Forças Armadas

Militares no poder?

Do Novo Jornal

Desde a publicação das delações dos empresários da JBS, circula nas redes sociais diversos boatos. Os mais recentes ganharam força após encontro do presidente Michel Temer ontem (19) com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e os comandantes das Forças Armadas para discutir “a conjuntura atual”.

Porém, no encontro, que durou cerca de 1 hora e meia, falou-se do Exército, Marinha e Aeronáutica no contexto constitucional. O encontro com Jungmann estava marcado para a parte da manhã na agenda de Temer, mas foi remarcada para às 17h. De manhã, Temer recebeu no Palácio do Jaburu a visita do advogado Antonio Cláudio Mariz, seu amigo pessoal.

Em nota divulgada pelo Centro de Comunicação Social do Exército, o general Villas Bôas, Comandante do Exércio, disse que “a atuação da Força Terrestre tem por base os pilares da estabilidade, legalidade e legitimidade”. “Convocados pelo ministro da Defesa, os três comandantes de Força compareceram a uma audiência com o presidente da República, em que foi discutida a conjuntura atual. No encontro foi destacada a unidade de pensamento das Forças e a subordinação perene aos ditames constitucionais. O general Villas Bôas, Comandante do Exército, reafirma que a atuação da Força Terrestre tem por base os pilares da estabilidade, legalidade e legitimidade”, diz a nota. Ou seja, não há nenhuma afirmação do general confirmando que a intervenção no caos político tornou-se consenso entre os militares do exército, marinha e da aeronáutica, como circula nas redes sociais.

Outro boato é sobre um áudio atribuído ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) tem circulado no WhatsApp dizendo que a ministra Carmen Lúcia do Supremo Tribunal Federal (STF) chamaria as Forças Armadas, fecharia o Congresso e convocaria eleições diretas. Mas, o próprio senador publicou fez uma transmissão ao vivo na sua página do Facebook explicando que o áudio é falso.


alrn-hoz

Governador e ministro da Defesa tratam da atuação das Forças Armadas no RN

O governador Robinson Faria discutiu com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, como funcionará o trabalho de cooperação das Forças Armadas com as polícias do RN no reforço à segurança da capital e região metropolitana. O encontro aconteceu no início da noite desta sexta-feira, 20, na sala de reuniões da Governadoria.

Cerca de 650 homens do Exército, Marinha e Aeronáutica já estão reforçando o patrulhamento das principais vias, corredores, pontos turísticos, hospitais e aeroporto da capital potiguar. A previsão é de que amanhã (21) este número chegue a 1.500 e, no domingo (22), a quase 2 mil.

Governo do Estado e Ministério da Defesa discutem as parcerias para atuação das Forças Armadas em Natal, no meio da crise prisional. Foto Ivanizio Ramos/Assessoria

“Os trabalhos dentro de Alcaçuz vão continuar, e assim a gente vai enfrentando essa crise a cada dia”, destacou o governador, que conseguiu também a cooperação com equipamento do setor de engenharia do Exército. Amanhã será iniciada a construção de uma barreira física, de concreto, no presídio de Nísia Floresta.

Foto Ivanizio Ramos/Assessoria

O ministro Raul Jungmann salientou que a atuação das tropas federais dará maior disponibilidade, em termo de efetivo policial, para que o estado possa se dedicar mais às questões prisionais.

“Nós estamos aqui atendendo a um pedido do governador feito ao presidente da República que solicitou o apoio às forças armadas para a manutenção da ordem e da segurança neste momento que vive o Rio Grande do Norte. Até o domingo teremos 1846 homens aqui para assegurar, junto com a polícia militar e a polícia civil, segurança e a tranqüilidade do povo de Natal e da região metropolitana”.


contex

Publicado o decreto que autoriza envio das Forças Armadas para o RN

Publicado no Diário Oficial da União, em uma edição extra, o decreto de 19 de janeiro de 2017, que trata da autorização do envio de tropas das Forças Armadas para a região metropolitana de Natal, no período de 20 a 30 de janeiro do ano corrente.

Confira a publicação:


m4net

Michel Temer autoriza Forças Armadas em Natal

O Governador Robinson Faria pediu ao Presidente da República, Michel Temer, o reforço das Forças Armadas em Natal, no patrulhamento das ruas.

A confirmação foi feita pelo Palácio do Planalto e o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, está cumprindo agenda ministerial, mas ao chegar em Dourados (MS) fará cumprir todos os procedimentos.

Com a situação de ataques por toda cidade do Natal, o Governo Federal reconheceu a necessidade de cumprir a Garantia da Lei e da Ordem, assinada através de decreto do presidente Michel Temer.

As Forças Armadas irão reforçar a segurança das ruas do RN.


alrn-hoz

Governo Federal autoriza entrada da Forças Armadas nos presídios estaduais

Após reunião com Governadores, o Palácio do Planalto autorizou a entrada das Forças Armadas em presídios pelo Brasil, com a crise no sistema penitenciário em vários Estados. O anúncio foi confirmado pelo Porta-voz do governo federal, Alexandre Parola, nesta terça-feira (17).

O presidente Michel Temer se reuniu com os órgãos de inteligência federal e ministros para discutir como as Forças Armadas irão atuar nos Estados. “Haverá inspeções rotineiras dos presídios com vistas à detecção e à apreensão de materiais proibidos naquelas instalações. Essa operação visa a restaurar a normalidade e os padrões básicos de segurança dos estabelecimentos carcerários brasileiros”, disse Parola.

NO RN
O governador do Estado, Robinson Faria (PSD) participou da reunião e falou com a imprensa nacional. Robinson solicitou aumento do efetivo da Força Nacional, que atualmente somam 120 policiais.

Com a confirmação do Governo Federal, o RN deverá ter esse reforço, que ainda não se sabe em números quanto será.

NOVA REBELIÃO
O clima segue tenso em Alcaçuz após presos do pavilhão 1, 2, 3 e 4 se unirem contra o pavilhão 5. A PM tenta controlar a situação no maior presídio do RN.


senhoritta