IFRN

Água Azul: Boletim da Balneabilidade aponta todas as praias próprias para banho

O Boletim da Balneabilidade das praias do Rio Grande do Norte Nº 42, emitido na sexta-feira (22), informa que todas as praias analisadas estão próprias para o banho. Foram coletadas e classificadas amostras de água em 33 pontos distribuídos na faixa costeira situada entre os municípios de Nísia Floresta e Extremoz, a fim de classificar e informar aos banhistas quais as condições das praias monitoradas.

A base dos dados analisa a quantidade de coliformes termotolerantes encontrados nas águas (Resolução nº 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA).

O estudo é uma parceria entre o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN) e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (FUNCERN), e faz parte do Programa Água Azul.


senhoritta

IFRN apresenta calendário para retomada das aulas presenciais

O Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (Consup/IFRN) divulgou, na última quarta-feira, 6 de outubro, a Resolução nº 47/2021, que apresenta as diretrizes para volta gradual do ensino presencial. Conforme o documento, o retorno da presencialidade oco​rrerá em fases, cuja primeira começará no início do semestre letivo 2021.2.

Segundo a Resolução, a volta gradual das aulas presenciais será realizada por meio do ensino misto provisório, isto é, pela simultaneidade entre o ensino remoto emergencial e a progressiva ampliação do ensino presencial, tendo início em 8 de novembro deste ano. O documento é pautado em orientações dos órgãos de saúde do Ministério da Educação (MEC) e do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 do IFRN.

Retomada gradual

Dividido em quatro fases, o ensino misto provisório terá como prioridade a realização de aulas práticas, que podem ser realizadas, incialmente, sob a forma de rodízio, iniciando pelas turmas dos últimos anos ou períodos. O colegiado de cada curso definirá o que será considerado “aula prática”.

A Resolução apresenta ainda os grupos de estudantes prioritários, a começar pelos matriculados em cursos no eixo da saúde. Estudantes com necessidades educacionais específicas (NEE) e com maiores dificuldades para participar do ensino remoto emergencial também terão prioridade, a fim de terem acesso às instalações físicas de seu campus, para que possam participar das aulas de forma remota, respeitado às condições de biossegurança.

O estudante ou seu responsável, no caso dos menores de 18 anos de idade, poderá solicitar à Diretoria Acadêmica de seu respectivo curso a permanência no ensino remoto emergencial, mediante justificativa, enquanto durar o ensino misto provisório.

O retorno às atividades letivas presenciais será precedido da volta gradual dos servidores técnico-administrativos e docentes do IFRN, com o objetivo de preparar os ambientes onde ocorrerão as atividades acadêmicas, assim como o planejamento de outros aspectos relacionados à volta dos estudantes.

Retorno em fases

Após a primeira etapa do retorno gradual, terá início, prevista para o dia 29 de novembro, a segunda fase, com a implementação de turmas cujo espaço físico da sala de aula comporte a presença de todos os estudantes, respeitando as condições de biossegurança. Na terceira fase, prevista para 20 de dezembro de 2021, terá início a volta gradual das turmas não comportem a presença de todos os estudantes em sala, conforme às condições de biossegurança.

Conforme as condições sanitárias, a partir do semestre letivo 2022.1, retornarão todas as atividades presenciais do IFRN, tendo fim o ensino misto provisório e a organização curricular por módulos.

A Resolução explica que, caso haja retrocesso nos indicadores das condições de biossegurança que inviabilizem a permanência em uma determinada fase, “haverá retorno a uma das fases/subfases anteriores”. Ainda segundo o documento, havendo agravamento das condições de biossegurança que inviabilizem qualquer nível de presencialidade, haverá retorno total do ensino remoto emergencial.

Os campi do IFRN estão avaliando individualmente quais turmas retornam em cada uma das fases. A divulgação será realizada através dos canais oficiais de comunicação de cada Campus, antes do início do semestre letivo 2021.2.

Ensino em módulos

O semestre 2021.2 contará com períodos letivos organizados por módulos de ensino. A Resolução nº 47/2021 define o método como “a divisão de grupos de disciplinas a serem ministradas em período específico e sequencial de tempo, cumprindo, nesse intervalo, os objetivos de aprendizagem neles contidos e visando diminuir o quantitativo de disciplinas cursadas pelo discente em um dado período”.

Dessa forma, a composição dos módulos, de acordo com as disciplinas, será definida no âmbito das Diretorias Acadêmicas. Além disso, os módulos de ensino ocorrerão em momentos remotos síncronos e assíncronos e em momentos presenciais. A quantidade de módulos por semestre poderá variar entre dois e três.

Cartilha informativa

Para saber mais, acesse a cartilha informativa, que contém perguntas e respostas sobre a volta gradual à presencialidade no IFRN.

Acesse:

Resolução nº 47/2021

Cartilha informativa


contex

IFRN oferece 1.414 vagas para Cursos Superiores via SiSU

Começaram, nesta terça-feira, 6 de abril, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificado (SiSU) do Ministério da Educação (MEC), por meio do qual estudantes que realizaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano de 2020 podem concorrer a uma vaga em universidades e institutos federais.

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte oferta, ao todo, 1.414 vagas em cursos superiores de Licenciatura, Tecnologia e Engenharia (confira na tabela abaixo). As oportunidades são distribuídas por 17 campi do IFRN, com ingresso no primeiro semestre de 2021. Podem concorrer às vagas os candidatos que obtiveram nota na redação maior que zero e que não tenham participado do Exame por experiência.

Inscrições

As inscrições para o SiSU devem ser realizadas via Internet, no Portal do SiSU, até as 23h59 do dia 9 de abril de 2021.

Matrículas e Resultados

A lista dos aprovados na chamada regular será divulgada no dia 13 de abril de 2021, no Portal do SiSU e do IFRN. Segundo o Edital Nº 8/2021, as matrículas devem ser realizadas exclusivamente de forma online, no período de 14 a 19 de abril de 2021, clicando neste link AQUI.

Cursos e vagas ofertados pelo IFRN via SiSU:

CURSO

TURNO/MODALIDADE

CAMPI

NÚMERO DE VAGAS

Agroecologia

Matutino/Tecnológico

Ipanguaçu

20

Alimentos

Matutino/Tecnológico

Currais Novos

40

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Vespertino/Tecnológico

Natal–Central; Pau dos Ferros; Nova Cruz

140

Biologia

Noturno/Licenciatura

Macau

18

Comércio Exterior

Matutino/Tecnológico

Natal–Central

40

Design de Moda

Noturno/Tecnológico

Caicó

30

Energias Renováveis

Vespertino/Tecnológico

João Câmara

40

Engenharia Ambiental e Sanitária

Integral/Bacharelado

Natal–Central

40

Engenharia Civil

Integral/Bacharelado

Natal–Central

40

Engenharia de Energias

Integral/Bacharelado

Natal–Central

40

Engenharia de Produção

Integral/Bacharelado

São Gonçalo do Amarante

20

Física

Noturno*/Licenciatura

Caicó; João Câmara; Santa Cruz; Natal–Central

130

Geografia

Noturno/Licenciatura

Natal–Central

40

Gestão Ambiental

Noturno/Tecnológico

Natal–Central

40

Gestão de Turismo

Matutino/Tecnológico

Canguaretama

20

Gestão Desportiva e de Lazer

Vespertino/Tecnológico

Natal–Cidade Alta

40

Gestão Pública

Noturno/Tecnológico

Natal–Central

40

Informática

Noturno/Licenciatura

Natal–Zona Norte; Ipanguaçu

60

Letras – Espanhol

Matutino*/Licenciatura

Natal–Central

80

Marketing

Noturno/Tecnológico

Natal–Zona Norte

40

Matemática

Matutino*/Licenciatura

Natal–Central; Santa Cruz; Ceará-Mirim; São Paulo do Potengi

136

Processos Químicos

Vespertino/Tecnológico

Nova Cruz

20

Produção Cultural

Vespertino/Tecnológico

Natal–Cidade Alta

40

Química

Vespertino*/Licenciatura

Pau dos Ferros; Ipanguaçu; Apodi; Currais Novos

120

Rede de Computadores

Vespertino/Tecnológico

Natal–Central; São Gonçalo do Amarante

60

Sistemas para Internet

Vespertino/Tecnológico

Currais Novos; Parnamirim; Canguaretama

80

*Os cursos são ofertados em turnos distintos.


contex

Projeto do IFRN Santa Cruz é premiado na maior feira de ciência e engenharia do Brasil

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) sai da 19ª edição da Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace), promovida pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), entre os dias 15 e 26 de março, levando seis premiações. Os projetos vencedores, anunciados na cerimônia de premiação, transmitida pelo canal da Febrace no YouTube, são o “pHmetro portátil”, vindo do Campus Natal-Zona Norte” e o “Game Balance”, do Campus Santa Cruz. Na premiação de voto popular, o projeto “Desenvolvimento de esteira rolante de descida autossuficiente com freio eletromagnético de baixo custo”, do Campus Mossoró, alcançou a quarta colocação.

Projeto “pHmetro portátil: uso de smartphone na determinação do pH de soluções utilizando imagens digitais e quimiometria”

Desenvolvido pela estudante Hanna Vitória Oliveira, do 3º ano do Curso Técnico em Eletrônica, o trabalho conquistou quatro premiações: terceiro lugar da área Ciências Exatas e da Terra; Prêmio do Instituto de Física da USP (IF-USP); Prêmio Destaque Unidade da Federação, como autora de melhor trabalho do Rio Grande do Norte; e o credenciamento para a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec), considerada uma das principais feiras científicas da América Latina e realizada anualmente pela Fundação Liberato, na cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.

O projeto contou com a orientação da professora Pollyana Souza Castro e a coorientação do professor Daniel Lucas Dantas de Freitas e objetiva tornar análises químicas mais acessíveis e com menor custo e impacto ambiental. “Com esse propósito, extraímos do repolho roxo a antocianina para obter soluções ácidas e básicas com materiais de laboratório e que podem ser encontrados em casa. Utilizamos a câmera do celular para capturar imagens digitais das soluções. Após tratar com modelos matemáticos cada foto, conseguimos determinar valores de pH de forma precisa, baixo custo e em um experimento que pode ser aplicado em sala de aula como metodologia interdisciplinar de ensino”, explica a estudante.

Este ano, diferente dos outros anos, em razão da pandemia do novo coronavírus, a edição deste ano da Febrace ocorreu de forma virtual, o que não desanimou a jovem: “Foi uma oportunidade incrível! Mesmo on-line, tive a oportunidade de conhecer vários projetos e receber o feedback de vários avaliadores. Além disso, ter sido finalista já tinha sido uma vitória, porque o processo de seleção é muito criterioso. Então, depois de ver tantos bons projetos, obter cada um desses prêmios se tornou realidade”, disse Hanna, que já planeja seus próximos passos: “Vamos seguir aprimorando o método, testando outras fontes de antocianina e métodos de aquisição e tratamento das imagens. A ideia é, inclusive, aplicá-lo em sala de aula. Esperamos também, em breve, submeter um artigo científico para publicação”.

Projeto “Game Balance”

Após apresentação e avaliação dos relatórios o projeto Game Balance conquistou o 4º lugar na categoria Ciências da Saúde. Um grande desafio conquistado pelas alunas pesquisadoras e seus orientadores. Uma conquista que demonstra a seriedade e o comprometimento com a educação de qualidade, realizada pelo IFRN.

O projeto Game Balance contou com a participação das alunas Maria Eduarda Guedes dos Santos, Maria da Graça Carvalho Gonçalves, Lara Virgínia Pereira de Medeiros e a orientação dos professores Pedrina Célia Brasil e Vinícius Carvalho Pinto, e o trabalho consiste em uma pesquisa de natureza aplicada, que tem por objetivo desenvolver um sistema distribuído que promova o engajamento, acompanhamento e análise da performance dos pacientes que sofrem de sequelas de um AVC – Acidente Vascular Cerebral. O sistema consiste numa plataforma inteligente capaz de mensurar o equilíbrio do paciente e intensidade vertical baseado na distribuição do seu peso; e num jogo digital que recebe esses valores e apresenta os exercícios do tratamento de forma lúdica e interativa ao usuário.

Outros dois projetos de Santa Cruz também participaram, 0 BEAT PROGRESS e RACE.

Voto popular

Os projetos finalistas, 345, no total, ainda concorreram à premiação de voto popular, cujo resultado foi divulgado na última segunda-feira (29). Entre os dez projetos mais votados, o “Desenvolvimento de esteira rolante de descida autossuficiente com freio eletromagnético de baixo custo”, conquistou a quarta colocação, com o total de 1510 votos.

O trabalho foi desenvolvido pelos estudantes Gabriel do Nascimento Carlos Leite, Mariana Moura Mendonça e Francisco Ivonêz da Silva, do Campus Mossoró, sob a orientação do professor Felipe Bento de Albuquerque e coorientação da professora Francisca Jucileuda Souza. O objetivo do projeto é desenvolver uma esteira rolante de descida autossuficiente, que contenha freio eletromagnético, de baixo custo, capaz de reduzir os efeitos causados pelo elevado consumo energético, além dos altos custos, das tradicionais esteiras transportadoras.


r87

Campus Canguaretama seleciona professor substituto de Língua Inglesa e Sociologia

O Campus Canguaretama do IFRN divulgou hoje (19) o Edital 15/2020, referente à contratação de professor substituto. A seleção é realizada para as disciplinas de Língua Inglesa e Sociologia. Os interessados devem se inscrever no período de 23 a 30 de novembro, através do site professorsubstituto.ifrn.edu.br. A taxa de inscrição tem o valor de R$ 78.

As vagas são para professor da carreira de magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT). Podem se inscrever portadores de diploma de graduação. A remuneração, para professores selecionados já com doutorado, pode chegar a R$ 5.786,78. O processo seletivo é composto de prova de desempenho e de títulos. Todas as datas estão descritas no edital.

Edital 15/2020 | Seleção para professor de Língua Inglesa e Sociologia | IFRN Canguaretama

Site para inscrição


alrn-hoz

Assembleia Legislativa homenageia os 110 anos do IFRN

A Assembleia Legislativa realizou sessão solene, na tarde desta quarta-feira (18), em homenagem aos 110 anos de história do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN). O propositor da sessão foi o deputado Allyson Bezerra (SDD), que também é ex-aluno da instituição e presidiu a sessão.

O IFRN tem como função social ofertar educação profissional e tecnológica, de qualidade referenciada socialmente e de arquitetura político-pedagógica capaz de articular ciência, cultura, trabalho e tecnologia, comprometida com a formação humana, com o exercício da cidadania, com a produção e a socialização do conhecimento. No Rio Grande do Norte, a instituição conta com 21 unidades funcionando e uma em fase de implantação atuando em todas as regiões do Estado. A instituição tem mais de 40 mil alunos e 3,5 mil funcionários.

Como propositor da sessão e egresso do curso Técnico em Edificações, Allyson Bezerra destacou a importância do IFRN para a sua formação e para o desenvolvimento educacional e econômico do Estado. “A minha adolescência foi revestida de muitos sonhos e fazer parte do IFRN foi um sonho que realizei. Como ex-aluno, tenho o prazer de propor essa sessão e acredito ser um marco na história. Propomos essa sessão porque é tempo de valorizar a educação e a instituição que tanto contribui com a sociedade. O IFRN é importante para a transformação e desenvolvimento do Rio Grande do Norte por meio da qualificação dos nossos profissionais”, declarou o parlamentar.

Representando a instituição, o professor reitor do IFRN, Willys Abel, fez um breve histórico da atuação da instituição ao longo dos 110 anos, citou diversas conquistas em avaliações institucionais, além de projetos de governança e gestão desenvolvidos e criticou os cortes de verbas educacionais feitos pelo Governo Federal.

“É uma honra fazer parte dessa solenidade em homenagem a uma instituição que ao longo dos anos tem sido destaque no Brasil conforme demonstram os números. Somos ensino, pesquisa, extensão e internacionalização com parcerias com universidades europeias. A nossa missão é prover a formação humana, cientifica e profissional visando o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Tivemos cortes orçamentários que terão consequências para o desenvolvimento dos projetos institucionais, temos caminhado vencendo dificuldades com preparo técnico e intelectual que, a longo dos anos, deram trabalho e vida a muita gente, “ declarou o reitor.

Homenageados

  • Antonia Francimar da Silva
  • Belchior de Oliveira Rocha
  • Clóvis Costa de Araújo
  • Francisco Damião Freire Rodrigues
  • Getúlio Marques Ferreira
  • Ivanilton Costa Filgueira
  • Jailton Barbosa dos Santos
  • José Arnóbio de Araújo Filho
  • Marcos Antônio de Oliveira
  • Nalbert Pietro Martins da Costa
  • Willys Abel Farkat Tabosa

contex

MPF ingressa com ação contra extinção de mais de 200 cargos e funções na UFRN e no IFRN

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma ação civil pública (ACP) para suspender os efeitos do decreto presidencial que extingue 206 cargos e funções na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN). A medida, que passou a valer desde o dia 31 de julho, pode resultar no corte de 158 cargos e funções na UFRN e 48 no IFRN, a grande maioria deles ocupados por servidores.

A economia com a extinção desses cargos não chega a 0,06% da folha de pagamento das duas instituições. Por outro lado, além de inconstitucional, a iniciativa pode inviabilizar o funcionamento de várias áreas da universidade e do instituto, bem como prejudicar indiretamente as atividades de ensino, pesquisa e extensão, pois os números representam um quarto do total das funções.

A ação do MPF é assinada pelos procuradores da República Caroline Maciel (procuradora regional dos Direitos do Cidadão no RN), Fernando Rocha e Emanuel Ferreira e reforça que o Decreto 9.725 – assinado pelo presidente da República Jair Bolsonaro em 12 de março de 2019 – fere a autonomia administrativa e de gestão financeira e patrimonial das instituições federais de ensino superior. Já há, inclusive, ACPs de teor semelhante em tramitação no Rio Grande do Sul e Pernambuco que resultaram em liminares pela manutenção dos cargos e funções extintos irregularmente.

O decreto determinou a extinção de milhares de cargos e funções gratificadas e de confiança por todo o Brasil. A Constituição determina, no entanto, que para extinguir funções ou cargos – quando estão ocupados – é necessária a aprovação de leis e não a simples assinatura de decretos. O próprio texto do 9.725, porém, reconhece que os cargos e funções não estão vagos e determina explicitamente que os ocupantes “ficam automaticamente exonerados ou dispensados”.

Impacto – Financeiramente, o decreto não representa economia significativa para as instituições. No caso da UFRN, o valor anual total das funções extintas corresponde a apenas 0,031% da folha de pagamento de pessoal e encargos sociais. No IFRN esse percentual corresponde a 0,056%. Algumas das funções representavam remuneração mensal de apenas R$ 270,83 e muitas eram ocupadas por servidores de carreira.

“(…) diante dos impactos administrativos e efeitos concretos deletérios à administração das universidades e institutos federais, a suposta economia fica na casa dos centésimos percentuais, de modo que se apresenta como medida, além de ilegal e inconstitucional, também, desarrazoada e desproporcional”, aponta a ACP.

Na área acadêmica, foram extintos cargos como os das coordenações de laboratórios nos campi avançados e as coordenações de administração escolar e as de multimeios. Na área administrativa, há funções de coordenação e de planejamento. Das 158 da UFRN, 141 estavam ocupadas e as demais se encontravam vagas devido à rotatividade de ocupantes e não por serem desnecessárias. Das 141, 101 eram da área acadêmica e 40 da administrativa, representando, respectivamente, uma perda de 23% e 28% do total.

Riscos – De acordo com a UFRN, a extinção das funções, “desacompanhada de um plano de reestruturação das mesmas, pode comprometer o funcionamento adequado das unidades acadêmicas e administrativas, uma vez que algumas delas, por sua natureza, são de difícil reestruturação. Outro risco envolvido é o desestímulo na motivação do quadro de servidores, uma vez que agregarão atividades, inclusive de gestão, sem o devido reconhecimento, podendo ocasionar, inclusive, situações de desvio de função”.

Há ainda o temor de que docentes tenham de acumular atividades atualmente não exercidas, devido à extinção dos cargos, influenciando a disponibilidade dos professores para as atividades fins (ensino, pesquisa e extensão). O MPF reforça que a falta das funções pode gerar até mesmo prejuízo em vez da pequena economia prevista: “(…) é evidente, por exemplo, que um descontrole da área de contratos, por conta de ausência de chefia imediata, pode acarretar em muitos efeitos econômicos prejudiciais ao patrimônio público”, exemplifica.

A ACP tramita na Justiça Federal sob o número 0808271-42.2019.4.05.8400 e inclui um pedido liminar requerendo a suspensão dos efeitos dos artigos 1º e 3º do decreto e que a União não considere exonerados e dispensados os ocupantes dos cargos, assim como não os considere extintos.

Confira a íntegra da ação.


senhoritta

IFRN apresenta projetos de inovação tecnológica no Ministério da Saúde

Nesta terça-feira (30), o reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Wyllys Farkatt Tabosa, e o professor João Paulo Queiroz, coordenador do Núcleo Avançado de Inovação Tecnológica (Navi) da Instituição, estiveram presentes em reunião com representantes do Ministério da Saúde, em Brasília/DF. Na ocasião, foi exposto o progresso da Caneta Plasma, do miRNA e do OSSEUS, 3 dos 25 projetos de pesquisa em andamento. Os trabalhos são desenvolvidos por mais de 40 pesquisadores do IFRN, com apoio do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (Lais), da UFRN. Até agora, o Navi já teve cinco patentes registradas e 26 registros de softwares.

“O mais importante, para nós, é conhecer de perto cada projeto, o avanço de cada um, a perspectiva de apoio dentro do Ministério da Saúde e a relação com nossas áreas técnicas, para termos sequência no trabalho e, futuramente, novas iniciativas”, afirmou Ricardo Barcelos, vice-coordenador geral do Complexo Industrial da Saúde. “Foi muito oportuna a exposição de cada projeto aqui, com os técnicos apresentando e tirando dúvidas, isso é que é importante”, disse.

De acordo com João, todos os percentuais de progresso das pesquisas estão acima do recomendado: “isso mostra a capacidade de desenvolvermos pesquisa de qualidade sempre com foco no prazo estipulado no projeto. A reunião foi extremamente produtiva, pois conseguimos mostrar nosso potencial para a equipe do Ministério da Saúde”, completou.

Projetos apresentados

Quem compareceu à reunião teve a oportunidade de acompanhar um resumo do desenvolvimento da Caneta Plasma, que tem como objetivo a remoção de tecido cariado e esterilização de cavidades dentais; do miRNA, que tem como proposta a realização de pesquisa investigativa sobre a viabilidade técnica e econômica do uso de microRNA como biomarcador para o diagnóstico precoce de cânceres de mama, próstata e colo de útero; e do OSSEUS, que visa ao desenvolvimento de pesquisa para a validação pré-clínica, prototipagem industrial e processos de homologação de dispositivos biomédicos no diagnóstico de doenças osteometabólicas (grupo de transtornos do metabolismo ósseo).

Avaliação

Para Ricardo, o material apresentado pelo IFRN atendeu às expectativas: “a pesquisa é fundamental para desenvolver novas oportunidades e a inovação é tudo. Hoje, nós temos que usar todos esses recursos da tecnologia para a saúde”, concluiu.​

Por Assessoria


r87

Francisco do PT visita IFRN de São Gonçalo que sofreu corte superior aos R$ 600 mil

Em continuidade às visitas aos Campus do IFRN, o deputado estadual Francisco do PT esteve na quarta-feira (11), em São Gonçalo do Amarante, para conhecer as instalações do instituto e conversar com professores, alunos e a comunidade sobre os impactos do corte de recursos da educação. Integrou também a comitiva o vice-prefeito Eraldo Paiva.

Presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas e dos Institutos Federais, Francisco do PT demonstrou preocupação diante da apresentação, feita pelo corpo técnico, do panorama financeiro e as consequências reais, resultado da diminuição dos recursos para o funcionamento da instituição.

“Estamos muito preocupados com esses cortes impostos às universidades públicas e aos institutos federais de ensino. Só aqui no IFRN de São Gonçalo, o corte é superior aos R$ 600 mil, afetando os projetos de extensão e serviços que beneficiam a comunidade, as pesquisas e as aulas de campo, inviabilizando assim o funcionamento pleno da instituição”.

Segundo a diretora geral do Campus São Gonçalo do Amarante, Luisa de Marilac, o corte representa 41% do orçamento para o ano inteiro. “Sofremos o terceiro maior corte dentre os institutos e isso resultará, infelizmente, na demissão de terceirizados e a impossibilidade da continuidade de atividades e projetos oferecidos”, alertou a gestora que aproveitou para agradecer a visita do deputado: “Precisamos da união de todos para evitar o desmonte da educação pública”, disse.

Conheça
Em oito anos de funcionamento, a unidade possui 1.400 estudantes matriculados, já formou outros 2.152, dispõe de 102 projetos de pesquisa, 2 núcleos de Extensão em Edificações, oferta cursos nos eixos de Gestão e Negócios, Infraestrutura, Informática e Comunicação.


senhoritta

Governo abre inscrições para Curso Superior em Gestão Pública

As inscrições para o Processo Seletivo Especial do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Pública já estão abertas. A graduação é destinada exclusivamente para servidores públicos do Governo do Rio Grande do Norte. Os interessados devem acessar o Portal do Candidato, no site http://processoseletivo.ifrn.edu.br e clicar na opção “EDITAL N° 01/2019-PROEN/IFRN – CURSO SUPERIOR EM GESTÃO PÚBLICA – ESCOLA DO GOVERNO”.

Vale ressaltar que para ter a inscrição deferida é necessário, ao final do preenchimento do formulário, anexar no campo específico cópias dos seguintes documentos: 1) RG e 2) informações profissionais e justificativa da seleção (Anexo 2 do Edital, disponível no site www.escoladegoverno.rn.gov.br). As inscrições ficarão abertas até às 17h do dia 31 de maio.

A Graduação de Tecnólogo em Gestão Pública é uma promoção da Escola de Governo, da Secretaria de Estado da Administração e dos Recursos Humanos, por meio de convênio com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), responsável pela execução do curso. As aulas serão iniciadas no segundo semestre de 2019 no turno vespertino. A matriz curricular compreende um total de 2.174 horas/aula, distribuídas em seis semestres letivos sequenciais, totalizando três anos.

Os requisitos para concorrer a uma das 45 vagas do curso são: ser servidor público estadual efetivo e estar ativo no exercício do cargo; possuir certificado de conclusão do ensino médio; e estar desenvolvendo atividades em qualquer uma das áreas de concentração da administração pública, seja administração geral, planejamento, gestão de recursos humanos, financeiros ou materiais. Além disso, terão prioridade os servidores que não possuam cursos de nível superior.

A seleção dos candidatos terá caráter eliminatório e classificatório, constando de três etapas: análise dos pré-requisitos, provas escrita e entrevista presencial. De acordo com o cronograma do edital, o resultado da homologação das inscrições, referente à primeira fase, está previsto para ser divulgado no dia 06 de junho, enquanto as provas serão aplicadas no dia 15 de junho de 2019. O resultado final será anunciado no dia 10 de julho e a aula inaugural tem previsão para acontecer no dia 29 de julho de 2019.

O objetivo do Curso de Tecnólogo em Gestão Pública é formar profissionais com visão crítica, estratégica e inovadora para o setor público, qualificando-os a atuarem na área de gestão das organizações públicas, aliando a teoria e a prática para uma formação crítica, reflexiva e sustentável.

Para sanar dúvidas ou ter mais informações: 3232-1699 ou egov.rgn@gmail.com (Departamento de Capacitação da Escola de Governo) e 4005-0781/0882 ou processoseletivo@ifrn.edu.br (Coordenação de Acesso Discente do IFRN).


alrn-hoz

Conferência HUAB capacita+ acontece no dia 14 de fevereiro

A Maternidade e Hospital Universitário Ana Bezerra (HUAB), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), realiza a I Conferência HUAB capacita+ no dia 14 de fevereiro, das 8h às 17h, no anfiteatro da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa).

A programação da conferência conta com dois painéis: Reforma trabalhista, o que mudou?, com Marcelo Barros, advogado e professor do IAP Cursos, UNI-RN e Escola da Magistratura Trabalhista, e Reflexos da Reforma na Saúde e Segurança Ocupacional, com Edwar Abreu, advogado, psicólogo, engenheiro de segurança no trabalho e professor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

As inscrições podem ser realizadas através deste formulário. A entrada no evento é condicionada a entrega de 1kg de alimento não perecível.


r87

Professores das universidades oferecem apoio voluntário ao Governo Fátima

Professores das universidades estadual e federal do RN (UERN e UFRN), do Instituto Federal de Educação Tecnológica (IFRN) e do Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy (IFESP) entregaram nesta quinta-feira, 31, carta oferecendo, de forma voluntária, serviços de pesquisa, consultoria, análises e avaliações ao Governo do Estado.

A governadora Fátima Bezerra disse que a iniciativa dos professores “expressa a participação popular e é isso que queremos para desenvolver o Estado com sustentabilidade, com garantia de direitos e cidadania à população”.

Fátima considerou a reunião, no auditório da Governadoria, como o primeiro passo para a concretização do Fórum de Diálogo com a Sociedade, que será instituído em breve pela administração. “O Governo tem que ter canais de diálogo, de discussão permanente com a sociedade e já instituímos o Fórum Permanente de discussão com os Servidores”, registrou a Governadora.

O professor Deusimar Freire Brasil, do Centro de Biociências da UFRN, explicou que “a intenção é oferecer à administração estadual voluntariamente assessoria e apoio multisetorial. Hoje temos aproximadamente cem professores interessados em oferecer esta participação ao Governo da professora Fátima Bezerra que em sua vida parlamentar sempre se dedicou à educação”, declarou.

A professora do IFRN de Parnamirim, Aparecida Fernandes, disse que as unidades de educação superior possuem vasto trabalho de pesquisa e extensão que podem servir às políticas públicas. “Podemos, por exemplo, contribuir muito para melhorar o índice de desenvolvimento da educação que hoje é muito baixo em nosso Estado”, sugeriu.

Os professores das universidades também se dispõem a formular e desenvolver projetos, pesquisas, trabalhos de extensão promovendo a aproximação das instituições à sociedade, incentivando a vivência no dia a dia das pessoas.

“A defesa das políticas públicas é um desafio para todos nós. Precisamos valorizar a cidadania, desenvolver o Estado aproveitando todo o seu potencial nas diversas áreas econômicas. O conhecimento das nossas universidades pode e deve contribuir para isto, o que vai refletir também na formação de profissionais com maior e melhor interação com toda a sociedade”, finalizou Fátima Bezerra.

Além da governadora, os professores, especialistas, mestres e doutores das instituições de ensino superior no RN foram recebidos pelo vice-governador Antenor Roberto, pelos secretários de Estado da Educação, Getúlio Marques, da Saúde, Cipriano Maia, do Planejamento e Finanças, Aldemir Freire, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, da Administração, Virgínia Ferreira, da Regularização Fundiária e Apoio à Reforma Agrária, Alexandre de Oliveira Lima, da Sethas, Iris Oliveira, e pela presidente da Fapern (Fundação de Pesquisa e ensino do RN), Shirley Freitas. Os deputados Fernando Mineiro, Isolda Dantas e Francisco Medeiros também participaram da audiência.

Por Assessoria


alrn-hoz

Péricles fala sobre economia e declara: “Universidades contribuem muito mais que o Alto de Santa Rita”

O candidato Péricles Rocha, do PSD, declarou em entrevista na Rádio Santa Cruz AM, que observa o setor de emprego e geração de renda como uma forma de gerar oportunidades para o município. “Eu tenho andado por Santa Cruz e vejo a falta de oportunidades em Santa Cruz. Não é fácil, não conseguiremos em 1 ano e 10 meses, mas podemos dar um pontapé inicial”, disse.

Ele acredita que uma secretaria das Mulheres ou até mesmo uma coordenadoria poderia “abrir espaço e politicas publicas para as mulheres”. O candidato vê essa proposta como parte do social, mas também da economia do município.

Mas a parte mais polêmica ficou para o final, quando ele confiou a movimentação econômica mais forte da cidade por parte das universidades. “As universidades contribuem muito mais que o Alto de Santa Rita. Não é que não contribui, mas as universidades contribuem muito mais. E fui eu que construí. Com sete meses como secretário de Obras e depois como prefeito até sua inauguração. Se alguém subir lá e olhar a placa de inauguração vai encontrar o nome do prefeito que inaugurou. Eu participei desde o seu início, eu lembro bem. Desde a pedra fundamental”, declarou.

Perguntado se era contra ou a favor do Teleférico, Péricles não falou nem que sim e nem que não, usou um bom argumento para dizer que irá concluir a obra e ainda cutucou: “Dizem que o dinheiro já está em conta, então vamos concluir”. Mas também reiterou que pretender fazer parcerias com as universidades (UFRN e IFRN), mas que o turismo fará parte da sua área econômica. “Eu sou a favor do teleférico, mas as universidades contribuem bem mais do que o teleférico. O dinheiro está aí, o Governo Federal está bancando? Vamos concluir. Respeito, mas mais importante que o teleférico são as universidades”, concluiu.


m4net

Colégio IESC comemora aprovações dos seus alunos no SISU 2019

O Colégio IESC confirmou seu favoritismo em ter um alto número de aprovados, foi assim para o IFRN e agora no SISU 2019.

“O colégio alegra-se juntamente com familiares e professores pela aprovação no SISU de alunos e ex-alunos em diversos cursos e universidades. Parabenizamos todos os nossos alunos, em especial os alunos do IFRN, oriundos do IESC. Cursos muito bons, inclusive Medicina e outros de alta concorrência. Desejamos a todos muito êxito e um futuro de glórias. Sejam felizes e cuidem do que é de todos. O IESC reitera o seu compromisso com uma educação humana integral”, declarou a direção em nota ao Blog.

3ª Série:

  • Ana Letícia – Química
  • Caroline Guilherme – Pedagogia
  • Cláudia Raíssa – Letras/Espanhol
  • Elton Danilo – C&T
  • Maria Rita Crisanto – Turismo
  • Isabella Santiago – Direito
  • Brenda Sillva – Zootecnia

Cursinho Pré-ENEM:

  • Adla Yasmin – Direito
  • Pétrios – Enfermagem
  • Maria Emília – Psicologia
  • Jéssica Janyny – Ecologia
  • Érica – Turismo
  • Maria Clara – Ciências Biológicas
  • Geikson – Ciências Biológicas
  • João Pedro – Química

contex

IFRN abre mais de 3 mil vagas para cursos técnicos

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte divulgou, nesta sexta-feira, 3/8, o Edital Proen/IFRN n° 29/2018 que trata do Exame de Seleção 2019. O Exame dará acesso a 3.148 vagas para 82 cursos técnicos integrados ao ensino médio, distribuídos em 20 campi do RN. Voltado para estudantes que estejam concluindo ou já concluíram o ensino fundamental, 50% das vagas são reservadas a estudantes de escolas públicas. As vagas são para os turnos matutino e vespertino.

Inscrições e pagamentos

As inscrições para o Exame de Seleção começam no dia 10 de agosto e vão até o dia 03 de setembro, devendo feitas no Portal do Candidato. O pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 30,00, deve ser efetuado até o dia 4/9. A solicitação de isenção da taxa de inscrição pode ser realizada entre os dias 10 e 20 de agosto, com resultado final previsto para ser divulgado no dia 29. Os alunos participantes do Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC), conforme orientações constantes no Edital 29/2018, estão isentos dessa taxa.

Prova e resultados

As provas do Exame de Seleção serão aplicadas no dia 14 de outubro de 2018. No dia da prova, os participantes devem comparecer ao local definido portando documento oficial com foto, cartão de inscrição impresso e com uma caneta esferográfica transparente preta. O resultado final está previsto para ser publicado no dia 04 de dezembro de 2018. Os candidatos aprovados devem realizar as pré-matrículas entre 07 e 09 de janeiro de 2019, no campus selecionado para ingresso.

Cronograma

​​Data das inscrições​: ​10/8 a 3/9/2018

​​Data da prova: ​14/10/2018

​Horário da prova: ​13h às 17h (horário oficial local)

​Local: ​Definido no cartão de inscrição do aluno

​Resultado final: ​4/12/2018

​Pré-matrícula: ​7 a 9/1/2019


alrn-hoz

Últimos dias para inscrição no ProITEC

Estudantes de escola pública que estejam no nono ano do ensino fundamental têm até o dia 19 de março, próxima segunda-feira, para se inscreverem no Programa de Iniciação Tecnológica e Cidadania (ProITEC). O Programa, que tem o objetivo de promover o aprofundamento da aprendizagem de estudantes da rede pública de ensino, nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ética e Cidadania, recebe inscrições, via Portal do Candidato, até as 18h do dia 19/3.

O Programa

No ProITEC, que é um curso de formação, os estudantes se inscrevem, recebem material de estudo e fazem uma prova para avaliar os conhecimentos. Essa prova busca preparar os estudantes para o processo seletivo que dá acesso aos cursos técnicos integrados ao ensino médio do Instituto, o Exame de Seleção.

Agora, nessa reta final, os inscritos devem pagar R$ 30, até o dia 20 de março, em qualquer agência bancária. O valor é utilizado para cobrir os custos de produção e realização da prova, que simula a mesma situação do processo seletivo, com fiscais de sala e horário de fechamento dos portões. O programa é exclusivo para os estudantes que estão no 9º ano ou que já concluíram o ensino fundamental, desde que tenham feitos todos os anos de ensino em escola pública.

Exame de seleção

O Exame de Seleção, realizado anualmente pelo IFRN, é a porta de entrada para os cursos técnicos integrados ao nível médio. Atualmente com 21 campi distribuídos em todo o Rio Grande do Norte, o Instituto tem oferecido mais de 3 mil vagas em aproximadamente 80 cursos. Para Everaldo Pereira, coordenador de Acesso Discente (Cadis), “O ProITEC, sendo uma preparação para o Exame, tem tido papel fundamental no reforço da aprendizagem de estudantes da rede pública. Além disso, nossas estatísticas mostram o enorme êxito de estudantes que fazem essa preparação”. Esse é o caso de Thuan Duarte e Willyam Firme: tendo passado pelo ProITEC, os estudantes concluíram em 2018 o ensino médio na modalidade Integrado. Thuan foi aluno do curso de Multimídia, oferecido pelo Campus Natal-Cidade Alta, e Willyam Firme concluiu o curso de Meio Ambiente, ministrado no Campus São Paulo do Potengi. “A experiência do ProITEC foi fundamental para entrar no IFRN, de onde saio ciente de ter vivido a melhor época de minha vida, tanto pelos colegas, como pela estrutura e pelo aprendizado, que ampliou minha visão de mundo para sempre”, disse Firme.

Isenção

Edneide Barbosa, também da Cadis, ressalta uma informação importante: “é bom lembrar que o estudante que paga a inscrição no ProITEC já está isento do pagamento da taxa para o Exame de Seleção, ou seja, só há um pagamento. Contudo, o candidato ou candidata não pode esquecer que a nova inscrição também é necessária”.

Acesse:

Edital ProITEC

Portal do Candidato


contex

IFRN divulga 58 vagas em concurso para professores efetivos

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte está prestes a receber novos professores efetivos. Isso porque foi publicado nesta segunda, 12/6, o Edital Complementar ao Edital 22/2016, que rege concurso público para a contratação de 58 professores da Carreira do Magistério de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do IFRN.

As vagas são distribuídas entre 28 disciplinas, entre elas Construção Civil, Informática aplicada ao Design Gráfico, Produção Audiovisual, Instrumentação Industrial e Gestão Ambiental, podendo ser direcionadas a quaisquer um dos 21 campi do Instituto, de acordo com a necessidade e adequação do serviço. A taxa de inscrição para os cargos, todos de Dedicação Exclusiva, é de R$ 100,00.

A Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern) será a organizadora do concurso. Os interessados poderão realizar inscrição no processo seletivo entre os dias 6 e 26 de julho, através do site da Funcern ou diretamente na área do candidato. As provas escritas serão aplicadas no dia 24 de setembro; as de desempenho, entre os dias 25 de novembro e 10 de dezembro. O resultado final do concurso está previsto para ser divulgado em 31 de janeiro de 2018.


contex

IFRN divulga organizadora do concurso para professores efetivos

Em cumprimento aos trâmites previstos no Edital 22, de agosto de 2016, que trata do concurso público para provimento de cargos de Professor da Carreira do Magistério de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do IFRN, a Coordenação de Desenvolvimento de Pessoal divulgou, via Diário Oficial, o nome da organizadora do certame.

A Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN – Funcern, após parecer da Procuradoria Jurídica do Instituto, que indicou dispensa de licitação, será a entidade responsável pela organização e realização do concurso para professores do Instituto. O Edital nº 22, que traz em seu quadro geral 58 vagas para 28 disciplinas, ainda prevê a formação de comissão de servidores que, junto à Funcern, tratará do cronograma do processo e da publicação de edital complementar, que trará conteúdos programáticos das provas, informações sobre a forma, os procedimentos e o período de inscrição, além das condições de isenção de taxa de inscrição, entre outros.

Técnico-administrativo

Também divulgados em agosto de 2016, os editais nº 19 e nº 21, voltados a provimento de cargos de Técnico Administrativo, seguem sob análise da procuradoria jurídica do IFRN, com divulgação da organizadora e editais complementares previstas para breve.

Funcern

A Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN, regida pela Lei 8.958/94, é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, sediada em Natal, no Rio Grande do Norte. Constituída por pessoas jurídicas, objetiva apoiar ações de ensino, pesquisa, extensão e desenvolvimento institucional do IFRN. Credenciada junto aos Ministérios da Educação (MEC) e da Ciência e Tecnologia (MCT), ao Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições Federais de Ensino Superior (Confies) e à Associação Brasileira de Instituições de Pesquisas Tecnológicas (Abipti), a fundação é reconhecida como entidade de utilidade pública em nível estadual e municipal.


r87

“Santa Rita de Santa Cruz” é tema de livro lançado pela editora do IFRN

Entre os livros que serão lançados pela Editora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), nesta quinta-feira (27), um livro chama atenção por tratar das identidades culturais de Santa Rita de Cássia na cidade de Santa Cruz. A professora Magda Renata Diniz é a autora da obra “(Santa) Rita de Cássia na boca do povo de Santa Cruz/RN: identidades culturais em construção”.

Professora Magda Renata Diniz, autora do livro (Santa) Rita de Cássia na boca do povo de Santa Cruz/RN: identidades culturais em construção.

Magda Diniz foi professora de Língua Portuguesa no IFRN -Campus Santa Cruz das turmas de Refrigeração e Informática em 2009 e 2010. “Este livro é parte de minha dissertação de mestrado e representou uma experiência inesquecível como linguista diante das práticas sociais com os moradores de Santa Cruz”, disse a autora, que atualmente leciona no IFRN – Campus Canguaretama.

O livro trata sobre os aspectos “ritianos”, passando pelos nomes das pessoas, comércio e outros trabalhos que carregam o nome da padroeira da cidade. “Uma estátua que estava sendo erguida em setembro de 2009 sobre o Monte Carmelo, no município de Santa Cruz, chamou imediatamente minha atenção quando fui trabalhar nessa cidade, em função de ter sido aprovada em um concurso público para professora. Naquele momento, por ser uma obra de grande expressão em uma cidade de pequeno porte, toda a atenção voltava-se para a estátua. As conversas corriqueiras estavam envolvidas direta ou indiretamente com a figura de Santa Rita de Cássia”, comenta Magda nos primeiros trechos da obra.

Fotos dos comércios com placas e artes que retratam Santa Rita, simbolizam a marca da religiosidade na cidade, que segundo a autora “o conhecimento é levado para as gerações futuras”. “Isso ocorre, principalmente, porque o cenário social em Santa Cruz é favorável para a recepção das virtudes de Rita de Cássia. […] em virtude de seus aspectos humanos, em sintonia com os sentimentos valorados por esse povo, dentre os quais se destacam: saber lidar com as dificuldades de relacionamento com pessoas do seio familiar sobremaneira, ter mais paciência para executar diversas atividades, ter esperança, ser uma pessoa íntegra, ser perseverante, ser mãe, ser casada, ser prestativa com os doentes e ser militante diante dos problemas sociais”, explica.

E-books

A obra sobre Santa Rita e Santa Cruz está entre as 40 obras lançadas, das quais 23 são impressas e 17 em formato eletrônico. Ao todo são 250 pessoas envolvidas nas produções, entre organizadores, autores e coautores.

O IFRN possui o seu próprio repositório institucional, o Memoria, onde alunos e servidores podem armazenar artigos, teses e até dissertações. 34 obras das que serão lançadas nesta quinta-feira já estão disponíveis através do repositório. Para ter acesso às versões digitais basta ir ao site www.memoria.ifrn.edu.br e buscar o livro desejado.

O livro da professora Magda Diniz se encontra no link: http://memoria.ifrn.edu.br/handle/1044/946. Uma obra que retrata vários aspectos do município, sendo mais uma fonte importante para pesquisa e registro histórico de Santa Cruz.


senhoritta

Editora do IFRN lança 40 livros em conjunto com a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras

A Editora do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) lança nesta quinta-feira (27) os livros editados e publicados referentes ao ano de 2016. O evento tem início às 19h, na Academia Norte-rio-grandense de Letras (ANRL), e contará com a presença de autoridades, organizadores, autores e convidados.

A edição deste ano terá uma configuração diferente: serão 40 obras lançadas, das quais 23 são impressas e 17 em formato eletrônico. Ao todo são 250 pessoas envolvidas nas produções, entre organizadores, autores e coautores. “É a primeira vez que lançamos uma quantidade de obras tão significativa e justo nesse momento, que representa uma nova etapa nas atividades da Editora”, disse Darlyne Fontes, coordenadora da Editora.

O evento também será marcado pela assinatura de termo de cooperação entre o IFRN e a Academia Norte-Rio-Grandense de Letras para a publicação de obras indicadas pela Academia. O documento será assinado pelos dirigentes máximos das instituições, o reitor Wyllys Farkatt Tabosa e o presidente Diógenes da Cunha Lima.

Os livros

Dentre as obras lançadas, 5 compõem a Coleção Corpo e Educação, explorando interfaces entre o corpo e a educação e trazendo aprendizagem sobre técnicas corporais. Na área da educação, 11 obras abordam o tema através de diferentes formas. Projetos do Instituto são destaque em outros 7 livros. Ainda há livros de literatura, que neste nicho possui 7 obras. E, como não poderia deixar de ser, o RN é temática para 10 publicações. Parnamirim, Canguaretama, Santa Cruz ou mesmo o Seridó por inteiro são objetos para a construção de mais conhecimento.

Acesso Digital

O IFRN possui o seu próprio repositório institucional, o Memoria, onde alunos e servidores podem armazenar artigos, teses e até dissertações. 34 obras das que serão lançadas nesta quinta-feira já estão disponíveis através do repositório. Para ter acesso às versões digitais basta ir ao site www.memoria.ifrn.edu.br e buscar o livro desejado.

Confira a lista completa de obras que serão lançadas:

1. Artes Marciais: A relação mestre e discípulo como educação sensível – Luiz Arthur Nunes da Silva
2. A carta do pai – Bernard Andrieu
3. Em cada canto, um conto, uma canção: o velho, a tradição oral e a educação no Mato Grande/RN – Maria Elizabete Sobral
4. Esporte como experiência estética e educativa: uma abordagem fenomenológica – Liege Monique Filgueira
5. Corporeidades… Inspirações merleau-pontianas – Terezinha Petrucia da Nóbrega
6. Projeto de extensão fluxo contínuo – InCampus JC – Ciclo dialógico – 2015 – Éliton Costa e Francêsco Lopes
7. Seridó Potiguar – Helder Macedo, Olívia Neta e Rosenilson Santos (Orgs.)
8. Coxinha de Macaxeira – Pedro Barbosa da Fonseca
9. Centro histórico de Natal – Andréa Costa e Patrícia Amaral
10. Dialogar é preciso: Estudos e experiências interdisciplinares na escola – Renato Araújo Teixeira (Org.)
11. Fundo da Infância e da Adolescência – Marcus Vinicius Pereira Junior
12. Dos antros de pedra aos verdes prados – Francyjonison Custódio do Nascimento
13. Políticas para a educação superior no Brasil – Andrea vale e Andrezza Tavares (Orgs.)
14. Petróleo e gás: Noções básicas para alunos do ensino médio – Mário Tavares de Oliveira Cavalcanti Neto (Org.)
15. Práticas educativas em movimento: Experiências formativas de ensino, pesquisa, extensão e gestão no Campus São Paulo do Potengi do IFRN – Ahiram Castro, Elizabete Sobral, José Gllauco e Ulisandra Silva (Orgs.)
16. Recursos Naturais: Questões socioeconômicas e políticas do RN – Gesinaldo Cândido e Valdenildo da Silva (Orgs.)
17. Material de apoio para UbuntUCA: Sistema operacional, Writer, Impress, Calc e Internet – Diego Pereira e Rodrigo Siqueira (Orgs.)
18. Metodologias e procedimentos de pesquisa em educação e em ciências sociais – José Mateus do Nascimento e Lenina Lopes (Orgs.)
19. Abundância de vale com matas à verdejante Canguaretama/RN – Thiago Antônio de Oliveira
20. Imagens de destinos turísticos: Conceitos, modelos e casos – Márcio Marreiro, Sérgio Marques Jr. e Victor da Silva
21. (Santa) Rita de Cássia na boca do povo de Santa Cruz/RN: Identidades culturais em construção – Magda Renata Diniz
22. Diversidade linguístico cultural no ensino espanhol para brasileiros: Experiências reflexivas para alunos do IFRN – Bruno Rafael Venâncio e Raquel Serrão (Orgs.)
23. Intercompreensão de línguas românticas e língua inglesa – Janaina Michelle de Oliveira e Selma Alas Martins
24. Barthes (Im)pensado – Alfredo Henrique Oliveira Marques (Org.)
25. Crônicas Salineiras – Joilza Cortez, Magda Diniz, Rafael Medeiros, Tacicleide Vieira e Weber Alves (Orgs.)
26. Viver a velhice – Ivanilda Freire e Josenildo Pinheiro (Orgs.)
27. Expansão urbana de Parnamirim: Os desafios do planejamento urbano – Josyanne Pinto Giesta
28. Educação física no IFRN: Compartilhando saberes e experiências – Alison Batista, Augusto Ribeiro, Iracyara Souza, Irapuan Lucena, Ivana Lúcia e Joaquim Neto
29. Manual lúdico de química – Michele Asley Alencar, Luciana Medeiros Bertini e Francisca Belkise de Freitas Moreira
30. Plano Municipal de Turismo de Canguaretama/RN 2015-2025 – Renata Trigueiro e Darlyne Virginio
31. Europa, 1848. Brasil, 1930: duas revoluções – Ricardo Luiz de Souza
32. Barruadas e catabilhos – Auridan Dantas de Araujo
33. O processo de formulação do programa Universidade para todos: atores, coalizões e interesses – Lenin Cavalcanti
34. Estrada de ferro central do Rio Grande do Norte em Taipu/RN: transformações espaciais e memória – João Batista dos Santos
35. Enquanto o sol teima em brilhar – Ana Santana Souza
36. Nathaniel Hawthorne: O puritanismo e a hipótese do eros em A letra escarlate (1850) – Albéris Eron
37. Enfim, o que as mulheres querem? – Maria do Socorro Silva
38. Astronomical Journeys – Antonio de Araujo Sobrinho
39. Projeto hemisférico: “Gestão e certificação escolar para formação e credenciamento de competências laborais e chaves no segundo ciclo da educação secundária” – Jaime Biella, Maria Cabral e Otávio Tavares (Orgs.)
40. O (In)imaginável elefante mal-ajambrado – Saul Estevam Fernandes


r87