MEJC

MEJC inaugura novo sistema de triagem neonatal

O Laboratório de Inovação Tecnológica (LAIS), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), colocou em funcionamento na segunda-feira, 18 de junho, o sistema HERA, um software desenvolvido exclusivamente para os serviços de triagem neonatais. O novo sistema começará a ser utilizado pela Maternidade Januário Cicco (MEJC) a partir da próxima semana.

O software foi criado a partir de uma demanda levantada pela mestranda em Gestão e Inovação em Saúde, Luiza Aline Costa Monteiro, sob a orientação da professora Joseli Brazorotto, da base de pesquisa Audição, Linguagem e Cognição do LAIS.

Sobre a triagem neonatal, a pesquisadora Luiza Aline Monteiro, que também é fonoaudióloga, explica que a detecção precoce de problemas relacionados à audição e à mobilidade de língua podem resultar em melhor qualidade de vida. Com o HERA, será possível concentrar em um mesmo ambiente virtual informações importantes, como os testes da linguinha e da orelhinha, que podem auxiliar no tratamento precoce de problemas fonoaudiológicos.


m4net

Hospitais Universitários assinam termo para uso de Sistema Integrado da UFRN

O uso do Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), terá continuidade nos hospitais da instituição, conforme o Termo de Execução Descentralizada (TED), assinado nesta segunda-feira, 23, na Sala dos Colegiados da UFRN, para oficializar a transferência tecnológica. O documento contempla os hospitais universitários Onofre Lopes (HUOL), Ana Bezerra (HUAB) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), integrados à rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

“Estamos muito felizes com este momento, pois o Sipac é de extrema importância para o desenvolvimento das nossas atividades”, afirmou a gerente administrativa do HUOL, Francisca Zilmar de Oliveira Fernandes. A assinatura do termo foi acompanhada por representantes da administração central da UFRN e dos hospitais universitários, além do presidente da EBSERH, Kleber de Melo Morais.

Na ocasião, o plano de expansão do HUAB foi apresentado pela superintendente do hospital, Cláudia Rubim, que expôs o histórico, as justificativas, necessidades, avanços e expectativas de ampliação, considerada essencial para acompanhar o desenvolvimento do hospital, o atendimento da comunidade acadêmica, a maior abrangência e cobertura assistencial dos usuários. O documento foi desenvolvido por uma comissão instituída desde 2016, com representantes do HUAB, do município de Santa Cruz e das comunidades usuária e universitária.

De acordo com Cláudia Rubim, a proposição é sustentada nos pilares de alta complexidade maternoinfantil, clínica cirúrgica e clínica médica, para os quais há demanda de novos espaços físicos, criação e aumento do número de leitos. A superintendente destacou que o plano de crescimento é racional, razoável e factível, atributos elogiados por Kleber Morais, que se prontificou a contribuir para a concretização da proposta.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, solicitou a realização do dimensionamento das necessidades e ações para expansão, cujo prognóstico deverá ser apresentado à presidência da EBSERH.


m4net

Hospitais Universitários do RN realizam a Semana do Servidor

Com a proximidade do Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 de outubro, os três hospitais universitários do Rio Grande do Norte, o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), a Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), em Natal, e o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), em Santa Cruz, todos filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) prepararam uma programação especial em comemoração à data.

A programação que começou na terça-feira, dia 24, tem como tema Saúde e bem-estar em primeiro lugar e segue até o dia 28, sábado, com o objetivo de promover a integração dos colaboradores dos hospitais, com foco na saúde e no bem-estar de cada profissional.

Além de atividades de confraternização e interação, os servidores participaram de palestra sobre Assédio Moral, um dos temas que mais tem despertado a atenção no campo do trabalho. A palestra aconteceu na tarde desta quarta-feira, dia 25, com a psicóloga da UFRN Alda Karoline, no Anfiteatro Professor Leide Morais, na MEJC. Na ocasião foi lançada a cartilha sobre Assédio Moral produzida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH).

No sábado, 28, os servidores participam de atividades físicas e recreativas no Parque das Dunas. A programação completa pode ser acessada aqui.


r87

Comperve inscreve candidatos para 128 vagas em residência médica

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) e da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), inscreve, a partir desta segunda-feira, 2, até o dia 23 de outubro, o processo seletivo para residência médica.

São oferecidas 128 vagas e a seleção será realizada em duas fases: prova objetiva e análise curricular do candidato. As inscrições devem ser feitas por meio do site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve) da UFRN. A taxa de inscrição é R$ 180. Outras informações no edital de seleção ou pelo telefone (84) 3342-2280.


r87

Inauguração de UTI Neonatal no Ana Bezerra será em novembro

Hospital Universitário Ana Bezerra (Santa Cruz)

Aconteceu no último sábado, 30, a reunião entre gestores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o presidente da Empresa Brasileira de Serviço Hospitalar (Ebserh), que definiu os últimos detalhes para a inauguração da UTI Neonatal do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) em Santa Cruz, que deve ocorrer no mês de novembro. Outro ponto do encontro foi o plano para a reforma e ampliação do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), HUAB e da Maternidade Escola Januário Cicco.

Na ocasião, o presidente da Ebserh, Kleber Morais, anunciou a mudança no modelo do mutirão realizado pela Instituição. A ação passará a se chamar EBSERH Solidária e terá o seu foco, direcionado para cidades e comunidades, que tenham acesso limitado aos serviços de saúde, com a atuação simultânea das equipes dos três hospitais durante o mutirão. A primeira cidade que vai receber o projeto é Santa Maria, no interior do Rio Grande do Norte, distante a 60 quilômetros de Natal.

No encontro, estiveram presentes a reitora da UFRN, ngela Maria Paiva Cruz, e o vice-reitor, José Daniel Diniz. A reunião contou ainda com a presença do diretor do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), Stenio Gomes da Silveira, e da superintendente do Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), Maria Claudia Medeiros Dantas de Rubim Costa.


senhoritta

Banco de Leite da Maternidade Januário Cicco recebe certificado

O Banco de Leite Humano (BLH), da Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em funcionamento desde 1995, foi premiado na Categoria Ouro de Excelência pelo Ministério da Saúde. É a 4ª vez consecutiva que o Banco da Maternidade recebe o título.

Considerado referência no Estado, pela Rede Global de Bancos de Leite Humano (rBLH), o Banco de Leite da MEJC é responsável pelo controle de qualidade e distribuição do leite materno para cerca de 80% dos recém-nascidos em situação de risco no Rio Grande do Norte.

Todo o credenciamento, avaliação e definição de critérios exigidos para que haja a certificação de excelência dos bancos de leite, são coordenados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde, juntamente com a Rede de Banco de Leite. Dentre os inúmeros critérios estão a qualificação dos profissionais que atuam no banco de leite, os equipamentos indispensáveis e recomendados, a alimentação dos dados estatísticos e o controle dos mesmos, além do funcionamento e disponibilidade do atendimento ao público.

Segundo Ana Zélia Pristo, coordenadora do BLH da instituição, a premiação ressalta o trabalho desenvolvido durante todo o ano. “A premiação vem certificar todo o nosso trabalho no cumprimento das exigências definidas pela Rede Global de Bancos de Leite Humano, mostra que cumprimos todos os padrões e ofertamos um serviço de qualidade”, afirma.

O leite materno é essencial para os recém-nascidos. Além de alimentar, também protege o bebê contra diversas doenças, como diarreia, infecções respiratórias, diabetes e até mesmo alergias.

As doações podem ser feitas diretamente no Banco de Leite da MEJC. A instituição ainda disponibiliza a coleta a domicílio, para as mulheres que desejam doar, mas não tem como se deslocar até a instituição. Mais informações podem ser obtidas no 0800.721.0078.


r87

Hospitais Universitários vão pesquisar as condições de trabalho no ambiente hositalar

A Maternidade Escola Januário Cicco, recebeu está semana, a equipe da empresa júnior de consultoria – ADM Consult, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) para explanar como funcionará a Pesquisa de Clima que irá avaliar o contexto, o ambiente e as relações de trabalho entre os colaboradores, além das condições de infraestrutura dos três hospitais universitários do Rio Grande do Norte, Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), em Natal e o Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB) na cidade de Santa Cruz.

O projeto elaborado em conjunto pela UFRN, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), gestora dos hospitais e a ADM Consult envolve três etapas: a de sensibilização, divulgação, aplicação do instrumento de pesquisa, tabulação dos dados e apresentação dos resultados.

A pró-reitora adjunta de Gestão de Pessoas, da UFRN, Raquel Alves, destacou o intuito dessa pesquisa dentro da instituição, relevando a integração na organização da casa.

“A pesquisa tem o intuito de melhorar o ambiente de trabalho, promover melhorias na gestão e a ratificação de boas práticas, porque a gente não quer destacar só problemas, destacamos também o que já vem dando certo. Então, poderemos melhorar o clima da organização, já que a gente tem o público de celetistas e servidores públicos no mesmo ambiente. Essa pesquisa vem também promover a integração desses membros”, comenta.

A aplicação da pesquisa será feita entre os dias 06 de 24 de fevereiro de 2017, posterior a aplicação será elaborado um plano de ações com base nos resultados diagnosticados que servirá de subsídios para as tomadas de decisões.


r87

MEJC realiza 21 cirurgias em mutirão promovido pela EBSERH

A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) promoveu, nacionalmente, um mutirão das Redes de Hospitais Universitários Federais na quarta-feira, 30, para atender pacientes e realizar cirurgias, exames e consultas, contando com ações para mais de 4 mil pessoas nos 39 hospitais filiados pelo Brasil.

A Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), efetuou 21 cirurgias de retirada de nódulos mamários, nos períodos da manhã e da tarde, no Centro Cirúrgico da Instituição.

A superintendente substituta em exercício da MEJC, Maria da Guia de Medeiros, destacou a relevância da ação que ajuda a reduzir, consideravelmente, a fila de espera da maternidade. “Os hospitais universitários que congregam essa rede se debruçaram sobre uma grande demanda que veio da presidência em realizar um mutirão no qual poderíamos escolher qual seria a ação a ser desenvolvida. A nossa fila para as cirurgias de retirada de nódulos de mama será reduzida em torno de 30% a 35%. Infelizmente, em Natal, só dois hospitais conseguem realizar esse tipo de cirurgia”, comentou.

A superintendente revelou que o enfoque ao atendimento foi voltado para as pacientes do interior que não dispunham desses procedimentos em suas respectivas cidades. “A realização da retirada de nódulos abrangeu, preferencialmente, às pacientes de cidades do entorno de Natal”, ressaltou.

Na espera para a cirurgia, Lidicleide do Nascimento, 22, já aguardava há cerca de um ano e seis meses para retirada do nódulo na mama. Após passar por Pau dos Ferros à procura de um mastologista, a dona de casa foi transferida para Natal. “Eu descobri através de exames de toque e eu sentia dor na mama. Faz dois anos que eu espero na fila para fazer a cirurgia. Foi uma surpresa para mim e para minha família, ninguém esperava que acontecesse agora. Mas, graças a Deus, o nódulo é benigno”, mencionou.

Ela considera esse mutirão muito importante, porque “tem algumas pessoas que precisam muito e às vezes não sabem a importância que isso tem e deixam o tempo passar”.

Já Irene Geralda Pessoa, 63, aposentada e moradora do município de Montanhas, que fica à 103 km de da capital, fez a terceira cirurgia de retirada de nódulos nas mamas. “Eu descobri ao fazer uma consulta no Hospital Universitário Onofre Lopes um caroço que nasceu dentro do seio. A primeira cirurgia que eu fiz foi há mais de 30 anos. A segunda cirurgia eu fiz há dois anos e ele voltou de novo.”, explicou.

Mesmo na terceira cirurgia, a aposentada, bem-humorada, falou da expectativa para a melhoria de sua saúde. “Eu tenho fé na Virgem Maria que essa será a última cirurgia. Não haverá a quarta vez. Minha vida vai melhorar. A dor vai passar”, disse ela.


r87