construir o primeiro hospital público voltado para a saúde materno infantil de Natal. O terreno cedido pela Prefeitura do Natal à UFRN mede 16.400m2 e está avaliado em R$ 15,357 milhões.

O prefeito Carlos Eduardo destacou a importância da construção deste hospital na zona Norte da cidade, maior área administrativa de Natal. “Será a maior obra de saúde pública nos últimos 20 anos em Natal”, afirmou Carlos Eduardo. O prefeito no ato da assinatura também agradeceu à Câmara Municipal que deu celeridade à votação e aprovação do projeto no último dia 8.

O Hospital Universitário da Mulher terá 200 leitos com atendimento a todas as patologias da saúde da mulher e infantil, além de ampliar a cobertura de atendimento em maternidade na zona Norte de Natal que já conta com a Maternidade Municipal Dr. Leide Morais. Os recursos necessários para a construção da unidade são estimados em R$ 160 milhões, sendo que R$ 40 milhões já estão assegurados. O prazo exigido para o início da construção é de 18 meses a partir da cessão do terreno e previsão de conclusão é de dois anos e meio.

No ato da assinatura, no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão, estiveram ao lado do prefeito Carlos Eduardo, o vice-prefeito, Álvaro Dias; o secretário Municipal de Governo, Homero Grec; a secretária Municipal de Saúde, Saudade Azevedo, entre outros secretários da adminsitração; a reitora da UFRN, Ângela Paiva; o vice-reitor, Daniel Dias; o superintendente da Maternidade Escola Januário Cicco, Murilo Brito, entre outros representantes da rede de hospitais da Universidade Federal; vereadores Nina Souza, Kléber Fernandes, Sueldo Medeiros e Preto Aquino, entre outras autoridades.


alrn-hoz

UFRN e Câmara discutem cessão de terreno para hospital na Zona Norte

A cessão de um terreno municipal para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) viabilizar mais uma unidade hospitalar universitária em Natal foi o tema da reunião entre a reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, o presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Kleber Morais, e o presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa, encontro ocorrido na manhã desta segunda-feira, 26, na sede do legislativo da capital do Estado.

A ideia é construir um Hospital da Mulher na Zona Norte, com oferecimento de serviços hospitalares de alta complexidade, similares ao que a Maternidade Escola Januário Cicco propicia atualmente, com uma estrutura para comportar 200 leitos. A proposta recebeu apoio da bancada federal através de uma emenda no valor de 40 milhões de reais e vem sendo debatida desde o final de 2016, quando da apresentação do projeto e dos objetivos ao prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, e aos secretários das pastas envolvidas. O Poder Executivo comprometeu-se, inclusive, em enviar o Projeto de Lei discriminando a cessão até o fim desta semana.

“A intenção nossa é, através da instalação da unidade, facilitar o acolhimento às pessoas da Zona Norte e dos municípios limítrofes, bem como complementar a rede de atendimento existente, pois a complexidade dos serviços oferecidos será maior. Mais uma vez a UFRN busca transformar conhecimento em um bem social”, explicou Ângela Paiva. Já o presidente da Ebserh detalhou que tanto o Hospital Santa Catarina como a Maternidade Leide Morais, ambos localizados na Zona Norte, abrangem a baixa complexidade em termos de atendimento a mulher. Ele exemplificou que operações ginecológicas e reprodução assistida são de exclusividade da Januário Cicco atualmente.

O local identificado pelas equipes da UFRN e da Ebserh foi um terreno vizinho ao Hospital Santa Catarina. “É um espaço com 1,6 hectares de tamanho e que possui fácil acesso, água e energia, não tendo impedimento algum de ordem legal. Assim, contempla os dois pontos essenciais que buscamos: o espaço está de acordo com o projeto e a centralidade não dificulta que a população se beneficie”, colocou o vice-reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo. Além deles, o superintendente da Escola Maternidade Januário Cicco, Murilo Britto, participou da reunião com Raniere Barbosa. Ao final, o presidente do legislativo municipal e os vereadores Sueldo Medeiros, Robson Carvalho e Dinarte Torres, também presentes, foram unânimes ao realçar a importância social da iniciativa e firmaram compromisso em agilizar a tramitação do projeto de lei. Raniere Barbosa acrescentou que reunirá todos os vereadores NBA próxima quinta-feira, 1º, para detalhar a ação.


senhoritta

PT de Santa Cruz emite nota de agradecimento pela ampliação das unidades federais

O Blog recebeu uma nota do PT de Santa Cruz sobre a inauguração de vários unidades federais ontem (17), com a participação da Reitora da UFRN, Ângela Paiva, do diretor-presidente da EBSERH, Dr. Kleber, do deputado Tomba Farias e outras autoridades.

O Partido dos Trabalhadores de Santa Cruz, na sua visão, acredita que os verdadeiros protagonistas desse processo não foram lembrados e homenageados devidamente, por isso emitiu a seguinte nota:

Nota de agradecimento

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Santa Cruz/RN vem a público agradecer a Senadora Fátima Bezerra por ter lutado para trazer a UTI Neonatal do Hospital Ana Bezerra inaugurada hoje (17/11).

É notável a trajetória de batalhas que a Senadora Fátima vem travando em favor da educação, da saúde e do desenvolvimento da cidade de Santa Cruz; conseguindo recursos com os governos de Lula e Dilma. Podemos citar como benesses conseguidas pelos mandatos populares ocupados por Fátima Bezerra para a cidade de Santa Cruz: o IFRN, a FACISA, as melhorias no Hospital Ana Bezerra, a quadra poliesportiva do Paraíso, dentre outras.

Infelizmente a população de Santa Cruz ficou anos sem poder usufruir da ampliação do Hospital Ana Bezerra, pois a gestão municipal por vezes dificultou processos, como quando levou quatro anos para efetivar a doação da Escola Miguel Lula, procedimento que já havia iniciado na gestão anterior, chegando ao ponto do processo ser arquivado, sendo necessário que a câmara de vereadores na gestão seguinte, reabrisse o processo de doação, fica também o nosso agradecimento.

Outrossim, também agradecemos ao médico e militante do SUS Petrônio Spinelli, que salvou o Hospital Ana Bezerra de fechar transformando-o em hospital referência em parto humanizado, reconhecido nacionalmente.

Por fim, mas não menos importante, é necessário reconhecer o trabalho realizado por Hugo Tavares e pelo Movimento Santa Cruz. Hugo foi quem encampou a luta pela expansão do Ana Bezerra, luta que desembocou na UTI recém-inaugurada.

Percebemos que, por uma aproximação das eleições alguns políticos querem tomar para si os louros de bem-feitorias a população santacruzesse, porém a população sabe quem realmente está ao lado do povo e a história vai tratar de reconhecer.


r87

[FOTOS] Inauguração da UTI Neonatal do Hospital Universitário Ana Bezerra

Nesta sexta-feira (17), o Hospital Universitário Ana Bezerra alcançou uma das metas programas há tempos: A UTI Neonatal. Uma luta de longo tempo foi obtida com a conclusão da escala dos profissionais deste setor, que aguardou uma intensa negociação do Hospital/EBSERH com os médicos.

A gestão do Hospital relatou dificuldades para trazer médicos especialistas para o interior do Estado, para fixarem seus horários na escala. Mas com a solução encontrada, o relato do presidente da EBSERH, Professor Doutor Kleber Morais, da magnífica Reitora da UFRN, Professora Ângela Paiva, e outras autoridades, foi de uma UTI com tecnologia de ponta para atender a mais de 66 municípios. Esse dado corresponde 40% dos municípios potiguares, além de se tornar uma referência regional em uma das áreas do Nordeste para cursos de medicina, e especialidades para neonatal.

Confira as fotos da inauguração:

 


contex

Ivanildinho Ferreira assume a prefeitura de Santa Cruz

Com a prefeita Fernanda Costa em viagem, o vice-prefeito Ivanildinho Ferreira assumiu interinamente a Prefeitura de Santa Cruz.

A transferência ocorreu oficialmente apenas burocraticamente, sem cerimônia ou algum agenda especial.

Na primeira ação como prefeito interino, Ivanildinho Ferreira representou a Prefeitura de Santa Cruz na mesa do cerimonial de inauguração da UTI Neonatal e outras unidades da UFRN, HUAB/EBSERH.

Provavelmente, administrativamente não haverão mudanças. Politicamente, pode ser um test drive… Será?


m4net

Ângela Paiva destaca a força do Movimento Santa Cruz

A magnífica reitora da UFRN, a professora Ângela Paiva, destacou a força da mobilização do Movimento Santa Cruz, grupo de articulação fundado pelo saudoso Hugo Tavares, em 2014.

“Eu desconheço, pelo Estado, ouça existência de um movimento ou mobilização popular que tenha essa força para lutar por seu município, como teve e tem em Santa Cruz”, disse a reitora.

Estavam presentes no auditório uma grande parcela de pessoas que integram o movimento, como membros da FACISA, HUAB, IFRN, Associações, Sindicatos e imprensa.


alrn-hoz

Hospitais Universitários do RN realizam a Semana do Servidor

Com a proximidade do Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 de outubro, os três hospitais universitários do Rio Grande do Norte, o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), a Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), em Natal, e o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), em Santa Cruz, todos filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) prepararam uma programação especial em comemoração à data.

A programação que começou na terça-feira, dia 24, tem como tema Saúde e bem-estar em primeiro lugar e segue até o dia 28, sábado, com o objetivo de promover a integração dos colaboradores dos hospitais, com foco na saúde e no bem-estar de cada profissional.

Além de atividades de confraternização e interação, os servidores participaram de palestra sobre Assédio Moral, um dos temas que mais tem despertado a atenção no campo do trabalho. A palestra aconteceu na tarde desta quarta-feira, dia 25, com a psicóloga da UFRN Alda Karoline, no Anfiteatro Professor Leide Morais, na MEJC. Na ocasião foi lançada a cartilha sobre Assédio Moral produzida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

No sábado, 28, os servidores participam de atividades físicas e recreativas no Parque das Dunas. A programação completa pode ser acessada aqui.


contex

Programa destina R$ 220 milhões para hospitais universitários federais

Nesta segunda-feira (23), várias portarias foram publicadas no Diário Oficial da União destinando R$ 220,8 milhões para 48 hospitais universitários federais espalhado nas cinco regiões do país. A descentralização de recursos faz parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que é administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

A verba, destinada por meio de duas portarias do Ministério da Saúde (MS), prevê o custeio de materiais de uso diário das unidades e investimentos nos serviços ambulatoriais e hospitalares prestados e será liberada mediante a comprovação da liquidação dos empenhos. Ao longo de 2017, recursos oriundos de planos de trabalho estabelecidos pelos hospitais foram repassados pela Ebserh e pelo Ministério da Educação (MEC), além de outra descentralização no primeiro semestre realizada pelo MS. No total, os recursos do Rehuf neste ano somam R$ 595 milhões, havendo ainda previsão de novas descentralizações até o final do exercício.

O programa também prevê o financiamento compartilhado das filiais entre as áreas da educação e saúde e contempla iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico dos hospitais.

PUBLICAÇÃO 1 NO DOU

 

PUBLICAÇÃO 2 NO DOU

 

PUBLICAÇÃO 3 NO DOU


r87

Comperve inscreve candidatos para 128 vagas em residência médica

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) e da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), inscreve, a partir desta segunda-feira, 2, até o dia 23 de outubro, o processo seletivo para residência médica.

São oferecidas 128 vagas e a seleção será realizada em duas fases: prova objetiva e análise curricular do candidato. As inscrições devem ser feitas por meio do site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da UFRN. A taxa de inscrição é R$ 180. Outras informações no edital de seleção ou pelo telefone (84) 3342-2280.


r87