Saúde

FACISA busca voluntárias para pesquisa sobre demandas na gestação

Durante a gravidez, grande parte das mulheres se sente em um processo complexo, marcado, principalmente, por incertezas e inseguranças. Pensando nisso, o projeto Gestar & Cuidar, da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa/UFRN), iniciou uma pesquisa no intuito de compreender as demandas biológicas, psicológicas e sociais que afetam a vida feminina durante a gestação.

Para participar da pesquisa é necessário ser mulher na faixa etária entre 18 a 34 anos e estar grávida de feto único. Gestantes de qualquer localidade do Brasil que tenham acesso à internet, como também a aparelhos eletrônicos que realizam videochamadas podem contribuir com as respostas. As interessadas em colaborar devem responder a este questionário até dia 13 de agosto. As voluntárias levam em média 10 minutos para responder a todas as perguntas.

De acordo com Vanessa Sousa, docente e coordenadora do projeto, após a obtenção das respostas elaboradas no formulário, a pesquisa vai servir para a realização de rodas de conversas com as gestantes. Esse momento visa a coleta de informações sobre as principais demandas biopsicossociais que estejam relacionadas à gravidez, segundo a percepção das participantes. “Temos por finalidade montar um instrumento de avaliação multidimensional, baseado na Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade, Saúde e Gravidez (CIF) para essas mulheres que estão passando por esse processo”, pontua.

O Projeto, totalmente gratuito, desenvolve suas atividades desde 2018. A ideia surgiu a partir da necessidade de informar tanto as gestantes quanto os acompanhantes acerca de assuntos relacionados não só à gestação como também ao parto, pós-parto, cuidados com o bebê e direitos da mulher grávida. Pela colaboração de voluntários dos cursos da saúde da Facisa, são realizadas rodas de conversas e dinâmicas interativas com apoio interprofissional para sanar dúvidas dos participantes.

Vanessa lembra que a gestação é um período da vida em que ocorrem inúmeras mudanças que não estão relacionadas apenas aos aspectos biológicos da mulher, mas também aos emocionais e sociais. Segundo ela, tendo em vista que a gestante deve ser protagonista do período gravídico, é importante que os profissionais de saúde sejam sensíveis a essas demandas biopsicossociais relatadas para que, nessa fase, a gestante possa receber orientações, bem como assistência global.


r87

Conselho de Saúde de Santa Cruz se reúne e discute mortes no Hospital Municipal

Uma reunião do Conselho Municipal de Saúde de Santa Cruz discutiu as mortes ocorridas no Hospital Municipal Aluízio Bezerra, a diretora clínica da unidade, Dra. Ellenn Salviano, e a secretária de saúde, Cássia Penha, e demais integrantes da saúde pública local e regional participaram do encontro, que foi híbrido (presencial e online).

Mais informações foram repassadas aos integrantes do conselho, titulares e suplentes, além da população, pois as reuniões são abertas. A diretora clínica, Dra. Ellenn Salviano, e a secretária de saúde, Cássia Penha, confirmaram a abertura de uma sindicância para apurar os fatos ocorridos naquela quinta-feira, 28 de julho de 2022. A Dra. Ellen explicou que o Hospital “se manteve em silêncio por respeito aos familiares, e para não atrapalhar qualquer processo de investigação”.

As explicações da médica e diretora clínica foram as mais importantes nesta reunião, pois trouxeram informações novas e praticamente o primeiro desenho de uma linha do tempo do que aconteceu no Hospital Municipal. O blog acompanhou toda a reunião e apresenta alguns dados importantes:

SALA DE ESTABILIZAÇÃO

De acordo com a Dra. Ellenn, a sala onde Seu Manoel e Hanna Letícia foram atendidos conta com três pontos de oxigênio fixo, que foi utilizada como suporte durante a pandemia da Covid-19, passando por adaptação. Esses três pontos de oxigênio são ligados a usina de gases da unidade. Além dos pontos de oxigênio, a sala têm dois respiradores, monitores e todos os kits necessários para atendimento. A sala comporta até três pacientes graves, e no momento do fato ocorrido Hanna foi a quarta paciente a necessitar de atendimento naquele local.

Um dos pacientes aguardava a chegada do SAMU para transferência, pois ele tinha “infartado”. Hanna Letícia ficou entre este paciente que aguardava transferência e Seu Manoel, que se recuperava de uma pneumonia grave, de acordo com informações do Hospital.

HANNA LETÍCIA

Durante as explicações da diretora clínica, ela apresentou o quadro de Hanna Letícia, de 27 anos, que veio a óbito na mesma tarde que o Sr. Manoel, de 86 anos. Hanna apresentava dor epigástrica e foi atendida na unidade, foi consultado se ela tinha alergia, e segundo relatos do atendimento, ela disse não ter alergia a dipirona injetável. O técnico de enfermagem iniciou a aplicação e ela começou a informar que não estava se sentindo bem e tinha dor no braço. O técnico retirou o acesso e chamou o médico, que antes de chegar até a paciente, ela teve mal súbito. Dessa maneira, ela foi encaminhada para a sala de estabilização. Tentaram a reanimação por 40 minutos, mas não conseguiram.

RETIRADA DO OXIGÊNIO

“Ninguém assumiu a responsabilidade da retirada do oxigênio do Sr. Manoel, quem vai apontar isto são os familiares e acompanhantes dele”, foi assim que a Dra. Ellenn explicou a situação, que para ela, foi uma das mais graves no atendimento na tarde da quinta-feira, 28 de julho. O Sr. Manoel “não estava entubado, estava de máscara reinalante, e não retiraram a máscara”. De acordo com os relatos, foi retirada apenas a conexão com a fonte do oxigênio. Acreditam que o idoso ficou dois minutos sem o suporte de oxigênio, e não utilizaram o “oxigênio de retaguarda”.

De acordo com a diretora, esse oxigênio fica na própria sala de estabilização, e não deveriam ter retirado o oxigênio do Sr. Manoel, pois os cilindros de retaguarda seriam para uma situação grave, como de um quarto paciente na sala, que foi o caso da jovem Hanna Letícia.

A diretora não teve a oportunidade de conversar com calma com os familiares do Sr. Manoel, mas disse que as informações sobre esse procedimento com o idoso só será descoberto na investigação.

CAUSAS DOS ÓBITOS

Com a sindicância que será aberta pela Secretaria de Saúde, com uma portaria ou algum ato publicado pela Prefeitura Municipal, no diário oficial, será formada a equipe que irá integrar as investigações. Essa sindicância vai conversar com funcionários do hospital, profissionais da saúde, técnicos, familiares das vítimas e outras testemunhas. Serão adicionados ainda neste processo todos os documentos que fazem parte do processo e rotina daquele atendimento, assim como laudos técnicos, principalmente do SVO. Para atuar diretamente no caso, o assessor jurídico da Saúde Municipal, Dr. Thiago Fonseca, assume os trabalhos para acompanhar a sindicância.

RESPONSABILIDADE

“Não vou passar a mão na cabeça de ninguém. Já conversamos com a equipe, e neste momento não temos objetivo e culpar ninguém. Se erramos [Prefeitura] vamos assumir o nosso erro. Precisamos apurar, e vamos apurar. Aí vamos dar uma resposta a família e Hanna e de Seu Manoel, elas merecem isso”, disse Dra. Ellenn, que ainda falou sobre a forma como as pessoas estão tratando os profissionais de saúde. “O que não queremos é que a população ache que nós que fazemos parte do corpo técnico do Hospital somos negligente”, complementou. A diretora acredita que não teve questões estruturais da unidade que tenham provocado alguma dificuldade no atendimento. Para ela, não foi escassez de recursos, mas que só saberão de fato quando concluir a sindicância.

“Vamos responder à sociedade de uma forma correta e mais transparente possível. Enquanto gestão hospitalar não tenho intenção de passar a mão na cabeça de ninguém”, finalizou.

MELHORAR A SAÚDE

A população também participou e opinou sobre o sistema municipal de Saúde, que até pela avaliação da Secretaria e Hospital precisam de aperfeiçoamento. Para a maioria, corrigir falhas na triagem do atendimento do HMAB é o primeiro passo. “Antes eram 100 atendimentos por dia, agora são 200 por dia”, explicou a diretora clínica sobre a demanda que o sistema está atendendo nessa fase pós-pandemia.

Promover pactuações regionais e buscar apoio com o Governo do Estado também foram propostas para ajudar o sistema municipal, principalmente para alta complexidade. “Santa Cruz fica com uma sobrecarga grande sem nenhum financiamento dos municípios da região”, foi destacado isso durante a reunião.


contex

HUAB realiza Seminário de Boas Práticas na Assistência ao Parto e ao Nascimento

Na contemporaneidade, tem crescido o debate da humanização do parto e do nascimento, e da necessidade da adoção das boas práticas na assistência obstétrica. Essa é uma temática muito importante, delicada e complexa e que, por isso, merece muita atenção. É fundamental a criação de estratégias para tocar nessa pauta, para conseguir efetivamente alcançar os sujeitos, seja com eventos, formações ou criação de protocolos institucionais.

Foi com o objetivo de capacitar os profissionais de saúde dos municípios do Rio Grande do Norte para fortalecer o diálogo interdisciplinar e ampliar os olhares sobre as boas práticas na assistência humanizada ao parto e ao nascimento, que a Secretaria Estadual de Saúde Pública do RN estabeleceu uma parceria com o Hospital Universitário Ana Bezerra para a realização da segunda edição do Seminário de Boas Práticas na Assistência ao Parto e ao Nascimento.

Este evento perpassa conteúdos como a importância dos indicadores de saúde na atenção obstétrica, bem como trará discussão sobre as boas práticas na assistência ao parto e ao nascimento. Além disso, também serão abordados temas específicos, como: Psicoendocrinologia do parto, biomecânica do parto, luto gestacional, dentre outros.

Evento: Seminário de Boas Práticas na Assistência ao Parto e ao Nascimento
Data: 03 e 04 de agosto, das 8h30 às 17h.
Link para Inscrição: https://forms.office.com/r/tbdvZXhfMM
Local: Transmissão via Youtube, pelo canal do Hospital Universitário Ana Bezerra:
https://www.youtube.com/c/HospitalUniversit%C3%A1rioAnaBezerraHuab

PROGRAMAÇÃO DETALHADA:

DIA 03 DE AGOSTO DE 2022

08h30 – Mesa de abertura:
Representantes da Gerência de Atenção à Saúde HUAB – Flavia Andreia dos Santos e Sonaira Larissa Soares
Representante da Gerência de Ensino e Pesquisa HUAB – Pedro Henrique de Farias

9h – Qual a importância dos indicadores de saúde para um cuidado integral na assistência obstétrica? – Hercilla Nara Ferreira
10h – Os benefícios do parto vaginal para a mulher e as boas práticas assistenciais – Thais Cavalcante
14h – As boas práticas na assistência ao nascimento – Euthalia de Lemos e Claudio Orestes
15h – Especificidades da assistência odontológica nas boas práticas dos cuidados obstétricos e neonatais – Osvaldo Bezerra
16h – Especificidades da assistência nutricional nas boas práticas dos cuidados obstétricos e neonatais – Priscila Guimarães e Amanda Gabriela

DIA 04 DE AGOSTO DE 2022

9h – Acolhimento e assistência em situação de luto gestacional – Naama Maia e Edinara Lina
10h – Psiconeuroendocrinologia do parto – Natália Lucena
14h – O papel da enfermagem obstétrica na assistência ao parto – Ana Neilma e Onadja Benício
15h – Entendendo a importância da biomecânica do parto para uma assistência humanizada, qualificada e efetiva – Fernanda Mendonça e Cynthia Cibelle
16h – Especificidades da assistência farmacêutica nas boas práticas dos cuidados obstétricos e neonatais – Diego Gabriel


contex

FACISA faz seleção para mestrado em Ciências da Reabilitação

Foto: Cícero Oliveira/UFRN

O Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (PPGCREAB), vinculado à Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa) da UFRN, está com inscrições abertas para mestrado. Interessados podem solicitar a inscrição no processo seletivo até o dia 19 de agosto. Todos os documentos necessários listados no edital devem ser enviados via Sigaa.

O programa possui duas linhas de pesquisa. A primeira, Reabilitação Neurológica, investiga diferentes modelos de avaliação e reabilitação ligados à área, englobando o estudo do aprendizado e o controle motor nessas condições. É responsável por analisar os mecanismos de adaptação do sistema neurológico, avaliando e intervindo na neurologia infantil, adulta e idosa. Já a segunda linha de pesquisa – Intervenção no Sistema Musculoesquelético e Cardiorrespiratório – observa os métodos e recursos utilizados na avaliação e intervenção relacionados a esses sistemas, em indivíduos com ou sem disfunções orgânicas.

No total, são ofertadas 14 vagas, sendo destinadas para as Ciências da Reabilitação, ou para profissionais da área da saúde. O candidato com deficiência e a candidata lactante que possuírem necessidades especiais para a realização das provas, deverão preencher o requerimento de atendimento especial disponibilizado na página eletrônica do Programa. É preciso anexar o formulário de solicitação de inscrição, o requerimento de atendimento especial e o atestado médico com a descrição de necessidade especial.

O processo seletivo apresenta quatro etapas: homologação das inscrições solicitadas; prova escrita, sendo realizada presencialmente no município de Santa Cruz, na sede da Facisa; análise e defesa oral do anteprojeto de pesquisa desenvolvido pelos candidatos; e verificação dos currículos Lattes. Os resultados de cada etapa estarão disponíveis na página oficial do Programa. Mais informações constam no edital, e em caso de dúvidas, os interessados podem entrar em contato com a coordenação de pós-graduação pelo e-mail ppgcreab@facisa.ufrn.br.


r87

Hospital Municipal de Santa Cruz registra duas mortes; Investigação é aperta para apurar o caso

As redes sociais registraram um momento triste no Hospital Municipal Aluízio Bezerra (HMAB), em Santa Cruz, com denúncia de supostos erros médicos que teriam provocado dois óbitos. A jovem Hanna Letícia da Silva Venâncio, de 27 anos, e o senhor Manoel Ferreira da Silva, de 86 anos, foram as pessoas que faleceram na unidade.

A paciente Hanna Letícia, de acordo com informações preliminares, morreu após ter recebido a medicação dipirona, inicialmente saiu a informação de que ela era alérgica à substância, mas na ficha de atendimento não foi colocado esse detalhe. O Manoel Ferreira estava internado no local, e acusam da equipe ter retirado o ventilador mecânico de oxigênio que estava com o idoso para usar na jovem.

O programa Repórter 87FM, da Rádio Comunitária Santa Rita FM, foi o primeiro a abordar o assunto na imprensa de Santa Cruz, e trouxe as primeiras informações com muito respeito às famílias dos falecidos no caso, e procurou extrair mais informações para esclarecimentos à população.

Confira como foi o programa Repórter 87FM desta quinta-feira (28):


r87

Facisa promove seminário de psicologia perinatal

Foto: Cícero Oliveira

A psicologia perinatal atua no processo de compreensão dos fenômenos psicológicos que estão em torno do nascimento e do período após o parto. Essa área lida com a parentalidade e a perinatalidade, promovendo o acolhimento, autoconhecimento e equilíbrio emocional das mães no pós-parto. Pensando nisso, a Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (Facisa) realiza o 1° Seminário de Psicologia Perinatal do Trairí: Cuidado materno no ciclo gravídico-puerperal.

O evento foi idealizado com o objetivo de ampliar discussões acerca do cuidado e da assistência materna e infantil às gestantes da região do Trairí no ciclo gravídico-puerperal, estágio que se inicia na gravidez e vai até o parto. Na iniciativa, são evidenciados debates referentes às necessidades das mães de áreas rurais e interioranas, as quais têm menos acesso aos cuidados de saúde mental, como afirma Sebastião Elan, professor de Psicologia e coordenador da ação.

“O acesso é bem menor até à assistência qualificada a uma gestação que seria de alto risco”, defende Sebastião. Ele explica que, mesmo com a proposta de interiorização, a assistência médica é dificultada para as mães da região e, por isso, precisam se deslocar para o município de Natal. No seminário, também se procura entender como está acontecendo o amparo e cuidado com as mães da região, juntando informações que motivem uma atuação ainda maior no local.

O puerpério, por ser o período do início do parto até a volta às condições de pré-gravidez, é o momento mais importante de ser dado o apoio à mãe, tendo em vista a vulnerabilidade acentuada da mulher nessa etapa, como aponta o professor. Nesse sentido, as intervenções são realizadas como uma forma de combater transtornos que possam ser desenvolvidos no momento de sensibilidade. “É quando o bebê nasce, que o foco sai da mãe para o filho e, por exemplo, às vezes ela não tem o apoio social, o da família, o do companheiro”, argumenta.

No evento, serão feitos debates sobre temas da psicologia perinatal, com a possibilidade de tirar dúvidas com os ministrantes. O seminário é destinado não só aos discentes e profissionais de saúde, mas também à comunidade externa. Com inscrições feitas pelo Sigaa até o dia do evento, no dia 21, a ação acontece das 7h30 às 17h, no auditório da Facisa.

A programação completa está disponível no Sigaa.


m4net

Deputado Tomba Farias denuncia que Cipriano Maia não atende ligações telefônicas e que pacientes do Walfredo Gurgel são mandados para casa e ficam “esquecidos”

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) lamentou que o secretário de Saúde do Estado, Cipriano Maia, se recusa a atender ligações telefônicas ou recebê-lo no gabinete para tratar da crise da saúde pública que o Rio Grande do Norte, principalmente no que diz respeito a questão de pacientes que não recebem atendimento no Hospital Walfredo Gurgel e são “mandados para casa, onde ficam no esquecimento”.

Tomba Farias destacou que não sabe o que o secretário Cipriano Maia continua fazendo como titular da Secretaria de Saúde no governo Fátima Bezerra. “O secretário não atende telefone da gente (deputados), não sabe quem é o deputado Tomba, nem sabe quem é nenhum deputado que aqui se encontra. Nem recebido por ele eu fui na sua secretaria”, denunciou.

O parlamentar exemplificou a falta de compromisso com os pacientes que procuram atendimento no Walfredo Gurgel. “Temos aqui dois exemplo: a senhora Maria Medeiros de Souto, de 65 anos, teve fratura de punho no dia 14 de junho e essa pessoa está em Santa Cruz há 22 dias sem atendimento. Na semana passada, fui a zona rural de Santa Cruz e quando chego lá me deparo com uma pessoa, Clenilda de Barros Falcão, que se encontra em casa, abandonada, com fratura de clavícula há onze dias.

Para o parlamentar, o cenário de caos na saúde pública do RN tem que acabar. “O lugar de doente é no hospital e não em casa. Tem que se acabar esse ‘negócio’ de ficar ‘limpando’ o Walfredo Gurgel, mandando o povo para casa. Foi assim que morreram muitas pessoas na pandemia, que foram encaminhadas para casa. Fica aqui o meu repúdio e a minha fala a favor das pessoas que não estão tendo direito de contar com uma saúde de vergonha.


contex

Deputados aprovam Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores da Sesap

Durante sessão ordinária desta quinta-feira (30), os deputados estaduais aprovaram à unanimidade o Projeto de Lei Complementar nº 48/2022, de iniciativa do Governo do Estado, que promove a reestruturação do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos servidores efetivos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Em parecer oral, o relator da matéria, Getúlio Rêgo (PSDB), destacou o esforço do poder legislativo para aprovação do projeto. “Essa Casa buscou alternativas para buscar o respeito aos profissionais de saúde desse Estado. É uma justiça que fazemos com essa classe que é vital e mostrou sua importância em um dos momentos mais difíceis da humanidade, que foi a pandemia do novo coronavírus”, disse Getúlio Rêgo.

Outra matéria aprovada à unanimidade foi a lei complementar, de iniciativa do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que reajusta o vencimento básico dos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo e sobre o reajuste do valor da remuneração dos cargos de provimento em comissão do quadro geral de pessoal do Tribunal de Contas do Estado o Rio Grande do Norte, altera a lei complementar nº 185, de 27 de dezembro de 2000. “A matéria tem base legal e regimental, por isso meu parecer é favorável pela aprovação desta”, disse Getúlio Rêgo em parecer oral.

Também foi aprovado à unanimidade o Fundo Estadual para promoção dos direitos das mulheres (Femul/RN), alterando a lei complementar estadual nº 602, de 7 de agosto de 2017, que institui o Conselho Estadual dos Direitos da Mulheres (Cedim).

De iniciativa do deputado Francisco do PT, foi aprovado a sessão solene em homenagem ao Dia Estadual da Literatura Potiguar, a ser realizada no dia 08 de julho de 2022, às 9h30, no plenário Clóvis Motta.

No horário dos oradores, os deputados Getúlio Rêgo (PSDB) e Jacó Jácome (PSD) defenderam os projetos relativos aos servidores da Saúde e do Tribunal de Contas.

O deputado Getúlio Rêgo pediu apoio do presidente Ezequiel Ferreira no colegiado de líderes e todos “entenderam ser indispensável valorizar os profissionais de saúde, que mais do que nunca, passaram por grande risco, enfrentando a turbulência da pandemia. “Eles não poderiam ficar longe do respaldo governamental, principalmente através das gestões que esta Casa fez e que surtiu efeito a fim em convencer a governadora a encaminhar este projeto”, disse o deputado, defendendo também como legítimo o pleito do Tribunal de Contas.

O deputado Jacó Jácome foi o relator do projeto relativo ao Plano de Cargos e Salários dos servidores da Sesap e destacou o diálogo e discussões com representantes da categoria. “Sentamos à mesa com o Sindicato e entendemos que a matéria avança em alguns pontos. Foram inseridas sugestões para melhorar e dar as condições que os sindicatos sugeriram”, afirmou.

Jacó afirmou que o enquadramento no plano de cargos da Sesap irá valorizar os servidores que têm nível superior e que se aprimoram. “Pessoas que estudam e cursam diferentes residências, então merecem um novo enquadramento, com formação complementar e sendo reconhecidos pela Sesap”, disse o relator.


contex

Segunda dose de reforço já está disponível para população geral acima de 40 anos

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) emitiu nota informativa que recomenda a todos os 167 municípios do Rio Grande do Norte a aplicação imediata da segunda dose de reforço (R2) contra a Covid-19 para toda a população acima de 40 anos de idade.

A medida foi pactuada na Câmara Técnica das Vacinas, na sexta-feira (17), e recomenda a utilização dos imunizantes da Jansen, Astrazeneca ou Pfizer. “Diante do cenário epidemiológico da pandemia e considerando que a efetividade das vacinas tem demonstrado redução na proteção com o passar do tempo, especialmente em faixas etárias mais avançadas, orientamos a aplicação da segunda dose de reforço a fim de garantir a proteção ampliada em toda a população acima dos 40 anos”, disse Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

De acordo com o portal RN+Vacina, na manhã desta segunda-feira (20), o RN contabiliza 50% do público-alvo vacinado com a primeira dose de reforço, o que representa 1.602.995 pessoas com as três doses da vacina contra a Covid-19. Com a quatro doses o RN soma 262.461 pessoas ou 8% do público-alvo. Atualmente o segundo reforço está disponível para idosos, profissionais de saúde, imunossuprimidos e população geral acima dos 40 anos de idade.


senhoritta

Governo do RN dispensa obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte publicou nesta quinta-feira (26), o Decreto nº 31.541, de 25 de maio de 2022, que dispensa a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal em equipamentos públicos e privados destinados ao público em geral, como estádios, ginásios e eventos esportivos com público, cinemas, teatros, salas de concertos e museus.

A decisão leva em consideração a adesão da sociedade potiguar ao plano nacional de vacinação contra a covid-19. Segundo o monitoramento de vacinação do RN + Vacina, desenvolvido pelo Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN) em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), 84% da população do Estado encontra-se totalmente vacinada.

Para a dispensa, o Decreto considera que o combate à pandemia e a adoção de medidas de prevenção são questões que devem ser enfrentadas por toda a sociedade, e que o esforço para a superação da crise é de responsabilidade conjunta de governos, de empresas e de cidadãos.

Permanece obrigatória a comprovação do esquema vacinal como condição para acesso aos eventos de massa, sociais, recreativos, conferências convenções, simpósios e afins, realizados em locais fechados, com participação simultânea superior a 2.000 pessoas.

O Governo do Estado reforça a importância de que todo cidadão complete o esquema vacinal contra covid-19. O mais recente relatório gerado pelo portal RN + Vacina, com dados até o início da tarde da segunda-feira (23), aponta que o Rio Grande do Norte tem um total de 767.796 pessoas com a terceira dose da vacina contra a Covid-19 em atraso, ou seja, já passaram do período de quatro meses recomendado após a segunda dose. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) reforça que a imunização vem se mostrando a forma mais eficaz de controle da pandemia, evitando os casos graves e internações pela doença.

Confira o link da publicação no diário oficial: http://diariooficial.rn.gov.br/dei/dorn3/docview.aspx?id_jor=00000001&data=20220526&id_doc=770127.


m4net

RN chega a 7 milhões de vacinas aplicadas contra Covid-19

O Rio Grande do Norte alcançou nesta segunda-feira (18) marca de 7 milhões de vacinas contra a Covid-19 aplicadas na população. O feito é fruto da parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), que coordena o processo de distribuição das doses e as estratégias da campanha, e os municípios potiguares, que operam o processo na ponta, com a responsabilidade de aplicar os imunizantes.

A marca chega no momento em que a pandemia da Covid-19 arrefece no estado, com os menores índices de contaminação pelo coronavírus, de internações em leitos de UTI e clínicos e de óbitos pela doença, reforçando a necessidade de toda a população elegível tomar todas as doses dentro do prazo.

“Alcançar as 7 milhões de vacinas aplicadas nos braços dos potiguares é um momento muito importante para nós que estamos nesse esforço desde o início. O crédito desse sucesso é todo dos profissionais de cada sala de vacina do estado, que vem mostrando o tamanho da importância do SUS e a eficácia da vacina”, destacou a coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap, Kelly Lima.

Até o momento, na totalidade do público-alvo da campanha de imunização contra a Covid-19 já foram vacinadas com ao menos uma dose 93% das pessoas, tendo 83% recebido as duas e 46% com a dose de reforço. Entre os adultos, que são os que podem tomar as três doses, esses patamares chegam respectivamente a 92%, 87% e 55%.

Já entre os adolescentes, a cobertura encontra-se em 88% para a 1ª dose e 70% para os totalmente vacinados. Para as crianças de 5 a 11 anos, os percentuais estão em 59% na dose inicial e 25% para a 2ª dose.


contex

Decreto torna facultativo o uso de máscaras no Rio Grande do Norte

O Governo do Rio Grande do Norte publicou nesta quarta-feira (6), no Diário Oficial, o decreto Nº 31.360, que torna facultativo o uso de máscaras de proteção facial em todo o estado.

O documento suspende o decreto que estaria em vigor até o dia 8, para colocar em vigência as novas medidas. A flexibilização é válida para locais abertos e fechados, conforme recomendação do Comitê Científico de Especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) que discutiu, na noite da terça-feira (5), o quadro epidemiológico e assistencial que aponta para um baixo patamar de casos, óbitos e internações causadas pela covid-19.

O texto recomenda que continuem usando máscaras aqueles que pertencem a grupos de risco, como idosos, gestantes e imunossuprimidos; todos que apresentarem sintomas gripais; e no âmbito do transporte público de passageiros.

Também lembra que o Decreto Estadual nº 30.940, de 30 de setembro de 2021 determina controle de entrada, mediante comprovação do esquema vacinal em conformidade ao calendário de imunização, em eventos de massa e segmentos socioeconômicos de alimentação (bares e restaurantes), bem como centros comerciais, galerias e shopping centers que utilizem sistema artificial de circulação de ar.

Não é necessário exigir o passaporte vacinal em eventos e estabelecimentos abertos, com ventilação natural e limitados a 100 pessoas.

Nos órgãos da administração pública direta e indireta do estado, o acesso, de servidores e do público em geral, continua vinculado à apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19, como estabelece a Portaria Conjunta Nº 01/2022 – Sesap/Sead.

A desobediência dos protocolos e das medidas de segurança recomendadas pelas autoridades sanitárias e previstas neste Decreto, sujeita o infrator às multas previstas nos artigos 15 e seguintes do Decreto Estadual nº 29.742, de 4 de junho de 2020, sem prejuízo das demais medidas previstas em lei.

A Sesap, em conjunto com os demais órgãos estaduais e municipais competentes, fiscalizam o cumprimento das medidas sanitárias.


senhoritta

Sesap divulga novo boletim epidemiológico das arboviroses no RN

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta terça-feira (29), o mais recente boletim epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica 1 até a 10, encerrada em de 12 de março de 2022. O boletim traz um panorama do cenário epidemiológico das arboviroses nesse início de ano, comparando os dados com os registrados no mesmo período de 2021.

No que diz respeito à dengue, foram notificados, até a Semana Epidemiológica 10, 1.754 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais 229 foram confirmados, 1.252 casos considerados prováveis, 502 descartados e um óbito em processo de investigação. A incidência apresentada foi de 35,16 casos prováveis por 100.000 habitantes.

Uma comparação entre os mesmos períodos de 2022 e 2021 aponta para um aumento no número de casos confirmados de dengue: neste ano até a Semana Epidemiológica 10, ocorreram 229 confirmações para dengue, enquanto em 2021 foram 179.

Com relação à Chikungunya, foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 10, 787 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 148 casos, 710 casos considerados prováveis, 77 descartados e nenhum óbito confirmado. A incidência foi de 19,94 casos prováveis por 100.000 habitantes. Em 2021, no mesmo período foram notificados 303 casos, o que indica um aumento nas notificações de Chikungunya em 2022.

Já no que diz respeito à Zika, entre a semana epidemiológica 1 e 10 de 2022 no RN, foram notificados 153 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 15 casos, 130 casos considerados prováveis, 23 descartados e nenhum óbito confirmado. A incidência foi de 3,65 casos prováveis por 100.000 habitantes.

Com relação a casos de Zika em gestante, houve sete notificações em 2022, mas nenhum caso foi confirmado, por critério laboratorial. O quantitativo de casos de Zika em gestantes é destacado na análise do cenário epidemiológico, devido à capacidade do Zika Vírus provocar microcefalia ou alterações no sistema nervoso central do feto gestado.

“Em relação a todas as arboviroses, observamos em 2022 um aumento nos números em relação ao mesmo período do ano passado. Entre os três agravos, predominam as notificações de dengue. Em 2021, percebemos que as notificações ocorriam muito na Região do Trairi (5ª Região de Saúde), porém, neste ano, as notificações estão maiores na Região Agreste, onde se situa a 1ª Região de Saúde, bem como na Região do Seridó, que corresponde à 4ª Região de Saúde”, informou Silvia Dinara, responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle da Dengue.

Os municípios que apresentaram maior incidência de dengue foram Passa e Fica, Santo Antônio, Serrinha e Várzea (1ª Região de Saúde) e Jardim do Seridó e Parelhas (4ª Região de Saúde). Em relação à Chikungunya, a predominância da notificação de casos também ocorreu em Passa e Fica, Santo Antônio, Serrinha, Várzea e Jardim do Seridó. Quanto à Zika, destacaram-se nas notificações os municípios de Santo Antônio e Várzea, além de Guamaré, pertencente à 3ª Região de Saúde.

No Rio Grande do Norte, foi detectada a circulação dos sorotipos 1 e 2, que, em alguns municípios, ocorrem simultaneamente.

PREVENÇÃO

A Sesap reforça, junto à população, os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses:

  • Mantenham os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito;
  • Esfreguem com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais;
  • Não coloquem lixo em terrenos baldios;
  • Mantenham as caixas d´água sempre tampadas;
  • Observem vasos e pratos de plantas que acumulam água parada;
  • Observem locais que possam acumular água parada como: bandeja de bebedouros e de geladeiras, ralos, pias e vasos sanitários sem uso;
  • Recebam a visita do agente de endemias, aproveitando a oportunidade para tirar possíveis dúvidas;
  • Mantenham em local coberto, pneus inservíveis e outros objetos que possam acumular água.

Confira abaixo o boletim epidemiológico das arboviroses no RN na íntegra:


m4net

‘Centro Covid” encerra suas atividades

A Prefeitura de Santa Cruz realiza mudanças na rede municipal de saúde nesta semana. Com a queda nos índices da Covid-19, foi definida a suspensão dos atendimentos do Centro de Enfrentamento as Síndromes Gripais, no Ginásio Marcílio Furtado, a partir desta quarta-feira (16).

“O serviço registrou baixa procura nos últimos dias, o que motivou a determinação, mas o prefeito garantiu que caso a pandemia volta a ter um número alto de casos, o Centro voltará a funcionar”, disse a Prefeitura em nota.

No boletim da última segunda-feira (14), foram registrados 03 casos positivos, no período da sexta-feira (11) e por todo final de semana. Desde o início da pandemia foram contabilizados 94 óbitos.


r87

Governo do RN torna facultativo uso de máscaras em ambientes abertos

O Governo do Estado edita decreto com novas medidas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus no âmbito do Rio Grande do Norte, que será publicado no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (15).

As novas regras do Decreto N° 31.310 são baseadas na recomendação nº 35 do Comitê de Especialistas da SESAP/RN para o enfrentamento da pandemia. Neste sentido, o novo Decreto torna facultativo o uso de máscaras de proteção facial em ambientes abertos, permanecendo em vigor a obrigatoriedade em espaços fechados ou de grande aglomeração de pessoas, a exemplo de veículos de transporte de passageiros.

Outra novidade do decreto é a previsão das ações governamentais a serem adotadas pelo Estado e recomendadas aos municípios, a exemplo da busca ativa da população não vacinada ou em desconformidade com o calendário de imunização; o início da campanha de vacinação da D4 para idosos; o estímulo, no âmbito da educação básica, para que pais e responsáveis vacinem as crianças e os adolescentes; o reforço às campanhas de divulgação da atual situação pandêmica.

Permanece em vigor a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal em conformidade com o calendário de imunização, nos termos do Decreto Estadual nº 30.940, de 30 de setembro de 2021, bem como nos segmentos de alimentação, como em bares e restaurantes, bem como centros comerciais, galerias e shopping centers que utilizem sistema artificial de circulação de ar. Estão dispensados da exigência de comprovação do esquema vacinal tão somente os eventos e estabelecimentos em locais abertos, com ventilação natural e limitados a 100 pessoas.

O novo decreto passa a vigorar a partir de 15 de março de 2022 e terá vigência até o próximo dia 31 de março. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), além dos atos complementares ao novo Decreto, editará Portaria com o novo protocolo geral a ser observado pelas atividades socioeconômicas.


m4net

Município de Natal tem uso de máscaras facultativo

A Prefeitura de Natal tornou facultativo o uso de máscaras no âmbito do Município. O Decreto tem a chancela do Comitê Científico de Enfrentamento da Pandemia, que opinou favoravelmente à medida. A norma foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (9) e tem efeito imediato.

O Decreto levou em consideração a diminuição sistemática no número de atendimentos de casos com Covid -19 nas unidades de saúde da capital potiguar. Além disso, o Comitê Científico de Enfrentamento da Pandemia analisa passo a passo a abertura gradual e responsável do comércio e dos serviços no âmbito local, desde que respeitados os protocolos e regras de prevenção de contágio à doença.

A determinação do executivo municipal deixa claro, no próprio Decreto, que existe a possibilidade de revisão da norma, a qualquer tempo, de acordo com as taxas e índices de transmissibilidade da Covid – 19 em Natal.


contex

RN alcança quase 50% de crianças vacinadas com a primeira dose contra a Covid-19

O Rio Grande do Norte alcançou 158.569 crianças com idade de 5 a 11 anos vacinadas com a primeira dose contra a Covid-19, o que representa 47% desse público, de acordo com dados da plataforma RN+Vacina. Na tarde desta quinta-feira (03), chegaram mais 20.700 doses da Pfizer pediátrica, para dar continuidade à campanha de vacinação.

As novas doses a serem distribuídas são destinadas à segunda dose, já que todo o quantitativo referente à primeira dose pediátrica já foi distribuído aos municípios.

O marco de 50% de crianças vacinadas com a primeira dose constitui um avanço, mas completar o esquema vacinal com a segunda dose é fundamental para garantir a proteção contra a covid. Hoje apenas 2% desse público (8.825 crianças) no RN foram imunizados com a D2.

“Reforçamos nosso apelo para que os pais, as mães e responsáveis levem as crianças que ainda não tomaram a primeira dose para iniciar o esquema vacinal e, para aquelas que já iniciaram e estão em tempo oportuno para receber a segunda dose, reiteramos a importância de completar o esquema, já que temos no estado mais de 14 mil crianças que já poderiam ter recebido a segunda dose e ainda não compareceram ao local de vacinação. Então reforçamos a importância da proteção desse público, para que possamos de fato mudar o cenário epidemiológico do Rio Grande do Norte”, ressaltou Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

DADOS

Hoje o RN conta com 91% de pessoas vacinadas com a primeira dose, ou seja, 2.893.393 pessoas e 79% da população com a segunda dose, o que corresponde a 2.516.034 pessoas. Com a dose de reforço, são 1.157.925 pessoas imunizadas, ou seja, 36% da população geral.


senhoritta

Covid: Brasil registra média móvel de mortes abaixo de 700

A média móvel de mortes causadas pela covid-19 ficou abaixo de 700 — depois de 16 dias acima de 800 e três acima de 700. Hoje, o índice ficou em 690. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa.

O índice é calculado a partir da média de mortes dos últimos sete dias e é considerado o dado mais confiável para acompanhar a pandemia. A média está em queda desde 13 de fevereiro, mas o índice de hoje ainda é alto em comparação às primeiras semanas do ano, quando chegou a ser menor do que 100.

Nas últimas 24 horas, foram registradas 206 óbitos em decorrência da doença. Aos fins de semana, o número tende a ser menor, devido ao esquema de plantão das secretarias de saúde.

Os estados do Amapá e Roraima não registraram novas mortes. Ao todo, o Brasil acumula 649.195 óbitos de covid-19 desde o início da pandemia.

Alagoas e Goiás registraram tendência de aceleração. O Distrito Federal e oito estados apresentam estabilidade; outros 16 estão em queda. No país, a tendência é de queda (-22%), pelo terceiro dia seguido, nas mortes de covid-19.

Em relação aos casos conhecidos, foram registrados 21.731 novos diagnósticos — chegando ao total de 28.764.822. A média móvel ficou em 79.605 — pelo sexto dia seguido abaixo de 100 mil.

O Distrito Federal, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Tocantins não divulgaram dados de casos e mortes hoje. Já Goiás fez um revisão para baixo no número de mortes.

Do Portal Uol


r87

Santa Cruz recebe roda de conversa sobre saúde LGBTQIA+

A Secretaria Estadual da Saúde Pública (SESAP), através da UNESCO, do Programa RN Mais Saudável e da Unidade de Políticas Transversais e Promoção à Saúde – UPTPS, em parceria com a Atreva-se e o Coletivo LGBTQIA+ Severo, realiza uma roda de conversa sobre as políticas de saúde para a população LGBTQIA+ do município de Santa Cruz e região do Trairi.

O evento acontece no Teatro Municipal Candinha Bezerra, nesta quinta feira (17), a partir das 19h. O objetivo do encontro é traçar um diagnóstico das condições de saúde dessa população e criar estratégias resolutivas de acolhimento e promoção da saúde integral da população LGBTQIA + do RN, respeitando suas especificidades.

A organização do evento reforça que todos os participantes devem apresentar o passaporte vacinal e usar máscara.


senhoritta

Sesap recebe mais de 29 mil doses da Pfizer pediátrica

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) recebe, nesta quinta-feira (10), às 2h da manhã, mais 29.100 doses da Pfizer Pediátrica, para reforçar a Campanha Estadual de Vacinação contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte.

A Sesap já distribuiu aos municípios do RN mais de 300 mil doses pediátricas, quantidade quase equivalente ao total das crianças a serem vacinadas no estado. De acordo com a plataforma RN + Vacina, 28% do público infantil, com idade entre 5 e 11 anos já receberam a primeira dose, o que corresponde a 95.947 crianças.

“O número de crianças vacinadas no estado ainda é muito incipiente. Esperamos ampliar esse quantitativo, em especial com estratégias como a vacinação nas escolas. É importante destacar que os pais ou responsáveis não precisam assinar nenhum termo para vacinar as crianças, porque eles já se responsabilizam por estarem levando-as para a imunização. Além disso, para aquelas crianças que serão vacinadas nas escolas, orientamos que os diretores ou professores consigam a autorização prévia dos pais ou responsáveis, para que isso ocorra de forma oportuna e em larga escala em todo o ambiente escolar”, explicou Kelly Lima, coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap.

A meta da Sesap é ampliar a vacinação das crianças, com o objetivo de protegê-las e diminuir a circulação da Omicron no estado. “Observamos que os leitos pediátricos vêm sendo ocupados por crianças e a variação do vírus pode causar o agravamento da doença. Já está provado que a vacinação do público infantil é segura. Milhares de crianças já foram vacinadas em todo o mundo, sem relatos de eventos adversos graves. Temos 19 imunizantes em todo o calendário de vacinação infantil e muitos deles podem causar um pouco de febre ou de irritabilidade, como reação, mas nada que seja potencializado e que se compare ao adoecimento pela covid-19. Trabalhamos, assim, na perspectiva da ampla sensibilização, para que todos possam proteger seus filhos, e salvar muitas vidas em nosso estado”, destacou Kelly Lima.


m4net