Péricles e Paulo César saíram do Maracujá até o Centro da Cidade com o Pancadão 55

O encontro de paredões para o Pancadão 55, evento de campanha de Péricles Rocha e o vice Paulo César, passou pelo bairro Maracujá e saiu até a Praça da Bíblia, no centro da cidade.

Os candidatos da oposição encerraram a movimentação na Praça da Bíblia, mas depois seguiram para a residência do ex-prefeito, onde encerraram a sexta-feira de movimentações do grupo da oposição.

O comício da concentração foi na Praça do Maracujá, com a participação de diversas lideranças, além do deputado estadual, Ubaldo Fernandes.

Confira as fotos:

Ivanildinho realizou a Passeata das Mulheres, no bairro do Paraíso

As fotos dos drones podem ajudar a comparar o tamanho das duas movimentações desta sexta-feira (18), aparentemente, o candidato do PSB, Ivanildinho Ferreira, reuniu o maior público da campanha eleitoral suplementar. Uma grande mobilização saiu pelas ruas do bairro paraíso com um comício que contou com a participação da ex-prefeita Fernanda Costa e muitos apoiadores. O momento foi repleto de muitas homenagens para a ex-prefeita, que segundo seus apoiadores foi uma injustiça a cassação. Confira as fotos:

Rádio Santa Rita FM vai entrevistar os candidatos Péricles e Ivanildinho

Os dois candidatos a Prefeito de Santa Cruz serão entrevistados na Rádio Comunitária Santa Rita FM, nos dias 22 e 23 de janeiro, terça e quarta-feira respectivamente.

No sorteio, realizado na tarde deste sábado (19), o candidato do PSD, Péricles Rocha, será entrevistado na terça-feira, dia 22 de janeiro.

O candidato do PSB, Ivanildinho Ferreira, será entrevistado no dia 23 de janeiro, uma quarta-feira.

De acordo com a Rádio Santa Rita, é uma oportunidade para os ouvintes conhecerem melhor os candidatos e fazer uma opção para o dia 03 de Fevereiro, data da eleição suplementar.

Os jornalistas Michael Pontes e Wallace Azevedo (editor do Blog) irão conduzir as entrevistas, que serão transmitidas pelas ondas da FM Santa Rita e das redes sociais.

Pesquisa Consult já pode ser divulgada na próxima quarta-feira (23)

A Rádio 98 FM, de Natal, é o veículo que contratou a Pesquisa Consult que vai entrevistar 480 eleitores, em Santa Cruz.

A pesquisa registrada no dia 17 de janeiro, poderá ser divulgada a partir da próxima terça-feira (22), no programa Repórter 98, com Felinto Rodrigues.

Major Eudes Valério é designado para o comando da PM de Santa Cruz

O boletim da PM também confirmou o novo nome para o comando da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar, que será o Major Eudes Valério Antunes Coelho.

Major Valério estava Diretoria de Pessoal, em Natal, e agora assumirá as funções à frente da Polícia Militar, na região do Trairi.

Inep divulga resultado do Enem para 6,7 milhões de inscritos

Os resultados oficiais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão disponíveis a partir desta sexta-feira, 18. Os candidatos têm acesso às notas na Página do Participante, mediante o fornecimento de Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e senha. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, a edição 2018 teve mais de 6,7 milhões de inscritos.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) dispõe de 6.933 vagas para ingresso via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), sendo 4.649 para o 1º semestre e 2.284 para o 2º semestre deste ano letivo. O cadastramento dos alunos aprovados será realizado entre os dias 30 de janeiro e 4 de fevereiro.

Governo Fátima no Trairi: Major Moura deixa o comando da Polícia Militar de Santa Cruz

Inexplicavelmente, o comandante da 4ª Companhia Independente de Polícia Militar de Santa Cruz, Major Valber Pereira de Moura, deixa de exercer a função, em portaria publicada no Boletim da Polícia Militar, publicado nesta sexta-feira (18).

Com um desempenho bem avaliado pela população, a decisão que partiu “lá de cima” de dispensar o Major Moura do comando da PM de Santa Cruz é no mínimo algo não bem planejado.

Moura passará a responder pelo subcomando do 4º Batalhão de Polícia Militar, em Natal.

INTRIGA DA OPOSIÇÃO?

Os comentários nas ruas são diversos, principalmente apontando a oposição como responsável pela mudança na PM de Santa Cruz. Sendo o grupo ligado ao governo Fátima, e diante de outros fatos polêmicos entre Major Moura e alguns integrantes da oposição, como no episódio recente das confusões na Câmara Municipal, os boatos só aumentam a cada hora.

JOSEMAR NEGA INTERFERÊNCIA POLÍTICA

O ex-vereador Josemar Bezerra negou qualquer interferência da oposição nesse episódio da troca de comando da PM de Santa Cruz. “Não temos nada com isso. Foi uma surpresa para mim. Essa mudança acredito que seja de iniciativa do próprio secretário de segurança”, disse.

REDES SOCIAIS

Muitos internautas estão criticando a mudança do comando da PM, considerando o bom trabalho do Major Moura. Um dado que reforça esse apelo é o fato de nenhuma agência bancária da cidade ter sofrido qualquer explosão durante todo esse tempo dele à frente da Polícia, além de outros fatos que reforçam o bom desempenho do mesmo.

Tomba contesta autoria de Péricles nas obras do Canal do Maracujá

O deputado Tomba Farias foi um dos destaques da live do candidato a prefeito, Ivanildinho Ferreira. E ele criticou as declarações do candidato da oposição, Péricles Rocha, sobre obras da gestão 2009-2012.

Tomba afirmou que Péricles não construiu o Canal do Maracujá, e trouxe documentos oficiais. “Eu apresento documentos, eu não saio falando besteira por aí não. Eu tenho provas”, disse Tomba.

A obra do Canal do Maracujá foi licitada pelo Governo do Estado, e executada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, a SEMARH. “Essa obra é do Governo do RN. Não foi licitada em Santa Cruz, e foi uma luta do ex-governador Iberê Ferreira. Não queira atribuir obra a você que você não construiu”, disse Tomba ao primo Péricles.

Confira os documentos apresentados:

Ivanildo tem registro de candidatura deferido pela Justiça Eleitoral

A Justiça Eleitoral atestou o candidato da situação, Ivanildinho Ferreira (PSB), as condições para concorrer na eleição suplementar de Santa Cruz.

A oposição pediu a impugnação do candidato a prefeito, justifica que ele fazia parte da chapa cassada, que é a motivadora da nova eleição. A documentação da oposição é “sob a alegação de flagrante de inelegibilidade, uma vez que o candidato referido foi condenado nos autos da AIJE nº 220-27.2016.6.20.0016”.

A juíza analisou que Ivanildinho “não foi atingido pela pena de inelegibilidade, justamente por não ter sido verificada, naquela ocasião, a sua participação ou o conhecimento prévio dos ilícitos eleitorais então julgados”.

Confira a decisão:

Processos n.ºs 2-91.2019.6.20.0016 e 3-76.2019.6.20.0016 – RRC – Registros de Candidaturas

Candidato/Impugnado: IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO e GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA

Requerente: Coligação “Seguindo em Frente” (PSB, MDB, PDT, PSDB, DEM e SOLIDARIEDADE)

Município: Santa Cruz/RN

Advogado(s): André Augusto de Castro, OAB/RN nº 3.898

Impugnante: Coligação “Porque o Povo Quer” (PSD, PT, PR, PV e PC do B)

Advogado(s): Felipe Augusto Cortez Meira de Medeiros, OAB/RN nº 3.640

SENTENÇA

Trata-se dos pedidos de registro de candidatura de IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO e GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA para concorrerem, na mesma chapa, pela coligação em epígrafe, aos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Santa Cruz/RN, respectivamente, sob o número 40.

O requerimento de registro da candidatura de GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA não foi objeto de nenhuma impugnação.

Por sua vez, o requerimento de registro da candidatura de IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO foi impugnado pela Coligação “Porque o Povo Quer” , com fundamento no art. 219 do Código Eleitoral e no art. 1º, inciso I, alíneas “d” , “h” e “j” , da Lei Complementar nº 64/90, sob a alegação de flagrante de inelegibilidade, uma vez que o candidato referido foi condenado nos autos da AIJE nº 220-27.2016.6.20.0016.

O candidato apresentou contestação em seguida, defendendo a não incidência de quaisquer das causas de inelegibilidade previstas na Lei Complementar n. 64/90, uma vez que o candidato IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO não foi condenado à pena de inelegibilidade na AIJE n. 220-27.2016.6.20.0016 por não ter sido reconhecida a sua participação ou o conhecimento dos atos ali apurados, considerando a natureza pessoal da referida penalidade. Argumentou, ainda, que a condenação que levou à cassação do seu mandato decorreu, tão-somente, em função do princípio da unicidade e indivisibilidade da chapa (art. 22, XIV, da Lei Complementar n. 64/90).

O Ministério Público ofertou parecer favorável ao deferimento do registro de candidatura de IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO e GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA, com o consequente indeferimento do pedido de impugnação do primeiro (fls. 24 e 93/95).

Após, os autos vieram-me conclusos para julgamento.

Pois bem, inicialmente é de se registrar que, em conformidade com o art. 35, §3º, da Resolução n. 23.455/2015 do TSE, os processos dos candidatos à eleição majoritária devem ser julgados conjuntamente, com o exame individualizado de cada uma das candidaturas.

No que atine ao registro de candidatura de IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO para o cargo de Prefeito do Município de Santa Cruz/RN, houve impugnação sob o argumento de existir condenação deste nos autos da Ação de Investigação Judicial Eleitoral – AIJE, n. 220-27.2016.6.20.0016 , como integrante da chapa que deu causa à nova eleição.

Nada obstante, analisando-se detidamente a sentença proferida nos autos da AIJE n. 220-27.2016.6.20.0016, bem como o Acórdão que a seguiu, observa-se que o ora candidato IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO não foi atingido pela pena de inelegibilidade, justamente por não ter sido verificada, naquela ocasião, a sua participação ou o conhecimento prévio dos ilícitos eleitorais então julgados.

Assim, trago à baila o seguinte trecho da sentença retromencionada, aclarando a situação ora em debate:

“Noutro turno, é de se avaliar que, apesar de ser inquestionável a aplicação da pena de cassação do diploma também ao vice-prefeito, diante da clareza com que foi redigido o inciso XIV do art. 22 da Lei Complementar n. 64/1990, sendo, por isso, inclusive, a ação de investigação judicial eleitoral abrangida pela hipótese de litisconsórcio passivo necessário entre este e o candidato ao cargo de Prefeito, visto que também se beneficia da conduta ilícita, o mesmo não se pode dizer quanto à pena de inelegibilidade, pois hic etc nunc se exige a comprovação da responsabilidade do investigado no cometimento do ato, isto é, a existência do nexo de causalidade entre sua conduta passiva ou omissiva e o fato ocorrido.

No caso do candidato a vice-prefeito, Dr. IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO, não há nada nos autos que indique o seu conhecimento sobre os fatos.”

De tal modo, embora tenha tido o seu diploma cassado, este fato decorreu, exclusivamente, em face de integrar a chapa majoritária da qual a candidata ao cargo de Prefeito foi condenada à pena de inelegibilidade por abuso do poder político e econômico; pena esta que a ele não se estendeu por não haver prova de sua participação ou conhecimento, considerando-se, em especial, o caráter personalíssimo de tal penalidade.

Vê-se, com efeito, que as hipóteses de inelegibilidade mencionadas pelo impugnante, quais sejam, as alíneas “d” , “h” e “j” do inciso I, do art. 1º da Lei Complementar n. 64/90, não estão evidenciadas no caso do candidato IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO, posto se referirem a casos em que tenha sido reconhecida a responsabilidade pessoal do candidato, em decisão transitada em julgado ou de órgão colegiado, 1) por atos de abuso do poder econômico ou político apurados em processo no âmbito da Justiça Eleitoral; 2) por atos de abuso do poder econômico ou político que tenham beneficiado a si próprio ou a terceiros, na condição de detentor de cargo na administração pública; 3) por atos de corrupção eleitoral, captação ilícita de sufrágio, por doação, captação ou gastos ilícitos de recursos de campanha ou por conduta vedada aos agentes públicos em campanhas eleitorais.

Desta feita, considerando que, ao candidato IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO, não foi atribuída a prática dos atos ilícitos configuradores de abuso do poder político e econômico objetos da AIJE n. 220-27.2016.6.20.0016, motivo pelo qual não lhe fora imposta a pena de inelegibilidade do inciso XIV do art. 22 da Lei Complementar n. 64/90 e nem se pode dizer, pela mesma razão, que deu causa à nulidade das eleições majoritárias de 2016, são também, hic et nunc, inaplicáveis as hipóteses de inelegibilidade descritas na impugnação em apreço (art. 1º, I, “d” , “h” e “j” , da Lei Complementar n. 64/90).

Ademais, o Tribunal Superior Eleitoral – TSE, já decidiu a respeito da natureza personalíssima da pena de inelegibilidade, senão vejamos:

“ELEIÇÕES 2012 – REPRESENTAÇÃO – ABUSO DE PODER ECONÔMICO – CASSAÇÃO DE REGISTRO – GASTOS ELEITORAIS – APURAÇÃO – ARTIGO 30-A – AUSÊNCIA DE PREJUÍZO PARA ANÁLISE DO ABUSO DE PODER – JULGAMENTO EXTRA PETITA – DECADÊNCIA – PREQUESTIONAMENTO – SAQUES EM ESPÉCIE – POTENCIALIDADE – GRAVIDADE – RESPONSABILIDADE – APROVAÇÃO DE CONTAS – IRRELEVÂNCIA – AUTOR DO ABUSO – CANDIDATO BENEFICIÁRIO – RESPONSABILIDADE – SANÇÃO – REEXAME DE PROVA. 1. Ao apontar ofensa ao art. 275 do Código Eleitoral, assim como ocorre em relação ao art. 535 do CPC, cabe à parte identificar precisamente qual vício não teria sido sanado e a sua relevância para o deslinde da causa, não sendo suficientes alegações genéricas. 2. Em princípio, o desatendimento às regras de arrecadação e gastos de campanha se enquadra no art. 30-A da Lei das Eleições. Isso, contudo, não anula a possibilidade de os fatos serem, também, examinados na forma dos arts. 19 e 22 da Lei Complementar nº 64/90, quando o excesso das irregularidades e seu montante estão aptos a demonstrar a existência de abuso do poder econômico. 3. Não ocorre julgamento extra petita quando o Tribunal decide a causa a partir dos fatos narrados na inicial e examina, também, aqueles apresentados como justificadores pelas defesas. 4. A alegação relacionada à decadência não está prequestionada, sendo certo, ademais, que o direito à ação nasce no momento em que ocorre a violação às regras que regulam o processo eleitoral. 5. A Corte Regional Eleitoral assentou que houve abuso na utilização de recursos em espécie sacados da conta do partido político, que foram utilizados, entre outras situações, na contratação de veículos que trabalharam em prol da campanha dos recorrentes e na contratação desmesurada de propaganda eleitoral. 6. A partir da nova redação do art. 22 da Lei Complementar nº 64, de 1990, com a inclusão do inciso XVI, não cabe mais considerar a potencialidade de o fato alterar o resultado da eleição, mas apenas a gravidade das circunstâncias que o caracterizam. 7. A apuração e eventual punição da agremiação partidária, nos termos do art. 37 da Lei nº 9.096/95, devem ser apreciadas na via própria, sem prejuízo dos fatos serem considerados, nos autos de ação de investigação judicial eleitoral, para análise do abuso de poder econômico. 8. A aprovação das contas do candidato não lhe retira a condição de beneficiado pela prática de abuso de poder econômico. 9. Deve ser feita distinção entre o autor da conduta abusiva e o mero beneficiário dela, para fins de imposição das sanções previstas no inciso XIV do art. 22 da LC nº 64/90. Caso o candidato seja apenas benificiário da conduta, sem participação direta ou indireta nos fatos, cabe eventualmente somente a cassação do registro ou do diploma, já que ele não contribuiu com o ato. 10. Hipótese em que o acórdão regional registrou a participação do Presidente do Partido e o conhecimento dos candidatos, imputando-lhes responsabilidade. Impossibilidade de rever fatos e provas em recurso especial (Súmulas nº 7, do STJ e 279, do STF).Recursos especiais desprovidos.” . (TSE – REspe: 13068 RS, Relator: Min. HENRIQUE NEVES DA SILVA, Data de Julgamento: 13/08/2013, Data de Publicação: DJE – Diário de justiça eletrônico, Data 04/09/2013). (Grifos acrescidos).

Além disso, em caso semelhante ao presente, tem-se a recente decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará:

“RECURSO ELEITORAL. ELEIÇÕES 2016. PREFEITO. INELEGIBILIDADE. ART. 1º, I, D, E E L, DA LEI Nº 64/90. CONDENAÇÃO POR ÓRGÃO COLEGIADO EM VIRTUDE DE ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. PRÁTICA DE ATO DOLOSO DE IMPROBIDADE QUE IMPORTE, SIMULTANEAMENTE, ENRIQUECIMENTO ILÍCITO E LESÃO AO ERÁRIO. NÃO COMPROVAÇÃO. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. NATUREZA CÍVEL. SUSPENSÃO DE DIREITOS POLÍTICOS. TRÂNSITO EM JULGADO. INEXISTÊNCIA. AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO JULGADA PROCEDENTE PELA JUSTIÇA ELEITORAL, EM DECISÃO TRANSITADA EM JULGADO, COM CASSAÇÃO DE DIPLOMA. VICE-PREFEITO. CONDENAÇÃO REFLEXA. NÃO COMPROVAÇÃO DA PRÁTICA DE IRREGULARIDADES PELO ENTÃO VICE-PREFEITO. NÃO CONFIGURAÇÃO DAS INELEGIBILIDADES CONSTANTES DAS ALÍNEAS D, E E L, INCISO I, ART. 1º DA LEI Nº 64/90. SENTENÇA MANTIDA. REGISTRO DE CANDIDATURA DEFERIDO. RECURSO CONHECIDO E DESPROVIDO. 1. Considerando o estabelecido no artigo 1º, inciso I, alínea L da Lei Complementar nº 64/90, percebe-se a necessidade da ocorrência simultânea da lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito, quando da prática do ato doloso de improbidade administrativa, para que se verifique a inelegibilidade prevista. Não tendo sido constatada a simultaneidade de dano ao erário e enriquecimento ilícito no caso dos autos não se encontra o candidato inelegível. Precedente TSE. 2. A pena de suspensão dos direitos políticos por 03 (três) anos, só se efetiva com o trânsito em julgado da sentença condenatória. A referida ação de improbidade administrativa ainda não transitou em julgado, encontrando-se em trâmite no Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, com interposição de Recurso Especial e Extraordinário. 3. No tocante a inelegibilidade constante da alínea e, inciso I do art. 1º da Lei nº 64/90, convém salientar que esta só é decorrência de condenação criminal, o que não é o caso dos autos, já que a ação de improbidade administrativa tem natureza cível. 4. Por fim, tratando da suposta incidência do art. 1º, inciso I, alínea d, da Lei Complementar nº 64/90, tem-se que o ora recorrido foi condenado em sede de AIME, apenas, em razão da unicidade da chapa majoritária, quando candidato ao cargo de vice-prefeito. A aludida decisão condenatória reconheceu a prática de ilícitos, somente, pelo candidato ao cago de prefeito, o qual era gestor municipal por ocasião dos fatos. 5. A declaração de inelegibilidade pressupõe a prática de ato ilícito, por ter caráter personalíssimo, razão pela qual este Regional não a declarou em relação ao vice-prefeito. Precedente do TSE. 6. Sentença mantida. Registro de candidatura deferido. 7. Recurso conhecido e desprovido. 8. Registro de candidatura da Chapa Majoritária deferido.” . (TRE-CE – RE: 10606 PORANGA – CE, Relator: MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA, Data de Julgamento: 10/10/2016, Data de Publicação: PSESS – Publicado em Sessão, Data 10/10/2016). (Grifos acrescidos).

Por conseguinte, não há como se reconhecer in casu quaisquer das causas de inelegibilidade mencionadas na vertente impugnação.

Outrossim, superada esta questão, examinando os autos quanto ao registro de candidatura de IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO e GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA para os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Santa Cruz/RN, respectivamente, constata-se que presentes estão as condições de elegibilidade dos candidatos (art. 14, §3º, da Constituição Federal), conforme Certidões de fls. 22 e 17 (nos autos de registro de candidatura, respectivamente) do Cartório Eleitoral e, neste ensejo, não há notícia de causa de inelegibilidade.

De resto, os referidos requerimentos foram adequadamente preenchidos e os documentos juntados mostram-se regulares (art. 36, I e II, da 23.455/2015 do TSE), estando, ainda, atendidas as exigências do art. 30 da Resolução 23.455/2015 do TSE, conforme se pode verificar pela certidão fornecida pelo Cartório Eleitoral.

Desta feita, há de ser reconhecida a aptidão dos candidatos IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO e GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA para concorrerem aos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Santa Cruz/RN, respectivamente.

À vista do exposto, JULGO IMPROCEDENTE o pedido constante da ação de impugnação e, por consequência, com fulcro no art. 49, caput, da Resolução n. 23.455/2015, DEFIRO o registro de candidatura da chapa formada pelos candidatos IVANILDO FERREIRA LIMA FILHO e GLAUTHER ADRIANO AZEVEDO SILVA para concorrerem aos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito do Município de Santa Cruz/RN, respectivamente.

Publique-se. Registre-se. Intimem-se.

Dê-se ciência ao Ministério Público Eleitoral.

Promovam-se as anotações necessárias.

Santa Cruz, 17 de janeiro de 2019.

GISELLE PRISCILA CORTEZ GUEDES DRAEGER

JUÍZA ELEITORAL

Estamos na temporada “SPC Santa Cruz”

Existem várias campanhas famosíssimas quando se trata de pagar dívidas ou atrair compras. Liquidação, refis e balcões de negociações são alguns exemplos práticos e rápidos.

Mas o termo para esse momento na campanha eleitoral suplementar é de chamar “SPC Santa Cruz”.

Vamos analisar alguns fatos:

  • Tomba cobra a Péricles uma dívida que é de Cleide;
  • Péricles afirma que não conhece essa dívida;
  • Por sua vez o candidato da oposição diz que Nogueira e Tomba estão devendo no seu comércio;
  • Tomba afirma em palanque que Péricles também está lhe devendo;
  • Péricles em vídeos antigos disse que Tomba botou o dinheiro de negociações de terrenos da Prefeitura no bolso;
  • Tomba afirma que ele vendeu o carro oficial da prefeitura para torra na campanha…

O blog soube que esse lance de cobrar conta entre políticos em Santa Cruz é algo comum e rende boas histórias.

Ou seja, se você quer ser candidato em 2020, pague logo suas contas.

Consult registra pesquisa para eleição suplementar em Santa Cruz

Já consta no site da Justiça Eleitoral, na plataforma de registro de pesquisas eleitorais, o registro RN-07961/2016 para ser realizada em Santa Cruz, nos dias 21 e 22 de janeiro de 2019. Serão entrevistados 480 eleitores, numa pesquisa que custou R$ 4.000,00, e foi contratada pela Rádio 98 FM, de Natal.

Na divisão por localidade ficou assim:

01)PARAISO 02)CONJUNTO ALUÍSIO BEZERRA 03)CENTRO 04)CONEGO MONTE 05)DNER/CRAVINA 06)3 a 1 07)BAIRRO ALEGRE 08)MARACUJÁ 09)BARRO VERMELHO 10)BOM SUCESSO 11)ALÍVIO

Péricles Rocha desafiou Cleide Araújo a provar que exista dívida

Não querendo condenar Péricles ou Cleide, nessa longa polêmica da dívida entre Prefeitura e Supermercado Araújo, mas cabe aos que acusam e desmentem apresentar provas.

Em sua live, Péricles procurou explicar para seus eleitores como funcionava as compras numa Prefeitura. “O serviço ou produto ele precisa de um empenho. É emitida uma nota de empenho, que é a garantia que o fornecedor vai receber. O empenho é uma prova que tem dinheiro para pagar essa compra de serviço ou materiais”, explicou.

O ex-prefeito e agora candidato a prefeito da oposição partiu para o ataque: “Eu desafio essa empresa [Supermercado Araújo] a apresentar essas notas fiscais e notas de empenho. Se você [Cleide Araújo] tirou as notas e não tem autorização, isso é fraude”.

Péricles disse que não tinha conhecimento dessa dívida. “Essas notas nunca foram apresentas enquanto eu estava como prefeito [2009-2012]. O empenho não foi feito, e não foi autorizado. Eu estou tranquilo, eu espero que tenha ficado claro, porque o que estão querendo criar são factoides”.

Ele ainda relatou sobre o “esquema da farmácia”, que motivou a cassação de Fernanda Costa, que seria a verdadeira fraude do sistema da oposição. “Trocaram por outros produtos, nessa cota para vereadores na farmácia. Quanto a dívida que apontam para mim eu posso provar que é mentira. Só sei que a justiça apurou por mais de dois anos e cassou essas pessoas que estão aí”, disse o candidato se referindo ao grupo de Tomba.

[FOTOS] Péricles afirma que recebe novos apoios diariamente

O candidato da oposição, Péricles Rocha (PSD), declarou na noite dessa quarta-feira (16) que todos os dias a população tem procurado ele para declarar apoio a sua candidatura.

Péricles afirmou que as adesões confirmam seu favoritismo para retornar à Prefeitura Municipal.

Já tem pesquisa para publicar?

O blog ficou sabendo que um grupo político já pretende fazer registro de uma pesquisa eleitoral nos próximos dias.

Com o registro, a coleta das entrevistas e o prazo para divulgação, até o final da próxima semana poderemos ter a primeira pesquisa eleitoral a ser divulgada na mídia local.

Nas últimas semanas três institutos estiveram visitando Santa Cruz para colher informações para pesquisas de consumo interno, ou seja, para planejamento e estratégias de cada bloco.

O grupo de Ivanildinho foi mais longe e recrutou vários militantes para visitar casa a casa e analisar a motivação do eleitor para esta eleição suplementar.

Os resultados de situação e oposição ainda são desconhecidos, mas em breve poderemos ter algo concreto sendo divulgado.

Quem irá registrar primeiro? Péricles ou Ivanildinho?

Pelas redes sociais, Ivanildinho vai apresentar a primeira parte do seu plano de governo

O blog conversou com o candidato a prefeito pela situação sobre a divulgação do seu plano de governo. Ivanildo Ferreira já adiantou que irá abordá-lo durante as lives pelas redes sociais.

Todas as quintas, o grupo vai promover essa interação nas redes sociais para divulgação da campanha e do plano de governo.

“Mas nosso diálogo sobre nosso plano de governo e os projetos estão sendo divulgados em cada reunião de bairro e nas conversas que tenho com a população visitando o povo de casa em casa”, disse o candidato do 40.

Quem quiser acompanhar essa interação nas redes sociais pode acessar o perfil oficial de Ivanildinho pelo Facebook e Instagram.

Reunião de Péricles no Conjunto Cônego Monte empolga correligionários do 55

O comentário do grupo de Péricles durante a reunião no Conjunto Cônego Monte era de uma positividade na campanha. Os aliados dele avaliaram que foi uma das melhores reuniões, o que vai esquentar o clima para mais uma passeata, na sexta-feira (18).

O grande público reunido na rua São Tomaz de Aquino, uma das principais avenidas do bairro, empolgou até aqueles que gostam de fazer comparação com o tamanho das reuniões de cada bloco.

A reunião contou com os apoios do deputado estadual Gustavo Carvalho e do deputado federal Beto Rosado.

[VÍDEO] Gean Paraibano manda recado para o deputado Tomba Farias

O vereador Gean Paraibano aproveitou a primeira reunião de bairros da semana para devolver as críticas do deputado Tomba Faria, que acusou o mesmo de fazer gestos obscenos para seu grupo, em uma reunião na casa do ex-vereador Raimundo Fernandes, e de ter condutas como apontar arma de fogo para a população.

Gean falou com muita força e gritou bastante ao se referir ao deputado, e além disso mandou um recado, confira o vídeo:

Beto Rosado diz que levará Péricles a todos os gabinetes de Brasília

O deputado federal, Beto Rosado (PP), visitou Santa Cruz mais uma vez, agora após a campanha eleitoral de 2018, e aproveitou para agradecer a votação comandada pelo vereador Gean Paraibano, mas renovou o compromisso.

Beto tinha se comprometido de enviar recursos para Santa Cruz, independente de quem fosse o gestor, mas agora ele disse que renova esse compromisso. “Se eleito, Péricles irá comigo a todos os gabinetes de Brasília para buscar recursos para Santa Cruz”, disse o deputado.

Campanha de Ivanildinho é uma das mais bem trabalhadas pelo grupo de Tomba

A campanha da eleição suplementar de 2019 já pode ser considerada uma das mais bem trabalhadas pelo grupo de Tomba Farias. Em 2016, a reeleição de Fernanda Costa também foi outro momento de muitas estratégias que resultaram na maior vitória de um candidato a Prefeitura Municipal.

O marketing e a equipe de comunicação tem usado de estratégias que tem causado muito efeito nas redes sociais. Apesar de um desgaste natural que todo grupo governista possui, o trabalho técnico que vem sendo desempenhado é um dos melhores das últimas eleições.

Mas nem sempre o melhor marketing leva a campanha. Em 2012, Péricles Rocha, na sua candidatura de reeleição aplicou uma das melhores estruturas da época, uma equipe que era muito competente, além de ter a atenção de boa parte da mídia local. Mesmo assim perdeu a campanha para um marketing muito simples e fraco, que elegeu a primeira mulher prefeita de Santa Cruz, Dra Fernanda Costa.

Por outro lado, o bom marketing da reeleição, como o slogan “Onde tem Tomba tem trabalho” ou “Onde tem Fernanda tem Trabalho”, conseguiu reconduzir Tomba para o segundo mandato de deputado e em seguida reeleger a esposa prefeita.

A cassação da mesma é um desafio altíssimo para reerguer o grupo para uma eleição municipal às pressas. Apesar desse desgaste político, Ivanildo e Tomba seguem fazendo grandes reuniões. O comício de abertura do comitê foi um dos maiores que o grupo de Tomba realizou em largada de campanha eleitoral. O trabalho de redes sociais, vídeos, material de campanha também é muito positivo.

Tudo isso poderá ter sido válido se em 03 de fevereiro for vencedor nas urnas. Caso contrário lembraremos como os muitos slogans empolgantes e náufragos do passado, basta lembrar de Albérico e Demontier com o jingle “vem, venha comigo”; Crézio e Demontier na famosa música “todos querem pão com ovo”; ou ainda o projeto da “Santa Cruz Humanizada” de Dr. Petrônio em 2008.

O tempo é o senhor da razão!

Governo define data para funcionamento da nova Central do Cidadão de São Paulo do Potengi

A nova Central do Cidadão de São Paulo do Potengi deve começar a funcionar no final de fevereiro. A estimativa dada pelo Governo do Estado surgiu após o deputado Fernando Mineiro, futuro secretário de Gestão de Projetos, e a futura titular da Sethas, Iris Oliveira, realizarem uma visita técnica ao prédio na tarde desta terça-feira (15). Os últimos ajustes já estão sendo feitos para que o serviço passe a funcionar no novo local nos próximos 45 dias.

A Central recebeu investimentos de R$ 2,8 milhões, entre obras e equipamentos, via projeto Governo Cidadão e Banco Mundial, e teve a obra finalizada em dezembro do ano passado. O equipamento de São Paulo do Potengi vai começar a funcionar em um modelo piloto, que caso obtenha êxito, será replicado nas outras 22 Centrais do Cidadão que estão sendo construídas ao redor do Estado. Serão oferecidos os serviços do Banco Cidadão, Caern; AGN; Detran; DRT; Ipern; Itep; Junta Militar; Receita Federal; Procon; T.R.E e Foto/Xerox. A expectativa é ultrapassar a média de 8,5 mil atendimentos mensais.

Participaram da visita o articulador territorial do projeto Governo Cidadão na região Potengi, Dário Alves, o coordenador de engenharia do projeto, Sérgio Araújo, o representante da empresa EJF Empreendimentos, responsável pela obra, Ezieliton Fernandes, o gerente da Central José Augusto e os vereadores do município Diogo Alves e João Cabral.

Fotos: João Vital