Mais uma rebelião no RN. Polícia controla situação

Depois de Alcaçuz, foi a vez do Presídio Provisório Professor Raimundo Nonato, em Natal. A rebelião começou as 3h desta segunda-feira (16).

O governo do Rio Grande do Norte informou que a situação foi controlada por volta das 5h30, e não houve fugas.

Conhecido como Cadeia Pública de Natal, o Presídio Provisório Raimundo Nonato deveria receber apenas 166 presos, mas abriga 600.

Rebelião no RN é destaque em toda imprensa nacional

Foto Divulgação/Internet

Um destaque negativo, infelizmente é assim que o Rio Grande do Norte tem sido apresentado para o Brasil e o mundo nos últimos anos. Após um massacre de 26 presos no maior presídio do Estado, Alcaçuz.

As notícias nos maiores portais da imprensa nacional dão destaque para o RN, confira:

 

Polícia permanece em Alcaçuz e vítimas serão identificadas em até 30 dias

Fotos Rayane Mainara/Assessoria

Foram apresentadas na noite deste domingo (15) mais informações sobre a atuação dos órgãos de segurança pública do Estado na contenção da rebelião no presídio de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, na grande Natal. De acordo com as secretarias de estado da Segurança Pública (Sesed) e Justiça e Cidadania (Sejuc), o motim está sob controle. Foram contabilizados 26 óbitos. Nenhum policial, agente de segurança ou servidor do estado sofreu danos físicos.

A equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) reforçou a estrutura para receber os corpos. O ITEP está com quatro equipes de criminalística, cinco necropapiloscopistas, quatro identificadores criminais, quatro arquivistas criminais, quatro médicos legistas, dois odontolegistas, além de duas psicólogas e uma assistente social para o acolhimento aos familiares das vítimas. Também foi contratado um caminhão frigorífico para manter os corpos conservados durante o processo de exames periciais e de identificação humana.

“Vamos trabalhar para agilizar a identificação das vítimas através de necropsia, arcada dentária ou DNA. Pelo estado dos corpos, alguns com muitas perfurações e decapitados, precisamos de tempo para identificar as vítimas. Nossa expectativa é concluir os laudos em até 30 dias”, explicou o diretor geral do ITEP, Marcos Brandão.

Sobre a situação em Alcaçuz, o secretário de estado da Segurança Pública, Caio Bezerra informou que o policiamento na unidade permanece reforçado na área externa e guaritas. “A Polícia Militar e a Força Nacional estão patrulhando o perímetro para prevenir fugas. Temos um planejamento e continuaremos colocando em prática para evitar que novos motins aconteçam”, disse.

De acordo com o titular da Sejuc, Wallber Virgolino, alguns responsáveis pela rebelião foram identificados. “O monitoramento continua e estamos avaliando. Caso necessário, faremos as transferências dos grupos e líderes que participaram do motim para outras unidades prisionais”, declarou o secretário.

Também estiveram presentes à coletiva, o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Sócrates Vieira; delegado geral adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior; e o subcomandante da Polícia Militar, Ulisses Paiva.

Governo confirma 27 morte na rebelião de Alcaçuz

Através da assessoria, o Governo do Estado confirmou que até o momento a rebelião de Alcaçuz teve um total de 27 mortos.

Mais informações serão apresentadas na coletiva de imprensa, que ocorrerá às 18h.

Governo do RN ainda não tem contagem oficial dos mortos

Foto Rayane Mainara/Assessoria

O governo do Estado divulgou, em coletiva de imprensa na manhã deste domingo (15), detalhes a respeito da atuação para o controle da rebelião no presídio de Alcaçuz, no município de Nísia Floresta, região Metropolitana de Natal. O motim foi controlado pelo Estado no início do dia, e não houve confronto entre as forças de segurança e os detentos. A rebelião foi contida sem danos físicos a agentes, policiais ou servidores.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

O secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), Caio Bezerra, destacou que assim que foi constatado o início da rebelião, o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) iniciou o monitoramento da situação, a atuação policial e o planejamento das ações. “Instalamos o GGI sob coordenação do governador Robinson Faria e trabalhamos intensamento desde ontem para colocar em prática as ações de segurança. E o resultado foi uma intervenção tranquila e sem resistência dos presos. Além disso, graças ao trabalho da PM conseguimos evitar que o motim se espalhasse por outros pavilhões”, declarou o titular da Sesed.

Caio Bezerra informou ainda que o governador Robinson Faria falou por telefone, no início da manhã, com o ministro da Justiça, Alexandre de Morais, para comunicar o controle da situação pelo Estado e agradecer o empenho da Força Nacional na proteção do entorno do presídio. “O governador tem mantido o ministro informado das medidas tomadas no RN”, disse.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

O titular da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, informou que os responsáveis pela rebelião já foram identificados e serão penalizados. Virgolino ainda destacou que “com os bloqueadores de celular instalados e em funcionamento em Alcaçuz, os presos não conseguiram contato com detentos de outras unidades prisionais do Estado”.

Na coletiva, que contou ainda com a participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Instituto Técnico-Científico de Perícia, foram informados os próximos passos da operação. O ITEP está com a equipe de médicos legistas do RN e da Paraíba de plantão para identificar com agilidade as vítimas fatais. As ruas no entorno da sede do ITEP estão sendo interditadas para facilitar o acesso de veículos e familiares das vítimas. Também serão disponibilizados psicólogos e assistentes sociais em uma sala específica para atendimento dos familiares dos presos.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

A Polícia Civil contará com três equipes de delegados da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e 15 homens para fazer a perícia dos locais de crime. A Polícia Militar continua com o patrulhamento externo, com o helicóptero Potiguar 01, com o Batalhão de Choque e Batalhão de Operações Especiais (BOPE) auxiliando na contenção e recontagem dos presos e na intensificação do trabalho nas guaritas da unidade. O Corpo de Bombeiros e o SAMU também prestaram apoio na operação, contendo incêndios e prestando atendimento aos feridos, respectivamente. A Força Nacional colaborou no patrulhamento.

Ainda não há informações conclusivas sobre o número de mortos na rebelião. A expectativa é de que o levantamento seja concluído até o final do dia. Para repassar informações atualizadas sobre o encerramento da operação, haverá uma outra coletiva de imprensa às 18h na sede da Secretaria de Segurança Pública, no Centro Administrativo do Governo do RN.

Participaram também da coletiva o comandante geral da PM, André Azevedo; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, Sócrates Vieira; o diretor geral do ITEP, Marcos Brandão e delegado geral adjunto da Polícia Civil, Correia Júnior.

Presidente do TJRN lamenta mortes em Alcaçuz

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Expedito Ferreira, manifestou agora de manhã pesar diante das mortes provocadas pela rebelião de presos na Penitenciária de Alcaçuz. “É profundamente lamentável o ocorrido, não importa qual seja o número de mortes”, considerou o desembargador.

Ele acompanhou os acontecimentos até a madrugada no gabinete de crise instalado pelo governo, na companhia do governador Robinson Faria, acompanhado dos juízes auxiliares João Eduardo e Valentina Damasceno e da juíza Nivalda Torquato, titular da vara de execuções penais de Nísia Floresta.

“A crise no sistema penal, no Brasil e no Rio Grande do Norte, não tem origem judiciário”, disse o desembargador Expedito Ferreira, “mas estamos participando e vamos intensificar a busca pela solução do problema, que se transformou em tragédia agora também no nosso estado. Nós já começamos a participar do esforço de, primeiro, mitigar os efeitos da rebelião em Alcaçuz e, no segundo momento, vamos intensificar nossas contribuições na busca pela solução do problema”.

A rebelião em Alcaçuz não mudará a agenda do TJRN voltada para a questão, garantiu o presidente. Na quarta-feira, ele reunirá juízes, o Ministério Público, a Defensoria Pública e a OAB no primeiro encontro do esforço concentrado estabelecido pela presidente do STF e do CNJ, ministra Cármen Lúcia, para agilizar a finalização de processos dos presos provisórios. No Rio Grande do Norte, lembrou o desembargador Expedito Ferreira, são pouco mais de 2.900 presos nessa situação, dentro do total de pouco mais de 8.200 apenados. Esse esforço concentrado, ao contrário de um mutirão, tem caráter prolongado e o prazo de 90 dias para apresentar os primeiros resultados.

Alcaçuz superlotado

Foto SEJUC/Divulgação

As notícias sobre a rebelião no presídio de Alcaçuz já estão nos grandes portais da imprensa nacional. O Jornal O Globo abordou a superlotação do maior presídio do Estado do RN. Segundo a reportagem, o presídio deveria receber 620 presos, no entanto abriga atualmente 1.140 pessoas.

“A rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal, teve início na tarde deste sábado, por volta das 16h30m. Ao G1, o major Eduardo Franco, da comunicação da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, disse que houve invasão de presos do pavilhão 1 no pavilhão 5, onde estão internos de uma facção criminosa rival. De acordo com Virgolino, os criminosos estavam separados entre os presídios e por pavilhões. Segundo informações da secretaria estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), a penitenciária tem capacidade para 620 presos, porém, abriga 1.140 pessoas. A unidade é composta por cinco pavilhões e tem 151 celas. Em imagens divulgadas pela PM, é possível ver presos no teto de um dos pavilhões neste sábado”, afirmou a reportagem.

Com dados oficiais, o que se sabe até agora é da morte de 10 presos. A PM só deverá invadir o presídio hoje (15) pela manhã.

Governo afirma que não houve fuga em Alcaçuz

Até agora, a única ação do Governo do RN foi reforçar a segurança no entorno do presídio de Alcaçuz e emitir uma nota à imprensa. Não há registro de fugas ou ações na área externa do maior presídio do RN.

O Governador já se reuniu com o Gabinete de Gestão Integrada, o GGI, para acompanhar a situação.

Confira a nota na íntegra:

NOTA À IMPRENSA

A respeito da rebelião em curso no presídio de Alcaçuz, na região metropolitana de Natal-RN, o Governo do Rio Grande do Norte esclarece que:

1. A rebelião teve início por volta das 17h, partiu de uma briga entre presos dos pavilhões 4 e 5 e está restrita aos dois pavilhões. Estão sendo levantadas informações acerca do envolvimento de facções criminosas. A polícia está trabalhando no local para a contenção da rebelião.

2. Não há registro de fugas;

3. As informações quanto ao números de mortos e feridos estão em levantamento, com pelo menos 10 mortes confirmadas até o momento;

4. Desde o início da noite, o governador do Estado do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, está no Gabinete de Gestão Integrada (GGI), com o secretário de Segurança Pública, Caio César Bezerra; o secretário de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino; o presidente do Tribunal de Justiça, Expedito Ferrreira; o procurador geral de Justiça do RN, Rinaldo Reis; o comandante da PM, André Azevedo; e representantes das polícias civil e federal, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros e Força Nacional, no comando das medidas para a contenção e resolução do problema nas próximas horas;

5. O governador Robinson Faria entrou em contato com ministro da Justiça, Alexandre de Morais, para que o Governo Federal acompanhe a situação do Estado, e pediu reforço da Força Nacional no lado externo do presídio, o que foi autorizado prontamente;

6. Não há registro de nenhuma ação externa aos presídios. O problema está restrito a Alcaçuz e a população pode seguir com suas atividades dentro da normalidade.

Barbárie nos presídios é a luta pelo controle do crime nas ruas

Aos bons e velhos idiotas da linha agressora e autoritária que o Brasil nunca deixa de lado, uma pergunta: Por que a morte de tantos criminosos nos últimos anos não colocou em xeque os índices da violência pelo país?

Em outra matéria, o blog lembrou as dezenas de homicídios que marcaram a sociedade santacruzense no início da década e que era anunciado por muitos como a “matança dos maus elementos”. Meses depois, anos depois, a “matança entre os bandidos” não solucionou a crise da segurança pública.

Essa barbárie medieval que toma conta do sistema penitenciário não é uma limpeza como os seguidores “BolsoNazis” anunciam a todo momento e até comemoram. Estamos vendo um banho de sangue no sistema e não podemos ficar satisfeitos com isso. Crime só gera mais crime. Essa guerra nos presídios é a luta dos criminosos para saber quem vai tomar conta do caos aqui fora.

Enquanto a “seleção natural” das facções segue com força total, a sociedade perde, o sistema enfraquece e o retorno para uma sociedade medieval é quase tão comum que perdemos a capacidade de atemorizar.

A cultura da morte não pode se tornar um cotidiano divertido.

Alerta de ataques mobiliza policiais no RN

O SINPOL-RN alertou os policiais civis do Estado sobre uma possível onda de ataques nas ruas. Existe um clima de medo que toma conta do sistema, com possíveis informações trocadas entre presos, além da rebelião que acontece agora em Alcaçuz.

Confira a nota:

SINPOL-RN pede que policiais fiquem em alerta para possível onda de ataques

O SINPOL-RN pede a todos os policiais civis que fiquem em alerta para uma possível onda de ataques por parte de bandidos. Isso porque existem informações vinda de presídios dando conta de um salve geral dos presos no Rio Grande do Norte e em outros estados.

“Inclusive, a penitenciária de Alcaçuz já está com os presos rebelados e outras unidades estão em tensão. Pedimos que os colegas fiquem com atenção redobrada, estando de serviço ou de folga”, afirma Paulo César de Macedo, presidente do SINPOL-RN

PM só vai intervir no domingo (15)

Foto Internet/Reprodução

No final da tarde uma rebelião tomou conta dos pavilhões da maior penitenciário do RN, o presídio de Alcaçuz. As informações preliminares apontam que uma guerra de facções tomou de conta da unidade prisional.

Existem diversas versões, o que se sabe é de uma disputa entre PCC e Sindicado do RN. Cinco, oito, dez ou até doze mortos já foram informados por diversas fontes. Algumas fontes afirmam 40 mortos, mas este último é considerado exagero.

A PM do RN informou que só vai intervir na rebelião neste domingo (15), tendo em vista que a situação da rebelião garante a segurança dos policiais. Maior parte do presídio está sem energia elétrica e estima-se que 400 presos estão fora das suas celas e soltos pelos pavilhões de Alcaçuz.

Rebelião em Alcaçuz

Foto Divulgação/Internet

O maior presídio do RN está em rebelião. As informações ainda são preliminares. Confira o destaque do G1 RN:

Detentos fazem rebelião em presídio do RN; há 3 mortes, diz governo

“Pelo visual, podemos afirmar que pelo menos três presos foram mortos. Deu pra ver as cabeças arrancadas”, afirmou Zemilton Silva, coordenador de administração penitenciária do Rio Grande do Norte sobre a rebelião que acontece na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do estado. Na tarde deste sábado (14), detentos do Pavilhão 1 invadiram o Pavilhão 5.

O major Eduardo Franco, da comunicação da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, disse que o motim começou por volta das 16h30 (de Natal) e houve invasão de presos do pavilhão 1 no pavilhão 5, onde estão internos de uma facção criminosa rival. Ainda não há confirmação de fuga. Alcaçuz é o maior presídio do estado.

Zemilton Silva disse ainda não saber se os presos dos outros pavilhões também se rebelaram. O chamado pavilhão 5 é o presídio Rogério Coutinho Madruga, que fica anexo à Alcaçuz, em Nísia Floresta. Há separação entre presos de facções criminosas entre esses dois presídios. A penitenciária de Alcaçuz tem cerca de 1150 presos e capacidade para 620 detentos, segundo a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc).

Policiais militares e agentes penitenciários vão esperar o dia amanhecer para entrar nos pavilhões de Alcaçuz. A área externa do presídio já está sob o controle das autoridades, segundo a Polícia Militar. As saídas foram bloqueadas e o Corpo de Bombeiros está fazendo barricadas no local.

A repórter Michelle Rincon, da Inter TV Cabugi, está na área externa de Alcaçuz. Ela informa que há fumaça na parte interna, barulhos de tiros e de quebra-quebra no local.

Em contato com o G1, o secretário da Sejuc, Wallber Virgolino, disse que a determinação é retomar o controle. “A ordem já foi dada: retomar o controle de Alcaçuz e evitar rebeliões em outras unidades”, afirmou. Para isso, Virgolino acrescentou que também mandou chamar todos os agentes penitenciários que estão de folga. “Quero a nossa capacidade máxima atuando”, destacou. O estado possui cerca de 800 agentes penitenciários.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) emitiu nota na noite deste sábado informando que montou o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) para executar as ações a serem empregadas na rebelião do presídio de Alcaçuz. “Já estão no local o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), o Batalhão de Choque e a Força Nacional para evitar mais confrontos e controlar a situação. Há registro de mortes resultado de uma briga entre facções rivais”.

A última rebelião em Alcaçuz foi registrada em novembro de 2015. No dia daquele mês, houve quebra-quebra após a descoberta de um túnel escavado a partir do pavilhão 2. “Assim que acabou a visita social, por volta das 15h, os presos se amotinaram”, disse o secretário de Justiça da época, Cristiano Feitosa.

No ano passado, foram registradas 14 fugas de Alcaçuz. Mais de 100 presos conseguiram escapar do presídio. A maioria deixou o presídio por meio de túneis escavados a partir dos pavilhões ou por buracos abertos no pé do muro, sempre sob uma guarita desativada ou sem vigilância.

O Sindicato dos Policiais Civis do RN emitiu nota na noite deste sábado pedindo a todos os policiais que fiquem em alerta para uma possível onda de ataques por parte de bandidos. “Isso porque existem informações vinda de presídios dando conta de um salve geral dos presos no Rio Grande do Norte e em outros estados. Inclusive, a penitenciária de Alcaçuz já está com os presos rebelados e outras unidades estão em tensão. Pedimos que os colegas fiquem com atenção redobrada, estando de serviço ou de folga”, afirma Paulo César de Macedo, presidente do Sinpol.

Na segunda-feira (9), o Ministério da Justiça prorrogou por mais 60 dias a presença da Força Nacional no Rio Grande do Norte. Os policiais enviados pelo governo federal estão atuando no patrulhamento das ruas e podem atuar na segurança do perímetro externo das unidades prisionais localizadas na Grande Natal. A Força Nacional chegou ao estado em março de 2015 durante a série de motins iniciada no sistema prisional do estado.
 A prorrogação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (9). O prazo de apoio da Força Nacional de Segurança Pública ao Rio Grande do Norte ainda poderá ser prorrogado caso haja necessidade.

Microcrédito beneficia mil pequenos empreendedores em Mossoró

Fotos Rayane Mainara/Assessoria

A cidade de Mossoró recebeu nesta sexta-feira (13), no Ginásio Poliesportivo Pedro Ciarlini, a primeira ação de 2017 do Programa Microcrédito do Empreendedor.

Com esta ação o Governo do Estado beneficia mil pequenos empreendedores formais e informais em Mossoró e insere R$ 3,5 milhões na economia da região. “O momento é de crise em todo o país. Mas aqui no Rio Grande do Norte nós não tememos a crise. Estamos enfrentando com criatividade, trabalhando para estimular a economia, apoiando o empreendedor como estamos fazendo agora com a entrega dos financiamentos do Microcrédito”, afirmou o governador Robinson Faria.

O governador explicou que o Microcrédito possibilita investimentos em atividades como artesanato, comércio de frutas e verduras, confecção e comércio de roupas e produtos de perfumaria, produtores de salgados e doces, oficina mecânica, salão de beleza, entre outras atividades, dando oportunidade de ocupação e renda. “Nosso governo prioriza os investimentos sociais, por que é uma administração voltada para aqueles que mais precisam”, afirmou Robinson Faria e concluiu: “Com o microcrédito o pai, a mãe, o jovem têm a chance de iniciar ou fortalecer o próprio negócio, de trabalhar por conta própria e crescer gerando mais produção e mais oportunidades de trabalho e renda”.

Lançado em outubro de 2015, o Programa Microcrédito do Empreendedor já alcançou 74 cidades, realizou 6.600 operações e injetou R$ 18,9 milhões na economia do Rio Grande do Norte, gerando cerca de nove mil oportunidades de trabalho e renda.

Foto Rayane Mainara/Assessoria

Confira o cronograma semanal da Clínica Trairi

Segunda-Feira – 16/01/2017
Laboratório – Dr. Aderson, Dr. Ronaldo, Dra. Jarlene 6:00h ás 12:00h

Terça-Feira – 17/01/2017
Laboratório – Dr. Aderson, Dr. Ronaldo, Dra. Jarlene das 6:00h às 12:00h
Fonoaudiólogo – Dr. Filipe das 08:00h às 17:00h
Psiquiatra – Dr. Vitor às 13:00h

Quarta-Feira – 18/01/2017
Laboratório – Dr. Aderson, Dr. Ronaldo, Dra. Jarlene 6:00h às 12:00h
Ultrassonografia – Dra. Caecilia às 08:30h
Psiquiatra – Dr. Vitor ás 13:00h
Otorrino – Dr. Lauro às 10:00h
Ginecologista – Dra. Michelle às 08:00h

Quinta-Feira – 19/01/2017
Laboratório – Dr. Aderson, Dr. Ronaldo, Dra. Jarlene 6:00h às 12:00h
Neurologista – Dr. Jair às 16:00h
Ultrassonografia – Dr. Sergio às 08:00h
Gastro – Dr. Marcos Tulio às 07:00h

Sexta-Feira – 20/01/2017
Laboratório – Dr.Aderson, Dr.Ronaldo,Dra.Jarlene 6:00h ás 12:00h
Ultrassonografia – Dr. Fábio Henrique ás 08:30h

Sábado – 21/01/2017
Laboratório – Dr. Aderson, às 06:00h
Cardiologista – Dr. Álvaro, às 08:00h

SEGUNDA À SEXTA:
Clinica Geral, Pediatra e Médico do Trabalho – Dra Elza: Segunda à Quinta-feira às 17h;
Clinico Geral – Dr João Paulo Ribeiro: Terça a Quinta-feira
Horários: 07:00 às 08:00, 11:30 às 13:30 e às 16:30
Coleta de exame Preventivo: todos os dias (horário a marcar)
Audiometria – Dr Filipe (horário a marcar)

Psicologia – Dra. Maisa – horário marcado
Nutricionista – Horário Marcado

Maiores informações: 3291-3805 / 99691-1514 / 98797-3805

HORÁRIOS COM SUJEITOS ALTERAÇÕES

DROGARIA TRAIRI
De segunda a sexta – de 07:00h às 12:00h e de 14:00 às 18:00h;
No sábado – de 08:00h às 12:00h;

Telefone/WhastApp: 9660-6137

TRAIRI LOCAÇÃO E TURISMO (JARDINENSE-MICRO-ÔNIBUS)

DE CAMPO REDONDO/NATAL TODOS OS DIAS
SAÍDA DE CAMPO REDONDO – 04:30H
SAÍDA DE CAMPO REDONDO – 11:30H
SAÍDA DE SANTA CRUZ – 05:00H
SAÍDA DE SANTA CRUZ – 11;45H
SAÍDA DE NATAL – 08:45H
SAÍDA DE NATAL – 17:30H.

TRANSPORTE DE PASSAGEIROS, E ENCOMENDAS
SAÍDA DA RODOVIÁRIA

TELEFONE: 996911514/996911500
TELEFONE: 988683805

CLÍNICA TRAIRI
R. José Ferreira de Medeiros, 90 – 3 a 1
Santa Cruz/RN Telefone-Fax: (84) 3291-3805 / 9691-1514 / 98824-5552
CNPJ- 02308892/0002-07

Falta dinheiro para concluir pagamentos de salários da Educação de Tangará

A Secretaria de Educação de Tangará terá dificuldades para quitar os salários de dezembro de 2016. Em conversa com o Blog, o ex-secretário de Finanças, Erivan Porfírio, comentou que apenas parte da folha de pessoal da Educação precisaria de menos de R$ 200 mil para quitar os salários.

Já na atual gestão não é bem assim. O atual secretário acredita que seja preciso mais de R$ 350 mil para garantir o pagamento do Ensino Fundamental de Tangará. De acordo com os aliados de Alcimar Germano, em uma planilha divulgada nas redes sociais, o somatório dos salários da educação é de R$ 465.790,56.

Na próxima segunda-feira (16), a gestão Jorginho Bezerra irá sentar com os representantes da Educação para negociar uma saída para essa situação. A gestão estuda um pagamento parcelado para garantir os salários de janeiro, ou caso contrário a crise financeira pode se agravar.

Os salários da Saúde serão pagos na segunda (16) e terça-feira (17), enquanto os salários dos demais efetivos estão sendo pagos hoje (13). A educação terá que esperar uma negociação para a gestão planejar os pagamentos de dezembro e de todos os servidores em janeiro.

Prefeito Jorginho inicia pagamento dos servidores

A Prefeitura de Tangará, através do secretário de Finanças, Anchieta Brito, entrou em contato com o Blog para falar sobre a polêmica dos salários dos servidores efetivos. De acordo com o secretário, parte dos salários já estão liberados e já estão nas contas dos funcionários públicos.

Foram pagos os servidores das secretarias de Esporte, Gabinete Civil, Obras, Assistência Social e Agricultura. Os servidores da Secretaria da Saúde terão os salários pagos entre a segunda (16) e terça-feira (17) da próxima semana.


SECRETÁRIO DESTACA ESFORÇO DA GESTÃO JORGINHO

O secretário Anchieta Brito também fez questão de destacar o seu trabalho junto a equipe da gestão anterior para colher informações, mas reforçou as palavras de Jorginho em indicar a falta de informações para continuidade dos trabalhos da Prefeitura Municipal. “Nós não temos informações, a transição da Finanças avançou só em 04 de janeiro. Mas apenas uma parte que não é nem a metade necessária. Isso tá dificultando o início da gestão. Nós não temos informações dos restos a pagar, o que foi empenho. Isso não foi entregue”, disse.

PAGAMENTOS COM FPM

Os salários que começaram a cair nas contas é fruto do Fundo de Participação dos Municípios, o FPM, que possibilitou o pagamento das secretarias citadas anteriormente na matéria. Anchieta destaca que tem acompanhado tudo diariamente na agência do Banco do Brasil, em Santa Cruz. “Estamos fazendo todos os esforços possíveis. Todos os dias eu estou no Banco para acompanhar essa situação. Hoje liberaram o FPM e pagamos o que dependia da Prefeitura nesse primeiro momento. Assim que for liberado outras vamos quitar todas as pendências”, explicou Anchieta.

Ex-prefeito Alcimar Germano. foto Wallace Maxsuel

SIMPLESMENTE

O ex-prefeito Giovannu César, o Gija, falou ao blog que resta apenas Jorginho Bezerra fazer os devidos comandos burocráticos no Banco do Brasil e garantir o pagamento dos salários. Segundo ele, Alcimar Germano, seu filho e prefeito antecessor, cumpriu com todas as suas obrigações e tudo foi informado à Promotoria Pública.

Preta Furtado e Alessandru Alves representam o Trairi na diretoria da FEMURN

Os prefeitos de Lajes Pintadas e Campo Redondo integram a chapa vitoriosa da diretoria da FEMURN.

Alessandru Alves, de Campo Redondo, é secretário-geral da chapa, enquanto Preta Furtado, de Lajes Pintadas, integra o Conselho Fiscal.

Ambos pertenciam à chapa de Benes Leocádio, eleito pela terceira vez presidente FEMURN.

Benes Leocádio é eleito para terceiro mandato na presidência da FEMURN

Foto Demais Roussos

O ex-prefeito do município de Lajes e ex-presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte – FEMURN – Benes Leocádio, foi eleito nesta sexta-feira (13) para presidir a Federação nos próximos dois anos. Benes já havia presidido a FEMURN por dois mandatos e retorna a Presidência da Federação após vencer os prefeitos Rivelino Câmara (PMDB) do município de Patu, e Dagoberto Bessa (PSD) da cidade de Severiano Melo, em eleição realizada na sede da Fiern, em Natal. 146 dos 159 prefeitos aptos a votar, compareceram ao pleito.

Segundo Benes, a FEMURN vai auxiliar as prefeituras através da mobilização para o novo pacto federativo, e colaborando com o aperfeiçoamento das gestões municipais. O novo presidente ainda lamentou que a maioria dos prefeitos, atualmente, mal consigam pagar a folha de servidores.

A votação final ficou assim:

Benes Leocádio – 66 votos
Rivenlino Câmara – 46 votos
Dagoberto Bessa – 34

Equipe de Alcimar Germano confirma pagamentos dos salários de dezembo

O município de Tangará vive uma intensa disputa política mesmo após as eleições de outubro. A questão é o pagamento dos salários de dezembro, quando cada lado político afirma que não tem responsabilidade sobre o caso do atraso em pleno 13º dia do ano de 2017.

Em nota, o prefeito Jorginho (PSB) afirma que não tem informações sobre o pagamento, quando não obteve documentos durante a transição, que segundo ele foi prejudicada pela gestão Alcimar.

Em conversa com a equipe do Ex-prefeito Alcimar Germano, o blog foi informado que os salários de 2016, no mês de dezembro, dependem apenas de um comando do Banco do Brasil, que deverá ter sido efetuado no dia 30 de dezembro. O comando não teria sido feito por se tratar de expediente interno do Banco, em 2016.

Com a mudança de prefeito, as autorizações dos tokens, dispositivos usados para acesso às contas bancárias, estariam vencidas. Apenas com um token autorizado para a nova gestão é que seria possível acessar as contas e então realizar os pagamentos de dezembro.

O ex-secretário de finanças, Erivan Porfírio, concedeu explicações ao Blog e confirmou esse procedimento. Segundo ele, o comando ficou programado para o dia 02 de janeiro, mas com a mudança de gestor deve ter sido invalidado. “Os valores estão prontos para pagamento e nas contas, esperando apenas o comando. Foi entregue todos os arquivos com detalhes para paramentos, ao Banco. Isso é o que foi programado ainda em dezembro”, explicou.

Dessa forma, os servidores ainda precisam aguardar a burocracia para que a nova gestão possa ter acesso às contas para pagamento da folha de dezembro.

Governo paga 82% da folha dia 17

Foto Reprodução/Internet

O Governo continua o pagamento do funcionalismo na próxima terça-feira (17) com o depósito dos vencimentos dos 13.618 servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem entre R$ 3.001 até R$ 4 mil, soma equivalente a R$ 46.862.854,06.

Nesta data, o Governo alcança 82% da folha, incluindo o pagamento já efetuado para os servidores que recebem até R$ 3 mil, além dos ativos da Educação e da Administração Indireta que possuem recursos próprios.

Fruto do diálogo entre Governo e os sindicatos de classe, o funcionalismo vem sendo pago por faixa salarial, sem distinção entre ativos, inativos e pensionistas.

O pagamento dos servidores que recebem acima de R$ 4 mil será anunciado em breve, a partir da disponibilidade de recursos.